Reavivados por Sua Palavra


Ezequiel 10 by Jobson Santos
30 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: apostasia | Tags:

Comentário devocional:

Este é um capítulo onde há movimento, mas ao contrário do capítulo 8, onde Ezequiel é transportado para Jerusalém e para o Templo, o que se movimenta agora é a glória de Deus.

A glória de Deus se move do lugar Santíssimo até o portão oriental do Templo e, em seguida, a glória de Deus deixa a cidade completamente. Sem a presença da glória de Deus, Jerusalém está condenada. Não é coincidência que Judá tenha desistido de Deus em favor de seus ídolos e agora Deus pareça desistir de Judá por causa de sua tola confiança nos seus ídolos. A glória de Deus havia permanecido durante séculos no lugar Santíssimo, mas agora ela se foi por causa da desobediência do povo.

O que você faria se descobrisse que Deus havia decidido se afastar do prédio da igreja onde você congrega por causa da sua rebelião e idolatria? Como você se sentiria se descobrisse que, apesar de seus hinos e orações no sábado pela manhã, Deus não estava mais em sua igreja? Eu penso que eu e os líderes da minha igreja iríamos nos humilhar e suplicar pela misericórdia de Deus. Veremos, entretanto, no capítulo 11, que esta não foi a reação de Judá quando a glória de Deus deixou o templo.

Deus se afastou de Jerusalém com relutância, porque não queria deixá-los sem dar amplas oportunidades para implorarem: “Senhor, por favor, não se vá! Nós não queremos que vás embora. Podes ficar conosco por mais tempo?”

Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ele anseia ouvir Seus filhos pedindo a Sua ajuda e implorando por Sua presença. Louvai o nosso Deus para sempre porque a Sua misericórdia dura para sempre.

Pr. Eric Bates
Diretor dos Ministérios da Família na Associação da Carolina, EUA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=6742  
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/07/07/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico:Ezequiel 10 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/


EZEQUIEL 10 – PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
30 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



EZEQUIEL 10 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
30 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 10 – Deus não quer que o mal prevaleça e vença, pois sua proliferação resulta em desgraça imensa.

Quando os líderes espirituais não cumprem seu dever de erradicar a corrupção moral, o próprio Deus toma as rédeas em Suas mãos e faz a coisa acontecer.

Continuando a visão do capítulo anterior, o profeta Ezequiel vê:

• O homem que marcava a testa dos que suspiram e gemem por causa da maldade no mundo e a perversidade dos crentes; após terminar sua primeira missão, recebe a incumbência de ajuntar brasas dentre as rodas de um carro flamejante e as espalhe sobre Jerusalém num ato de julgamento visando purificação (vs. 1-6).

• A glória do Senhor se levanta, vai para a entrada do Templo, o qual se encheu de nuvem e o átrio foi iluminado pela sua resplandecência. Deus estava por trás do julgamento purificador; as rédeas da história estão firmemente em Suas mãos (vs. 3-5).

• Um dos querubins estendeu a mão entre os querubins para o fogo dentre eles, daí tirou a brasa para o homem vestido de linho a fim de cumprir sua nova missão (vs. 7-8).

• O cenário desta visão está em harmonia com a visão do primeiro capítulo de Ezequiel. Os quatro querubins aqui são acompanhados cada um por algo semelhante a rodas. Essa visão nos leva ao trono de Deus novamente e amplia a visão introdutória do livro. Antes, a glória de Deus deixou o trono acima dos querubins e se moveu para a entrada do Templo, agora a glória divina volta a subir no carro dos querubins e se elevam e param sobre a porta oriental do Templo (vs. 9-22).

Quando acariciamos pecados secretos ou públicos, afastamos Deus de nossa existência. Nada deveria nos deixar mais tristes do que ver a glória de Deus se afastando de Seu povo.

Hoje o templo do Espírito Santo é nosso corpo; dependendo do que fazemos, O expulsamos de nossa vida. As consequências da ausência de Deus em nossa alma devem nos motivar a buscar constantemente a Sua presença.

Deus revela nas páginas das Sagradas Escrituras como é Sua forma dinâmica de agir no mundo. Para nós é muito complexa; porém, ali Ele revela Seu soberano poder, sabedoria e amor visando atrair-nos para Si.

“Senhor, ajuda-nos!” – Heber Toth Armí.



EZEQUIEL 10, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
30 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Parando eles, paravam elas; e, elevando-se eles, elevavam-se elas, porque o espírito dos seres viventes estava nelas” (v.17).


Dando continuidade ao capítulo anterior, Ezequiel parece ter a mesma visão que lhe foi dada no início de seu ministério. Os querubins, o trono de Deus e as quatro rodas retornam ao cenário profético. Porém, não seria mais uma confirmação do chamado de Ezequiel, mas um parecer acerca dos juízos que estavam para ser derramados sobre Jerusalém. Ao “homem vestido de linho” foi dada a ordem de encher “as mãos de brasas acesas dentre os querubins” e espalhar “sobre a cidade” (v.2). Um dos querubins colocou o fogo nas mãos do homem, “o qual o tomou e saiu” (v.7).

Parece que esta figura misteriosa simplesmente desaparece, já que não é mais citada no decorrer da visão. Porém, em suas mãos estava o instrumento divino de purificação, o fogo, que seria derramado sobre Israel. Lembre-se de que, antes, ele já havia terminado de selar alguns fiéis dentre o povo de Deus que gemiam por causa das abominações de seus patrícios.

Em Apocalipse, João teve uma visão similar logo após Jesus ter aberto o sétimo e último selo: “E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o atirou à terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto” (Ap 8:5). O incensário é um símbolo de oração. O altar representa o perfeito sacrifício de Jesus. As orações dos fiéis, unidas à justiça de Cristo movem o coração de Deus. Logo após a abertura do sétimo selo, sete anjos foram convocados para tocar sete trombetas, onde, a cada toque, um juízo diferente sobreviria à Terra, culminando no grande Dia do SENHOR.

Conforme o exame historicista da Bíblia, as seis primeiras trombetas já foram tocadas e estamos aguardando apenas o ressoar da sétima e última trombeta, como relatado pelo apóstolo Paulo: “Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1Co 15:51-52).

Amados, quando João ouviu a última trombeta, algo maravilhoso apareceu diante de seus olhos: ele viu o lugar santíssimo do santuário de Deus, “e foi vista a arca da Aliança no Seu santuário” (Ap 11:19). Era exatamente no lugar santíssimo que era manifestada a glória de Deus: no propiciatório, “sobre os querubins” (v.18). Percebem a perfeita harmonia entre as visões? Havia uma mensagem para o Israel dos tempos de Ezequiel. O povo precisava se arrepender e voltar a andar segundo a lei do SENHOR. Mas será que esta mensagem ficou no passado? Não podemos ignorar o fato de que o mesmo objeto que guardava as tábuas do Decálogo foi visto no Céu por João.

A perfeita sintonia entre os querubins e as rodas será a mesma que haverá entre o remanescente e Cristo no dia de Seu retorno. E se quisermos fazer parte deste grupo seleto precisamos tomar a mesma decisão de Paulo: “Dia após dia, morro!” (1Co 15:31). Para os que amam a Deus, o fogo não será instrumento punitivo, mas purificador: “Farei passar a terceira parte pelo fogo, e a purificarei como se purifica a prata, e a provarei como se prova o ouro; ela invocará o Meu nome, e Eu a ouvirei; direi: é Meu povo, e ela dirá: O SENHOR é meu Deus” (Zc 13:9). Morrer para o eu e permitir que Cristo viva em nós é uma decisão que deve ser tomada diariamente. E o segredo da vitória diária está em correr, “com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus” (Hb 12:1, 2). Então, pela fé, olhe para o lugar santíssimo, contemple o seu Intercessor e persevere na carreira que Ele nos deixou exemplo!

Feliz sábado, povo do SENHOR!

Desafio do dia: Siga o exemplo de Jesus sobre a guarda do quarto mandamento: Lucas 4:16 e Mateus 12:12.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel10
#RPSP



EZEQUIEL 10 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
30 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria


EZEQUIEL 9 by Maria Eduarda
29 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: apostasia, Sem categoria | Tags:

Comentário devocional:

Depois da visão de Ezequiel das crescentes cenas de abominação no capítulo anterior, seis anjos foram encarregados de executar o julgamento de Deus. Um deles, que estava vestido com a roupa sacerdotal comum, foi instruído a colocar uma marca na testa daqueles que se afligem por causa das abominações que estavam sendo cometidas em Judá. Todos aqueles que não tivessem a marca, a começar pelas autoridades do templo deveriam ser destruídos. Os que tivessem a marca, porém, deveriam ser poupados. Este julgamento teria efeitos tão amplos que Ezequiel temeu que nem mesmo um remanescente fosse poupado da destruição (v. 8).

Esta cena se repete em Apocalipse 9:4, onde Deus, ao descrever as pragas, instrui os gafanhotos a não prejudicarem aqueles que receberam o selo em suas testas. Tanto no livro de Ezequiel quanto no Apocalipse, este selamento ou marcação do povo de Deus indica a proteção especial de Deus sobre os justos nos tempos de angústia pouco antes do retorno de Jesus.

Estamos verdadeiramente vivendo nos últimos dias antes da volta de Cristo. Esse dia será um dia terrível para aqueles que rejeitaram seu Salvador e receberam a marca da besta.

A pergunta de Ezequiel sobre se um remanescente sobreviverá ao julgamento de Deus é muito séria. Será que alguém será capaz de sobreviver?

A resposta é um sonoro “Sim!” Deus tem um remanescente! Os justos terão em suas testas a própria marca de Deus, que é um selo de Sua propriedade. O próprio selo de aprovação de Deus estará em suas testas. Esta marca garante a fidelidade do usuário a Deus e a manifestação do caráter de Cristo neles.

O remanescente é um povo que busca o Senhor com todo o coração. Ao se renderem e se humilharem perante o Senhor, Ele lhes provê a graça para que seu caráter reflita o Seu. Essa é uma notícia maravilhosa! Amém.

Pr. Eric Bates
Diretor dos Ministérios da Família na Associação da Carolina, EUA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=6741
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/07/05/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico:Ezequiel 9 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/

 



EZEQUIEL 9 – PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
29 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



EZEQUIEL 9 – Comentário Pr Heber Toth Armí  by Ivan Barros
29 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 9 – Proteção e segurança real frente às ameaças naturais ou bélicas só existem sob os cuidados do Deus verdadeiro. Ele não perderá nenhum dos que Lhe pertencem.

Abra tua Bíblia no capítulo em pauta, e acompanhe estes pontos com oração:

• Deus ordena que se coloque uma marca na testa de todos os que sofrem e lamentam profundamente por causa das práticas religiosas sincréticas dos judeus (vs. 1-4).

• Um homem começa a marcar e outros seis recebem ordens para mata aos que estão sem a marca (vs. 5-6);

• Deus pede que o juízo comece pelo Seu Templo, com os anciãos que deveriam ser luz ao povo, mas preferiam as trevas da perversidade e corrupção religiosa (vs. 6-7);

• A intercessão do profeta não coincide com a vontade de Deus, pois, embora revele misericórdia, Ele não releva o pecado que visa arruinar o plano de salvação do mundo (vs. 8-10);

• O homem incumbido de marcar os fieis e piedosos concluiu sua missão (v. 11).

Deus marca para proteger; foi assim foi desde que Caim pensou que devido ao que fez seria alvo de morte de qualquer indivíduo que o encontrasse (Gênesis 4:8-16). Ninguém sabe exatamente que marca Caim recebeu, mas o texto deixa claro seu objetivo: Proteção de Deus.

Deus manda marcar, em Ezequiel 9, aos que são fieis, para protegê-los de uma destruição iminente. Nenhum fiel se perderia, ou seria ignorado por não ter sido notado. Quando Deus coloca uma marca, Ele visa proteger ao marcado.

Deus quer marcar aos que Lhe pertencem antes das terríveis catástrofes mundiais, ao quais antecederão ao retorno de Cristo. Tal marca será o próprio selo do Deus vivo e verdadeiro na fronte dos fieis, para serem protegidos das aflições mundiais (Apocalipse 7:1-3).

DEUS…

• …preza por aqueles que desprezam a corrupção moral, social e religiosa;

• …tem como Seus aqueles que abominam ao pecado em todas as suas formas;

• …protege àqueles que protegem sua mente das influências seculares, mundanas;

• …salva aos que não suportam injustiças, malandragens e obscenidades de uma sociedade que se diz cristã, mas vive como pagã;

• …preserva a vida dos que choram pela situação decadente dos crentes e da liderança eclesiástica.

A marca não é colocada ao léu, tem a ver com nossa atitude frente ao pecado! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



EZEQUIEL 9, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“E lhe disse: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela” (v. 4).


A sequência da visão de Ezequiel passa da teoria para a ação. Apesar de se tratar apenas de uma visão, os juízos que recairiam sobre o povo de Israel foram postos diante dos olhos do profeta de uma maneira tão real, que ele temeu não sobrar nem um homem sequer. Porém, entre os vingadores havia “certo homem vestido de linho” (v.2), que foi incumbido de marcar “com um sinal a testa dos homens” que se mantinham fiéis em meio à infidelidade.

Como foi no Egito, Deus instituiu uma marca dentre os israelitas. A décima praga no Egito feriu todos os primogênitos, quer fosse velho, moço ou criança (v.6), menos aqueles que marcaram suas portas com o sangue do cordeiro (Êx 12:7, 29). Da mesma forma que o SENHOR agiu na terra dos egípcios advertindo-os através de Moisés e Arão e de Seus prodígios, Ele também agiu nos reinos de Israel e de Judá apelando para que dessem ouvidos aos Seus profetas. Porém, à semelhança dos egípcios, eles não quiseram dar ouvidos ao SENHOR. “A iniquidade da casa de Israel e de Judá [era] excessivamente grande” (v.9) e “sobre a cabeça deles” Deus faria “recair as suas obras” (v.10).

Em Apocalipse também encontramos um selamento: “Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até SELARMOS NA FRONTE os servos do nosso Deus” (Ap 7:3). O selo no antigo oriente representava posse. O selo de Deus, portanto, representa a posse sobre um povo peculiar. A respeito do juízo ter iniciado no santuário (v.6), o apóstolo Pedro, inspirado por Deus, escreveu: “Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada” (1Pe 4:17). Jesus também recebeu a missão de vir aos da casa de Israel e deu a seguinte orientação aos Seus discípulos: “mas, de preferência, procurai as ovelhas perdidas da casa de Israel” (Mt 10:6).

O SENHOR tem realizado uma obra de reavivamento e reforma no meio do Seu povo. Começando pelos de casa, o Espírito Santo tem levantado homens e mulheres preparando-os para o selamento final. E ao contrário do que muitos têm especulado acerca do sinal de Deus e do sinal da besta, observe os seguintes textos:
“De todos os dez preceitos, só o quarto contém o selo do grande Legislador, Criador dos céus e da Terra” (Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 17).
“Tão verdadeiramente como foi colocado um sinal sobre as portas das habitações dos hebreus, para proteger o povo contra a ruína geral, será colocado um sinal em cada um dos que pertencem ao povo de Deus. O Senhor declara: “Também lhes dei os Meus sábados, para servirem de sinal entre Mim e eles, para que soubessem que Eu sou o Senhor que os santifica”” (Ezequiel 20:12; SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 969).

Além da obediência à lei de Deus, principalmente com relação à guarda do quarto mandamento, os selados devem refletir a perfeita impressão de seu Possuidor:
“Os que hão de receber o selo do Deus vivo, e ser protegidos, no tempo de angústia, devem refletir completamente a imagem de Jesus” (Primeiros Escritos, pág. 71).
“O selo de Deus jamais será colocado à testa de um homem ou mulher impuros. Jamais será colocado à testa de um homem ou mulher cobiçosos ou amantes do mundo. Jamais será colocado à testa de homens ou mulheres de língua falsa ou coração enganoso. Todos os que recebem o selo devem ser imaculados diante de Deus — candidatos para o Céu” (Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 71).

Muito em breve, o anjo do SENHOR dirá: “Fiz como me mandaste” (v.11), e Jesus, da mesma forma que bradou na cruz, irá declarar: “Feito está!” (Ap 16:17). Então, “continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se” (Ap 22:11). AGORA, amados, é o tempo de estarmos prontos! E somente o Espírito Santo pode realizar esta obra. Mas “porque não nos prostramos diante do trono da graça, como representantes da igreja e, com coração submisso e espírito contrito, suplicamos fervorosamente que o Espírito Santo seja derramado do Alto sobre nós?” (Testemunhos para ministros, p. 64). Está você disposto a erguer este clamor diário? A decisão é sua.

Bom dia, “candidatos para o Céu”!

Desafio do dia: Ainda não estudou o livro de Apocalipse? Acesse o site:

http://www.adventistas.org/pt/ministeriopessoal/projeto/apocalipse-biblia-facil/ e faça o download gratuito da revista Bíblia Fácil Apocalipse.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel9
#RPSP



EZEQUIEL 9 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
29 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: