Reavivados por Sua Palavra


Estudo do livro de Romanos – Quem é o homem de Romanos 7? by jquimelli
19 de novembro de 2017, 18:03
Filed under: Sem categoria

A você que está estudando o livro de Romanos, nesta semana recomendamos:

#LESjovens



Vídeo – Introdução ao livro de Oséias by jquimelli
19 de novembro de 2017, 18:00
Filed under: Sem categoria



DANIEL 12 by jquimelli
19 de novembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Neste capítulo, Daniel vê a ordem mundial como a conhecemos chegando ao fim e Miguel (Cristo), nosso Sumo Sacerdote, concluindo Seu juízo investigativo. Começa, então, o tempo de angústia de Jacó. Contudo, “naquela ocasião o Seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no Livro [da Vida] , será liberto” (v. 1b NVI).

Aquele que falava a Daniel fornece a partir do v. 9 informações adicionais a respeito dos fiéis. Eles serão purificados através do processo de santificação, e sua fé em Cristo será testada. Mas os ímpios continuarão com seus maus hábitos, alguns, mesmo, escondendo os seus pecados, participando timidamente da verdadeira adoração a Deus, e servindo a Deus da boca para fora, em vez de uma entrega completa do coração à Ele. No entanto, aqueles que são sábios caminharão com Cristo e Seu Espírito e “entenderão”.

Não foi dado a Daniel nenhum período de tempo após o encerramento da profecia dos 2300 anos. No entanto, foi dada resposta à pergunta de Daniel de como tudo iria terminar. Os tempos difíceis da história que ocorreram durante a Idade Média, mencionados anteriormente, deveriam terminar em 1798, mas voltariam a acontecer logo antes do final.

Daniel ainda não entende tudo, mas é orientado a seguir o seu caminho e descansar (dormir em Cristo): “você se levantará para receber a herança que lhe cabe” (v. 13 NVI). Este evento marcará o final do tempo histórico e o início da eternidade.

Não há nenhuma posição oficial de nossa denominação a respeito dos 1.290 e 1.335 dias. As informações que temos a respeito provêm de pesquisas particulares, as quais precisam ser realizadas com humildade.

Querido Deus,
Não sabemos quando Jesus virá; mas sabemos que a Sua Vinda está próxima. Se tivermos que ir para o nosso descanso, que seja em Jesus, e se continuarmos vivos, sustenha-nos em Teus braços. Amém.

Koot van Wyk
Universidade Nacional Sangju
Coreia do Sul

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/dan/12 e https://www.revivalandreformation.org/?id=1108
Também disponível no blog mundial RPSP/BHP da IASD, em: https://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/dan/12
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/08/26/
Equipe de tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Daniel 12 NVI
Ouça online: Bíblia NVI em áudio
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



DANIEL 12 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
19 de novembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



DANIEL 12 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
19 de novembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

DANIEL 12 – O último capítulo de Daniel é o ápice da profecia, não só do livro desse profeta, mas de todo o Antigo Testamento. Aqui se encerra a profecia iniciada no capítulo 10.

Para uma visão mais abrangente, observe as divisões da última profecia que Daniel recebeu, conforme apresentadas por Samuel Nuñez:

• Daniel contempla dois seres sobrenaturais e dialoga com Gabriel (10:1-21);
• O discurso profético do anjo Gabriel: Desde a Pérsia até a intervenção de Miguel (11:1-12:4);
• Daniel contempla outros dois seres sobrenaturais e dialoga com o varão vestido de linho (12:5-13).

O início de Daniel 12 conecta-se com Daniel 11. Os reis do Norte e do Sul e os países mundiais, envolvidos no conflito com Deus e Seu povo verão Miguel levantando-Se no tempo de maior angústia mundial, para dar fim à história do pecado e suas terríveis consequências.

Destacamos as seguintes citações de estudiosos:

• “No capítulo 12 conhecemos os ganhadores de almas, ou seja, ‘os que ensinam a justiça à multidão’ (12:3). É também onde encontramos o texto mais claro do Antigo Testamento sobre a ressurreição (v. 2). Aqui também o livro de Daniel indica a conclusão do grande conflito entre Cristo e Satanás através da palavra ‘salvo’ (v. 1)” (Gergard Pfandl).
• “O livro termina com a promessa a Daniel de que ele estará entre os que se levantam no dia final para receber sua parte na herança do povo de Deus (12:13). Esta é uma promessa bem-aventurada que se oferece a todos os que oferecem sua lealdade a Miguel, o Filho do Homem, o Cristo de Deus” (William Shea).
• “A luz que Daniel recebeu de Deus foi dada especialmente para estes últimos dias. As visões que ele viu às margens do Ulai e do Hidéquel, os grandes rios de Sinear, estão agora em processo de cumprimento, e logo ocorrerão todos os acontecimentos preditos” (Ellen G. White).
• “O capítulo 12 de Daniel é o epílogo glorioso da cátedra profética final dada por Gabriel. Nela revela ao profeta que os dias finais deste mundo estarão pautados por dificuldades para o povo de Deus mas também de maravilhas que darão lugar, finalmente, à eternidade que os fieis desfrutarão junto ao Messias” (Merlyn Alomía).

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

Escreve você também tua percepção do livro de Daniel:



DANIEL 12, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
19 de novembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente” (v.3).


Perante um tribunal inquisitor estava um homem cujo caráter foi definido como “homem cheio de fé e do Espírito Santo” (At 6:5). “Estêvão, cheio de graça e poder” (At 6:8), realizava no meio do povo grandes sinais e prodígios. Eleito um dos diáconos da igreja primitiva, ninguém podia-lhe “resistir à sabedoria e ao Espírito, pelo qual ele falava” (At 6:10). Contudo, como sucedeu com Jesus, testemunhas falsas foram subornadas para depor contra aquele servo de Deus. Mas, diante de todos os que estavam no Sinédrio, repito, diante de todos, o rosto de Estêvão brilhava “como se fosse rosto de anjo” (At 6:15).

O relato bíblico acerca deste homem de Deus nos revela uma espécie de trajetória pré segundo advento. Cheio da plenitude do Espírito Santo, ele foi eleito para levar cura e restauração à vida das pessoas através do ministério de “servir às mesas” (At 6:2). E assim serão achados os salvos antes da volta de Jesus, como Ele mesmo afirmou: “Porque tive fome, e Me destes de comer; tive sede, e Me destes de beber; era forasteiro, e Me hospedastes; estava nu, e Me vestistes; estive enfermo, e Me visitastes; preso, e fostes ver-Me” (Mt 25:35-36).

E, discorrendo acerca de toda história do povo de Israel, Estêvão citou Moisés como aquele que “cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus os queria salvar por intermédio dele; eles, porém, não compreenderam” (At 7:25). E, findando o discurso, diante de uma multidão enfurecida contra ele, “Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à Sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus” (At 7:55-56). Depois disto, apedrejado até à morte, Estêvão “adormeceu” (At 7:60) para aguardar a bendita esperança: “Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna” (v.2).

Amados, conseguiram entender o que se deu no relato sobre Estêvão? É um resumo do que sucederá aos justos antes do Grande Dia da volta de Jesus. Perante uma sociedade pretensamente religiosa, os santos padecerão severas perseguições e sofrerão um “tempo de angústia, qual nunca houve” (v.1). Cheios do Espírito Santo, assim como Estêvão, “resplandecerão como o fulgor do firmamento”, conduzindo muitos à justiça (v.3). E diante de um mundo enfurecido, semelhante à sentença dada à nação israelita, a visão de Estêvão tornar-se-á realidade quando “Miguel, o grande príncipe”, Jesus, o Senhor dos Exércitos, Se levantar para salvar o Seu povo “e todo aquele que for achado inscrito no livro” (v.1).

O último capítulo do livro de Daniel é uma inconfundível carta de alforria aos sábios de Deus. Entendendo a ordem do Mestre, e o que está escrito: “O fruto dos justos é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio” (Pv 11:30), sairão a pregar mediante o exemplo da própria vida escondida em Cristo. E, mesmo sem proferir uma só palavra, seus rostos manifestarão o resplendor da luz do Céu. Daniel queria entender tudo aquilo que lhe foi revelado, mas aquela mensagem não era para o seu tempo, mas para o nosso. E quando as fogueiras da perseguição forem reacendidas, e, perante multidões iradas, formos ameaçados de morte, as pedras do ódio diabólico cairão ao chão perante a gloriosa presença de um Deus que romperá esta atmosfera para nos dizer: “Vinde benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34).

O livro não mais está selado. Jesus venceu para abrir o livro, e prometeu: “Já não haverá demora” (Ap 10:6). E concluiu: “É necessário que ainda profetizes a respeito de muitos povos, nações, línguas e reis” (Ap 10:11). O passo a passo da vida de Estêvão nos deixou uma clara definição do que significa “muitos serão purificados, provados e embranquecidos” (v.10). Precisamos parar de nos vitimizar perante as provações e entender que elas não são instrumentos de morte, mas de vida. Deus jamais permitirá que sejamos tentados além do que possamos suportar (1Co 10:13), mas não nos livrará de entrarmos em uma cova de leões, ou em uma fornalha ardente, ou ainda perante um tribunal mentiroso, se isto for necessário para a nossa salvação e para o cumprimento da missão que Ele nos confiou: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado”. Então, a promessa final será vivida e sentida diariamente: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”  (Mt 28:19-20).

Você entende realmente o que verdadeiramente importa para Deus? “Importa-vos nascer de novo” (Jo 3:7). Se você ainda não tomou a decisão que define a sua entrada no caminho estreito; se você ainda está adiando a decisão de dar o primeiro passo na direção dAquele que, por você, deixou pegadas de sangue na trilha até o Calvário, meu irmão e minha irmã, não seja como os perversos que não entenderão (v.10) e nem como o povo de Israel que não compreendeu. Mas, como Estêvão, como Moisés e como Daniel, seja a mensagem que o mundo precisa ver e ouvir. E, ainda que morras, “ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança” (v.13).

Bom dia, sábios missionários de Deus!

Desafio do dia 3/21: Oremos pelo batismo diário com o Espírito Santo e assim sejamos cristãos missionários, apressando a volta de Cristo, nosso Salvador.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Daniel12
#RPSP

Deixe seu comentário:



DANIEL 12 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
19 de novembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: