Reavivados por Sua Palavra


OSEIAS 9 by jquimelli
28 de novembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

A religião cananéia era um culto à fertilidade onde se adorava o deus natureza que se supunha trazer bem-estar e boas colheitas. Os israelitas abandonaram o verdadeiro Deus e esperando boas colheitas, seguiram a religião cananéia, que incluia a prostituição no templo durante seus cultos (Oséias 9:1). Uma vez que Deus decidira fazer da terra de Canaã “a terra do Senhor” (9:3), as pessoas descrentes deveriam ser dela retiradas, porque Jerusalém e Israel deveriam ser uma cidade e uma terra de santos.

Então, o Senhor permitiu que os israelitas fossem levados para a Assíria como prisioneiros onde eles teriam que viver em um estado semelhante à sua antiga escravidão no Egito, tendo que comer animais imundos e viver como os que lá viviam (9:3). No cativeiro assírio eles não seriam autorizados a adorar o Deus verdadeiro (9:4), nem celebrar as festas do Senhor (9:5). Suas casas deixadas para trás ficariam vazias e cobertas de ervas daninhas (9:6).

Eles ainda não reconheceriam Deus como seu Criador e Sustentador, mas reconheceram que o dia da recompensa e do julgamento havia chegado. No entanto, eles ainda amaram os ensinamentos enganosos dos falsos profetas (9: 7).

Ajuda-nos, Senhor, para que possamos aprender com a história de Israel e reconhecer que és o nosso Criador e Sustentador o tempo todo.

Yoshitaka Kobayashi
Japão

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/hos/9 e https://www.revivalandreformation.org/?id=1117
Também disponível no blog mundial RPSP/BHP da IASD, em: https://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/hos/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/09/04/
Equipe de tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Oseias 9 NVI
Ouça online: Bíblia NVI em áudio
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



OSEIAS 9 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
28 de novembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



OSEIAS 9 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
28 de novembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

A rejeição à mensagem de Deus, ou mesmo a rejeição ao mensageiro utilizado por Deus para enviar Sua mensagem, “é uma indicação de hostilidade com relação ao próprio Deus” (Richard O. Lawrence).

O povo que recebera bênçãos, proteção e revelações de Deus, Aquele que graciosamente fez concerto com Israel, tornou-se indiferente a Ele como uma esposa fria diante de seu marido atencioso.

“Deus os tirou da terra do Egito e os fez Seu povo, mas eles retornaram à escravidão (no Egito). Deus lhes deu Sua Lei e lhes falou como ser limpos a Sua vista (veja especialmente Levítico 11:1-23; Deuteronômio 14:3-21), mas eles serão levados a Assíria e ali serão obrigados a comer o que é imundo. Os dois juízos serão sinais da separação de Deus” (Mike Butterworth).

Por isso, “num doloroso lamento, o profeta expõe pormenorizadamente os principais aspectos da apostasia deles: ‘Baal-Peor’, ‘Gibeá’, ‘Gilgal’, ‘Bete-Aven’, ‘bezerro’, ‘perversidade’, ‘príncipes rebeldes’, ‘secaram-se as suas raízes’, ‘não dará fruto’, ‘o meu Deus os rejeitará’, andarão errantes entre as nações’”, observa Robert H. Pierson. E, depois declara:

“Há muita coisa nas denúncias de Oseias que se aplica à Igreja nestes últimos dias”.

Portanto, abramos ouvidos e coração para o que Deus quer revelar-nos. Tais advertências devem atingir a alma de todo crente nestes dias que antecedem a volta de Jesus, caso queiramos ser aprovados no dia do juízo.

Então, observe atentamente estas verdades:

• Não podemos desperdiçar nossa vida com os prazeres carnais, seguindo os mundanos; isso nos distancia de Deus (v. 1).

• Não devemos vender-nos à prostituição espiritual e à orgia religiosa, oferecidas como comidas em restaurantes à beira das avenidas – nem toda igreja serve ao Deus verdadeiro do jeito que Ele revelou em Sua Palavra (vs. 2-4).

• Não é sábio ignorar a revelação de Deus por apreciar a revelação do pastor, nem criar a própria religião para tentar se livrar do juízo descrito na Bíblia (vs. 5-7).

• Quando não há discernimento espiritual julgamos por “loucura” a mensagem de Deus e, de “loucos”, aos Seus mensageiros – tais conclusões que são verdadeiras loucuras (vs. 8-9).

• Deus relembra a história antes de aplicar Seu juízo; Sua intenção é despertar a consciência cauterizada pelo pecado visando salvação ao perdido (vs. 10-17).

Ouça aos mensageiros de Deus! – Heber Toth Armí.



OSEIAS 9, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
28 de novembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Mui profundamente se corromperam, como nos dias de Gibeá. O SENHOR Se lembrará das suas injustiças e castigará os pecados deles” (v.9).

Um dos relatos bíblicos mais tristes e difíceis de se ler encontra-se no capítulo dezenove do livro de Juízes. A violência cometida contra a concubina do levita e o esquartejamento de seu cadáver foram absurdos que chocaram Israel e levaram todo o povo a concluir: “Nunca tal se fez, nem se viu desde o dia em que os filhos de Israel subiram da terra do Egito até ao dia de hoje; ponderai nisso, considerai e falai” (Jz 19:30).

A corrupção de Israel nos tempos de Oseias foi comparada com este episódio onde a maldade era sem escrúpulos. O povo se comportava como se em dias de festa, quando, na verdade, estava para viver dias de luto. Até as novas gerações não seriam poupadas do castigo vindouro, sendo levadas “ao matador” (v.13). A bênção que deveria ser perpetuada para a vida (Dt 6:4-9), foi trocada pela maldição para a morte.

A tragédia humana atinge o seu ápice na proporção em que o homem deixa de ouvir a voz do seu Criador. A mesma voz que falou e tudo se fez, é a mesma que continua falando através de Sua Palavra com a finalidade de, dia após dia, nos refazer. É uma obra contínua e ininterrupta que só atingirá o seu clímax no grande Dia do Senhor. Deixar de ouvir a voz de Deus não é só uma questão de escolha, mas de renúncia à própria finalidade para a qual fomos criados: “… os que criei para Minha glória, e que formei, e fiz” (Is 43:7).

Com isto em mente, ponderemos  sobre nossos dias. Temos testemunhado de alguns uns anos para cá não a ocorrência de um episódio esporádico de violência extrema, mas de um surto generalizado de crimes hediondos que têm tornado esta terra um lugar terrível de se viver. O descaso para com a vida alheia, o desamor e o prazer a todo custo são as principais causas de tão elevado e absurdo número de vítimas fatais. Mas esta é a face do homem longe de Deus! Este é o quadro composto pelo príncipe deste mundo!

O episódio de Gibeá ilustra a situação do homem sem Deus: pior do que um animal. Porque o animal faz as coisas por instinto, mas, o homem, como único ser racional, quando age por conta própria, torna-se pior do que um bicho. O que estamos vendo a olho nu, hoje, é o retrocesso humano e a degradação do mundo. Quanto mais distante vivemos dos propósitos de Deus, mais vulneráveis ficamos às nossas paixões e concupiscências e, então, começamos a nos destruir uns aos outros.

Nunca estivemos tão perto de ver cumprida esta profecia de Oseias: “Chegaram os dias do castigo, chegaram os dias da retribuição” (v.7). Despertemos, meus irmãos! Basta olhar para os lados e ponderar de que o relógio deste mundo está prestes a badalar o seu minuto final. Isto não é sensacionalismo, isto é choque de realidade! O Senhor tem chamado o Seu povo para ouvir: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz” (Ap 2:7). E nós? Temos aproveitado ou rejeitado este privilégio?

Em nome de Jesus, aproveitemos ao máximo estes últimos instantes enquanto ainda podemos ouvir a voz do Espírito Santo. Porque está chegando o tempo em que todas as oportunidades cessarão e cumprir-se-á a profecia: “Ai deles, quando deles Me apartar!” (v.12).

Bom dia, ouvintes do Espírito Santo!

Jornada de oração, dia 12/21: Oremos por uma vida guiada e santificada pelo Espírito Santo.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Oseias9 #RPSP

Deixe seu comentário:



OSEIAS 9 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
28 de novembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



OSEIAS 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
28 de novembro de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

Não te alegres. A primeira metade deste capítulo, v. 1 a 9, apresenta uma advertência contra qualquer sentimento de falsa segurança decorrente de um período de prosperidade temporária. Sob Jeroboão II, Israel foi forte. … a terra teve paz sob Menaém. Até Tiglate-Pileser invadir Israel, de certo modo, foi forte. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 1006.

As bênçãos da colheita foram consideradas as recompensas por sua idolatria (ver Jr 44:17, 18). Não admira que Oseias se refira a essas bênçãos como o aluguel da prostituta, não como evidências da graça do Senhor! CBASD, vol. 4, p. 1006.

Não os manterão. Embora Israel exultasse sobre as bênçãos da colheita, as pessoas seriam incapazes de apreciar a produção abundante de seus campos, porque seriam levadas em cativeiro para a Assíria, como aparentemente está implícito no v. 3. CBASD, vol. 4, p. 1006, 1007.

Pão de pranteadores. Este alimento era consumido nos funerais por aqueles que pranteavam os mortos. Qualquer alimento como esse era legalmente impuro, porque um cadáver cerimonialmente contaminava durante sete dias o local onde ficava e tudo e todos os que ali entravam. CBASD, vol. 4, p. 1007.

Eles se foram. O profeta descreve o exílio de Israel na terra do cativeiro como um evento que já havia ocorrido. CBASD, vol. 4, p. 1007.

9 – 17 Oséias era o vigia de Israel, mas era odiado pelos sacerdotes dos adoradores do bezerro de ouro, e armadilhas foram colocadas em seu caminho (9:8). O povo do Israel do norte era tão abominável e corrompido quanto o povo de Gibeá que havia abusado da concubina do levita (9:9; Jz 19). A condição espiritual de Israel durante a sua estada no deserto, no Êxodo, era como uvas inesperadas ou os primeiros figos. No entanto, ao final de seus 40 anos no deserto eles começaram a adorar Baal-Peor (9:10). Deus teria que ensinar o povo de Israel que Ele era o verdadeiro Sustentador, não Baal. Assim, Deus impediu o aumento de nascimentos de pessoas e de gado. Só então eles iriam perceber que as bênçãos não perduram quando o Sustentador e Guardião se afasta (9:11b-12). O profeta Oséias sabia que a destruição de Samaria e o cativeiro de Israel do norte eram inevitáveis. Por não ouvirem ao Senhor, se tornariam peregrinos entre as nações (9:17). Yoshitaka Kobayashi,  em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/09/04/




%d blogueiros gostam disto: