Reavivados por Sua Palavra


DANIEL 12, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
19 de novembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente” (v.3).


Perante um tribunal inquisitor estava um homem cujo caráter foi definido como “homem cheio de fé e do Espírito Santo” (At 6:5). “Estêvão, cheio de graça e poder” (At 6:8), realizava no meio do povo grandes sinais e prodígios. Eleito um dos diáconos da igreja primitiva, ninguém podia-lhe “resistir à sabedoria e ao Espírito, pelo qual ele falava” (At 6:10). Contudo, como sucedeu com Jesus, testemunhas falsas foram subornadas para depor contra aquele servo de Deus. Mas, diante de todos os que estavam no Sinédrio, repito, diante de todos, o rosto de Estêvão brilhava “como se fosse rosto de anjo” (At 6:15).

O relato bíblico acerca deste homem de Deus nos revela uma espécie de trajetória pré segundo advento. Cheio da plenitude do Espírito Santo, ele foi eleito para levar cura e restauração à vida das pessoas através do ministério de “servir às mesas” (At 6:2). E assim serão achados os salvos antes da volta de Jesus, como Ele mesmo afirmou: “Porque tive fome, e Me destes de comer; tive sede, e Me destes de beber; era forasteiro, e Me hospedastes; estava nu, e Me vestistes; estive enfermo, e Me visitastes; preso, e fostes ver-Me” (Mt 25:35-36).

E, discorrendo acerca de toda história do povo de Israel, Estêvão citou Moisés como aquele que “cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus os queria salvar por intermédio dele; eles, porém, não compreenderam” (At 7:25). E, findando o discurso, diante de uma multidão enfurecida contra ele, “Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à Sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus” (At 7:55-56). Depois disto, apedrejado até à morte, Estêvão “adormeceu” (At 7:60) para aguardar a bendita esperança: “Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna” (v.2).

Amados, conseguiram entender o que se deu no relato sobre Estêvão? É um resumo do que sucederá aos justos antes do Grande Dia da volta de Jesus. Perante uma sociedade pretensamente religiosa, os santos padecerão severas perseguições e sofrerão um “tempo de angústia, qual nunca houve” (v.1). Cheios do Espírito Santo, assim como Estêvão, “resplandecerão como o fulgor do firmamento”, conduzindo muitos à justiça (v.3). E diante de um mundo enfurecido, semelhante à sentença dada à nação israelita, a visão de Estêvão tornar-se-á realidade quando “Miguel, o grande príncipe”, Jesus, o Senhor dos Exércitos, Se levantar para salvar o Seu povo “e todo aquele que for achado inscrito no livro” (v.1).

O último capítulo do livro de Daniel é uma inconfundível carta de alforria aos sábios de Deus. Entendendo a ordem do Mestre, e o que está escrito: “O fruto dos justos é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio” (Pv 11:30), sairão a pregar mediante o exemplo da própria vida escondida em Cristo. E, mesmo sem proferir uma só palavra, seus rostos manifestarão o resplendor da luz do Céu. Daniel queria entender tudo aquilo que lhe foi revelado, mas aquela mensagem não era para o seu tempo, mas para o nosso. E quando as fogueiras da perseguição forem reacendidas, e, perante multidões iradas, formos ameaçados de morte, as pedras do ódio diabólico cairão ao chão perante a gloriosa presença de um Deus que romperá esta atmosfera para nos dizer: “Vinde benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34).

O livro não mais está selado. Jesus venceu para abrir o livro, e prometeu: “Já não haverá demora” (Ap 10:6). E concluiu: “É necessário que ainda profetizes a respeito de muitos povos, nações, línguas e reis” (Ap 10:11). O passo a passo da vida de Estêvão nos deixou uma clara definição do que significa “muitos serão purificados, provados e embranquecidos” (v.10). Precisamos parar de nos vitimizar perante as provações e entender que elas não são instrumentos de morte, mas de vida. Deus jamais permitirá que sejamos tentados além do que possamos suportar (1Co 10:13), mas não nos livrará de entrarmos em uma cova de leões, ou em uma fornalha ardente, ou ainda perante um tribunal mentiroso, se isto for necessário para a nossa salvação e para o cumprimento da missão que Ele nos confiou: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado”. Então, a promessa final será vivida e sentida diariamente: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”  (Mt 28:19-20).

Você entende realmente o que verdadeiramente importa para Deus? “Importa-vos nascer de novo” (Jo 3:7). Se você ainda não tomou a decisão que define a sua entrada no caminho estreito; se você ainda está adiando a decisão de dar o primeiro passo na direção dAquele que, por você, deixou pegadas de sangue na trilha até o Calvário, meu irmão e minha irmã, não seja como os perversos que não entenderão (v.10) e nem como o povo de Israel que não compreendeu. Mas, como Estêvão, como Moisés e como Daniel, seja a mensagem que o mundo precisa ver e ouvir. E, ainda que morras, “ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança” (v.13).

Bom dia, sábios missionários de Deus!

Desafio do dia 3/21: Oremos pelo batismo diário com o Espírito Santo e assim sejamos cristãos missionários, apressando a volta de Cristo, nosso Salvador.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Daniel12
#RPSP

Deixe seu comentário:


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Comentário iluminado. Me ajudou a compreender de maneira prática o que Deus espera de mim no tempo do fim, o tempo em que estamos vivendo.

Comentário por Jobson Santos




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: