Reavivados por Sua Palavra


JÓ 24 by jefersonquimelli
15 de janeiro de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/job/24

Você é um madrugador [early bird] ou uma coruja da noite? Usamos essas expressões para perguntar a uma pessoa se ela tem melhor desempenho com a luz ou com o escuro. Não há nada de errado em preferir um horário de trabalho noturno, desde que o trabalho que você esteja fazendo seja algo que você não teria vergonha de fazer à luz do dia. Deus criou a noite para descansar, não como um tempo para se esconder dele e fazer seu trabalho sujo. Não há trevas tão profundas que Deus não possa ver o que você está fazendo, mas há trevas espirituais que podem impedir você de ver Deus mesmo na clara luz do dia. Jó 24:13 se refere aos que se revoltam sob esse tipo de escuridão espiritual: “Há os que se revoltam contra a luz, não conhecem os caminhos dela e não permanecem em suas veredas .” “Para eles a manhã é tremenda escuridão [como a sombra da morte] ” (v. 17).

Jó descreve esses rebeldes por seus atos de oprimir os pobres, os necessitados, os doentes e os feridos, pela maneira como eles se aproveitam dos outros para obter ganhos egoístas ou prazeres pecaminosos. Eles podem parecer se safar agora, mas não vai durar: “Por um breve instante são exaltados, e depois se vão, colhidos como todos os demais, ceifados como espigas de cereal.”(v. 24). Agora é a hora de nos voltarmos para a Luz.

Karen Lifshay
Coral da Igreja Adventista de Hermiston
Oregon, EUA

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=706
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



10 Dias de Oração – Edição mundial – D – UMA NOITE DE ORAÇÃO by jefersonquimelli
15 de janeiro de 2020, 0:57
Filed under: Sem categoria

Buscando o Espírito de Deus – 10 DIAS DE ORAÇÃO

UMA NOITE DE ORAÇÃO: REUNIÃO DE ORAÇÃO OPCIONAL PARA TODA A NOITE DO DÉCIMO DIA

Pense na possibilidade de realizar um culto de oração a noite toda como parte dos Dez Dias de Oração. Por exemplo, você pode começar às 18h00 e terminar às 6h00 da manhã.

[NT: Uma opção pode ser fazer um “dia de oração” das 6h00 da manhã às 18h00.]

Por que uma noite de oração?

Não há nada especialmente “sagrado” em ficar acordado e orar uma noite inteira ou parte dela. No entanto, a noite pode ser o único momento em que as pessoas não estão ocupadas ou com pressa. Acreditamos que seu objetivo não deve ser ficar acordado a noite toda, mas orar o tempo necessário e até que você ore por todas as coisas que sente que Deus quer que você ore.

Sugerimos que várias pessoas liderem durante a noite. Certifique-se de fazer algumas pausas. Como líder, você pode sentir o ambiente e saber quando é necessária uma pausa e quando precisa passar para a próxima seção de oração. Você também pode incluir a leitura de passagens da Bíblia no seu tempo de oração. Você pode fazer todos os itens sugeridos ou apenas alguns deles, dependendo do que for melhor para o seu grupo. Sinta-se livre para alterar a ordem.

Exemplo de programação para a primeira hora de oração

5:45 — Hinos de louvor.

6:00 — Boas-vindas e introdução. Mantenha os comentários breves, mas amigáveis.

6:05 — Orações de louvor por quem Deus é (louvando Seu caráter).

6:10 — Orações reivindicando promessas da Bíblia (Consulte o documento E:  “Promessas para Reivindicar em Oração”).

6:15 — Orações de confissão (momento de oração pessoal e silenciosa).

6:20 — Orações pedindo bênçãos necessárias (Pedidos de Oração).

6:25 — Orações silenciosas.

6:30 — Orações de intercessão pela salvação de pessoas na região de sua comunidade e igreja.

6:35 — Orações de reflexão sobre a vida, morte e ressurreição de Jesus.

6:40 — Agradecimentos pelo que Deus fez.

6:45 — Orações através de hinos e/ou leituras responsivas do hinário da igreja.

6:50 — Orações pedindo a presença e o poder do Espírito Santo.

6:55 — Mais orações de louvor e ação de graças.

Você pode querer repetir o mesmo formato para cada hora da noite, porque as pessoas vão e vêm. Durante o tempo de súplica, você pode orar pelas “Necessidades de Oração da Igreja Mundial” (incluídas no final deste documento). Certifique-se de reservar tempo também para as necessidades locais e pedidos de oração.

Algo que acrescenta um toque a mais na programação é os membros talentosos apresentarem hinos ou poemas ligados à oração. Você também pode incluir testemunhos de 3 a 5 minutos. 

Ao amanhecer, você pode fazer uma cerimônia de encerramento. Comece com uma mensagem cantada por um grupo musical e uma breve mensagem do pastor ou de um líder de oração, e talvez termine com um desjejum especial.

Orações por Necessidades da Igreja Mundial

  • Oramos pelos membros Adventistas que enfrentam perseguição ou prisão por causa de suas crenças.
  • Oramos por um reavivamento espiritual entre os jovens Adventistas do Sétimo Dia que frequentam faculdades e universidades em todo o mundo. Que eles se tornem embaixadores vibrantes para Cristo.
  • Oramos pelos 69% da população da Terra que ainda não receberam uma apresentação clara acerca de Jesus.
  • Oramos pelas 62 milhões de pessoas nas 28 cidades menos alcançadas da antiga União Soviética (Divisão Euro-Ásia).
  • Oramos para que Deus levante corajosos missionários dispostos a trabalhar entre os 746 grupos de pessoas nos 20 países do Oriente Médio.
  • Oramos pelo Movimento dos 1.000 Missionários da Divisão Norte Asiática do Pacífico e Divisão Sul Asiática do Pacífico. Que a esses jovens, ao servirem em países como Taiwan, China, Rússia e Birmânia, sejam batizados com o Espírito Santo e capacitados para fazer a obra de Deus.
  • Oramos por uma poderosa onda de Adventistas que servirão a Deus amando os outros e compartilhando sua fé com pessoas de outras culturas e religiões.
  • Por favor, levanta estudantes valdenses modernos que estejam dispostos a servi-lo em lugares difíceis.
  • Oramos para que as 202 milhões de pessoas nas 41 cidades menos atingidas da Divisão Sul Asiática do Pacífico conheçam Jesus.
  • Oramos pelo Departamento da Escola Sabatina / Ministérios Pessoais de cada igreja local enquanto buscam o plano de Deus e evangelizam suas comunidades com serviço amoroso, estudo da Bíblia e testemunho pessoal.
  • Oramos pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), ao atenderem às necessidades práticas em todo o mundo.
  • Oramos pelas 16 milhões de pessoas nas 6 cidades menos atingidas da Divisão do Pacífico Sul. Oramos pelo batismo diário do Espírito Santo dos membros ao eles alcançarem em amor os que não são alcançados.
  • Oramos pelo Espírito Santo para nos ajudar a alcançar as 406 milhões de pessoas nas 105 cidades menos alcançadas da Divisão Norte da Ásia-Pacífico.
  • Por favor, abençoa os Ministérios Adventistas de Capelania enquanto mobilizam capelães e membros interessados em ministrar àqueles que na prisão.
  • Senhor, lembramos de nossos professores da Escola Sabatina. Fala ao coração deles acerca da importância do trabalho deles para nossos filhos.
  • Senhor, buscamos a Tua orientação para os muitos Centros de Influência, programas de saúde, programas para a família e clubes de Desbravadores em todo o mundo.
  • Oramos para que nos ajude a amar e nutrir novos membros.
  • Senhor, por favor, mostra-nos como enviar mais literatura cheia de verdade (impressa e eletrônica) às nossas comunidades. Oramos para que as pessoas leiam esses materiais e que o Espírito Santo as convençam da verdade bíblica.
  • Senhor, pedimos a Tua proteção sobre os missionários que trabalham em lugares perigosos.
  • Pedimos que levante evangelistas da literatura, estudantes voluntários, autores, especialistas em mídia e apoiadores financeiros para espalhar palavras de esperança e vida.
  • Oramos pelas 8.208 Escolas Adventistas, com seus quase 2 milhões de estudantes. Que essas escolas sempre ensinem a verdade bíblica e levem os jovens à missão e ao serviço.
  • Senhor, dá-nos sabedoria para alcançar culturas seculares que não têm interesse em religião. Que o Teu Espírito Santo derrube os muros que cercam os corações seculares.
  • Oramos por grupos de pessoas na Ásia que não têm formação cristã. Dá-nos uma sabedoria especial para atender às suas necessidades.
  • Abençoa-nos em nossos esforços por evangelizar pessoas escravizadas pela adoração de espíritos, idolatria e crenças animistas. Ajuda-nos a entender sua visão de mundo e a apresentá-los a um Salvador pessoal.
  • Senhor, por favor, inspira os Adventistas do Sétimo Dia em todo o mundo a orar como nunca antes. Que supliquemos juntos pela chuva serôdia do Espírito Santo. 
  • Pedimos o cumprimento da promessa de Joel 2, Oséias 6 e Atos 2.
  • Oramos pelos 541 grupos de pessoas nos 18 países da Divisão da África Austral-Oceano Índico. Por favor, leve-os à verdade bíblica.
  • Mostra-nos como atender às necessidades práticas e espirituais dos refugiados. Que nossa igreja seja conhecida pelo amor a todas as pessoas, não importa quem elas sejam ou de onde venham.
  • Que possamos proclamar fiel e plenamente as Mensagens dos Três Anjos de Apocalipse 14. Que possamos centralizar todos os nossos ensinamentos no amor e na justiça de Cristo.
  • Pedimos que levantes missionários urbanos para plantar igrejas para os 806 grupos de pessoas nos 20 países da Divisão Inter-Européia.
  • Por favor, levanta um exército de trabalhadores para plantar igrejas para os 948 grupos de pessoas nos 38 países da Divisão Interamericana.
  • Por favor, ensina-nos como proclamar nossas crenças fundamentais da igreja com clareza, criatividade e autenticidade bíblica. Que o amor de Jesus esteja no centro de tudo o que cremos.
  • Pedimos que prepares jovens para plantar igrejas para os 789 grupos de pessoas nos 9 países da Divisão Norte-Americana.
  • Pedimos que prepares voluntários para servir os 70 grupos de pessoas no campo de Israel.
  • Pedimos que o Senhor levante missionários médicos para plantar igrejas entre os 830 grupos de pessoas nos 11 países da Divisão África Centro-Oriental.
  • Pedimos que o Senhor levante guerreiros de oração para interceder pelos 2.568 grupos de pessoas nos 4 países da Divisão Sul da Ásia. Lembramos especialmente a Hope TV Índia e a Escola Asiática de Auxílio aos Cegos.
  • Oramos pelo trabalho das editoras da Divisão Sul Asiática do Pacífico.
  • Oramos para que o Senhor faça o que prometeu no Salmo 32:8, liderando e guiando-nos ao realizarmos o Desafio de Envolvimento na Missão dos Dez Dias de Oração (Documento C).
  • Por favor, que nossas famílias revelem o Teu amor em nossos lares e comunidades. Pedimos que tragas harmonia aos lares, cure relacionamentos rompidos, proteja os vulneráveis dos abusos e revele Teu poder santificador em situações aparentemente sem esperança.
  • Que os membros da igreja, pastores e líderes de todo o mundo se alimentem da Palavra de Deus todos os dias. Que possamos buscá-lo diariamente em oração pessoal. Lembra-nos de que sem Ti nada podemos fazer.
  • Pedimos que convoques enfermeiros e médicos para plantar novas igrejas entre os 1.978 grupos de pessoas nos 22 países da Divisão Centro-Oeste da África.
  • Oramos pelas 49 milhões de pessoas nas 19 cidades menos alcançadas da Divisão Trans-Européia.
  • Oramos por nossos filhos. Por favor, capacite-os a se posicionarem com ousadia por Ti quando encontrarem obstáculos e pressão. Ajude-os a fazer escolhas sábias e a defender a verdade.
  • Ensine-nos a seguir o exemplo altruísta de Cristo, atendendo às necessidades diárias das pessoas próximas a nós. Equipa-nos para servir como médicos missionários, voluntários da comunidade e amigos dos necessitados.
  • Senhor, que um poderoso reavivamento da piedade primitiva varra Sua igreja nos últimos dias. Que possamos defender a verdade, ainda que caiam os céus.
  • Por favor, abençoe as centenas de milhares de atividades de ação missionária em todo o mundo durante 2020. Oramos especialmente pelos esforços de evangelismo de Envolvimento Total dos Membros em Papua Nova Guiné em maio de 2020.
  • Oramos pelos líderes de jovens de todo o mundo que transmitem fielmente nossa herança para a próxima geração: identidade em Cristo, missão como Adventistas do Sétimo Dia e liderança na igreja local.
  • Oramos pelos jovens que escolhem participar da Missão Calebe ou vivem perigosamente pelo Senhor no projeto Um Ano em Missão (OYiM).
  • Senhor, por favor, mostra-nos uma estratégia vinda de Ti para alcançar as Jericós desse mundo com as Mensagens dos Três Anjos e levar as Raabes em todas as cidades à salvação em Cristo.
  • Pedimos que levantes novos líderes juvenis e abençoe nossa iniciativa de treinamento de uma Liderança Juvenil Sênior (SYL).
  • Senhor, por favor, que nossos jovens não apenas preguem sermões, mas também sejam o sermão. Pedimos que abençoes os esforços do Dia Mundial da Juventude (Global Youth Day) e a iniciativa do Envolvimento Total de 100.000 jovens.
  • Senhor, por favor, orienta as decisões da igreja na Sessão da Conferência Geral de 2020 (25 de junho a 4 de julho). Que os delegados, líderes e visitantes sejam preenchidos com um espírito de reavivamento e amor.
  • Por favor, abençoa os 100 dias de oração (27 de março a 4 de julho) que antecedem a Sessão da Conferência Geral de 2020. Derrama Teu Espírito Santo enquanto oramos por sabedoria e pelo Teu breve retorno.

 

 

Fonte: https://www.tendaysofprayer.org/ 

Tradução: equipe https://reavivadosporsuapalavra.org/  (JDS/JAQ/GASQ)

Acesse todo o material da edição mundial em: https://cdn.ministerialassociation.org/docs/tendaysofprayer2020/pt/10_Dias_de_Oracao.zip

 

Material edição Brasil: https://www.adventistas.org/pt/10-dias-de-oracao/

 



JÓ 24 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
15 de janeiro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria



JÓ 24 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jefersonquimelli
15 de janeiro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

JÓ 24 – O judeu Nachimânides colocou o problema do mal como um tema complexo, como “a questão mais difícil que se encontra tanto na raiz da fé quanto da apostasia, com o qual estudiosos de todas as épocas, povos e línguas têm lutado”.

David Hume, um renomado filósofo, encurralou os crentes em Deus com estas históricas questões, oriundas de Epicuro: Se Deus…

• …quer impedir o mal, porém é incapaz de fazê-lo? Então Ele é impotente, não onipotente;
• …tem poder para impedir o mal, mas não o deseja? Então Ele é malévolo;
• …pode e quer eliminar o mal, então por que existe o mal?

Afinal, se Deus é bom e poderoso deve eliminar o mal; se não o faz, a existência do mal sufoca a existência de Deus.

A ignorância do plano da salvação incapacita o intelecto mais robusto entender o mundo. A filosofia desprovida da revelação divina não passa de conjecturas. Quatro filósofos debatiam em busca de verdades (Jó e seus amigos), assim como muitos outros fizeram. O livro de Jó é a primeira revelação escrita de Deus. Consequentemente, o próprio Jó tateava no escuro procurando respostas.

O livro de Jó “dá suas expressões mais profundas de agonia no capítulo 24. Jó é a própria expressão do sofrimento e desnorteia os fieis de todas as gerações. Mas ele não havia abandonado a fé e volta às expressões tradicionais da justiça de Deus em 24.18-24” (Duane A. Garret).

• Jó levanta argumentos sobre as injustiças no campo, na natureza (vs. 1-11).
• Jó levanta questões sobre injustiças e crimes nas cidades (vs. 12-17).
• Jó mesmo deseja fazer justiça com suas mãos (vs. 18-25).

“Para o bem do Universo inteiro, ao longo dos séculos sem fim, devia Satanás desenvolver mais completamente seus princípios para que suas acusações contra o governo divino pudessem ser vistas sob sua verdadeira luz por todos os seres criados e para sempre pudessem ser postas acima de qualquer dúvida a justiça e misericórdia de Deus e a imutabilidade de Sua lei” (Ellen G. White).

• Como saberíamos o que é injustiça, se Deus não desse espaço para ela manifestar-se?
• Como compreenderíamos que os bons sofrem nas mãos dos maus, se Deus não permitisse?
• Como conheceríamos o caráter do mal, sem oportunidades para manifestar-se?

Ficou claro? – Heber Toth Armí.



JÓ 24 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
15 de janeiro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Desde as cidades gemem os homens, e a alma dos feridos clama; e, contudo, Deus não tem isso por anormal” (v.12).

Em seu sofrimento, Jó acabou construindo um conceito sobre a sorte do justo e do ímpio. Sua inquietação por justiça era reforçada pelo descaso e maldade cometidos contra os pobres e necessitados e pela prosperidade de seus algozes: “Por que o Todo-Poderoso não designa tempos de julgamento? E por que os que O conhecem não veem tais dias?” (v.1). Há um clamor pela urgente necessidade de entender os propósitos de Deus e de ter uma resposta quanto às injustiças cometidas. Por mais que Jó confiasse no justo julgamento de Deus, ele o teve por demais demorado.

Esse questionamento não foi levantado apenas por Jó. O profeta Habacuque, por exemplo, diante da apostasia e corrupção nacional, julgou tardio o juízo divino: “Até quando, Senhor, clamarei eu, e Tu não me escutarás? Gritar-Te-ei: Violência! E não salvarás? Por que me mostras a iniquidade e me fazes ver a opressão? Pois a destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se suscita… porque o perverso cerca o justo, a justiça é torcida” (Hq.1:2-4). Apesar de serem homens e mulheres escolhidos por Deus para um ministério sagrado, os profetas eram os que mais sentiam e sofriam os resultados da injustiça.

A demora, em todos os aspectos da vida, é vista pela humanidade como um mal a ser evitado. O relógio nos mostra constantemente que há um horário a ser cumprido. E, a depender da situação, minutos de atraso podem resultar em perdas irreparáveis. Mas será que o Dono do tempo atrasa em Seus desígnios? Será que Deus demora em realizar a Sua justiça sobre a Terra? Estamos vivendo nos dias em que o apóstolo Pedro advertiu que surgiriam “escarnecedores com os seus escárnios… e dizendo: Onde está a promessa da Sua vinda?” (2Pe.3:3 e 4). Mas a resposta dada pelo Espírito Santo ao apóstolo deve ser a nossa certeza de que Deus não atrasa, Deus espera: “Não retarda o Senhor a Sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2Pe.3:9).

Ainda que pareça tardio o cumprimento da derradeira promessa, ela “se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-O, porque, certamente, virá, não tardará” (Hq.2:3). Assim como Jó foi retribuído no tempo determinado, e Habacuque teve uma resposta à sua queixa, Deus tem designado o tempo perfeito para nos dar “a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que O amam” (Tg.1:12). Diante das injustiças deste mundo hostil, confiemos nAquele a quem “pertence a vingança” (Rm.12:19). Que a nossa mente não fique a divagar em “tempos ou épocas que o Pai reservou pela Sua exclusiva autoridade; mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo” (At.1:7-8), e seremos testemunhas de Jesus declarando ao mundo que Ele virá e não tardará. Vigiemos e oremos!

Bom dia, testemunhas de Cristo Jesus!

• Deixe nos comentários o seu pedido de oração. #EuOroPorVocê

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jó24 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JÓ 24 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
15 de janeiro de 2020, 0:10
Filed under: Sem categoria



JÓ 24 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jefersonquimelli
15 de janeiro de 2020, 0:05
Filed under: Sem categoria

707 palavras

os limites. Ou, “os marcos de divisa” (NTLH). […] Nos lugares onde propriedades vizinhas não eram divididas por cercas de qualquer tipo, como no antigo Oriente em geral, a única forma de distinguir entre a terra de um homem e de outro era por meio de pequenas pedras colocadas a intervalos da linha de divisa. Uma forma fácil de roubo era deslocar esses marcos, colocando-os mais para dentro da terra do vizinho (CBASD, vol. 3, p. 632).

órfão. Ver 1Sm 12:3. Deus deu regulamentos destinados a reprimir a tendência natural dos egoístas de não tratar com bondade os órfãos e as viúvas (ver Êx 22:22; Dt 24:17; 27:19; Sl 94:6; Is 1:23; 10:2; Jr 5:28; Zc 7:10). O jumento do órfão e o boi da viúva estavam entre as mais valiosas posses desses desafortunados (CBASD, vol. 3, p. 632, 633).

como asnos monteses no deserto. Oprimidos e necessitados que eram banidos da sociedade e obrigados a procurar substitstência precária como a do jumento selvagem no deserto (CBASD, vol. 3, p. 633).

rabiscam. Rebuscam as últimas uvas, apesar de a Lei exigir que os restos da vindima sejam deixados para os pobres (Bíblia Shedd).

orfãozinhos são arrancados. Esta é uma referência ao costume cruel de tomar crianças como escravas a fim de saldar a dívida do pai (ver Ne 5:5; cf 2Rs 4:7) (CBASD, vol. 3, p. 632).

Das viúvas roubam-se até as criancinhas para serem vendidas e entregues à escravidão e, como escravas, trabalham com os gêneros alimentícios dos opressores, sem, entretanto, ter o direito de prová-los, 10, 11 (Bíblia Shedd).

12 desde as cidades. O clamor dos oprimidos emerge não só dos desertos e das fazendas, mas também das cidades. O objeto de Jó era mostrar, em oposição à crença errônea de seus amigos, que Deus não pune imediatamente todo ato mau nem recompensa toda boa obra. Muitas vezes, há um longo tempo até que o vício seja punido e a virtude, recompensada. Portanto, o caráter de alguém não pode ser julgado por sua prosperidade ou adversidade. Aqui se encontrava a falha básica na filosofia dos supostos amigos de Jó (CBASD, vol. 3, p. 633).

13 inimigos da luz. Este versículo inicia uma nova seção, que abrange os v. 13 a 17 e trata de assassinos, adúlteros e ladrões. Esse tipo de iniquidade floresce na escuridão. Seus adeptos são “inimigos da luz” – não só a luz do dia, mas também a luz da razão, da consciência e da lei. Não possuem qualquer restrição moral (CBASD, vol. 3, p. 633).

16 minam as casas. Antigamente o roubo das casas era feito desta forma. As janelas eram poucas e ficavam muito altas na parede. As portas eram fortemente trancadas com ferrolhos e barras, mas as paredes, por serem feitas de barro, entulho ou tijolos secos ao sol, eram fracas e podiam ser facilmente rompidas (ver Ez 12:5, 12) (CBASD, vol. 3, p. 633).

17 sombra da morte. Ou, “profunda escuridão”. Quando a profunda escuridão da noite se inicia, essas pessoas começam seu trabalho. A chegada da noite é para elas o que o amanhecer é para outros (CBASD, vol. 3, p. 634).

18 maldita é a porção. Isto é, seu modo de vida, seu modo de ganhar a vida, é abominável (CBASD, vol. 3, p. 634).

Já não andam pelo caminho das vinhas. Suas vinhas não produzirão. Eles tem vivido da pilhagem e não merecem ganhar sua subsistência por meio das vinhas(CBASD, vol. 3, p. 634).

20 A estéril. A opressão de uma estéril indicava extrema crueldade. A mulher estéril era especialmente vítima indefesa da pressão porque não tinha filho para defender seus direitos. A esterilidade era considerada como resultado de algum pecado e do desprazer divino(CBASD, vol. 3, p. 634).

24 São exaltados por breve tempo. Esta é a conclusão de Jó com respeito à maneira como Deus trata os ímpios. Seus amigos afirmam que estes são punidos nesta vida por seus pecados e que grandes crimes logo atrairiam grandes calamidades. Jó nega isso e diz que o fato é que os perversos são exaltados. Contudo, ele sabe que chegará o tempo em que eles receberão a recompensa de seus maus atos. Jó afirma, porém, que a morte deles pode ser tranquila e fácil e que talvez nenhuma prova extraordinária do desprazer divino acompanhe sua partida (CBASD, vol. 3, p. 634).

25 Jó termina seu discurso apelando para seus amigos provarem o contrário daquilo que dissera; não está interessado em ganhar o debate; só quer descobrir a verdade sobre os problemas que o afligem (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: