Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 24 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
18 de agosto de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 24 – Parece que ouvidos são inúteis aos que escolhem não ouvir a verdade. Parece que olhos também são inúteis para quem não quer ver que Deus tem razão em Suas revelações. Como bem colocou Stephen Charnock:

“Um homem pode ser teologicamente instruído e espiritualmente ignorante”.

Portanto, não é o contato com a verdade que liberta-nos do pecado e das armadilhas do diabo, mas o compromisso com Deus e a aceitação absoluta de Sua revelação. Jeremias pregou, profetizou e alertou inspirado por Deus, mas seus ouvintes não lhe deram ouvidos.

• O texto mostra que falsos profetas tem mais influência que os verdadeiros.

Por isso, “no final do capítulo anterior, tivemos a predição da destruição total de Jerusalém, e que ela seria abandonada e esquecida, e, qualquer que tenha sido o efeito que possa ter tido sobre outros, temos razões para pensar que deixou o profeta muito melancólico. Agora, neste capítulo, Deus o encoraja, mostrando-lhe que, embora a desolação parecesse geral, ainda assim não estariam todos igualmente envolvidos nela, mas Deus saberia como distinguir, como apartar, o precioso do vil”.

Depois de fazer esta observação, Matthew Henry esboça a visão que Deus dá a Jeremias a fim de influenciar o indignado coração do profeta por causa da dureza do coração do povo:

1. A visão de dois cestos de figos, um deles com figos bons, e o outro com figos muito maus (vs. 1-3);
2. A explicação dessa visão, aplicando a visão dos…
• …bons figos àqueles que já tinham sido enviados em cativeiro, para seu bem (vs. 4-7);
• …maus figos àqueles que seriam posteriormente enviados em cativeiro, para seu castigo (vs. 8-10).

“Muitos dos judeus, que permaneceram na Judeia após a terceira deportação para Babilônia, em 586 a.C., voluntariamente fugiram para o Egito após o assassinato de Gedalias poucos meses mais tarde. Agiram assim a despeito da advertência de Jeremias de que tal plano de ação anularia o objetivo que os conduziu para lá: medo de mais sofrimento nas mãos de Nabucodonosor (ver Jr 42). Não admira que Deus represente essas pessoas obstinadas como ‘figos ruins’” (Comentário Bíblico Adventista).

• Há figos ruins/imprestáveis; e, também figos bons.
• Avalie-se estudando Jeremias 24.
• Que tipo de figo você é para Deus?

Sejamos bons figos! Pela graça é possível! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: