Reavivados por Sua Palavra


DEUTERONÔMIO 8 by jquimelli
22 de março de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/deuteronomio/dt-capitulo-8/

A geração que aceitou como verdadeiro o relatório dos dez espias, que dizia que a terra prometida estava cheia de gigantes e que eles morreriam se obedecessem a Deus e nela entrassem, perecera no deserto. Dando excessiva importância ao tamanho dos gigantes, eles perderam de vista a grandeza de Deus. Deus, então, permitiu a Israel a experiência do deserto para fazer que a nova geração fosse mais dependente dEle e não em si mesmos. Ele queria que confiassem nEle e fossem abençoados.

No final dos tempos, antes da entrada na Canaã celestial, Deus diz: Felizes os que guardam Meus mandamentos, “os que lavam as suas vestes, e assim têm direito à árvore da vida e podem entrar na cidade pelas portas.” (Ap 22:14 NVI). Deus convida: ”Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida “(Apocalipse 22:17).

Aqueles que beberam profundamente da água que Cristo transmite através da Sua Palavra, terão prazer em guardar os Seus mandamentos (João 14:15). Entrarão alegres na cidade e desfrutarão de maior abundância que em qualquer Canaã terrestre (1 Coríntios. 2:9). Não há nada de que se orgulhar; eles foram resgatados de si mesmos e vivem agora para louvar a Deus para sempre.

Ele deseja recebê-lo em casa. Então, gaste tempo em Sua Palavra a cada dia, para que você possa passar a eternidade com Ele no paraíso.

Norman Gulley
Southern Adventist University

Fonte: http://revivedbyhisword.org/en/bible/deut/8/ e https://reavivadosporsuapalavra.org/2015/12/19/deuteronomio-8/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



DEUTERONÔMIO 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
22 de março de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria



DEUTERONÔMIO 8 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
22 de março de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Nossas pequenas atitudes diárias são como tijolinhos que constroem o caráter da próxima geração. Se as crianças percebem os pais empenhando-se em criar um ambiente celestial lutando contras as forças do mal, tornando o lar um ambiente feliz, regido por Deus, irão levar isso para toda a vida e aplicarão esse estilo de vida à sua família.

Que tipo de tijolinhos nós, adultos, estamos colocando em nossa sociedade, em nosso lar e em nossa igreja? Que tipo de lar oferecemos a nossos filhos? Que tipo de influência eles estão recebendo diariamente: da palavra de Deus ou, de desenhos, jogos, programas que promovem o reino do diabo?

Reflita:

1. Deus é um Pai por excelência que deseja que Seus filhos humanos sejam excelentes pais. Deus cuida, guia, educa, castiga, orienta, alimenta, sustenta, protege, disciplina, ama, etc. (vs. 1-5);
2. Os adultos precisam entender a importância de obedecer a todos os mandamentos de Deus, ser sempre reverentes, e ser constantemente gratos a Deus pelo alimento e por tudo o que Ele fez, faz e fará (vs. 6-10);
3. A geração atual não deve esquecer-se de Deus. Nem pensar que podem viver sem Ele. Ninguém deve ser orgulhoso, vaidoso, indiferente a Deus; pois Deus é Quem dá forças e habilidades para realizar qualquer atividade, para o trabalho, para administração das rendas e, recursos para se obter riquezas. Ninguém deve desprezar a Deus (vs. 11-18);
4. A desobediência às sábias orientações de Deus desemboca em destruição da próxima geração, elimina a família e, os filhos deixarão de existir devido à tamanha destruição causada pelo pecado (vs. 19-20).

Cada geração deve aprender a rejeitar os erros das gerações anteriores, das gerações pagãs a fim de deixar um legado espiritual elevado. O estilo de vida de alguém reavivado por Deus é diferente do cristão acomodado.

Cada família é responsável por preservar os princípios do reino de Deus, ser proclamadores dos benefícios extraordinários e ordinários da atuação de Deus, relembrar a próxima geração dos milagres que Deus realizou aos antepassados.

Nós precisamos de Deus. Nossas crianças precisam de nós para conduzi-las a Ele. Deus nos dá tudo o que precisamos para atuarmos conforme Seus mandamentos e proclamarmos os Seus atributos.

Desobediência mata (vs. 19-20), obediência vivifica! (vs. 1-2). Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



DEUTERONÔMIO 8 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de março de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o Senhor, teu Deus, te guiou pelo deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os Seus mandamentos” (v.2).


A recordação sempre gera alguma reação, que pode ser positiva ou negativa. Lembrar de situações ou de pessoas, reviver momentos difíceis ou felizes é algo que traz à tona sentimentos e emoções capazes de influenciar na dinâmica, inclusive, de nossa saúde mental, física e, até mesmo, espiritual. A exortação de Moisés a Israel no capítulo de hoje, trata exatamente disto, de trazer à memória toda a jornada do povo no deserto. Na verdade, o próprio Moisés iniciou este processo desde o seu primeiro discurso.

Israel precisava relembrar todos os feitos do Senhor, a aplicação dos Seus juízos sobre os impenitentes e a provisão de água e alimento durante a sua peregrinação. Em seu coração precisava estar bem claro “que, como um homem disciplina a seu filho” (v.5), assim o Senhor os disciplinava. Como um Pai amoroso, nunca permitiu que Seus filhos andassem maltrapilhos, mas lhes conservou novas as vestes em todo o trajeto até Canaã. E mesmo que caminhando por terras áridas, o Senhor não permitiu que Seus pés inchassem.

A descrição que se segue da “boa terra” (v.7) que seria dada a Seus filhos dá um vislumbre da terra que o Senhor prometeu aos que amam a Sua vinda. Lembre de como o Senhor tem te conduzido pelo caminho. Faça uma retrospectiva pessoal de como Ele tem te chamado para viver uma vida santa ao Seu lado aqui, até que você chegue à boa terra, onde nada te faltará (v.9). Ali, você comerá e se fartará, “e louvarás o Senhor, teu Deus, pela boa terra que te deu” (v.10). Mas, enquanto aqui estivermos, comamos e nos fartemos “de tudo o que sai da boca do Senhor” (v.3).

Como peregrinos neste mundo, “não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios… revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação” (1Ts.5:6 e 8). Para que não “se eleve o teu coração, e te esqueças do Senhor, teu Deus” (v.14), que te libertou do cativeiro do pecado para te levar a um lugar mui excelente. “Não diga, pois, no teu coração” (v.17), que as bênçãos alcançadas vieram do teu esforço próprio, e sim que o Senhor te deu forças para alcançá-las (v.18).

“Há um país nas terras de além rio, cheio de flores, de prazer e luz. É destinado às almas resgatadas, lá não terão mais lutas, nem mais cruz” (HASD, n°572). Você almeja chegar a este país? “Recordar-te-ás”, pois, que o passaporte já foi garantido com o visto do sangue do Cordeiro. Aguardemos, pois, com perseverança, a ordem de embarque: “Vinde, benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt.25:34).

Vigiemos e oremos, e louvemos ao Senhor por Seus grandes feitos!

Bom dia, benditos do Senhor Deus de Israel!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Deuteronômio8 #RPSP

Comentário em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100



DEUTERONÔMIO 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
22 de março de 2019, 0:06
Filed under: Sem categoria



DEUTERONÔMIO 8 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
22 de março de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria
723 palavras

Moisés exorta o povo a obedecer e a lembrar-se dos benefícios de Deus (1-6). Apresenta a possibilidade de prosperidade (7-10) e adverte contra o perigo de esquecer-se de Deus (11-20). Bíblia Shedd.

2 Recordar-te ás de todo o caminho. Esquecer-se das muitas coisas que Deus fez é o primeiro passo para ir longe dEle, rumo ao esquecimento (Rm 1:21; LS, 196). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 1073.

Ele te humilhou. O maná obrigou Israel a reconhecer que dependia de Deus, a fonte última da vida. Bíblia Shedd.

não só de pão viverá o homem. Essas palavras foram citadas por Jesus em Sua tentação. A verdadeira vida não é fruto do bem estar material, mas, sim, da Palavra de Deus, cf 32.46, 27. Bíblia Shedd.

Foi esta declaração de Moisés que Jesus citou em resposta à primeira tentação de Satanás no deserto (Mt 4:4; Lc 4:4). CBASD, vol. 1, p. 1074.

mas de tudo o que procede da boca do Senhor. Ainda mais básico à vida diária do que o alimento físico é a sustentadora Palavra de Deus (Hb 1.3). Bíblia de Genebra.

O pão sustenta, mas não garante a vida, que é a dádiva de Deus aos que confiam na Sua palavra e por elas vivem – trata-se dos seus mandamentos e promessas (cf. v. 1, 18). Bíblia de Estudo NVI Vida.

É importante notar que a mais poderosa arma espiritual da qual Jesus lançou mão para derrotar as tentações de Satanás foi a Palavra de Deus. Os três tipos de tentação, dos quais Satanás lançou mão para desviar Jesus na Sua obra de salvação descrevem-se em Mt 4.1-11; as três respostas finais e inabaláveis, que Jesus deu, foram todas tiradas deste discurso de Moisés, e se registram em Dt 6.13; 6.16 e aqui neste versículo. Jesus reconheceu que as palavras que citou são a plena revelação da vontade do Pai, que são a verdade eterna e inabalável, e, citadas com a plena compreensão de seu sentido, com fé inabalável, e com autoridade, são eficazes para enfrentar as forças infernais que desejam estragar o plano divino de restaurar os homens à plenitude da comunhão com Deus. Bíblia Shedd.

4 Nunca envelheceu a tua veste. Uma intervenção miraculosa (ver Dt 29:5; Ne 9:21). Ao que tudo induica, eles não tinham meios para conseguir roupa para si mesmos; do contrário Deus não teria empregado medidas sobrenaturais para satisfazer as necessidades deles. Deus proveu alimento, bebida, proteção e outras coisas quando não podiam conseguir por si mesmos. CBASD, vol. 1, p. 1074.

como um homem disciplina seu filho. Deus é um pai e Sua disciplina tem o propósito de reformar e instruir. Cf 32.6; Hb 12.5-11. Bíblia Shedd.

Deus permitiu que eles passassem fome, a fim de que Ele pudesse mostrar-lhes o Seu suprimento (v. 3). A disciplina geralmente requer dificuldades iniciais, seguidas de bênção (Pv 3.11-12; Hb 12.5-6). Bíblia de Genebra.

7 Boa terra. A Palestina moderna é bem diferente desta descrição. É provável que a fertilidade tenha se esgotado pelo mau uso da terra durante séculos e por terem derrubado seus frondosos bosques, que controlavam a água e a erosão. Descrições do solo egípcios na época do êxodo oferecem uma noção bem mais atrativa do que a apresentada atualmente. CBASD, vol. 1, p. 1074.

10 Louvarás o SENHOR, teu Deus. A gratidão deve ser expressada e sentida. Sem gratidão, o ser humano é pouco melhor que um animal. A verdadeira nobreza de alma começa com o apreço pelas bênçãos dos Céus e pela bondade de nosso próximo (Sl 103:2). CBASD, vol. 1, p. 1074.

12 Boas casas. Com frequência, bens materiais levam à preocupação indevida com as coisas temporais. O cristão deve colocar Deus em primeiro lugar, e confiar que Ele satisfará todas as suas necessidades (Mt 6:33). Muitas vezes, o ser humano coloca essas coisas como prioridade e espera que, de alguma forma, o Céu lhe seja acrescentado. CBASD, vol. 1, p. 1074.

15 Escorpiões. Praga comum na região desértica ao sul da Judeia e menos comum no restante da Palestina. Existem na região cerca de oito tipos de escorpião, sendo que o maior tem cerca de 20 cm de comprimento. CBASD, vol. 1, p. 1075.

Pederneira. Na Bíblia, “pederneira” pode referir-se a qualquer rocha. Algumas facas eram feitas de pederneira (Js 5:2). CBASD, vol. 1, p. 1075.

18 Que te dá força. Tudo o que o ser humano é e tudo o que tem vem de Deus. A consciência disso mantém a pessoa humilde e a capacita a contemplar as coisas temporais em sua verdadeira perspectiva. CBASD, vol. 1, p. 1075.

19 Protesto. Literalmente, “Afirmo-te hoje”. CBASD, vol. 1, p. 1075.



DEUTERONÔMIO 7 by jquimelli
21 de março de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/deuteronomio/dt-capitulo-7/

O amor de Deus por Israel foi demonstrado pela vitória total sobre sete nações mais poderosas do que eles.

Alguns cristãos questionam frases como: “Matem cada homem, mulher e criança!” Por que Deus deu tal ordem? Isso não seria semelhante à matança de cristãos durante a Idade Média? De maneira nenhuma! Aqueles povos eram ferozes opositores dos seguidores de Deus. Deus sabia que se algum pagão sobrevivesse, isto traria a ruína para a fé de Israel. Pagãos adoravam imagens e influenciariam Israel a retornar à adoração de ídolos, como eles praticavam no Egito. A única salvaguarda para proteger Israel era a completa separação. Deus pediu a Israel para destruir os altares pagãos, cortar as imagens e que servissem ao único Deus verdadeiro no universo, Aquele que estava vivo e diariamente lhes dava vitória física e espiritual.

Deus quer estar com você hoje, para mantê-lo fiel a Ele e ao seu cônjuge. Ele quer remover os seus medos e lhe abençoar muito além de seus maiores sonhos. Ele é um Deus pessoal e vai trabalhar para libertá-lo da escravidão do ego, o maior ídolo humano, e fazer com que você se regozije grandemente em Seu amor transbordante.

Norman Gulley
Southern Adventist University

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=406
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli




%d blogueiros gostam disto: