Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 3 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
20 de abril de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

1846 palavras

3.1 – 4.24 Pormenores da travessia do rio e do memorial com 12 pedras que foi erigido no acampamento em Gilgal. Por mais que se ressalte, nunca se estará exagerando a grande importância desse relato, pois marca a travessia da fronteira da terra prometida e forma um paralelo com o milagre da travessia do “mar Vermelho” no êxodo (Êx 14 e 15). A fé que os israelitas tinham no Deus de seus pais foi renovada e fortalecida quando estava para enfrentar sua prova mais desafiadora, ao passo que, ao mesmo tempo, o medo dos cananeus foi grandemente intensificado (5.1). Bíblia de Estudo NVI Vida.

A grande significação dessas maravilhas é indicada em 4.24. Essas maravilhas deviam permanecer como um testemunho para todos os povos de todos os séculos de que a mão do Senhor é poderosa. Bíblia de Genebra.

Levantou-se, pois, Josué de madrugada. Um refrão repetido ao longo do livro de Josué (3:1; 6:12; 7:16; 8:10). No início da carreira de Josué como líder de Israel, Deus o instruiu a meditar na Torah dia e noite (1:8). É evidente que Josué tinha o hábito de levantar cedo para comungar com Deus em meditação e oração (ver 5:13-15). Andrews Study Bible.

Josué não podia descansar enquanto havia uma importante obra do Senhor a fazer. … Os que realizam grandes coisas para Deus precisam se levantar cedo. CBASD-Comentários Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 173.

Sitim, ou “Abel Sitim, nas campinas de Moabe”, era a localização do acampamento de Israel a leste do rio Jordão, defronte de Jericó (cf Nm 33.49). Bíblia Shedd.

três dias. Durante três dias, a multidão ficou diante daquele rio transbordante. Isto bastou para amedrontá-los, a menos que, como Abraão, ousassem enfrentá-lo à luz da graça divina. Tudo foi feito para incutir neles o fato de que o rio fora cortado por efeito da arca, e para ela. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

arca da Aliança. A arca simbolizava a presença de Deus em poder no meio do Seu povo. Era tão sagrada que, pelo fato de nela tocar, Uzá teve morte instantânea (2 Sm 6.6-9). Só podia ser levada por sacerdotes descendentes de Levi. A palavra “aliança” (heb “berith”) significa “concerto”, “pacto”, “testamento”, “contrato”. A arca era o símbolo do concerto feito entre Deus e o homem (cf Êx 2.25; Dt 4.7; 7.6-8; 8.17-18). Bíblia Shedd.

Era o tesouro mais sagrado de Israel. Life Application Study Bible Kingsway.

os levitas sacerdotes a levam. Normalmente, eram os filhos de Coate [levitas não sacerdotes, ou seja, não descendentes de Arão] que carregavam a arca. … No Jordão, os sacerdotes, representando Cristo, nosso mediador e sumo sacerdote, deviam ir à frente e abrir o caminho. CBASD, vol. 2, p. 174.

4 A distância entre o povo e os sacerdotes foi intencionalmente aumentada para que não pudesse haver dúvida quanto ao milagre. Sempre que avançamos através de um caminho desconhecido, a arca da aliança, que simboliza Cristo, no precede (Is 52.12). Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

Santificai-vos. Santificação, na Bíblia, significa separação para uso exclusivo de Deus (cf Gn 2.3; Êx 28.2, 3, etc.). Esta separação implicava uma purificação tanto da alma como do corpo…. “Santificação, a necessidade de distinguir entre Deus e as coisas que Ele criou”. Bíblia Shedd.

Houve um requisito semelhante quando Deus desceu para o povo, no monte Sinai (Êx 19.10, 14-15). Bíblia de Genebra.

Eles deviam se banhar, lavar as vestes e se abster de tudo que pudesse lhes impedir de concentrar a atenção no grande milagre que logo seria operado em favor deles. O Senhor, é claro, abençoaria a obra de preparação. O ser humano sempre deve cooperar com Deus na experiência da salvação (Fp 2:12). Para esperar a bênção e a orientação divina nos preparativos para entrar na Canaã celestial, é essencial que o crente se “santifique” por meio da consagração da vida ao Senhor, a fim de que Ele o purifique e o torne santo. Se isso era necessário para entrar na Canaã terrena, quanto mais para a admissão na Canaã celestial! CBASD, vol. 2, p. 174.

amanhã o SENHOR fará maravilhas por meio de vós. As “maravilhas” que o Senhor fazia de tempos em tempos O distinguiam como o verdadeiro Deus. Por serem feitas em favor de Israel, separavam esse povo das outras nações como objeto especial do favor divino. Porém, não seria possível haver “maravilhas” – Deus não poderia operar em favor dos israelitas – se não cumprissem primeiro a ordem de se santificar. CBASD, vol. 2, p. 175.

Hoje, começarei a engrandecer-te. O Senhor validaria a liderança de Josué repetindo as maravilhas que Ele fizera às margens do mar Vermelho através de Moisés. O Deus de Josué era o Deus de Moisés [e é o nosso Deus]. Bíblia de Genebra.

para que saibam. Os atos de Deus, com frequência, têm o propósito de esclarecer e das conhecimento (Êx 8.10; Dt 4.35; 2Rs 19.19; Is 45.6). Tal conhecimento nunca é meramente intelectual. … é atingível mediante o ouvir acerca dos atos de Deus, bem como de contemplá-los (2.9-10; 4.24). Bíblia de Genebra.

10 Nisto conhecereis. No antigo Oriente Médio, um modo comum de obter o veredicto judicial dos deuses era obrigando o acusado a submeter-se ao julgamento mediante o ordálio [prova judiciária feita com a concorrência de elementos da natureza e cujo resultado era interpretado como um julgamento divino] pela água. Em geral, tratava-se de lançar o acusado num rio (se morresse, os deuses o tinham declarado culpado; se sobrevivesse, os deuses o tinham declarado inocente). … É significativo que o Senhor entraria primeiro no Jordão e permaneceria ali até que todo o Seu exército tivesse atravessado com segurança. Sendo assim, a sua reivindicação à terra foi vindicada diante dos olhos de todos os que ouvissem a respeito. E a reivindicação era de Deus, e não de Israel; foi somente com ele que a nação atravessou o Jordão e como exército dEle, “batizado” para o Seu serviço. Bíblia de Estudo NVI Vida.

A passagem através do rio era um tipo de teste pela água, frequentemente usado em tempos antigos para determinar a decisão legal dos deuses. Deus passou com segurança pela água com Seu povo, demonstrando, assim, Seu direito (e do povo) à terra de Canaã. Andrews Study Bible.

lançarás diante de vós. Por que Deus estas nações de suas terras? Deus já havia punido Israel por sua desobediência. Ele, então, se voltou ao restante das nações. Gênesis 15.16 indica que o povo de Canaã era ímpio e merecia ser punido por seus pecados terríveis. Israel deveria ser um meio para esta destruição. Mais importante, ainda, era o fato de que Israel, como nação santa, não poderia viver entre este povo tão mau e idólatra. Fazer isso seria convidar o pecado a habitar em suas vidas. O único meio de prevenir Israel de ser infectado por religiões más era expulsar aqueles que as praticavam. Israel, contudo, falhou em expulsar todos que Deus ordenara expulsar. Não demorou muito para que Israel – a nação que Deus escolheu para ser Seu povo – começasse a seguir as más práticas dos cananitas. Life Application Study Bible Kingsway.

11 a arca da Aliança do Senhor de toda a terra. Lit. “a arca da Aliança, o Senhor de toda a terra”. Não somente o símbolo da Aliança, mas o próprio Senhor iria à frente de Seu povo. Bíblia de Genebra.

12 doze homens. Isso antecipa o principal assunto do cap. 4; ver 4.2. Bíblia de Genebra.

13 assim que as plantas dos pés… pousem nas águas. Muitas vezes, Deus não provê solução aos nossos problemas até que confiemos nEle e nos movimentemos à frente com aquilo que sabemos que devemos fazer. Quais são os rios ou obstáculos em sua vida? Em obediência a Deus, avance e pise na água. Life Application Study Bible Kingsway.

Os sacerdotes que levavam a arca deviam manifestar sua fé na palavra de Deus ao pisar na água. O Senhor sempre pede a Seu povo que, além de enfrentar dificuldades, também avance ousadamente com fé, sob Seu comando, confiando que Ele abrirá o caminho. Deus prometeu separar as águas e superar os obstáculos (Is 43:2). CBASD, vol. 2, p. 176.

Por que Israel precisou esperar até o Jordão estar em período de cheia para atravessá-lo? Um mês antes ou um mês depois a situação teria sido diferente, e os israelitas já se encontravam acampados em Sitim faziam dois meses. Provavelmente havia duas razões: (1) o poder de Deus seria mais evidente (ver com. de Êx 9:16; ver também 2Co 12:9) e (2) o povo de Jericó não os estaria esperando , e não haveria guardas junto ao rio. … Para Deus, o volume de água do Jordão não fazia a menor diferença. CBASD, vol. 2, p. 176- 177.

15 O Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras (ARA; NVI: “em ambas as margens”). Essa informação vital toma o leitor de surpresa. A travessia seria ainda mais notável do que o v. 13 tinha indicado. Bíblia de Genebra.

Por causa das chuvas da primavera e do derretimento da neve no monte Hermom. Bíblia de Estudo NVI Vida.

16 Adã. Uma cidade a cerca de 32 km ao norte de onde Israel atravessou. Este grande milagre de interromper o fluxo do Jordão pode ter ocorrido pela suspensão direta de Deus das leis da natureza ou, tão miraculosamente quanto, pelo trabalho de Deus através de Suas leis, providenciando a exata coordenação para que isso atingisse os Seus propósitos.A História secular registra que, ao menos em duas instâncias (08/dez/1267 e 11/07/1927), quando em resultado de um terremoto e deslizamento de terra, o Jordão teve cessado o seu fluxo aproximadamente no mesmo lugar dos dias de Josué (hoje Damieh) e muitos km do leito do rio permaneceram secos por muitas horas. Andrews Study Bible.

Seja qual for o caso [ocorrência natural usada por Deus, como um deslizamento de terra, ou outra maneira], Deus mostrou Seu grande poderem operar um milagre de coordenação de tempo [timing] e de localização para permitir que Seu povo cruzasse o rio em terra seca. Este testemunho do poder sobrenatural de Deus serviu para construir a esperança dos israelitas em Deus e dar a eles grande reputação contra seus inimigos, que os excediam em grande número. Life Application Study Bible Kingsway.

mar da Arabá. Ou, mar da planície, isto é, o Mar Morto. Arabá [heb Ahava] era a grande depressão do vale do Jordão que se estendia para o sul até o golfo de Áqaba. CBASD, vol. 2, p. 177.

17 os sacerdotes. O sacerdócio do AT era um tipo do sacerdócio de Jesus Cristo (cf Hb 10). Os sacerdotes, obedientes á vontade de Deus, entraram no Jordão. … Cristo, nosso Sumo Sacerdote, entrou na morte (rio), preparando o caminho para o Seu povo. Pela Sua morte expiatória, Ele abriu o caminho para os Seus (Hb 10.19-22). Agora, os crente em Cristo podem herdar sua Terra da Promissão, porque Cristo, seguindo a vontade de Deus, entrou na sua frente, preparando o caminho (Jo 14.6). A morte de Cristo será eficaz para todo o povo de Deus chegar até a glória. Bíblia Shedd.

16 passou o povo defronte de Jericó. Fica claro que os sacerdotes que levavam a arca cruzaram defronte de Jericó, e a multidão passou por ambos os lados da arca. Os cananeus teriam tentado defender os vaus do Jordão se houvessem previsto esse plano de passagem. Por certo sabiam que o acampamento dos israelitas ficava do outro lado do Jordão, mas a travessia lhes pegou totalmente de surpresa. CBASD, vol. 2, p. 177.



JOSUÉ 2 by Jobson Santos
19 de abril de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/josue/js-capitulo-2/

Das 93 mulheres mencionadas na Bíblia, apenas 49 sabemos os seus nomes e suas palavras somam pouco mais de um por cento do total da Bíblia. Isso torna as declarações bastante longas de Raabe ainda mais significativas e claramente de valor para o autor bíblico. As primeiras palavras de Raabe contêm uma forma de despistar os que estavam perseguindo os espias, a fim de proteger os israelitas. Sua próxima declaração mostra a sua fé ainda infantil e também seu medo significativo de um Deus a respeito de quem ela ainda não sabe muito. Sua próxima fala expressa o reconhecimento da soberania de Deus “do céu acima e da terra abaixo” (v. 11). Finalmente, ela demonstra amor por sua família e implora aos dois espias por um acordo a fim de manter a sua família segura.

Raabe não era uma princesa, uma rainha ou a esposa de alguém importante. Apesar de sua falta de status relativo dentro de sua própria sociedade, a sua fé em Deus foi qualificação suficiente para ela servir a Deus de uma maneira significativa. De fato, ela se torna parte da linhagem de Jesus Cristo (Mateus 1: 5), e é mencionada no capítulo de fé da Bíblia, Hebreus 11, ao lado de Moisés e Abraão. Raabe nos ensina que Deus pode usar qualquer pessoa que tenha um espírito disposto a servi-lo para promover a sua obra.

Joy Fackenthall
Professora de espanhol
Academia Adventista de Auburn
Washington, EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=434
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



JOSUÉ 2 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
19 de abril de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 2 – Comentário Pr. Heber Toth Armí by Ivan Barros
19 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

JOSUÉ 2 – Prostituição não é mal do século, é o mal da história do mundo. Contudo, restauração é fruto do coração de Deus. Perdão divino gera transformação em qualquer pessoa, inclusive naquelas marcadas por grandes amarguras da prostituição.

De certa forma, somos todos prostitutos e prostitutas; traímos Deus por nada, adulteramos doutrinas e agimos como se nunca tivéssemos assumido compromisso com Ele. Nosso relacionamento é mais para prostituição em relação a Deus do que fidelidade sincera. Precisamos da mensagem deste capítulo.

Pagamos caro para pecar assim como pessoas pagam para prostituir-se, e inúmeras vezes rejeitamos a graça gratuita divina. Investimos no pecado, fugimos de Deus. Esse é o estrago que Satanás planejou para cada um de nós; mas, restauração é o plano de Deus para todos.

Este capítulo revela o método divino de realizar Seus planos de salvar acoplado aos planos daqueles que agem dependendo dEle:

  1. Deus conquista Seus próprios planos ajudando os seres humanos a conquistarem os deles: Raabe já havia abandonado a prostituição quando aos espias chegaram a sua casa. Assim como os espias não sabiam, ela também desconhecia o meio de salvar-se; mas nada disso era impossível para Deus, o qual criou estratégias para driblar aos atentos guardas de Jericó e levar salvação à casa da ex-funcionária da prostituição!
  2. Deus não ignora o menor vestígio de vontade de salvar-se existente numa alma, por mais moribunda que esteja: Raabe ouvira sobre Deus, sabia o fim de seu povo, arriscou sua vida para salvar os espias e, foi salva. Deus conhecia seu coração e a conduziu à salvação. Ela já havia mudado de profissão, talvez agora trabalhasse com estalagem, evidência que ela cedera à religião do Deus de Israel!
  3. Deus guia, protege e concede sucesso àqueles que estão no centro de Sua soberana vontade, por mais desafios que tal decisão exija: Os dois espias foram bem-sucedidos e trouxeram mais informações do que Josué lhes pedira porque Deus os abençoou!

Talvez não saibamos lidar com prostitutas recém conversas a Deus, mas Deus sabe como lidar com Seus servos para que sejam instrumentos de salvação aos que anseiam por Ele. A missão de Josué aos espias era militar, mas Deus cumpriu neles Sua missão de salvar! Entregue-Lhe teus planos, e te surpreenderás! – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 02 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
19 de abril de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra” (v.11).


Fortalecido e animado pelo Senhor e por seus irmãos, Josué decidiu iniciar o preparo para avançar à terra prometida. Diferente de quarenta anos atrás, quando Moisés enviara doze espias, obtendo o trágico resultado de um relatório desanimador, Josué decidiu enviar a Jericó apenas “dois homens, secretamente” (v.1). Esses homens certamente faziam parte de seu círculo de maior confiança e gozavam do mesmo espírito que um dia movera ele e Calebe como os únicos espias da antiga leva a retornar com boas-novas.

Como se tratava de uma cidade cuja população havia se envolvido em total corrupção e imoralidade, as casas de prostituição eram algo comum e aceitável. Pode ser que os espias não tivessem opção quanto à sua hospedagem. Pode ser também que o fato de ali se hospedarem fosse estratégico para não levantar suspeitas. Ou, gosto de pensar que o Senhor os guiou para a casa de Raabe, porque ali havia uma família para ser salva. De qualquer modo, Deus tinha um propósito especial naquela visita.

Se os dois israelitas desejavam não levantar suspeitas, o tiro saiu pela culatra, porque onde há filhos de Deus, é impossível não notar. Logo, a notícia chegou aos ouvidos do rei, que já estava sob forte tensão por tudo o que tinha ouvido sobre os prodígios do Deus de Israel. Raabe escondeu os seus hóspedes, despistou os servos do rei e iniciou um diálogo com os espias que deixou bem claro que o povo que é guiado pelo Senhor não tem o que temer. Apesar dos muitos deuses aos quais serviam, os cananeus não encontraram conforto e segurança alguma em nenhum deles e Raabe percebeu naquele episódio a última oportunidade de salvação para ela e para a sua casa.

O “cordão de fio de escarlata à janela” (v.18) representa a salvação em Cristo Jesus. Raabe precisava conservar a sua fé no Deus de Israel, fazendo com que sua família permanecesse dentro deste mesmo refúgio. Diferente de Ló, que não conseguiu reunir toda a sua família e salvá-los da destruição de Sodoma e Gomorra, Raabe conseguiu salvar toda a sua casa da destruição de Jericó. O afastamento de Ló do convívio de seu tio Abraão, resultou em tragédia e uma descendência ímpia e inimiga do povo de Deus. O afastamento de Raabe de sua nação ímpia para unir-se ao povo de Deus, resultou em bênção e no privilégio de fazer parte da genealogia do próprio Jesus (Mt.1:5).

Como os espias, temos sido reconhecidos como “filhos de Israel” (v.2), discípulos de Cristo? Não se trata apenas de aparência ou de conhecimento teológico. De modo algum! Trata-se de atitudes que exalam o bom perfume de Cristo. Sem dúvida alguma, aqueles espias mostravam em suas feições, em seu modo de falar, em seu olhar, algo que não se via mais naquele lugar. Por mais que tentassem ocultar-se, não o poderiam porque a presença de Deus os acompanhava. E quem anda com Deus, jamais pode passar despercebido. Que assim como aqueles espias, sejamos instrumentos do Senhor para levar salvação às famílias e, como Raabe, que o cordão escarlata da salvação esteja sempre em nosso coração e em nosso lar, “e serás salvo, tu e tua casa” (At.16:31).

Bom dia, salvos pela graça de Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Josué2 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



JOSUÉ 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
19 de abril de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

Embora o Livro de Josué descreva, com detalhes gráficos, a destruição dos cananeus (caps. 6-12), ele também dá um lugar proeminente a Raabe, uma prostituta cananeia. … Este capítulo testifica a graça de Deus ao levar tal mulher a buscar e encontrar a misericórdia divina. A história de Raabe aplica uma importante perspectiva aos julgamentos de Deus, que ocuparão grande parte deste livro. Bíblia de Genebra.

A missão de observação descrita no cap. 2 é uma clássica história de espionagem. ela contém muitos elementos paralelos à história de espionagem em Nm 13: os espiões foram comissionados… entraram na terra… retornaram ao povo… relataram suas descobertas… levaram a uma decisão. … à primeira vista, dois dos elementos da história de espionagem de Nm 13 estão faltando na narrativa em Josué: os espias localizaram um item de valor (Nm 13:23-24) e o apresentaram ao povo (Nm 13:23-24). Mas um olhar mais atento revela que os dois espias encontraram um item de valor: Raabe. E, antes do término da história, Raabe é, de fato, trazida ao povo (Js 6:23-25). Raabe é valorizada 1) como um diamante no cascalho; 2) como um testemunho precioso da misericórdia de Deus pela humanidade, mesmo pelos descrentes e  pagãos; 3) por sua admirável coragem de se posicionar sozinha contra toda a cultura que a rodeava; 4) por sua fé no Senhor, o único Deus verdadeiro (ver nota em 2:9-13; comparar com Hb 11:31); 5) como um agente de salvação dos espias e de toda a sua família; 6) como uma parte essencial da comunidade de Israel (ver nota em 6:25); e 7) como uma ancestral do Messias (ver Nm 7:12; Rt 4:18-22; 1Cr 2:11-12; Mt 1:1, 5-6). Andrews Study Bible.

Jericó. Identificada como Tell es-Sultan, a nordeste da moderna cidade de Jericó, um monte artificial (ou tel, ver nota em 11:13) de aprox. 10 acres (4 ha) de tamanho. Andrews Study Bible.

2-3  Espiar a terra era uma tarefa arriscada. A fisionomia dos hebreus certamente revelaria sua identidade, e revelou. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

rei de Jericó. As principais cidades de Canaã eram, na realidade, reinos pequenos [“cidades-estados”, cf. Bíblia de Genebra], sendo cada um governado por um rei local. Bíblia de Estudo NVI Vida.

eu não sabia. Na verdade, ela não sabia (v. 9). O autor do livro de Josué não justificou e nem condenou Raabe por haver mentido, mas Tiago aprovou a ação dela (Tg 2.25). Usar os meios para ludibriar os inimigos é uma tática necessária numa guerra. A questão fundamental foi que assim Raabe protegeu os espias estrangeiros (vs 9-11). Bíblia de Genebra.

O escritor sagrado não aprova o modo de vida de Raabe, nem suas mentiras. Sua moralidade era bastante deficiente, mas no fundo do seu coração, ardendo em baixa combustão, existia uma centelha de puro amor e fé, que consumiria o refugo e arderia em chama pura (Hb 11.31). Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

O fato de Raabe ter mentido para salvar a vida dos espias não significa que o Senhor tolera a mentira. O narrador registra a mentira, mas não aprova, deste modo, tal ação. Andrews Study Bible.

Aqui e no v. 5, há uma série de mentiras proferidas com o objetivo de salvar vidas. Isso é justificável? Raabe se deparou com o que lhe parecia uma escolha entre o menor de dois males: participar da responsabilidade pela morte de dois homens, que ela cria serem mensageiros de Deus, ou mentir para salvá-los. No caso de um cristão, a mentira nunca se justifica, mas, a uma pessoa como Raabe, a luz só chega gradualmente. … “Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependa” (At 17:30). O Senhor aceita o que é feito com sinceridade e com intenções honestas, ainda que contenha uma mistura de fragilidade e ignorância. A fé de Raabe foi provada e se mostrou genuína. Deus nos aceita como somos, mas devemos crescer “na graça” (2Pe 3:18). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 170.

eirado (ARA; NVI: “terraço”).

canas do linho (ARA; NVI: “talos de linho”). Os terraços em cima dos telhados continuam sendo utilizados no Oriente Médio para secagem dos grãos ou de talos. Bíblia de Estudo NVI Vida.

vaus do Jordão (ARA; NVI: “lugar de passagem do Jordão”). Travessia do Jordão onde as águas ficavam mais rasas – menos de um metro, em média, quando o fluxo era normal. Bíblia de Estudo NVI Vida.

9-11 São espantosas sua confissão de fé no Senhor e suas informações exatas a respeito dos triunfos do Senhor sobre inimigos poderosos. O fato dos habitantes da terra estarem “apavorados” (v. 9) era informação vital para os espias. Bíblia de Estudo NVI Vida.

pavor que infundis… estão desmaiados (ARA; “vocês nos causaram um medo terrível” … “estão apavorados”). Esta é a reação inevitável de encontrar-se do lado errado daquilo que Deus promete fazer. Comparar com 1.6.  Bíblia de Genebra.

10 Seom e Ogue. Os dois reis amorreus (9, 10) que tinham sido vencidos quando não deram licença para Israel atravessar por suas terras (Nm 21.21-35). Bíblia Shedd.

11 desmaiou-nos o coração (ARA; NVI: “o povo desanimou-se completamente”).

15 residia no muro da cidade. Existem evidências arqueológicas de que o povo de Jericó às vezes construía as casas até por cima dos muros da cidade. Bíblia de Estudo NVI Vida.

16,22 ao monte (ARA; NVI: “para a montanha”). Diretamente a oeste da antiga Jericó havia as montanhas altas e escarpadas da cordilheira central da Palestina. Estão repletas de cavernas, o que tornou relativamente fácil aos dois espias refugiar-se e depois escapar. Bíblia de Estudo NVI Vida.

… a tradição nos diz ser o lugar onde Jesus jejuou por quarenta dias (Mt 4.1) e, por isso, chamado hoje o “Quarentano”. Bíblia Shedd.

17-19 No meio da destruição geral, somente os que estivessem abrigados no recinto da casa de Raabe escapariam. Para os parentes dela que estivessem fora, o parentesco de nada lhes valeria. Assim, a grande salvação de Jesus só tem valor para os que forem achados “nele”, que têm em si a justiça divina (Fp 3.9). Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

18 fio de escarlata à janela (ARA; NVI: “cordão vermelho na janela”). A função do marcador vermelho era semelhante à do sangue do cordeiro na Páscoa quando o Senhor feriu os primogênitos do Egito (ver Êx 12.13, 22, 23). Bíblia de Estudo NVI Vida.

19 caia sobre a nossa cabeça (ARA; NVI: “seremos responsáveis pela morte”). Juramento que aceitava a morte de outra pessoa, com a respectiva culpa e castigo executado pelos parentes ou pelo estado. Bíblia de Estudo NVI Vida.

24 o SENHOR nos deu. Os espias voltaram com o relato de que a promessa de Deus era verdadeiramente certa (1.2); e isto eles tinham aprendido com Raabe. Bíblia de Genebra.



JOSUÉ 2 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
19 de abril de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: