Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 9 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ
26 de abril de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 9 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
26 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Você deve tomar muito cuidado se não quer ser enganado(a). O engano sempre vem disfarçado, visando tornar-nos derrotados. Neste texto “Josué fez aliança com o inimigo pensando estar tomando uma decisão sábia. A situação parecia tão óbvia que ele nem chegou a consultar a Deus” (Hernandes Dias Lopes).

Nossas habilidades e capacidades podem ser ludibriadas devido a nossas limitações; portanto, precisamos sempre consultar a Deus ainda que a situação pareça fácil ser controlada. Hernandes observa que “o inimigo disfarçado foi mais poderoso do que os inimigos que empunharam armas de guerra (Js 9.1,2). O inimigo camuflado prevaleceu”, o declarado não!

As notícias das vitórias de Israel sobre Jericó e Ai percorreram todo o território cananita, como Deus planejara; contudo, ao invés de conversões, houve endurecimento dos corações. Os gibionitas, movidos por medo, reconhecendo que logo poderiam ser destruídos, elaboraram uma estratégia de engano.

Utilizando-se de sandálias velhas e remendadas, roupas gastas e rasgadas, odres de vinho velho e quebrados e, pão seco e bolorento, sugeriram assim estarem vindo de uma terra longínqua. Segue a sequencia:

1. Israel foi enganado e fez aliança com os gibionitas;
2. Três dias após a aliança feita, tudo foi descoberto;
3. Israel desejou destruí-los;
4. Os príncipes de Israel optaram por honrar o compromisso feito;
5. Os gibionitas tornaram-se servos de todo o Israel para…
• …rachar lenha, e,
• …tirar água.

Reparando a loucura: “Josué e os príncipes agiram [agora] com sabedoria ao honrar a aliança, mesmo sabendo que foram enganados. Mais tarde, Saul tentou acabar com os gibionitas, e foi punido por isso (2Sm 21)” (William MacDonald).

REFLITA:

1. Não confies em tua capacidade de análise e julgamento, por mais fáceis que sejam as propostas, elas podem conduzir-te a situações complexas e problemáticas.

2. Tuas decisões jamais deveriam ser tomadas sem antes consultar ao Deus que sabe todas as coisas e conhece cada situação. Ainda que determinado caso pareça obvio, ele pode ser isca do inimigo tentando enfraquecer tua vida e tua fé, objetivando levar-te ao fracasso físico e espiritual.

3. Após cometer erros e dar tua palavra, cumpra ainda que corras risco. A mentira gera consequências duráveis, como aconteceu aos gibionitas.

Cuidemos para que não sejamos enganados, nem enganadores. Submetemo-nos inteira e constantemente a Deus. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 9 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA
26 de abril de 2019, 0:01
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ
25 de abril de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 8 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ 
25 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Examino este capítulo e imagino Deus dizendo: “Não era para ser assim!”. Tem capítulos de nossa vida que seriam diferentes se não fosse o pecado, nosso ou dos outros. Contudo, Deus toma nossa vida a partir de nossos fracassos e a conduz ao sucesso.

Se, ao menos permitirmos Deus operar em nosso fracasso, em nossas derrotas, a partir de nossos erros, certamente Ele não pisará em nós, mas nos conduzirá à vitória. Essa verdade deveria ser um alívio para…

• Pais que erraram na educação dos filhos;
• Parentes que tiveram algum desentendimento;
• Cônjuge que cometeu erros em relação ao casamento;
• Filhos rejeitados, não planejados, órfãos…
• Qualquer pessoa que arruinou sua vida ou a do próximo com sua conduta pervertida…

Dos destroços de nossa vida, Deus nos reconstrói. Das tragédias, Deus nos restaura. Aqui o povo deveria agir como quando fora derrotado; Deus orienta-o a fingir que estava fugindo como na primeira tentativa para conquistar a cidade de Ai. Ao fugir, outro grupo invadiria por trás e entraria na cidade. O que de fato, deu certo.

Quando observo o relato da destruição de Jericó, imagino que os planos de Deus para conquistar Ai eram diferentes. Contudo, Deus desce onde estamos com medo para nos erguer. Deus é estrategista, Ele é sábio demais; Ele acerta até a partir de nossos erros, e vence a partir de nossas derrotas –, claro, se entregarmo-nos a Ele dispostos a obedecê-lO!

Sobre este capítulo Gene Getz oferece-nos estes princípios de vida:

1. Deus jamais abandona Seus filhos, não importa o quanto estes O tenham abandonado;
2. Deus pega os erros dos Seus filhos e usa-os para alcançar resultados positivos;
3. Deus nos dá liberdade para desenvolvermos um plano estratégico, mas este deve sempre estar em harmonia com Suas diretrizes e princípios básicos.

Deus age em nossa vida para que nossa atitude seja testemunhar dEle. Nossas vitórias são de Deus através de nós e, devemos deixar isso muito bem esclarecido. “O altar de pedras com a lei lavrada em cima representa um testemunho do verdadeiro Deus para todos os que ali passassem” (Richard M. Davidson).

Entregue teu sucesso ou mesmo teu fracasso para Deus. Ele te surpreenderá com o resultado. Mas, não se esqueça de testemunhar dEle!

“Senhor, reaviva-nos… restaura-nos…” – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA
25 de abril de 2019, 0:00
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 7 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ
24 de abril de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: