Reavivados por Sua Palavra


I CORÍNTIOS 12 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
20 de setembro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO I CORÍNTIOS 12 – Primeiro leia a Bíblia

I CORÍNTIOS 12 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

I CORÍNTIOS 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



I CORÍNTIOS 12 by Jobson Santos
20 de setembro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1co/12

Quando eu era adolescente, tive uma colega de classe linda que tinha quase um metro e oitenta de altura e sempre recebia convites para ser modelo. Eu tinha muita inveja. Sou uma alemã de ascendência judia, baixinha e entroncada e sempre me senti menos bonita ao lado dela. Mas eu não posso mudar minha aparência. Meu marido viu fotos daquela garota e a achou muito magricela. Ele gosta da minha aparência. Eu não preciso ter a aparência de uma modelo da alta costura.

Sempre quis desenhar. Quando adulta, aprendi sozinha a fazer desenhos animados, mas quando adolescente era uma causa perdida – e olha que meus pais são artistas! Mamãe me falava que eu sabia escrever e cantar. Deus me deu outros talentos. Eu não precisava saber desenhar como um ilustrador da Disney.

1 Coríntios 12 fala sobre como somos todos membros do “corpo” de crentes, mas todos recebemos dons diferentes. Isso pode parecer banal, mas todas as partes do corpo são importantes. Se Deus te fez um pulmão, você não deveria se esforçar para tornar-se um rim. Você tem um trabalho muito importante a fazer como pulmão. Você é lindo e útil simplesmente por ser quem você é!

Laura Muse
Capelã, Oklahoma, EUA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1320
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



I Cor 12:4 “…ninguém pode dizer: “Jesus é Senhor”, a não ser pelo Espírito Santo” by Jeferson Quimelli
20 de setembro de 2021, 0:53
Filed under: Sem categoria

…ninguém pode dizer: “Jesus é Senhor”, a não ser pelo Espírito Santo.   A confissão genuína de que Jesus é o Senhor vem somente dos lábios de alguém dirigido pelo Espírito (cf Mt 16:16, 17). Os que verdadeiramente honram o nome e a obra de Jesus provam que são influenciados pelo Espírito Santo. Jamais alguém terá verdadeiro apreço por Cristo, nem amará Se nome ou Sua obra, a menos que seja dirigido pelo Espírito a perceber a natureza divina do Salvador. Ninguém pode mostrar seu amor pelo nome e pela obra de Cristo seguindo as inclinações do coração não regenerado. Em todos os casos em que alguém aceita a Cristo, é por meio do Espírito de Deus. A pessoa que fala de Jesus de modo leviano ou desacredita de Sua obra, ou ainda ensina doutrinas contrárias à Sua Palavra, prova com isso que não é dirigida pelo Espírito (ver DTN, 412). CBASD, vol. 6, p. 846.



I CORÍNTIOS 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
20 de setembro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

2321 palavras

Os capítulos 12-14 constituem um só argumento. Bíblia Shedd.

Quanto aos dons. Faz supor que Paulo está respondendo a outra pergunta formulada pelos coríntios na referida carta (cf. 7.1; 8.1; 16.1). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Dons espirituais. Habilidades e talentos santificados ou especialmente concedidos pelo Espírito para serem usados no ministério. Bíblia de Estudo Andrews.

Estes dons foram concedidos à igreja quando Jesus ascendeu aos céus (Ef 4:8, 11). Tinham o objetivo de levar a igreja à unidade e de prepará-la para se encontrar com o Senhor (ver Ef 4:12-15). Pode ser que os coríntios tivessem indagado sobre a grandeza relativa , e que alguns deles se orgulhassem dos dons que exerciam como se fossem mais importantes do que os concedidos a outros (ver 1Co 12:18-23). Paulo aproveitou a oportunidade para instruí-los acerca da obra do Espírito no corpo de Cristo, isto é, a igreja. … Deve-se observar que os dons do Espírito não são os mesmos que o fruto do Espírito (Gl 5:22, 23). Os primeiros compreendem atributos o poder divino aos crentes para o cumprimento do propósito de Deus na edificação da igreja. O fruto do Espírito são qualidades de caráter dos membros da igreja que se entregam à direção do Espírito Santo e são movidos pelo supremo atributo do Espírito, que é o amor (ver 1Co 13:13; Gl 5:22, 23; AA, 388; PJ, 68, 69; T5, 169; T4, 355. CBASD – Comentário Biblico Adventista, vol. 6, p. 845.

Ignorantes. A necessidade de esclarecimento com respeito ao assunto se devia ao fato dos coríntios serem cristãos recém-convertidos (v. 2). CBASD, vol. 6, p. 845.

Conduzir-vos. Esse poder que atuava sobre suas paixões e apetites para enganá-los, levando-os a crer que estava se beneficiando dos ritos idólatras, quando na verdade eram destruídos. CBASD, vol. 6, p. 846.

Mudos. Os ídolos … são chamados “mudos” em contraste com o Deus vivo, que Se revelou por meio do Verbo encarnado e que concede dons espirituais que capacitam Seus seguidores a falar em Seu nome. … quaisquer manifestações sobrenaturais ou vozes provinham de poderes demoníacos e não dos ídolos ou deuses representados por eles. CBASD, vol. 6, p. 846.

Anátema (ARA; NVI: “seja amaldiçoado”). Do gr. anathema, “devotado à destruição” (ver com. de Rm 9:3). Eis uma regra simples mediante a qual se pode saber se alguém que se diz estar sob a influência do Espírito Santo é realmente dirigido por Ele. … É impossível que alguém inspirado pelo Espírito Santo rebaixe a Jesus, em vez de exaltá-Lo. Qualquer afirmação desta natureza prova que a pessoa que o pronuncia definitivamente não é influenciada pelo Espírito Santo. O Espírito Santo sempre, e sob todas as circunstâncias, honra a Cristo e motiva qualquer pessoa sob Sua influência a amar e reverenciar o nome de Cristo (ver 1Jo 4:1-3). CBASD, vol. 6, p. 846.

A palavra grega aqui traduzida por “Senhor” é usada na tradução grega do AT (a Septuaginta) para traduzir o nome hebraico Iavé (“SENHOR”). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Que Jesus é o Senhor é convicção só daqueles que têm o Espírito. Bíblia Shedd.

Qualquer um pode afirmar falar por Deus, e o mundo está cheio de falsos ensinadores. Paulo nos fornece um teste para discernir se um mensageiro realmente provém de Deus: ele ou ela confessa a Cristo como Senhor? Não aceite ingenuamente as afirmações de todos os que afirmam falar em nome de Deus; teste suas credenciais examinando o que ele ensina a respeito de Cristo. Life Application Study Bible Kingsway.

Senhor Jesus!  A confissão genuína de que Jesus é o Senhor vem somente dos lábios de alguém dirigido pelo Espírito (cf Mt 16:16, 17). Os que verdadeiramente honram o nome e a obra de Jesus provam que são influenciados pelo Espirito Santo. Jamais alguém terá verdadeiro apreço por Cristo, nem amará Se nome ou Sua obra, a menos que seja dirigido pelo Espírito a perceber a natureza divina do Salvador. Ninguém pode mostrar seu amor pelo nome e pela obra de Cristo seguindo as inclinações do coração não regenerado. Em todos os casos em que alguém aceita a Cristo, é por meio do Espírito de Deus. A pessoa que fala de Jesus de modo leviano ou desacredita de Sua obra, ou ainda ensina doutrinas contrárias à Sua Palavra, prova com isso que não é dirigida pelo Espírito (ver DTN, 412). CBASD, vol. 6, p. 846.

4-6 Espírito … Senhor … Deus. Toda a Trindade está envolvida no exercício do dons concedidos para o benefício da igreja. Bíblia Shedd.

As referências adicionadas ao “Senhor”, que é o mesmo (v. 5), e ao “mesmo Deus”(v. 6), refletem a importância da doutrina da trindade para Paulo; e essa doutrina também presta apoio à unidade dentro da diversidade. Bíblia de Genebra.

Dons. Do gr charismata, literalmente, “dons da graça”. Neste caso, a palavra se refere aos dons extraordinários do Espírito Santo que habita e opera nos crentes. CBASD, vol. 6, p. 847.

O Espírito é o mesmo. Ninguém que receba determinado dom do Espírito deve olhar com desprezo para outro crente por não ter sido favorecido do mesmo modo. CBASD, vol. 6, p. 847.

ministérios. A palavra grega nas suas várias formas é usada para indicar serviço à comunidade cristã, como servir às mesas (At 6:2, 3). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Senhor. No NT, em geral, este termo se refere a Cristo. É um dos nomes pelos quis Ele é conhecido pelos discípulos (Jo 20:25). CBASD, vol. 6, p. 847.

7 Cada um. Todo cristão tem pelo menos um dom (1Pe 4.10). Bíblia Shedd.

Fim proveitoso. Os dons são distribuídos de acordo com as necessidades da igreja em cada situação. Na sabedoria de Deus, a igreja de Corinto recebeu uma generosa profusão de dons (1Co 1:7). As manifestações sobrenaturais confirmaram a fé dos crentes, que não tinham a evidência histórica que se tem hoje do poder do cristianismo. Tampouco tinha dirigentes treinados ou homens peritos e experientes na Palavra de Deus. As Bíblias, que consistiam apenas do AT, eram raras. Para satisfazer as diversas necessidades, Deus concedeu dons sobrenaturais de forma ampla. CBASD, vol. 6, p. 847.

9. Fé. Não a fé salvífica, que todos os cristãos tem, mas fé para suprir alguma necessidade espec[ifica dentro do corpo de Cristo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Esta não é a fé que todo cristão possui. É um tipo especial de fé que capacita o possuidor a fazer coisas excepcionais para Deus (ver Mt 17:20; 21:21; 1Co 13:2). CBASD, vol. 6, p. 848.

Dons de curar. Referem-se a poderes sobrenaturais como os exercidos pelos apóstolos (Mc 16:18; At 3:2-8; 14:8-10). CBASD, vol. 6, p. 848.

10 milagres. É um ato de Deus que visa a evidenciar seu poder e propósito. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Profecia. Poder para falar com autoridade como porta-voz de Deus, seja prevendo o futuro ou declarando a vontade de Deus para o presente (ver Êx 3:10, 14, 15; Dt 18:15; 2Sm 23:2; Mt 11:9, 10; 2Pe 1:21). CBASD, vol. 6, p. 848.

Discernimento de espíritos. Esta é a capacidade de  distinguir entre a inspiração divina e a contrafação (ver 1Jo 4:1-3; TM, 228, 229). Cristo advertiu a igreja de que surgiriam falsos profetas, em especial nos últimos dias, e todos deviam estar alerta para reconhecer e rejeitar os falsos mestres (ver Mt 24:4, 5, 11, 23-25). CBASD, vol. 6, p. 848.

10 línguas. O dom de falar em línguas estrangeiras sem tê-las estudado é citado por último a fim de enfatizar a falta de importância relativa desse dom. Bíblia de Estudo Andrews.

11 Como Lhe apraz. O grande objetivo de preparar a igreja para se encontrar com Cristo sem mancha e sem culpa, na segunda vinda, é o fator determinante na distribuição de dons (ver Ef 4:12, 13; 5:27; Ap 14:5). CBASD, vol. 6, p. 849.

A fonte dos dons é o Espírito concedido para a edificação do Corpo de Cristo. Portanto, não deve haver rivalidades. Bíblia Shedd.

A cada um. Da mesma forma hoje, todos os que se entregam a Cristo e se tornam membros de Sua igreja, não importando sua nacionalidade, condição social, econômica ou intelectual, têm a certeza de que o Espírito Santo os capacitará a realizar sua missão com eficácia (ver DTN, 823). CBASD, vol. 6, p. 849.

12 Os cristãos devem evitar cometer dois erros comuns: (1) serem orgulhosos de suas habilidades ou (2) pensar que não tem nada a contribuir ao corpo de crentes. Em vez de se compararem uns com os outros, devemos utilizar nossos diferentes dons, unidos, para divulgar amplamente as Boas Novas da salvação. Life Application Study Bible Kingsway.

14-20 Dirigido principalmente aos que consideram seus dons inferiores e sem importância. Segundo parece, os dons mais espetaculares (como as línguas) tinham sido exaltados na igreja de Corinto, de modo que os que não os possuíssem se sentiam inferiores. Bíblia de Estudo NVI Vida.

A diversidade no Corpo não surge por acaso; é planejada por Deus e essencial. Por isso, não deve haver inveja, vanglória, timidez, preguiça ou ambição. Bíblia Shedd.

17 Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se fosse todo ouvido, onde, o olfato? Se todos os membros da igreja tivessem  os mesmos dons e fossem aptos para o mesmo serviço, fases importantes da atividade da igreja na proclamação do evangelho seriam negligenciadas e a igreja declinaria em espiritualidade e força. Cada parte deve dar sua contribuição ao bem-estar do corpo, caso contrário não é possível manter sua eficácia máxima. … Para desfrutar a vida de forma plena, não se pode prescindir de nenhum sentido corporal. O olfato pode ser considerado como menos importante do que a visão e a audição, mas facilmente se percebe que a pessoa que não tenha o olfato está exposta a certos riscos detectados por esse sentido. CBASD, vol. 6, p. 850.

18 Paulo … está dizendo que Deus designou a diferentes cristãos no corpo de Cristo o exercício de diferentes dons espirituais, não do mesmo dom. E essa diversidade visa a realizar o propósito global de Deus. O método divino emprega diversidade para gerar unidade. Bíblia de Estudo NVI Vida.

20 Há muitos membros, mas um só corpo. Unidade na diversidade, e diversidade na unidade, é a disposição que produz os melhores resultados (ver Ez 1:28; 10; T5, 751; OE, 489). CBASD, vol. 6, p. 851.

21-26 Dirigido principalmente aos que consideram seus dons superiores e mais importantes. Esses versículos oferecem outro indício de que certos dons, como s línguas, tinham sido enaltecidos como preeminentes. Bíblia de Estudo NVI Vida.

22 os membros … mais fracos são indispensáveis. Os cristãos que parecem ter funções menos importantes no corpo de Cristo são, na realidade, indispensáveis. Bíblia de Estudo NVI Vida.

23, 24 Assim como as pessoas cobrem ou protegem certas partes do corpo, deve-se dedicar atenção especial aos membros mais fracos e humildes da igreja, pois isso é importante e necessário (ver os v. 21, 22).  CBASD, vol. 6, p. 854. Bíblia de Estudo Andrews.

23 os membros que em nós são indecorosos são tratados com decoro especial. Os cristãos cujas funções talvez sejam pouco visíveis na igreja devem receber respeito especial. Bíblia de Estudo NVI Vida.

24 Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra àquilo que menos tinha. A face fica descoberta e é considerada atrativa ao passo que outras partes do corpo são cobertas. Isso sugere que os membros da igreja providas de dons espirituais menos evidentes não devem ser desprezados nem tratados como inferiores. Os dons mais simples não devem ser menos estimados, mas tratados com mais consideração e cuidado, pois são indispensáveis para o corpo como um todo. CBASD, vol. 6, p. 852.

25 Igual cuidado. Porque são membros do Corpo, não porque são simpáticos. Bíblia Shedd.

26 Sofre. Quando um membro do corpo sofre, todo o corpo é afetado. É assim também com a igreja; deve haver estreita e viva ligação entre os membros, de modo que o sofrimento de um seja sentido por toda a igreja, e todos se esforcem para ajudar o sofredor. CBASD, vol. 6, p. 852.

27 Corpo de Cristo. A igreja é a soma de seus membros; cada membro, por mais insignificante que pareça, é parte vital e indispensável do corpo de Cristo. Bíblia de Estudo Andrews.

Os membros da igreja devem se sujeitar a Cristo em tudo, assim como as partes do corpo são regidas pela vontade da pessoa; … os crentes devem manter entre si a relação de membros do mesmo corpo; todos sujeitos à mesma cabeça, Cristo. CBASD, vol. 6, p. 853.

28 Apóstolos. Literalmente, “enviados”. O termo não deve ser limitado aos doze. Outros também foram chamados de apóstolos (ver 1Co 15:7; Gl 1:19). CBASD, vol. 6, p. 853.

Mestres. Aqueles dotados de habilidades especiais para expor as Escrituras. … O mestre analisa e resume a verdade com tal clareza e lógica que os que a ouvem entendem a mensagem. CBASD, vol. 6, p. 853.

Socorros. Em geral, entende-se que este dom é conferido aos que realizam o trabalho de diaconato na, igreja, particularmente nos casos em que esses cargo requer ministrar às necessidade do pobre e do doente. Esse é um trabalho de pouca publicidade, mas é parte importante da vida da igreja. Visitar os doentes e lhes estender ajuda real e solidária, física e espiritualmente, é um meio poderoso para fazer com que o coração se volte para o Salvador. CBASD, vol. 6, p. 853.

Línguas. Três vezes aparece por último nas listas por ser de menos valor para a igreja. A lista nãoestá completa. Veja Rm 12.6ss; Ef 4.11ss. Bíblia Shedd.

29, 30. São todos apóstolos … ? Os cristãos têm dons diferentes, e ninguém é obrigado a ter nenhum dom específico. Bíblia de Estudo NVI Vida.

29 Porventura, são todos apóstolos? Os v. 29 e 30 mostram que Deus não concede nenhum dom específico a todos os crentes. Eles são distribuídos de acordo com a necessidade de uma dada situação que confronta a igreja em determinado tempo e lugar. Os dons nunca são para glorificação e exaltação do ser humano, mas para o cumprimento dos planos e propósitos de Deus, que concede esses poderes a Seu povo como Lhe apraz, e não segundo ideias e opiniões humanas (ver v. 4, 5, 11). CBASD, vol. 6, p. 854.

31 Procurai, com zelo, os melhores dons. Sem dúvida, aqueles dons relacionados diretamente com o propósito da igreja, isto é, pregar o evangelho, e que contribuem mais para a edificação geral (ver 1Co 14:1), são considerados de mais importância. CBASD, vol. 6, p. 854.

Procurai. Indica dedicação ardente e cuidadosa, não para conseguir mas para usar e receber os benefícios. Os dons são dados em potencial; devem ser desenvolvidos. Bíblia Shedd.

Um caminho sobremodo excelente. Paulo agora mostra [no cap 13] o caminho certo de exercer todos os dons espirituais – o caminho do amor. Não identifica o amor como dom; pelo contrário, é fruto do Espírito (Gl 5.22). Bíblia de Estudo NVI Vida.



1Coríntios 12 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
20 de setembro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso” (v.7).

Quando falamos de dons, geralmente os associamos a talentos ou pré-disposições que se destacam na vida de alguém. Desde criança gostava de cantar, mas foi quando conheci o evangelho, na minha adolescência, que um professor da escola sabatina me incentivou ao ministério da música. Comecei a cantar solos, duetos, também participei de alguns grupos musicais e sempre pensei que este fosse o meu dom. Dons espirituais são as variadas manifestações do Espírito Santo na vida de cada filho de Deus, “visando a um fim proveitoso” (v.7). Com base nisso, percebi que passei vários anos na igreja sem nunca procurar, “com zelo, os melhores dons” (v.31).

Paulo advertiu os coríntios a não serem ignorantes “a respeito dos dons espirituais” (v.1). Cada dom é como uma obra de arte que aponta para o seu Artista, porque “ninguém pode dizer: Senhor Jesus!, senão pelo Espírito Santo” (v.3). Cada um desempenha um papel fundamental no avanço da obra de Deus e cada dom deve ser recebido como uma dádiva do Espírito. Eu estava certa de que cantar era o meu dom, até que o Senhor me encontrou e me mostrou que os dons procedem dEle, conforme Ele quer e de acordo com a minha disposição em aceitá-los.

O Espírito Santo não concede dons sem que haja um propósito grandioso a ser satisfeito. A capacitação do alto recai sobre todo aquele que se dispõe a aceitar os planos de Deus, independente de honras ou de sofrimentos. A igreja de Deus é comparada a um corpo, o “corpo de Cristo” (v.27). Isso indica que, sendo corpo, os membros precisam desempenhar a sua função a fim de que o todo não sofra os reveses de um membro deficiente. Quando compreendi que o Espírito Santo estava me chamando para algo diferente e que jamais havia imaginado, por muitas vezes questionei a Deus e ainda hoje confesso diante dEle a minha incapacidade. Mas o amor com que Ele me buscou foi tão grande que o maior desejo de minha vida passou a ser retribuir esse amor fazendo a Sua vontade, submetendo-me a Ele todos os dias.

Paulo aprendeu, pela experiência de quem havia experimentado o amor de Jesus, que ser membro do corpo de Cristo requer renúncia, altruísmo, disposição e humildade. Cada um deve cooperar a fim de proporcionar aos demais a segurança de um corpo sadio. Nenhum deles deve criar expectativas que possam gerar pensamentos depreciativos em outros, pois “os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários” (v.22). Notem que os órgãos vitais do corpo não são os membros que vemos, mas aqueles que não vemos. Nem todos são chamados para ser nariz, olho ou boca, mas ainda que não estejam em evidência, são imprescindíveis para que estes possam continuar existindo.

Procurar com zelo os melhores dons não é igual a desenvolver o que eu sei fazer de melhor, mas confiar que o Espírito Santo fará em mim e através de mim o que Ele sabe fazer de melhor. Não estou aqui desprezando e nem desmerecendo os talentos que também são presentes de Deus e que precisamos desenvolver, mas engrandecendo as coisas que, sem dúvida alguma, são reconhecidas como o poder de Deus na vida humana. Mas o maior dos dons e a força vital de cada um dos membros, “um caminho sobremodo excelente” (v.31), estudaremos amanhã. Vigiemos e oremos!

Bom dia, dotados pelo Espírito Santo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1Coríntios12 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I CORÍNTIOS 12 – PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
20 de setembro de 2021, 0:40
Filed under: Sem categoria

Você já imaginou como seria receber uma carta de Paulo? O que será que o apóstolo escreveria para você e para sua igreja hoje?

“Se Paulo fosse escrever uma epístola a uma igreja comum hoje, provavelmente repetiria muito do que está em 1Coríntios. O mundo daquela época era muito parecido com o nosso. As pessoas tinham o mesmo gosto pelo intelectualismo, a mesma permissividade em relação aos padrões morais e certamente a mesma fascinação com o que é espetacular. A igreja de Corinto era parecida com as nossas: extremamente orgulhosa, opulenta, ansiosa por ser aceita pelo mundo” (David S. Dockery).

• Ou seja, abra a tua Bíblia no texto supracitado, e você verá que acabou de receber uma carta inspirada, escrita por Paulo!

O capítulo em pauta oferece-nos os seguintes pontos:
1. A ignorância quanto aos dons espirituais deve ser banida da igreja onde seus líderes e membros usam tais dons regidos pela ambição egoísta, poder e orgulho em vez de agirem com humildade e submissão ao Senhor da Igreja (vs. 1-3).
2. A abundância de dons não indica fontes diferentes, nem graus de autoridade eclesiástica. O Espírito Santo concede dons aos crentes para o serviço; Jesus Cristo concede líderes espirituais à comunidade de crente; e, Deus Pai administra as realizações da igreja. A Trindade opera em cada crente visando proveito e edificação da igreja; e nós devemos nos unir a esse propósito também (vs. 4-11).
3. A unidade eclesiástica orientada pelas Escrituras é relevante para uma igreja poderosa e atuante numa sociedade decadente (vs. 12-27).
4. A diversidade de dons deve compor a plenitude do corpo de Cristo, que é a igreja. Cada membro deve cumprir devidamente sua função para que a igreja experimente pleno reavivamento espiritual constante (vs. 28-31).

“Os dons espirituais são dados ao povo de Deus para que possam edificar a igreja, dar testemunho de Cristo e se tornar luz para todas as pessoas (Mt 5.14). Não é correto dar glórias a pessoas com dons ou dar-lhes louvor indevido. O propósito dos dons do Espírito é o bem de todo o corpo de Cristo, a edificação cada vez maior da igreja e o aumento de seu testemunho no mundo” (William L. Hendricks).

Que façamos parte deste propósito! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



1Co 11:3-15 – O USO DO VÉU, CORTE E PINTURA DO CABELO by Jeferson Quimelli
19 de setembro de 2021, 21:38
Filed under: Sem categoria

Na cidade de Corinto, uma mulher que cortasse o cabelo ou deixasse de usar o véu estava dizendo perante a sociedade que não mais estava sob a responsabilidade do marido, pai ou irmão mais velho e que, dali em diante, se tornara uma prostituta. Assim, para que as irmãs não fossem confundidas com as prostitutas e o testemunho delas se tornasse uma pedra de tropeço para a pregação do evangelho, Paulo pediu a elas que acatassem àquele costume da cidade de Corinto. Seria horrível para a igreja cristã se as irmãs fossem rotuladas por aquela cultura como sendo prostitutas. Já nos dias do Antigo Testamento, uma mulher prostitua foi identificada por encobrir o rosto com um véu (Gênesis 38:15). Percebeu o fator cultural?

O mesmo se dava em relação aos homens: em Corinto, todo aquele que deixasse o cabelo crescer era considerado homossexual. Já na época de Jesus (e do Antigo Testamento), o homem usava cabelo comprido normalmente. Era em Corinto que havia tal preconceito.

Assim, podemos ver que o assunto da calça comprida e do corte de cabelo não são princípios, mas questões culturais. Há na Bíblia costumes, que podem variar com o tempo por que foram dados apenas para um povo, de forma local. Existem também princípios, que são eternos, por terem sido transmitidos a todos e não a um povo específico. Nisto se enquadra o Sábado como dia de adoração e culto. Sendo que esse mandamento consta no Decálogo e que foi ordenado a todas as pessoas, não apenas para os judeus (ver Gênesis 2:1-3, Isaías 56:1-7, Marcos 2:28, etc.), deve ser observado para sempre em memorial ao Deus Criador. É importante diferenciarmos na Bíblia um PRINCÍPIO de um COSTUME.

Infelizmente, muitos se apegam a um costume cultural e deixam de lado um princípio universal e moral como o Sábado do Criador.

É lícito e correto o cristão se vestir decentemente e com modéstia (1 Timóteo 2:9), pois inclusive em nosso modo de vestir podemos refletir o caráter de Jesus. Porém, isto não significa que devamos ser desleixados com nossa aparência ou com o corpo, pois isso desagrada a Deus. Aqui podemos tratar do pintar o cabelo. Se a pessoa o faz por uma necessidade, para corrigir um problema ocasionado pelo pecado (Deus não criou o ser humano para envelhecer) qual o problema nisto? O errado seria pintar o cabelo com cores chamativas, que não levam a atenção dos outros para Deus.

Sendo que o corpo é o “templo do Espírito Santo” (1 Coríntios 3:16-17, 6:19-20) e o cabelo faz parte dele, também deve ser cuidado. Entretanto, tal questão (de cortar ou não o cabelo) deve ser analisada por cada um, individualmente, respeitando a opinião daqueles que pensam diferente. Também nesse tipo de atitude nosso cristianismo é manifesto.

Leandro Quadros

http://novotempo.com/namiradaverdade/calca-comprida-corte-e-pintura-do-cabelo-deut-225-e-1-cor-113-15/



I CORÍNTIOS 11 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
19 de setembro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO I CORÍNTIOS 11 – Primeiro leia a Bíblia

I CORÍNTIOS 11 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

I CORÍNTIOS 11 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



I CORÍNTIOS 11 by Jobson Santos
19 de setembro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/1co/11

Ao tratar das questões de cobertura na cabeça e como conduzir a Ceia do Senhor (vv. 17-34), Paulo lembra que todo o comportamento para ser adequado deve apontar para Jesus Cristo. Como adoramos traz honra ou desonra a Deus.

No ambiente altamente sexualizado de Corinto, uma mulher que não cobria a cabeça estava se identificando como prostituta. Paulo argumenta que naquela época, no contexto do mundo antigo, uma mulher casada deveria manter a cabeça coberta. Este texto tem sido interpretado de muitos modos ao longo da história cristã. Os pioneiros Adventistas do Sétimo Dia defendiam os princípios, ao invés de sustentar a ideia de que as mulheres deviam ir à igreja com a cabeça coberta. Por razões semelhantes, os primeiros líderes, como Tiago White, opunham-se à ideia de que as mulheres não deviam falar em público (ver White, Spiritual Gifts, vol. 3, p 24).

Paulo nos lembra também que os emblemas da Ceia do Senhor são sagrados, pois representam o corpo quebrado e o sangue derramado de Jesus Cristo na cruz. Esta ordenança reafirma a expiação sacrificial de Cristo e também nossa crença na Segunda Vinda de Jesus Cristo (v. 26). Não é de admirar que Tiago White tenha dito que a Ceia do Senhor deveria ser chamada de “ordenança do Advento”.

Michael W. Campbell
Professor Associado de Religião
Southwestern Adventist University
Keene, Texas USA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1319
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



I CORÍNTIOS 11 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
19 de setembro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

732 palavras

1 Como também eu sou. Todo ministro do evangelho de Cristo deve estar apto a pedir que seus ouvintes imitem seu exemplo ao seguir o Mestre. Se não pode fazê-lo, deve esquadrinhar o coração e rogar a Deus para que viva para Ele em todos os aspectos, e não para si mesmo. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 828.

Sua própria cabeça. Isto pode se referir tanto a Cristo, que é “a cabeça de todo homem” (v. 3), ou à cabeça literal do homem, que seria desonrada estando coberta. O homem que, como servo do Senhor, se recusa publicamente a demonstrar respeito por Cristo, traz desonra tanto ao Senhor quanto à sua própria cabeça. Corinto era uma cidade grega, e, por consideração ao costume grego, Paulo ensinou que ao adorar a Deus, nessa cidade, os homens deviam seguir o modo usual de mostrar respeito, removendo a cobertura da cabeça na presença de um superior. Os homens não deviam agir como mulheres. CBASD, vol. 6, p. 831.

5 Sem véu. Era costume das mulheres cobrir a cabeça com véu, como evidência de que eram casadas, e também como modéstia. CBASD, vol. 6, p. 831.

10 Autoridade. Do gr. exousia. É provável que isso se refira ao sinal da autoridade do marido, o véu, que as mulheres usavam como reconhecimento público de sua posição sob a autoridade do marido. Aceitar de boa vontade esse costume era um privilégio honrado, indicando que a mulher tinha posição de respeito na comunidade, pois ela “pertencia” a alguém, e podia reclamar apoio e proteção deste sob cuja “autoridade” vivia. CBASD, vol. 6, p. 833.

11 No Senhor. Esta relação entre homem e mulher está de acordo com o desígnio e a direção do Senhor. É intenção e ordem de Deus que dependam um do outro, vivam em mútua consideração e promovam o bem-estar e a felicidade um do outro. Cada um é necessário ao bem estar do outro, e esse fato deve ser reconhecido na relação. O homem não pode existir sem a mulher, nem a mulher sem o homem. Um é incompleto sem o outro. Isso devia ser motivo suficiente para evitar a jactância por parte do homem. CBASD, vol. 6, p. 833.

14 Natureza. Neste caso, o termo indica a ordem natural das coisas, o que em geral é aceito pelas pessoas, o costume prevalecente. Na época de Paulo, era costume para um judeu, grego e romano usar cabelo curto. Entre os israelitas se considerava vergonhoso que um homem tivesse cabelo comprido, com exceção daquele que tivesse feito voto de nazireu. CBASD, vol. 6, p. 834.

17 Não para melhor. O propósito das reuniões regulares dos crentes é o fortalecimento espiritual e o encorajamento dos participantes a enfrentar a batalha da vida com mais fé e esperança. Longe de louvar seu comportamento e a forma de observar os ritos da casa do Senhor, o apóstolo achou necessário repreendê-los. Primeiramente, declarou de forma categórica que suas reuniões não produziam bons resultados, mas ruins. Em seguida, ampliou essa afirmação e mostrou como tinham permitido que práticas errôneas privassem o serviço da comunhão de sua santidade e inspiração adequadas. CBASD, vol. 6, p. 835.

27 Indignamente. Ou, sem a devida reverência pelo Senhor, cujo sofrimento e sacrifício estão sendo lembrados. Pode-se dizer que a indignidade consiste na conduta imprópria (v. 21) ou na falta de fé vital e ativa no sacrifício expiatório de Cristo. CBASD, vol. 6, p. 841.

28 Examine-se. Antes de participar da Ceia do Senhor, a pessoa deve rever sua experiência cristã e certificar-se de estar pronta para receber as bênçãos que esse rito proporciona a todos que estão em relacionamento com Deus. Deve refletir se, dia a dia, tem experimentado a morte para o pecado e o novo nascimento para o Senhor, se está ganhando a batalha contra os pecados que o afligem e se sua atitude para com o próximo está correta. Palavras, pensamentos e ações devem ser inspecionados, bem como hábitos de devoção pessoal e tudo que influencie no progresso em direção a um caráter que reflita a imagem de Jesus. CBASD, vol. 6, p. 841.

34 Fome. Isto se refere ao desejo físico por alimento, não o anseio espiritual pelo pão da vida. A Ceia do Senhor não tem o objetivo de satisfazer a fome física. Seu propósito é ser um memorial do maior e mais solene evento, e não um banquete. As instruções dadas neste capítulo, quando seguidas cuidadosamente, fazem da Ceia do Senhor um serviço cheio de consolo e santa alegria. CBASD, vol. 6, p. 843.

Compilação tatianawernenburg




%d blogueiros gostam disto: