Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 30
13 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/30

A alegria da graça é o combustível de Deus para a transformação do coração.

No maior avivamento desde Salomão, o serviço do templo é restabelecido, os sacrifícios são oferecidos e os corações são renovados, incluindo os de sacerdotes não consagrados e estrangeiros. Posteriormente, há um festival de música e louvor de duas semanas. Transformados pela alegria da graça, o povo de Deus sai e destrói ídolos e altares pagãos.

Observe a progressão: nenhum ídolo foi destruído até que houvesse um tempo de adoração e celebração. Parece haver uma verdade psicoespiritual nessa ordem de eventos. Corações plenos de alegria são mais propensos a se apegar ao coração de Deus e abandonar seus ídolos. Onde há pouca alegria, há pouco reavivamento.

O mesmo é verdade hoje: quando a vida transborda de alegria proveniente da graça, as pessoas demolem ídolos de egoísmo, esportes, comida, ressentimento e pornografia. . . ou qualquer que seja o nosso ídolo de estimação. Ezequias fez uma bela promessa: “Deus não desviará o rosto de você, se você se voltar para Ele.” Deus nunca envergonha ou rejeita quem se arrepende! Em vez de se afastar de você, Ele se voltará para você com um coração de graça e alegria.

Chamados ao arrependimento devem sempre ser combinados com uma certeza de graça e acompanhados de alegria.

Lori Engel
Capelã (atualmente com deficiência),
Eugene, Oregon EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=643
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 30 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
13 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 30 – O reavivamento do culto coletivo depende claramente do culto individual; pois, vida individual desprovida de adoração resulta em “adoração” coletiva carente de vida.

• Portanto, antes de condenar a situação de tua igreja, olhe a si mesmo e avalie-se.
• Depois, ore por perdão, restauração e transformação a tal ponto de você não pensar em criticar faltosos a tua volta, mas começar a interceder por eles.

A oração intercessória feita a Deus será atendida. O resultado deste capítulo é fruto de seguir II Crônicas 7:14.

O Comentário Bíblico Adventista destaca os seguintes tópicos:

• Ezequias proclama uma páscoa solene para Judá e Israel no segundo mês (vs. 1-12);
• A congregação destrói os altares idólatras e observa a festa durante catorze dias (vs. 13-26);
• Os sacerdotes e levitas abençoam o povo (v. 27).

A celebração da Páscoa foi um derramar da graça de Deus a um povo que estava prestes a cair na desgraça de seus pecados. Celebrar a Páscoa significava exaltar Cristo. Quanto mais se exalta Cristo, mais de Cristo teremos em nossa vida. Quanto maior o reavivamento, maior a reforma espiritual. Quanto maior a reforma, maior a limpeza realizada entre o povo de Deus.

Se como povo de Deus almejamos impactar o mundo, precisamos ir além de conhecer a verdade e praticá-la; é necessário que essa verdade seja proclamada, compartilhada e divulgada ao mundo. Precisamos de pessoas convictas e entusiastas que atraiam com exemplo e palavras as pessoas para um relacionamento salvífico com Cristo como fez Ezequias.

• Cristo cura as feridas que adquirimos com nossos pecados e restaura nossa enferma vida espiritual! (v. 20).

A promessa de Deus se concretiza quando se busca os passos orientados por Ele. Para que atualmente experimentemos uma manifestação gloriosa de Deus em nosso meio, precisamos:

1. Descer do pedestal do orgulho a fim de nos humilharmos perante Deus.
2. Aprender a orar a Deus baseado nas promessas em Suas Palavras.
3. Buscar intensa e constantemente a santa presença de Deus.
4. Abandonar o caminho do pecado para seguir o caminho da santidade.

Ezequias baseou suas decisões na Bíblia e o resultado foi miraculosamente visível. Hoje Deus procura e conta com líderes como Ezequias. Vamos consagrar-nos a fim de que promovamos o reavivamento que Deus quer nos dar?

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



II CRÔNICAS 30 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS
13 de novembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

649 palavras

1 Um convite oficial (por carta) e pessoal (pelos mensageiros do rei) é dirigido aos remanescentes de Israel, que já não existia como nação [ver 2Rs 17:6; 18:1]. Era mais fácil persuadir os israelitas de baixo nível, sob o jugo pagão, do que Israel atender a um apelo quando era uma nação apóstata (Bíblia Shedd).

A Efraim e a Manassés. Estas eram as principais tribos no território do reino do norte que ainda não tinham sido levadas para o cativeiro. As tribos a leste do Jordão e as do norte já haviam sofrido deportação (2Rs 15.29; 1Cr 5:26) (CBASD-Comentário Bíblico Adventista Dio 7º Dia, vol. 3, p. 311).

2 no segundo mês. A obra de limpeza e santificação do templo só foi completada no 16º dia do primeiro mês (2Cr 29:17), e o serviço começava, regularmente, no 14º dia do primeiro mês (Êx 12:2,6; Lv 23:5). Mas, em casos de emergência, a lei permitia que pessoas observassem a Páscoa no 14º dia do segundo mês (Nm 9:6-11) (CBASD, vol. 3, p. 311).

5 desde Berseba até Dã. [Maneira de referir a todo o Israel, desde o extremo sul de Canaã, Berseba, até o seu extremo norte, Dã] Uma expressão semelhante estivera em uso durante o período dos juízes (Jz 20:1; 1Sm 3:20) e durante a monarquia unida (2Sm 3:10; 17:11; 24:2; 1Rs 4:25; 1Cr 21:2). Mas, depois da divisão do reino, esta é a primeira ocorrência de seu uso na narrativa bíblica (CBASD, vol. 3, p. 312).

6 os correios. Literalmente, “os corredores” (pessoas que correm) (CBASD, vol. 3, p. 312).

O restante que escapou. Quando estas palavras foram escritas, as partes leste e norte do reino de Israel já haviam caído nas mãos da Assíria. Tiglate-Pileser III subira contra Israel nos dias de Peca e tomara a Galiléia, toda a terra de Naftali, e Gileade (2Rs 15:29). Além disso, havia levado os rubenitas, os gaditas e a “meia tribo de Manassés” (1Cr 5:26). O débil remanescente preservado recebera mais uma oportunidade de se arrepender (ver PR, 287-291) antes da vinda de Samaneser, que aprisionou Oseias e iniciou o cerco final a Samaria (2Rs 17:4-6; 18:9,10) (CBASD, vol. 3, p. 312).

10 Zombaram deles. Muitas vezes a boa semente cai em terra ruim, dura, espinhosa ou rochosa, conforme Jesus ensinou em Mt 13.1-23 (Bíblia Shedd).

O reino do norte de Israel havia sido recentemente conquistado pela Assíria e a maior parte do seu povo havia sido levado embora para terras estrangeiras. Ezequias enviou uma proclamação ao pequeno povo que permanecera, convidando-os para virem à Páscoa (30:1), mas muitos responderam com escárnio e ridicularização. Pessoas talvez zombem de você quando você tentar promover renovação e crescimento espiritual. Você está preparado para ser ridicularizado pela sua fé? Quando isto te acontecer, não esmoreça. Permaneça firme em sua fé como Ezequias fez e Deus lhe honrará (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

15 Se envergonharam. Os sacerdotes que não se haviam santificado na época própria (v. 3), agora percebem que sua frouxidão fora um tropeço (Bíblia Shedd).

16 Como sempre, dava-se grande importância ao sangue do cordeiro. Segundo o Mishná, cada ofertante matava seu cordeiro, recolhendo o sangue numa tigela que passava de sacerdote em sacerdote, até chegar ao altar. De igual modo, é dever do crente passar para outros a boa nova da salvação pelo sangue de Cristo, 2Tm 2.2(Bíblia Shedd).

17 não se haviam santificado. Pessoas das tribos do norte estavam, em sua maior parte, envolvidas em algum tipo de contaminação moral, da qual ainda não tinham se purificado (v. 18) (CBASD, vol. 3, p. 313).

18 dispôs o coração. Mais do que a mera pureza cerimonial, este era o requisito importante. Nem tudo fora feito de acordo com a estrita letra da lei. Mas, uma vez que as circunstâncias tornavam isso impossível, o espírito da lei foi seguido (CBASD, vol. 3, p. 313).

20 ouviu o Senhor a Ezequias. O fato de o Senhor ouvir a oração de Ezequias mostra que a sinceridade espiritual aos olhos de Deus é preferível a uma adesão fria e formal a estritas prescrições legais (CBASD, vol. 3, p. 313).

25 estrangeiros. O verdadeiro reavivamento não se limita a missões nacionais (5); promove também missões internacionais (cf Mt 28.19) (Bíblia Shedd).



II CRÔNICAS 29
12 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/29

O primeiro versículo do capítulo pode nos dar uma dica de por que Ezequias estava tão ansioso para servir ao Senhor. Sua mãe, Abia, é mencionada, e as seguintes palavras são: “Ele fez o que era certo aos olhos do Senhor.” Temos o exemplo em 2 Crônicas 29 de que uma boa criação não tem preço e que a liderança é fundamental. Ezequias começou abrindo e consertando as portas, depois convidou os sacerdotes a se santificarem pela obra no templo.

O sacerdote veio, purificou o templo e se preparou para restaurar os seus serviços. Ezequias levantou-se cedo e trouxe consigo os governantes da cidade e o povo reunido para adorar a Deus como Ele havia ordenado. As ofertas começaram, a música tocou, o rei, os governantes e o povo se curvaram em adoração. O último versículo compartilha conosco: “Ezequias e todo o povo se alegraram por Deus ter preparado o povo.” Que maravilhoso! Uma mãe fiel criou um líder que levou o povo de volta a Deus. Então “Deus preparou o povo”. O resultado foi alegria!

Que grandes coisas podem acontecer quando os líderes de nossas igrejas são fiéis a Deus e quando Deus prepara o povo!

David Ripley
Pastor aposentado
Fredericksburg, Texas EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=642
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 29 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS
12 de novembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

6 A confissão de pecados é parte integrante do reavivamento (cf Tg 5.16) (Bíblia Shedd).

11 Os levitas, escolhidos por Deus para servir no templo, tinham sido afastados de suas tarefas pela perversidade de Acaz (28:24). Mas Ezequias os chamou de volta ao serviço, lembrando a eles que o Senhor os havia escolhido para o ministério. Talvez não enfrentemos um rei perverso, mas pressões ou responsabilidades podem nos deixar inativos ou não efetivos. Quando você receber a responsabilidade de ministrar, não negligencie sua tarefa. Se você se tornou inativo no serviço cristão, seja por escolha ou circunstância, preste atenção e aproveite as oportunidades (e escute os “Ezequias”). Deus conduzirá o seu caminho para que você retorne às suas responsabilidades. Então, como os levitas, esteja pronto para a ação (Life Applications Study Bible Kingsway NIV).



II CRÔNICAS 28
11 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/28

No capítulo 28, Acaz assume o trono aos 20 anos de idade. Ele era jovem, cheio de energia e tinha tudo para ser um bom rei. Ele cresceu tendo uma boa educação e os melhores exemplos a seguir. O reino era rico, forte e a religião estava firmemente estabelecida. Mas, apesar disso, vemos já nos versos de abertura que o rei se corrompeu miseravelmente. Acaz teve a chance de fazer um reinado de impacto, deixando um poderoso exemplo para séculos vindouros. Mas, ao invés isto, ele dirigiu a nação por um obscuro caminho idólatra e degradou a mente do povo de Deus.

Ele abandonou o Templo do Senhor, sacrificou e queimou incenso nos montes, como se isso fosse colocá-lo mais perto do céu. Ele ainda fez ídolos e os adorou, sacrificando no fogo seus filhos a eles. Ele estava completamente e totalmente possuído pelo príncipe das trevas. Então, desde que Acaz abandonou a Deus e Sua proteção, o Senhor também o abandonou, deixando-o nas mãos de seus inimigos. Devido a isso, o povo sofreu e muito sangue foi derramado, famílias foram arruinadas e o país foi desolado.

Durante a leitura deste capítulo, várias lições se destacaram para mim: 1) bons pais e uma boa educação não garantem a salvação; 2) a decisão de um único líder em desobedecer a Deus pode levar milhares a se desviar e 3) quando alguém se coloca voluntariamente nas mãos do diabo, essa pessoa voluntariamente se afasta do plano de proteção de Deus.

A trágica história de Acaz é uma advertência solene de que, no final, é a graça de Deus que salva a alma, e não o meio ambiente, a educação ou até mesmo o exemplo de pais piedosos.

Grace Shim

Geração Juventude para Cristo

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=641
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 28 – Comentário Pr Heber Toth Armí
11 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 28 – A interpretação teológica é fundamental para entender corretamente os eventos históricos. Visando essa interpretação, o cronista fundamenta-se em II Reis 16 para fazer sua teologia inspirada.

Crônicas é uma recapitulação teológica da história do povo de Deus, um processo inverso de Deuteronômio, o qual refletia olhando para o futuro. Deuteronômio alerta ao povo que adentrava na Terra Prometida a fim de que não a perdesse; Crônicas explica aos que retornaram recentemente do cativeiro a razão de Israel passar por tantas adversidades.

• Reflita: O que você acha que Deus diria se Ele recapitulasse tua história?

Baseando-me no esboço de Richard Pratt Jr. apresento-lhes os pontos do capítulo em análise:

INÍCIO DO REINADO DE ACAZ (vs. 1-5)
I. Fidelidade de Israel do norte para com Deus (vs. 6-15)
1. Israel vitorioso toma despojos e prisioneiros (vs. 6-8)
a) Israel recebe repreensão profética (vs. 9-11)
b) Israel responde à repreensão profética (vs. 12-13)
2. Israel vitorioso devolve os despojos e os prisioneiros (vs. 14-15)
II. Infidelidade de Acaz para com Deus (vs. 16-25)
1. Acaz falha em receber ajuda da Assíria (vs. 16-21)
a) Apelo inicial de Acaz à Assíria (v. 16)
• Acaz busca ajuda dos assírios (v. 16)

EXPLICAÇÃO DOS ATOS DE ACAZ (vs. 17-19)
• Acaz recebe resposta negativa (v. 20)
2. Acaz apela novamente à Assíria (v. 21)
a) Acaz busca intensamente a ajuda dos assírios (v. 21)
b) Acaz recebe resposta negativa novamente (v. 21)
3. Acaz fracasse em receber ajuda dos deuses siros (v. 22-25)
a) O aumento da infidelidade de Acaz (v. 22)
• Acaz adora os deuses siros (v. 23)

A RUÍNA DE ACAZ É EXPLICADA (v. 23)
• Mais adoração de outros deuses por Acaz (vs. 24-25)
b) Juízo sobre Acaz (v. 25)

FIM DO REINADO DE ACAZ (vs. 26-27)

O cronista faz teologia da história sagrada. Nenhuma liderança é significativa se Deus for desconsiderado.

• O líder político que não tem Deus como seu Líder não conseguirá fazer o melhor por sua nação.

A humilhação que Deus permitiu Judá passar foi para despertar a humildade em Acaz; contudo, Deus não obteve sucesso – humildade é uma questão pessoal. Tudo o que Deus faz (ou permite) visa nossa salvação; porém, a decisão de aceitar ou não é de cada indivíduo.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: