Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 60 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO
20 de outubro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 60 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 60 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 60 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



ISAÍAS 60 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS
20 de outubro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

574 palavras

1 Dispõe-te, resplandece. O profeta descreve a obra gloriosa a ser realizada por Israel, supondo que haveria uma reforma, em harmonia com Isaías 58:6 a 14. Os cap. 60 a 62 descrevem essa obra grandiosa. Esse era o plano divino para o antigo Israel. Mas como nação, os israelitas falharam na obra da reforma; e, portanto, Deus não pôde libertá-los de seus inimigos nem convertê-los em agentes capazes de levar salvação aos gentios (ver p. 13-17). Por isso, os privilégios e as responsabilidades da aliança foram transferidos ao Israel espiritual. Desde então, a gloriosa vitória do evangelho descrita nos cap. 60 a 62 pertence ao povo da nova aliança (ver p. 21-23). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 333.

Tua luz. A luz é símbolo da presença divina. CBASD, vol. 4, p. 334.

Escuridão.isto é, escuridão espiritual. CBASD, vol. 4, p. 334.

Sua glória.É a luz da glória de Deus refletida que se vê sobre seu povo. CBASD, vol. 4, p. 334.

As nações se encaminham. O reflexo do caráter divino visto em Israel, junto com as bênçãos do Céu, teria atraído os gentios e os convencido da superioridade da adoração e do serviço a Yahweh (ver p. 15-17;cf Is 49:6, 22). Pela providência divina, esta promessa se cumprirá com o novo Israel. CBASD, vol. 4, p. 334.

estremecerá. Literalmente, “tremer”, isto é, de alegria (ver Jr 33:9). Israel se emocionaria com a realização de seu destino glorioso. CBASD, vol. 4, p. 334.

As riquezas. Gentios convertidos fariam contribuições generosas e, dessa forma, apressariam a proclamação do evangelho. CBASD, vol. 4, p. 334.

Para o Meu agrado subirão ao meu altar. Os presentes dos gentios seriam aceitos pelo Senhor com sinal de que também são recebidos como indivíduos. CBASD, vol. 4, p. 334.

As terras do mar. Povos distantes reconheceriam a mensagem da graça divina. CBASD, vol. 4, p. 334.

Edificarão os teus muros. Edificar os muros de Sião significava aumentar sua força. Gentios ajudariam os judeus na proclamação do evangelho. CBASD, vol. 4, p. 334.

No Meu furor te castigarei. O cativeiro babilônico. CBASD, vol. 4, p. 334. [Nota: Observe-se que isto foi escrito antes do cativeiro babilônico, com objetivo de consolo aos cativos e advertência profética aos exilados retornados.]

11 Abertas de contínuo. Como medida de segurança, as portas da cidade eram fechadas à noite. Portas abertas à noite indicavam paz e segurança. CBASD, vol. 4, p. 334.

13 A glória do Líbano. O Líbano era famoso por sua beleza, em particular, pelos majestosos cedros. CBASD, vol. 4, p. 334.

Meu santuário. Isaías anteviu um novo templo que … superaria em glória [ao templo de Salomão]. Ezequiel recebeu instruções detalhadas para este novo templo, que, porém, nunca foi construído (ver Ez 40-44). CBASD, vol. 4, p. 334.

14 Inclinando-se. isto é, em submissão voluntária. CBASD, vol. 4, p. 334.

15 Abandonada. Como uma esposa abandonada, Sião se tornou objeto de escárnio e opróbrio para seus vizinhos. CBASD, vol. 4, p. 335.

16 O leite. Isaías introduz outra metáfora para a riqueza e os recursos dos gentios. CBASD, vol. 4, p. 335.

17 Por bronze. Assim como o outro tinha mais valor que o bronze, e a prata, mais que o ferro, o senhor aumentaria a riqueza de Israel. CBASD, vol. 4, p. 335.

Farei da paz os teus inspetores. Os líderes de Israel conduziriam a nação ao êxito e à prosperidade. CBASD, vol. 4, p. 335.

18 Violência. Em vez de opressão, brutalidade e luta. CBASD, vol. 4, p. 335.

20 A tua luz perpétua. Enquanto o ser humano estiver neste mundo, se alternarão sol e sombra, luz e escuridão, riso e lágrimas. Mas, na cidade santa, Deus será a luz e a alegria constantes de Seu povo. CBASD, vol. 4, p. 335.

22 O menor. “Uma pessoa insignificante”. CBASD, vol. 4, p. 336.



ISAÍAS 60 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
20 de outubro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 60 – Deus promete restaurar tudo o que o pecado destruiu. Apenas precisamos aceitar Sua luz a tal ponto de refleti-la ao mundo.

1. Jerusalém perdeu sua glória devido ao pecado que resultou em exílio do povo, mas Deus promete restaurá-la, a tal ponto de atrair gente de todas as nações que queira sair das trevas da imoralidade, perversidade e de toda iniquidade (vs. 1-4).
2. A glória de Jerusalém se dará pela presença do glorioso Deus. Jesus é desejado de todas as nações, profetizado pelos patriarcas e profetas, tipificado pelos reis da linhagem de Davi. Jesus é o rei Universal, que irá restaurar tudo o que pecado arruinou (vs. 5-22).

A introdução do capítulo em questão é ampliada nos restante do capítulo. “O restante de Isaías 60 desenvolve o tema introduzido nos versos 1-3: Os povos do mundo são atraídos para Jerusalém, que é abençoada por causa da presença gloriosa de Deus. Deus tinha um propósito universal quando escolheu Abraão e seus descendentes: por meio de Abraão todas as famílias da Terra seriam abençoadas (Gên. 12:3; 18:18; 22:18). Então, a aliança de Deus com Abraão, em último hipótese, tinha a intenção de ser uma aliança com toda a humanidade por meio de Abraão. Ele e seus descendentes seriam o canal para a revelação de Deus ao mundo” (Roy Gane).

• Deus quer atrair pessoas à luz de Jesus.

Apesar da Sua aversão ao pecado, Ele usa diversas estratégias visando alcançar e atrair pecadores. Jesus veio ao mundo, Sua vida e palavras brilharam como poderosa luz. Instituiu a igreja após Sua vitória sobre o reino das trevas para que cada membro iluminasse onde quer que esteja.

“O plano divino de redenção assegura o pleno estabelecimento de Sua verdade na vida de cada crente. Seus seguidores serão luzes fixas no mundo, revelando quem Cristo é e o que Ele pode fazer por aqueles que O amam. A vida, iluminada com a presença de Cristo, dispersa a escuridão moral que Satanás lançou sobre o mundo. Cristo chama Seu povo de luz do mundo. Eles O seguem, a luz original do mundo (veja Mat. 5:14-16; João 1:4 e 9; 8:12)”, aplica Gane.

• Sejamos luzes neste mundo tenebroso!

“Glorioso Deus, brilha em nós para refletirmos a luz de Jesus!” – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 59 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO
19 de outubro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 59 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 59 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 59 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

VÍDEO PR MICHELSON BORGES(link externo)



ISAÍAS 59
19 de outubro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/Is/59

Isaías 59 é um capítulo sombrio – é como uma transmissão de alerta de tornado. Olhe pela janela. Confirme visualmente o que o profeta do tempo está dizendo. Este pode ser o pior tornado da história da nossa comunidade. Não há tempo a perder. Corra para o abrigo.

Será que ainda dá tempo de chegarmos ao local de segurança? Será que vai causar estragos terríveis em nossa rua? Existe alguma chance, se orarmos, de Deus ter misericórdia de nós e direcionar a fúria do tornado para um espaço desabitado?

Como uma calmaria após a tempestade, Isaías 59 nos garante que “o braço do Senhor não está amputado – Ele ainda pode salvar” (v. 1, Bíblia “A Mensagem”).

Este capítulo faz um apelo poderoso para o arrependimento sincero individual e coletivo. Do que devemos nos arrepender? Individualmente o Espírito Santo irá nos mostrar, mas corporativamente a profeta de Deus disse repetidamente: “Estamos anos atrasados” em nossa tarefa de espalhar a notícia do amor infalível de Deus e do Seu breve retorno.

O capítulo termina com a bela promessa de Deus: Minha aliança ainda está válida. Meu Espírito ainda está trabalhando arduamente com vocês. Arrependam-se e desfrutem da emoção de compartilhar a Minha palavra. A história da salvação será espalhada pelos seus lábios e pelos lábios de seus filhos e netos para sempre.

“Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles. O meu Espírito que está em você e as minhas palavras que pus em sua boca não se afastarão dela, nem da boca dos seus filhos e dos descendentes deles, desde agora e para sempre” (v. 19, NVI)

Glenn Aufderhar
Ilha de Lopez, estado de Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=984
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



ISAÍAS 59 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS
19 de outubro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

593 palavras

1 A mão do SENHOR não está encolhida. Muitos em Israel atribuíam as dificuldades da nação à incapacidade de Deus de libertá-los. … Nesta passagem, o Senhor responde a essas objeções. A culpa não está nEle, mas com eles. CBASD – Comentario Biblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 329.

Vossas iniquidades fazem separação. Se os céus parecem distantes da Terra, é porque o pecado colocou um véu de separação entre o homem e Deus. CBASD, vol. 4, p. 329.

Vossas mãos. Embora os judeus professassem de forma vigorosa a religião, suas palavras e obras eram continuamente más. CBASD, vol. 4, p. 329.

Ninguém há que clame pela justiça. A ideia é que, quando vai ao tribunal contra alguém, a pessoa o faz nao para alcançar justiça, mas para assegurar a sanção dos tribunais para a injustiça e a opressão. CBASD, vol. 4, p. 329.

Tecem teias de aranha. Teciam teias de engano para seduzir o próximo. … instrumento de morte. CBASD, vol. 4, p. 329.

6 As suas teias não se prestam para vestes. Os que se ocupam em tecer teias de aranha perdem tempo produzindo o que não só é inútil, mas prejudicial. CBASD, vol. 4, p. 329.

Seus pés correm para o mal. Depois de cometer um ato perverso, ficavam impacientes para cometer o seguinte (comparar com Pv 1:16; 6:17, 18; Mq 7:3). CBASD, vol. 4, p. 329.

Pensamento de iniquidade. Pensamentos maus dao origem a atos ímpios. Tentativas para frustrar o mal quando este alcança o estagio de ação geralmente sao inúteis. A única maneira de se prevenir acoes mas é transformar os pensamentos (ver com. de Mt 5:17-22). CBASD, vol. 4, p. 329, 330.

O caminho da paz. O povo de Deus desfruta paz (Is 32:18) porque tem paz no coração. CBASD, vol. 4, p. 330.

10 Apalpamos. Quando os seres humanos se recusam a andar no caminho da retidão e da justiça, Deus permite que a escuridão lhes sobrevenha (Is 6:10; cf Rm 11:25). CBASD, vol. 4, p. 330.

12 Nossas transgressões. Representando o povo de Judá, Isaías reconhece com sinceridade suas transgressões. CBASD, vol. 4, p. 330.

13 Retirarmo-nos do nosso Deus. O pecado afasta as pessoas de Deus, nunca as aproxima. CBASD, vol. 4, p. 330.

14  O direito de retirou. Isaías descreve a triste situação que prevalecia nos tribunais e nos negócios particulares dos judeus. Personifica-se a justiça, que é descrita como fugindo para sua própria segurança. Ela temia se aventurar em publico. CBASD, vol. 4, p. 330.

15 O SENHOR viu isso. Estas palavras dao inicio  uma nova seção. Concluiu-se a acusação divina dirigida a Judá (v. 9-15). O Senhor entao estuda a condição desesperada de Judá e Se oferece como salvador e intercessor. CBASD, vol. 4, p. 331.

16 Sua própria justiça o susteve. É a misericórdia divina que faz com que o Onipotente intervenha em favor de Seu povo sitiado. … Sem a intervenção divina, o ser humano nao tem esperança. CBASD, vol. 4, p. 331.

17 Couraça. Isaias descreve Cristo como um guerreiro armado que entra na batalha pela salvação do ser humano (ver Ef 6:14, 17). CBASD, vol. 4, p. 331.

18 Segundo as obras deles. Quando Cristo retornar, será “para retribuir a cada um segundo as suas obras (Ap 22:12). CBASD, vol. 4, p. 331.

Às terras do mar. Isto é, nacoes distantes que oprimiriam o povo de Deus. CBASD, vol. 4, p. 331.

19 Temerao, pois, o nome de Deus. A manifestação final do poder de Deus em favor de Seu povo fará com que todos O reconheçam, de uma extremidade à outra da Terra (Sl 50:1-6; Ml 1:11; Ap 5:13; 15:3, 4). CBASD, vol. 4, p. 331.

Virá como torrente. Uma tradução literal da frase seria: “Ele virá como um rio de angústia”. CBASD, vol. 4, p. 332.

20 Virá o Redentor. Esta profecia se cumprirá na segunda vinda de Cristo. O Senhor voltará para salvar Seu povo: os que abandonaram a transgressão e O aceitaram como salvador. CBASD, vol. 4, p. 331.



ISAÍAS 59 – COM. TEXTO PR HEBER TOTH ARMÍ
19 de outubro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 59 – Salvação é o negócio de Deus. Seus planos em relação ao Planeta danificado pelo pecado visam à salvação do pecador.

Deus quer salvar-nos do pecado, porém agarramo-nos ao pecado – infelizmente (vs. 1-2). Pecado separa-nos de Deus. Separados dEle, estamos distantes da verdadeira satisfação, alegria e vida.

Os versos 3-15 retratam a sociedade que está em pecado. Leia e veja se é de sua comunidade que o profeta está falando. Leia estes versos repetidas vezes em várias versões bíblicas. Sublinhe. Procure o significado das principais palavras no dicionário. Estude profundamente.

Para mim, parece a síntese do jornal de cada semana, uma análise sintática de nossa triste realidade social, moral e espiritual.
• E para você?
• Qual a conclusão que você chegou?
• Compartilhe conosco!

Apesar da triste constatação, a despeito de não sermos o que deveríamos ser, ainda que não correspondamos com o que Deus espera de nós, embora nossos pecados causem um abismo ou um muro intransponível entre nós e Deus… ninguém precisa afogar-se no mar do desespero. Absolutamente!

Sim, o que vimos até aqui é verdade. O pecado é crudelíssimo. Nossos pecados nos levam ao afastamento de Deus; e, por fim, à morte eterna. Todavia, o texto não terminou. Há esperança. Existe solução para uma sociedade caótica. Há como resolver o problema oriundo de nossos terríveis pecados.

O próprio Deus entra em cena. Nada pode nos separar de Seu amor. Por isso, Ele Se torna o nosso Ajudador, Intercessor e Redentor. Ele é nosso único meio de Salvação. Nele, temos um Salvador (vs. 16-21; ver Romanos 8:37-39).
• Nada pode separar-nos do amor de Deus, nem mesmo a morte, nem mesmo as hostes satânicas, nem mesmo o pecado. Nada mesmo!
• O que nos é impossível (aproximar-nos de Deus em pecado), para Deus é possível (aproximar-se do pecador).
• Graças a essa possibilidade, Jesus é Emanuel, Deus conosco.

Somos salvos pelas obras – não nossas –, as de Cristo. Nossas obras só nos condenam. Precisamos aceitar, pela fé, a justiça de Cristo. Para que sejamos libertos do pecado e aguardemos confiantemente pela vida eterna, Deus dá o Espírito Santo àqueles que aceitam a Seu Filho (v. 21; ver Efésios 1:13-14).

“Senhor, graças Te dou porque mesmo com meus pecados, Tua mão não está encolhida para me salvar” – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 58 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO
18 de outubro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 58 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 58 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 58 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COMENTÁRIO ALETA BAINBRIDGE (Associação Geral)

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)



ISAÍAS 58 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS
18 de outubro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

1124 palavras

1 Clama a plenos pulmões. Em Isaías 57:15 a 21, o profeta apresenta a mensagem celestial de reconciliação e paz. No cap 58, ele fala sobre o que constitui o arrependimento e o que é essencial para que as bênçãos prometidas sejam derramadas. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 324.

Ainda Me procuram dia a dia. Exteriormente, a nação de Judá professava seguir o Senhor, mas o coração estava longe dEle. As pessoas se apegavam a formas externas da religião e negligenciavam seus princípios básicos. Jejuavam e oravam, observavam o sábado e as festas sagradas, apresentavam ofertas no templo e participavam das assembleias solenes, ao mesmo tempo em que se envolviam com toda forma de iniquidade (Is 1:11-15). CBASD, vol. 4, p. 325.

Por que jejuamos … ? A hipocrisia permeava a vida religiosa (ver com. de Mt 6:2). Eles pensavam que recebiam a aceitação de Deus por meio da aflição física. … Esqueceram-se de que a essência da verdadeira religião é o exercício da justiça, misericórdia e humildade (Mq 6:8; ver com. de Is 57:15). CBASD, vol. 4, p. 325.

Cuidais dos vossos próprios interesses. As pessoas jejuavam porque queriam assim obter a aprovação divina. Não compreendiam o significado espiritual do jejum e da observância do sábado, e criam que cumprir as formas de religião lhes permitia satisfazer as próprias paixões e oprimir o pobre e o desamparado. CBASD, vol. 4, p. 325.

Exigis que se faça todo o vosso trabalho. Literalmente, “oprime todos os vossos trabalhadores” (ver Lv 19:13; Tg 5:4). CBASD, vol. 4, p. 325.

Para contendas e rixas. As formas do jejum eram religiosamente seguidas, mas o espírito do verdadeiro jejum (ver v. 6)  havia se perdido. Práticas rigorosas serviam apenas para causar irritação. O jejum conforme ordenado por Deus (v. 6) teria resultado num viver virtuoso. CBASD, vol. 4, p. 325.

Seria este o jejum … ? Eles jejuavam apenas para garantir o favor de Deus e assegurar a aprovação de seus atos maus, como se a abstinência de alimento fosse mais importante para Deus do que se afastar da iniquidade (ver com. de Mt 6:16). CBASD, vol. 4, p. 325.

Que soltes as ligaduras. O verdadeiro jejum foi designado para purificar as inclinações e reformar a vida. Mas, entre os judeus, as práticas religiosas tinham se tornado um manto para ocultar a opressão dos fracos, o roubo às viúvas e aos órfãos, e todas as formas de suborno, engano e injustiça (Is 1:17, 23; Os 4:2; Am 2:6, 3:10; 4:1; 5:11; 8:4-6; Mq 6:11, 12). O verdadeiro propósito da religião é libertar o ser humano dos fardos do pecado, eliminar a intolerância e a opressão e promover justiça, liberdade e paz. Deus queria que Seus filhos fossem livres, mas os líderes de Israel os estavam convertendo em escravos e mendigos. CBASD, vol. 4, p. 325. [Destaque acrescido].

Repartas o teu pão. A verdadeira religião é prática. Sem dúvida, inclui os ritos e as cerimônias da igreja, mas é na atitude perante o próximo que se manifesta a presença ou a ausência da verdadeira religião. Não é tanto uma questão de se abster do alimento quanto o é de compartilhar o alimento com o faminto. A bondade na prática é o único tipo de religião reconhecida no juízo final (Mt 25:34-46). CBASD, vol. 4, p. 325.

Tua cura. O que se faz para o bem de outros resulta em benefício para si mesmo. CBASD, vol. 4, p. 325.

Tua retaguarda. Quando são trilhados os caminhos que Deus escolhe, pode-se ter a certeza de Sua presença e proteção. CBASD, vol. 4, p. 326.

Se tirares do meio de ti o jugo. Com crítica, censura, fofocas e insinuações, muitas pessoas tornam o fardo do próximo quase insuportável. Muitos cristãos são esmagados e enviados à sepultura desanimados e derrotados por terem sido objeto de escárnio de de outros cristãos. Deus não pode Se aproximar de Seu povo enquanto este estiver ocupado em criticar e oprimir o próximo. CBASD, vol. 4, p. 326.

10 Se abrires a tua alma ao faminto. Isto é, ter interesse pessoal. Se a igreja vivesse à altura de suas oportunidades e responsabilidades, se seus membros fossem cristãos tanto em espírito como no nome, logo se cumpriria a missão, e o Senhor voltaria em glória. Vidas de serviço egoísta afastam a luz da glória de Deus (ver Is 9:2; 60:1, 2). CBASD, vol. 4, p. 326. [Destaque acrescido.]

11 O SENHOR te guiará. Para ser guiada por Deus, a pessoa deve primeiramente abandonar o eu e se entregar por completo à obra do Mestre. Deus não pode guiar os obstinados, convencidos e egoístas. CBASD, vol. 4, p. 326.

Fartará a tua alma até em lugares áridos. Em tempos de aridez espiritual, Deus promete refrigério aos que buscam com sinceridade ser uma bênção ao próximo. CBASD, vol. 4, p. 326.

12 Os teus filhos edificarão as antigas ruínas … serás chamado restaurador de brechas. Aqui se descreve uma grande obra de reavivamento, reforma e restauração. Havia uma brecha no muro, devido à falta da prática da verdadeira religião (v. 3-5). CBASD, vol. 4, p. 326.

13 Desviares o pé. A obra de restauração deve começar com um reavivamento da verdadeira observância do sábado, cuja essência é a comunhão com Deus e recordação do Seu poder criador, no dia que Ele tornou sagrado. … Nunca foi o propósito divino que o sábado fosse um fim em si mesmo, mas um meio pelo qual o ser humano pudesse se familiarizar com o caráter e os propósitos do Criador (ver com. de Êx 20:8). CBASD, vol. 4, p. 326.

Teus próprios interesses. A essência do pecado é o egoísmo; fazer o que se deseja, sem levar em consideração a Deus ou ao próximo. O sábado dá ao ser humano a oportunidade de subjugar o egoísmo e cultivar o hábito de fazer o que agrada a Deus (1Jo 3:22) e que contribui para o bem-estar de outros. Quando compreendido e observado corretamente, ele se torna a chave para a felicidade do ser humano tanto aqui quanto no porvir. A verdadeira observância do sábado conduzirá à reforma descrita em Isaías 58:5 a 12. Os que não participam do espírito do sábado como Deus ordenou não percebem o que estão perdendo. O sábado é uma das maiores bênçãos do Criador aos seres criados. CBASD, vol. 4, p. 326, 327.

Deleitoso. Os que consideram o sábado uma carga não descobriram seu verdadeiro significado e valor. A mera observância do sábado tem pouco valor. CBASD, vol. 4, p. 327.

E o honrares. Eis a prova decisiva para se determinar o que é certo e apropriado fazer no sábado: Isso honra a Deus? Toda atividade cujo objetivo seja aprender mais dos caminhos, do caráter, das obras e da vontade do Criador, ou que seja um canal pelo qual Seu amor pode alcançar o coração e a vida do próximo, é sem dúvida, uma honra a Deus. CBASD, vol. 4, p. 327.

14 Então, te deleitarás. Os que fazem do sábado o que Deus planejou que ele fosse têm comunhão íntima com Ele.  CBASD, vol. 4, p. 327.

Os altos da terra. Promete-se prosperidade material e espiritual a que de coração toma parte no espírito do sábado (ver com. de Mt 6:33). CBASD, vol. 4, p. 327.



ISAÍAS 58 – Comentário Pr Heber Toth Armí
18 de outubro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 58 – Meras formalidades, rituais externos, cultos mecânicos, cerimônias vazias de significados, louvor de boca para fora, indiferença no momento da pregação, despreparo na apresentação da mensagem bíblica, falta de espiritualidade fora da igreja, hipocrisia, e muito mais – diversos tipos de práticas religiosas desprovidas da aprovação divina.

Orar, jejuar, dizimar e até guardar o sábado sem um real relacionamento e submissão exclusiva a Deus durante as 24 horas, dos sete dias das 52 semanas do ano, é inaceitável ao Soberano do Universo.

Deus disciplina Seus filhos para que eles cresçam, amadureçam e aprendam a viver a religião corretamente. O propósito de Deus era que os judeus voltassem do exílio babilônico com uma visão mais abrangente do que significava ser verdadeiramente religioso conforme Seus conceitos.

Muitas vezes, precisamos ser disciplinados por Deus. “O exílio desmonta nossas perspectivas complacentes, e nos capacita a perceber que a restauração pode ser encontrada somente no caráter oculto de Deus, bem longe de nosso pragmatismo e controle… O exílio pode também nos preparar ao longo do caminho para recebermos benefícios sem precedentes” (James Houston).

O capítulo em pauta ensina-nos muitas coisas importantíssimas:
• Se Deus não revelar por meio de Seus servos os nossos pecados pelo poder do Espírito Santo, muito dificilmente reconheceremos nossos pecados e transgressões (v. 1).
• Deus mostra que práticas espirituais, como jejum, com interesses egoístas, não resultam na submissão que Deus espera dos Seus filhos (vs. 2-3).
• Os que utilizam a religião para subestimar ou dominar aos outros, ou mesmo praticam alguns rituais para maquiar suas contendas, rixas e arrogâncias, não serão aceitos por Deus (v. 4).
• Mais que usar a religião como máscara, precisamos de relacionamento com Deus que gere transformação, mudança de vida, atitude e comportamento visíveis (vs. 5-7).
• Religião com resultados reais e extraordinários é aquela que brota do coração influenciado por Deus para representar Seu amor numa sociedade decadente (vs. 8-12).
• Guardar o sábado é insuficiente para Deus, precisamos saber como viver as 24 horas de cada sábado. Sucesso, bênçãos e proteção terão aqueles que honrarem ao Criador de fato e de verdade no santo dia instituído pelo próprio Legislador (vs. 13-14).

Há muitos religiosos absolutamente enganados! Este capítulo deveria ser muito estudado e propagado.

“Senhor, disciplina-nos para aprender – se for necessário! Reaviva-nos!” – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: