Reavivados por Sua Palavra


O livro de Neemias by jquimelli
27 de agosto de 2016, 15:00
Filed under: Sem categoria



ESDRAS 10 by jquimelli
27 de agosto de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

A graça de Deus é suficiente para cada situação somente se Seu povo estiver disposto a se voltar para Ele. E para que isso aconteça o povo de Deus precisa fazer mais do que orar – o povo precisa se apropriar de Sua graça e se empenhar em fazer a Sua vontade.

Enquanto Esdras orava e se confessava, chorando e curvando-se diante da casa de Deus, Secanias, filho de Jeiel, um dos filhos de Elão, que, como outros, havia transgredido por tomar mulheres estrangeiras, se arrependeu e disse a Esdras: “Fomos infiéis ao nosso Deus … Mas, apesar disso, ainda há esperança para Israel” (v. 2 NVI). Ele pediu uma reforma e uma renovação da aliança de acordo com a lei (v. 3), e disse: “nós seremos contigo, sê forte e age” (v. 4).

Qualquer reforma é sempre um retorno a fazer a vontade de Deus. A obra de reforma não é trabalho de um dia. O que é importante é que o povo de Deus decida a cada dia desistir de seus maus caminhos – a cada dia desistir daquilo que não é da vontade de Deus.

 

Pardon Mwansa
Vice Reitor da Universidade Rusangu, Zambia
Ex Vice-Presidente Geral da Conferência Geral da IASD

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/10 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/10
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/06/03/
Tradução Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Esdras 10
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/47-48 e https://credeemseusprofetas.org/



ESDRAS 10 – Comentários selecionados by jquimelli
27 de agosto de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

Resumo do capítulo: Os Israelitas choram. O sacerdote Esdras levanta-se e lhes diz: “Confessem seu pecado ao Senhor, e façam a vontade dele. Separem-se dos povos vizinhos e das suas mulheres estrangeiras”. Os chefes dasfamílias investigam o assunto durante três meses.

ajuntou-se a ele. A oração de Esdras foi eficaz para com Deus e para com os homens. A solução não foi obra de Esdras, mas sim, sugerida pelo povo inspirado por Deus, em resposta à sua oração. Bíblia Shedd.

há esperança para Israel. Quando o povo reconhece seu pecado e deseja retificar o erro cometido, nasce a esperança, porque as misericórdias de Deus “não tem fim; renovam-se a cada manhã” (Lm 3.22-23).Bíblia Shedd.

despediremos todas as mulheres e seus filhos. Os casamentos mistos tinham aberto o caminho à religião mista. A crença verdadeira, revelada por Deus, contamina-se quando promiscuída com religiões falsas,.Bíblia Shedd.

3, 4, 11 O verdadeiro arrependimento não termina com palavras de confissão – isto seria mera profissão de lábios. O verdadeiro arrependimento deve levar a um comportamento corrigido e atitudes mudadas. Quando você pecar e se arrepender verdadeiramente, confesse isto a Deus, peça por Seu perdão e aceite Sua graça e misericórdia. Então, como um ato de agradecimento pelo Seu perdão, faça as mudanças necessárias. Life Application Study Bible Kingsway.

7, 8 Embora Esdras estivesse investido de grande autoridade (7.25, 26), empregava-a comedidamente e influenciava o povo mediante exemplo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

destruídos. Seus bens serão confiscados, apropriados em benefício do templo (ver Lv 27.28). Bíblia Shedd.

das grandes chuvas. O nono mês, novembro/dezembro, é o das chuvas, em pleno inverno. O povo tremia, portanto, por causa da gravidade dos acontecimentos e por causa das chuvas. Em Jerusalém, de vez em quando, chega a nevar no mês de dezembro. Bíblia Shedd.

11 separai-vos … das mulheres estrangeiras. O divórcio era permitido por Moisés “por causa da dureza dos vossos corações”, conforme Jesus explicou (comparar Mt 19.8 com Dt 24.1-4). A maioria das mulheres despedidas não seriam esposas, mas, sim, concubinas. Bíblia Shedd.

13 O problema foi solucionado no prazo de três meses (16 e 17). Bíblia Shedd.

16, 17 A comissão concluiu seus trabalhos em três meses, descobrindo que cerca de 110 eram culpados por se caraem com esposas pagãs. Bíblia de Estudo NVI Vida.

18 – 44 sacerdotes [18]… levitas [23] … de Israel [25]. A primeira lista (18-22) contém os nomes dos filhos dos sacerdotes que estavam envolvidos no delito; depois vem a lista dos levitas (23-24), e finalmente a lista dos demais israelitas (25-43). Bíblia Shedd.

Essa ordem valoriza a responsabilidade e proximidade do templo e enfatiza a preocupação quanto à santidade na comunidade pós-exílica; aqueles que deveriam saber mais são destacados no início da lista, considerando especialmente as regras específicas para os casamentos dos sacerdotes (Lv 21:14). Infelizmente, apesar do problema do casamento misto ser tratado aqui, ele reaparece mais tarde (Neemias 9:2; 10:28-30; 13:23-27). Andrews Study Bible.

19 Com um aperto de mão (ARA; NKJV: “Deram sua promessa/palavra”). Um gesto oriental para selar uma promessa. Bíblia Shedd.

20-43 Infelizmente, as exigências da moderna grafia portuguesa alteraram tão profundamente a forma das palavras que compõem estes nomes, que o leitor moderno não tem o privilégio de verificar as mensagens de fé e de esperança que se escondem nesses versículos, como por exemplo em Selemias, no v. 39, que significa “Deus é meu modelo, meu padrão” [terminações “ias”, de “yah“/”Yahweh“, que significa “Jahvé”, “Jeová”, “Eu Sou”, “Senhor”; inícios e terminações “El“/”Deus”, em hebraico; “hanan“/”misericórdia”, por exemplo]. Bíblia Shedd.

24 É digno de nota que somente um cantor e três porteiros estivessem envolvidos. Bíblia de Estudo NVI Vida.

44 mulheres estrangeiras. Séculos de experiência ensinaram aos israelitas que qualquer conformidade com o mundo pagão em derredor ameaça trazer a idolatria, a apostasia e a maldição. Bíblia Shedd.

alguns dos quais tinham filhos dessas mulheres. Ou “e eles as despediram com seus filhos”. Nota textual NVI.



ESDRAS 10 – Comentário Pr Heber Toth Armí by Ivan Barros
27 de agosto de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

Carecemos de pessoas verdadeiramente consagradas que estejam realmente interessadas em nossa salvação. Precisamos aprender dos grandes ícones espirituais a fim de experimentar o reavivamento que estes líderes contemplaram.

Esdras, no versículo 1…

  1. Chorou,
  2. Curvou-se,
  3. Orou, e
  4. Confessou.

Consequentemente, o povo em pecado, nos versículos 2-3…

  1. Aproximou-se,
  2. Confessou os pecados,
  3. Dispôs-se a abandonar o pecado: Dispensar as esposas pagãs.

Influenciados pela oração e exemplo de contrição de Esdras, o povo reconheceu seus pecados e pediu-lhe que liderasse uma reforma; então, ele continuou…

  • Jejuando, e
  • Chorando por causa do povo (vs. 4-6).

“Os propósitos de Esdras eram altos e santos; em tudo o que fizera fora movido por um profundo amor pelas almas. A compaixão e bondade que revelava para com os que haviam pecado, fosse em plena função da vontade, fosse por ignorância, deveria ser uma lição objetiva a todos os que procurassem promover reformas. Os servos de Deus devem ser tão firmes como a rocha onde retos princípios estiverem envolvidos; mas do mesmo modo devem manifestar simpatia e longanimidade” (Ellen G. White).

  • O povo deu a sugestão, não foi imposição de Esdras. Os transgressores abandonariam radicalmente seus pecados de jugo desigual, despediriam a esposa pagã. Um tribunal ficou responsável por resolver essa questão de forma legal mesmo em época de chuva. Foram três meses de burocracia, mas os princípios bíblicos prevaleceram (vs. 7-14).
  • Um número insignificante opôs-se à solução ao problema (vs. 15-17). Tem gente que não larga o problema, ainda quer que os outros se apeguem também a ele. Porém, a democracia, às vezes, é positiva.
  • O livro termina com um tom negativo, falando dos casamentos mistos, a razão da depravação do povo de Deus. Desta forma, o livro mostra o quanto o remanescente ainda precisa amadurecer espiritualmente (vs. 18-44).

“O livro de Esdras é um estudo sobre reavivamento. Quando as pessoas aplicarem a verdade da Palavra de Deus em sua vida, quando os santos orarem, intercederem e houver confissão seguida do afastamento de pecados reconhecidos, a igreja receberá poder para realizar coisas grandiosas para Deus” (William MacDonald).

A Palavra de Deus precisa ser central na vida de todo povo de Deus – creio ser essa a ênfase do livro de Esdras para nós. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

Escreva abaixo o que você achou do livro de Esdras…



ESDRAS 10 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
27 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“… ainda há esperança para Israel” (v. 2).

Último capítulo e um final um tanto dramático. Esdras continua a chorar e a interceder pelo povo na Casa de Deus, mas não chora sozinho, pois “ajuntou-se a ele de Israel mui grande congregação de homens, de mulheres e de crianças; pois o povo chorava com grande choro” (v. 1). Todos estavam envolvidos nesta confusão criada por eles mesmos. A solução para o problema era drástica e causaria muito sofrimento. Eles teriam que despedir tanto as mulheres pagãs quanto os filhos que com elas tiveram. Que dias terríveis eles devem ter enfrentado! Como mãe, não consigo imaginar a intensa angústia que certamente sentiram. Também não tenho como lhes dizer que entendi esta atitude, mas, certamente, Deus não permitiria que os Seus filhos enfrentassem algo que não pudessem suportar. Apesar de tudo, aquela correção severa foi encarada como uma fonte de esperança (v. 2). O fato de despedirem as mulheres não judias com os filhos gerados destes relacionamentos também gerou um sentimento de genuíno arrependimento (v. 12).

Meus irmãos, o que foi realizado naquele tempo não pode ser aplicado como um princípio hoje. A Bíblia não está dizendo que quem tem marido ou esposa incrédulos devem abandoná-los. De forma alguma! Para tanto, você pode ler I Coríntios 7:10-14 e I Pedro 3:1 e 2, e perceberá que o princípio bíblico predominante é que o cristão deve se unir a uma cristã, mas caso já esteja casado(a) com um(a) descrente, que o seu procedimento seja um instrumento de Deus para alcançá-lo(a). Creio que este episódio não só provocou um despertamento nos judeus, como podemos, hoje, usá-lo como ilustração de uma das últimas advertências do SENHOR para o Seu povo atual: “Sai dela, povo Meu” (Apocalipse 18:4). Se há uma aplicação sobremodo oportuna para o capítulo de hoje, é esta. O livro do Apocalipse compara a igreja de Deus a uma virgem, simbolizando uma igreja pura, imaculada, fiel. Já a igreja falsa é comparada a uma meretriz (prostituta), além de ser comparada à Babilônia (palco da idolatria), e à Jezabel (Lembram? Que foi esposa do rei Acabe, uma prostituta cultual). Então, assim como ainda havia esperança para Israel (v. 2), pelo fato de terem aceitado apartar-se das mulheres heteias, ainda há esperança para todo aquele que aceita o convite do SENHOR, hoje:

— Saiam de Babilônia, povo Meu, para que os flagelos que cairão sobre ela não os atinjam também! (Apocalipse 18:4).

Como não foi fácil dizer adeus àquelas mulheres, também pode não ser fácil deixar para trás muitas práticas que nos são deleitosas. Bem como não é fácil desvincular-se de uma igreja em que se está acostumado, para seguir um pequeno povo que carrega consigo as características da igreja verdadeira de Apocalipse 12:17. Porém, como o povo teve um tempo para resolver suas pendências diante de Deus, Ele também nos tem dado um tempo de misericórdia. E este tempo é tempo de fazer “confissão ao SENHOR” (v. 11), e de agir assim como “nos convém fazer” (v. 12). 

O que ainda lhe prende à Babilônia? É hora de prantear e de se humilhar perante Deus (v. 1), mas igualmente de levantar-se, de ser forte e de agir (v. 4). Precisamos urgentemente despertar para a brevidade dos tempos! “Grandes chuvas” (v. 9) estão por vir, não de água, e sim de oposição à Palavra de Deus, e só conseguirá resistir aquele que a guardou em seu coração (Vide Salmo 119:11). Por outro lado, grande aguaceiro é prometido aos fiéis que disseram “Assim seja” (v. 12) às palavras do SENHOR. O Espírito Santo será derramado sobre aqueles que permaneceram fiéis à “aliança com o nosso Deus” (v. 3) e que não vacilaram em dizer: “faça-se segundo a Lei” (v. 3; Vide Apocalipse 14:12).

Quer você, AGORA, decidir separar-se de tudo aquilo que ainda lhe afasta do SENHOR e do Seu Reino? Vá à Fonte de todo o poder, neste instante, e derrame o seu coração confessando a sua transgressão. Deus, certamente, lhe ouvirá, lhe perdoará e lhe purificará!

Feliz sábado, purificados pelo SENHOR!

Desafio do dia: jogar fora algum objeto que ainda lhe afasta de Jesus. E Jesus lhe dirá: “o que vem a Mim, de modo nenhum o lançarei fora” (João 6:37).

*Leiam #Esdras10

Rosana Garcia Barros



As épocas de Esdras, Neemias e Ester by jquimelli
26 de agosto de 2016, 17:16
Filed under: Sem categoria

Eventos Esdras, Neemias, Ester

Fonte: Bíblia de Estudo de Genebra



Esdras 9 by jquimelli
26 de agosto de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Lealdade para com a vontade de Deus é mais importante do que ofertas e templos.

Deus havia instruído Seu povo para não dar os seus filhos em casamento aos de outras nações. Entretanto, “O povo de Israel, inclusive os sacerdotes e os levitas, não se mantiveram separados dos povos vizinhos e de suas práticas repugnantes, como as dos cananeus, dos hititas, dos ferezeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios e dos amorreus “(v. 1 NVI).

Na verdade, os líderes e governantes tinham sido os mais infiéis, tomando algumas das filhas destas nações como esposas para si e para seus filhos (v. 2).

Reforma significa mudar ou alterar os nossos caminhos para se harmonizarem com a vontade de Deus. E para que a reforma comece, os líderes espirituais e o povo devem se humilhar a Deus em oração e jejum.

Quando Esdras ouviu o que tinha acontecido, rasgou as suas vestes, iniciou um jejum e continuou a orar a Deus, pedindo perdão e mudança dos corações do povo de Deus (v. 5, 6).

A menos que vejamos quão feio é o pecado e busquemos perdão e mudança de coração, não viveremos uma reforma.

 

Pardon Mwansa
Vice Reitor da Universidade Rusangu, Zambia
Ex Vice-Presidente Geral da Conferência Geral da IASD
Trad JAQ/GASQ

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/9 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/9
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/06/02/
Tradução Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Esdras 9
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/47-48 e https://credeemseusprofetas.org/




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.208 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: