Reavivados por Sua Palavra


JÓ 9 by Jeferson Quimelli
31 de dezembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/job/9

Neste capítulo Jó responde a Bildade e a Elifaz, cujos discursos misturavam a verdade com o erro.

Jó até concorda com o pouco de verdade existente nas pretensas palavras de conforto. “Na verdade, sei que assim é” (v.2), diz Jó. Então Jó pergunta: “Como pode o homem ser justo para com Deus? Se quiser contender com Ele, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder” (v.3).

De acordo com Jó, um juízo investigativo se faz necessário. Ele pede um mediador humano entre Deus e o homem (v. 32-33). Ele deseja que o Senhor lhe dê um alivio (v. 34). Mas não tem medo de Deus, porque ele sabe que não possui as respostas, que suas reflexões não são a resposta final para a realidade maior que ele desconhece (v. 35).

Querido Deus,
Jó teve dificuldades para entender porque estava sofrendo tanto. Ele sentia que estava no final da vida. Permanece como nosso protetor mesmo que não entendamos a origem do nosso sofrimento.

Koot van Wyk
Kyungpook National University
Sangju, Coreia do Sul

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=691
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



10 DIAS DE ORAÇÃO – postagens 31/12 e 01/01 by Jobson Santos
31 de dezembro de 2019, 0:57
Filed under: 10 dias

Em atenção às intensas atividades inerentes aos dias da passagem de ano, não postaremos hoje, 31, e amanhã, 01, os textos do programa dos 10 Dias de Oração – edição mundial. Retomaremos as postagens no dia 02.

Acreditamos que assim todos nos beneficiaremos mais com esse excelente material.
Que o Senhor abençoe e proteja a todos, todos os dias deste novo ano.



JÓ 9 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
31 de dezembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JÓ 9 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
31 de dezembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

JÓ 9 – Deus transforma males em bens. Satanás tornara os amigos de Jó em “amigos da onça”, sem saber que, por pior que fossem, Deus os usaria para o bem!

G. Ernest Whright observou que, “segundo o pensamento do Antigo Testamento, a maior maldição que pode recair sobre o homem é estar sozinho”. John Milton também declarou: “A solidão é a primeira coisa que o olho de Deus determinou não ser boa”.

Jó, felizmente, não estava sozinho. Deus transforma maldições em bênçãos. O inimigo faz estragos; entretanto, das cinzas Deus faz reparos. Devido aos confrontos filosóficos dos amigos de Jó, este foi forçado a ir além de sua dor; passou a pensar na grandeza do Criador, além de extravasar-se diante deles (vs. 1-4).

Jó desviou a atenção da grandeza de sua desgraça, então percebeu a grandiosidade de Deus, o qual é maior que a imensidão de Sua criação e de sua dor. Segundo a teologia de Jó, DEUS…
• …sacode grandes montanhas, põe tudo de cabeça para baixo, abala a terra como se fosse brinquedinho (vs. 5-6);
• …tem poder sobre o sol e as estrelas, os imensos astros siderais, as constelações, e anda sobre grandes tsunamis (vs. 7-9);
• …faz grandes coisas, quaisquer milagres Lhe são simples demais, porém Suas obras são grandes demais aos olhos humanos – Ele é maior que elas, mas invisível (vs. 10-11);
• …faz o que quiser, sem precisar dar satisfação a ninguém e sem que ninguém O impeça ou esteja à altura para questionar-Lhe Seus desígnios (vs. 12-14).

Sentindo-se humilhado, menor que um átomo diante de Deus, Jó esqueceu-se de suas queixas em prol de sua dor, para reconhecer sua necessidade de um mediador.

JÓ…
• …viu a necessidade de suplicar misericórdia a Deus, sem pretensão de requerer seus direitos (vs. 15-18);
• …reconheceu que sua mais elevada sabedoria é insuficiente para arguir perante Deus, seus fortes argumentos são insignificantes perante o Soberano do Universo (vs. 19-20);
• …embora sábio, revelou ser extremamente limitado em conhecimento (vs. 21-24);
• …fragilizado pela desgraça que lhe acometera, reconheceu sua efemeridade e insignificância (vs. 25-31);
• …revelou que (sem a revelação que temos), desconhecia a existência de um Sumo Sacerdote que intercede em favor do condenado (vs. 32-35).

Jesus é intercessor do pecador (1 Timóteo 2:5). Apresentemos-Lhe nossa causa!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



JÓ 9 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
31 de dezembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Eis que Ele passa por mim, e não O vejo; segue perante mim, e não O percebo” (v.11).

Não era fácil para Jó expressar em palavras todo o seu sofrimento. Diante de discursos que colocavam em dúvida a integridade de seu caráter, seu anseio era conhecer a causa do mal que o afligia. Através das coisas criadas, Jó exaltou o Criador e Seu poder em mantê-las ou transtorná-las. Suas palavras, porém, também expressam uma ideia equivocada acerca de Deus e de Seu relacionamento com o homem, como se a soberania do Senhor fosse um empecilho para “que desse ouvidos” (v.16) às orações dos aflitos.

Ainda que não compreendesse, de fato, algumas coisas, e julgasse que em tal condição parecia que Deus não poderia ouvi-lo, a sinceridade de Jó foi reconhecida pelo Céu. Sua experiência com Deus precisava subir o degrau do verdadeiro conhecimento. E em sua confissão: “Eis que Ele passa por mim, e não O vejo” (v.11), dá a entender de que ainda lhe faltava algo; que mesmo diante da confiança pessoal: “Eu sou íntegro” (v.21), Jó precisava experimentar a comunhão que transcende os sentidos.

Em Sua oração sacerdotal, Jesus declarou: “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a Quem enviaste” (Jo.17:3). Este conhecimento, e não o mero conhecimento teórico, é a chave que abre os portais da eternidade. Mesmo não tendo todo o entendimento acerca do bem e do mal, Jó estava no caminho certo para o verdadeiro conhecimento de Deus. A sua busca por respostas logo seria satisfeita pelo encontro que todos nós deveríamos desejar.

Próximo ao fim de seu sofrimento, o próprio Jó confessou: “Eu Te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos Te veem. Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza” (Jó 42:5-6). Foi quando Jó experimentou o verdadeiro conhecimento de Deus que passou a enxergar a sua condição como mínima. É quando o adorador olha para o Senhor, que encontra a salvação, como está escrito: “Olhai para Mim e sede salvos” (Is.45:22). E quanto mais olhamos para Jesus e estudamos a Sua vida de perfeito procedimento, mais enxergamos a nossa dessemelhança de Seu caráter e mais nos humilhamos em busca de mudança.

O contato diário com as Escrituras e as orações segredadas a Deus são os meios de comunicação espiritual que abrem as janelas da alma para a atuação do Espírito Santo. Por mais que eu escreva ou que tente expressar em palavras o que o Espírito Santo tem me dado a entender, “nem a uma de mil coisas” (v.3) que eu diga pode substituir o que o Senhor deseja falar a você através do seu contato pessoal com a Bíblia. Não busque comentários de homens antes de examinar por si mesmo as Escrituras. Em oração, busque o conhecimento de Deus e, como Jó, você descobrirá que ver Jesus pode ser uma experiência real e diária até que Ele venha. Vigiemos e oremos!

Bom dia e um feliz Ano Novo, conhecedores de Deus!

Desafio do ano: Firme com o Senhor o compromisso de buscá-Lo em primeiro lugar todas as manhãs, através do estudo da Bíblia e da oração. E, certamente, você será uma testemunha de Jesus, aguardando e apressando a Sua volta.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Jó9 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



JÓ 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
31 de dezembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria
370 palavras

2,3 Jó não se sente impecável, mas deseja ter a oportunidade de comprovar em juízo que é inocente do tipo de pecado que merece os sofrimentos por ele suportados. No seu desespero, faz queixas terríveis contra Deus (cf. v. 16-20, 22-24,29-35; 10.1-7,13-17). Mesmo assim, não abandona a Deus; não O amaldiçoa (v. 10.2-8-12) da maneira que Satanás disse que faria (v. 1.11; 2.5). O cap 42 dá a entender que Jó perseverou, mas os caps. 9 e 10 demonstram sua impaciência (v 4.2; 6.11; 21.4). V Tg 5.11, que fala da perseverança de Jó e não (como tradicionalmente se diz) da sua paciência (Bíblia de Estudo NVI Vida).

2 como pode o mortal ser justo diante de Deus? A resposta a uma pergunta tão profunda como esta é que um homem pode ser justificado pela graça, por meio da fé. V Ef. 2. 8,9 (Bíblia Evangelismo em Ação NVI Vida).

3 discutir. Cf. v.14. O discurso de Jó etá cheio da linguagem figurada forense: “argumentar”, “responder” (v. 3,15,23); “discutir com ele” (v. 14); “inocente […] implorar […] Juiz” (v. 15); “chamar”, “intimar” (v. 16,19); “declarar culpado” (v. 20); “juízes” (v. 24); “em juízo” (v. 32); “acusações […] contra mim” (10.2); “testemunhas” (10.17). Jó defende a própria inocência, mas raciocina que, como Deus é tão grandioso, não adiantará discutir com ele (v. 14). A inocência de Jó não lhe é de nenhum proveito (v. 15) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

9 Ursa […] Órion […] Plêiades. Essas constelações são mencionadas de novo em 38.31,32, e as duas últimas são mencionadas em Am 5.8. Os israelitas da antiguidade, a despeito dos limitados conhecimentos, sentiam reverente temor pelo fato de Deus ter criado as constelações (Bíblia de Estudo NVI Vida).

20, 21 Mesmo que eu fosse inocente, minha boca me condenaria. Jó está dizendo: “a despeito de vida de bondade, Deus está disposto a me condenar.” À medida que seu sofrimento continua, Jó se torna mais impaciente. Apesar de Jó permanecer leal a Deus, ele fez declarações das quais mais tarde se arrependeria. Em tempos de longa doença ou dor prolongada, é natural que as pessoas duvidem, se desesperem ou se tornem impacientes. Durante estes momentos, estas pessoas precisam de alguém que as escutem, as ajudem a trabalhar seus sentimentos e frustrações. Você poderá, com a sua paciência, ajudá-los a superar a impaciência deles (Life Application Study Bible).



Jó 8 by Jeferson Quimelli
30 de dezembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/job/8

Neste capítulo encontramos a fala de Bildade, o suíta. Seu propósito não é ajudar a Jó, mas defender a sua própria visão de mundo. Bildade apresenta fragmentos de verdade numa moldura de erro. Ele estava familiarizado com o que tinha sido descoberto pelos “pais” e registrado por Moisés em Gênesis 1-11 (vv. 8-10). Assim, ele diz a Jó que não apenas estude história, mas também que se permita ser conduzido pelas verdades obtidas por observações (v. 8).

O pensamento de Bildade pode ser descrito do seguinte modo: se uma pessoa se esquece de Deus, Suas bênçãos para ele se secam; se uma pessoa se lembra de Deus e obedece a Ele, as bênçãos florescem. A observação mostra que é assim que as coisas acontecem. O conselho de Bildade aparentemente é muito bom, mas é o resultado de uma pessoa que julga só pelo que pode ver e que acha que sabe a verdade total, sem considerar a história da rebelião no Céu.

Querido Deus,
Moisés nos mostrou o perigo do apego aos padrões enganosos deste mundo e construir sobre bases frágeis, negando o Grande Conflito entre o Bem e o mal. Livra-nos de pessoas que se julgam sábias, mas não demonstram compaixão, como Bildade. Amém.

Koot van Wyk
Kyungpook National University
Sangju, Coreia do Sul

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=690
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



10 DIAS DE ORAÇÃO – Edição mundial – Dia 3 — VITÓRIA ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO by Jeferson Quimelli
30 de dezembro de 2019, 0:57
Filed under: Sem categoria

10 DIAS DE ORAÇÃO – http://www.tendaysofprayer.org

Buscando o Espírito de Deus

 

Dia 3 — VITÓRIA ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” (Gálatas 5:16).

Testemunho

“Nada havia nEle que correspondesse aos sofismas de Satanás. Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida à divindade; estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter.”(Ellen White, O Desejado de Todas as Nações, p. 77).

Jerry era um trabalhador esforçado. Ele passou a maior parte de sua vida adulta como um montador de estruturas de ferro construindo pontes e arranha-céus. Ele era o cara que caminhava a centenas de metros acima do solo em uma viga estreita de ferro e a soldava em outra viga de ferro. Mas, embora Jerry fosse talentoso e trabalhador, ele também abusou do seu corpo com álcool, cigarro, drogas, promiscuidade e uma vida agressiva. Sempre que um cristão vinha trabalhar em sua equipe, Jerry o perseguia verbal e emocionalmente, na esperança de afastá-lo do trabalho. Jerry odiava o cristianismo e os cristãos.

Quando Jerry chegou aos 50 anos, ele começou a ficar deprimido. Um dia ele decidiu acabar com sua vida. Enquanto dirigia para casa a fim de cometer suicídio, ele viu uma placa para a Igreja Adventista do Sétimo Dia, à beira da estrada. O Espírito Santo colocou um pensamento em sua mente: “Talvez eles possam me ajudar.” Então Jerry entrou no estacionamento no momento em que a escola da igreja estava começando as suas atividades do dia, aproximou-se do diretor e murmurou algo sobre precisar de ajuda. O diretor deu a Jerry o meu número e disse: “Este é o número do telefone do nosso pastor. Por favor, ligue para ele. ”Quando Jerry ligou naquela noite, ele me disse que estava com problemas e perguntou se eu poderia ajudar. Telefonei para um ancião e juntos fomos imediatamente para a casa de Jerry.

Jerry nos contou tudo e acrescentou: “Não acredito que eu tenha chegado a uma situação tão crítica a ponto de ter um pastor em minha casa.” Ele disse que tentou tudo que o mundo tem a oferecer sem encontrar satisfação, por isso decidiu acabar com a sua vida. Eu disse: “Jerry, você ainda não tentou de tudo, porque você ainda não tentou Jesus.” “Você está certo”, disse ele com um sorriso amarelo, “eu não experimentei Jesus. Então, o que tenho que fazer para experimentar Jesus? ”Compartilhei a mensagem simples do evangelho e perguntei: “Existe alguma razão para você não querer receber Jesus em sua vida?” Jerry disse: “Não, porque a menos que Ele faça algo por mim hoje à noite, vou dar um fim à minha vida.

Convidando Jerry para se ajoelhar conosco, pedi a ele que repetisse uma oração depois de mim. Logo depois que dissemos “Amém”, Jerry agarrou meu braço e disse: “Você viu isso?” “Vi o quê?”, Perguntei. “Assim que eu disse ‘Amém’, abri os olhos e vi um homem pairando sobre a minha cabeça com uma expressão muito maligna no rosto, e então ele desapareceu. Você precisa acreditar em mim!” “Eu acredito em você, Jerry” eu disse. “Como você se sente agora?” Após um momento de reflexão, ele disse: “Eu me sinto bem, muito bem. Faz muito tempo que não me sinto tão bem. Acho que nunca me senti tão bem assim. O que aconteceu comigo?” Expliquei: “Jerry, você acabou de pedir a Jesus que entre em sua vida e perdoe seus pecados. Ele agora está vivendo em seu coração. O espírito maligno que você viu estava tentando fazer com que você pusesse fim à sua vida, mas Jesus o expulsou.”

Uma grande alegria encheu a casa de Jerry naquela noite, tanto que Jerry não conseguiu dormir. Ele vasculhou a sua casa e recolheu bebidas alcoólicas, drogas, revistas e qualquer outra coisa que pudesse ser pecaminosa. Ele colocou tudo em um saco plástico e enterrou-o a um metro e meio de profundidade em seu pomar. No dia seguinte, foi a um viveiro de plantas e comprou uma árvore para plantar por cima de todas as coisas que havia enterrado. Quando fui visitá-lo, ele me mostrou a árvore e disse: “Pastor, aquele buraco no chão e essa nova árvore representam minha vida. O velho Jerry está enterrado lá embaixo e essa nova árvore frutífera representa o novo Jerry, porque agora estou vivendo uma nova vida!”

Textos da Bíblia para orar

  • João 16:8-11 – A obra do Espírito Santo é convencer-nos de nossos pecados e nos levar a Jesus.
  • Ezequiel 36:25, 26 – Nos é prometido um novo coração, uma nova mente, uma nova vida.
  • 2 Coríntios 5:17 – Se alguém está em Jesus Cristo, ele é uma nova criação. As coisas velhas passaram.
  • João 8:36 – Você pode realmente ser livre através de Jesus Cristo.
  • 1 Tessalonicenses 4:3 – A vontade de Deus é que você tenha vitória sobre o pecado.
  • Romanos 6:14 – O pecado não terá mais domínio sobre você.
  • Mateus 5:29, 30 – Separe-se de qualquer pessoa e qualquer coisa que o tente a pecar.
  • Romanos 12:21 – Substitua pessoas e coisas negativas por pessoas e coisas positivas.
  • Gálatas 5:19-26 – Os maus desejos da carne podem ser subjugados pelo fruto do Espírito.

A cada dia, quando nos voltamos para Jesus e oramos, recebemos Seu perdão e graça. Como os filhos de Israel saíam diariamente para receber o maná do céu, diariamente precisamos renovar o nosso relacionamento com Jesus, o pão da vida (João 6:58). Através da presença do Espírito Santo se movendo em nossas vidas, confessamos nossos pecados a Deus, aceitamos a justiça de Jesus em nosso favor e somos capacitados a resistir às tentações do diabo (Gálatas 5:16).

Orações sugeridas

  • Querido Senhor, sei que a sua vontade para mim é que eu vença todos os pecados em sua força. Por favor, encha-me com o teu Espírito Santo e me guie a toda a verdade (João 16:13).
  • Em nome de Jesus e por meio do Seu sangue, repreendo Satanás e seus espíritos malignos em minha vida. Por favor, Senhor, expulse o diabo da minha vida e do meu lar. Deixe apenas a verdade e a retidão habitarem comigo.
  • Querido Pai, satura a minha vida com a presença do Espírito Santo. Que o poder do Espírito flua através de mim para ministrar aos que ainda estão presos no pecado. Traga-os a Jesus para que suas correntes sejam quebradas.
  • Senhor, ajude-nos a ser pacientes e bondosos, mostrando Teu amor e piedade àqueles que nos incomodam ou nos acusam.
  • Oramos por aqueles que cuidam de familiares idosos ou doentes. Dê-lhes paciência, força e amor.
  • Senhor, por favor, alivia a ansiedade daqueles que enfrentam doenças terminais. Conceda-lhes coragem e a paz de Jesus.
  • Oramos pelo Departamento de Ministérios Pessoais e Escola Sabatina (MIPES) de cada igreja local à medida em que buscam evangelizar suas comunidades por meio de serviço amoroso, estudo da Bíblia e testemunho pessoal.
  • Oramos pelo batismo do Espírito Santo sobre nossos jovens e líderes jovens, conforme prometido em Atos 1:8. E oramos especialmente pelas bênçãos de Deus para os jovens envolvidos com diversas iniciativas de oração.
  • Senhor, por favor, mostra-nos uma estratégia dada por Deus a fim de alcançar as Jericós do mundo com as Três Mensagens Angélicas e conduzir as Raabes de todas as cidades à salvação em Cristo.
  • Por favor, abençoa os 100 dias de oração (27 de março a 4 de julho) que antecederão a Sessão da Conferência Geral de 2020. Derrama Teu Espírito Santo enquanto oramos por sabedoria e Teu breve retorno.
  • Também oramos por nossa lista de sete ou mais pessoas [mencione os nomes, se apropriado].
    Pedidos de oração locais:

Músicas sugeridas
Toma, ó Deus, meu coração (Hino 298); Alvo mais que a neve (Hino 205); Mais perto da tua cruz (Hino 289);

Em inglês:
Refiner’s Fire; I Will Bow to You; The Power of Your Love; What the Lord Has Done in Me.



JÓ 8 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
30 de dezembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JÓ 8 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
30 de dezembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

JÓ 8 – Quantas bobagens falamos quando pensamos que somos donos da verdade!

Após abrir a boca e gritar a alto e bom som, Jó se calou e esperou por palavras de ânimo, esperança e atitudes de compaixão e compreensão. Então, Bildade irrompe o silêncio com seus perspicazes argumentos filosóficos/teológicos.

Após Jó falar que sua vida apagava-se de uma forma horrorosa (capítulo 7), Bildade expôs-lhe a razão nua e crua segundo seu ponto-de-vista: “Bildade retrata a horrorosa punição do perverso como a luz que se apaga (vv. 5-6), a ave pega na armadilha (vv. 7-10), o criminoso caçado (vv. 11-13), a tenda que vem abaixo (vv. 14-15) e árvore que seca (vv. 16-17)” (Warren W. Wiersbe).

Palavras cruéis, ferinas e humilhantes saem como flechas da boca dos que arrotam possuir todas as respostas. “Após acusar Jó de vociferar palavras irresponsáveis, Bildade defende a justiça de Deus em punir o perverso e recompensar o justo. Além disso, afirma, com tremenda indelicadeza, que os filhos de Jó morreram porque pecaram contra Deus” (William MacDonald).
• Forte, não?

A razão de nossa indelicadeza no falar está nos falsos conceitos que estão em nossa mente, eles explodem em nossas palavras e atitudes. “Bildade compartilhava os falsos conceitos de seus companheiros; por isso, teve dificuldades para condoer-se de Jó” (Carol Ann Mayer-Marlow).

Às vezes não importa a exposição teológica, mas a forma de lidar com quem carece de consolo, compaixão e empatia. “Quando as pessoas sofrem, elas não desejam um debate teológico e argumentativo. Precisamos nos lembrar deste fato quando procuramos ajudar os que se acham envoltos em pesar. Eles necessitam de alguém que lhes segure a mão e ouça suas exclamações de dor”, explica Mayer-Marlow.
• Você concorda?

Podemos crescer muito como cristãos estudando o livro de Jó: “Precisamos considerar aqueles que sofrem, não como ilustrações abstratas do grande conflito, mas como pessoas reais. Eles almejam que os aceitemos como pessoas íntegras, e não como seres inferiores que estão sendo submetidos a castigos por causa de pecados em sua vida. O sentimento de culpa só tende a exacerbar o sofrimento” (Mayer-Marlow).

Sofredores precisam de crentes verdadeiramente…
• Amorosos;
• Atenciosos;
• Altruístas;
• Simpáticos;
• Empáticos;
• Positivos;
• Dedicados;
• Comprometidos;
• Visionários;
• Consagrados.

Devemos refletir o caráter de Deus aos sofredores! Precisamos ser cristãos reavivados biblicamente, transformados pela graça! Ativos… – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: