Reavivados por Sua Palavra


JUÍZES 11 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS  by jquimelli
22 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

1099 palavras

filho de uma prostituta. A ascendência de Jefté fez dele um marginalizado. Bíblia de Genebra.

2 Jefté, um filho ilegítimo de Gileade, foi expulso de sua terra por seus meio-irmãos. Ele sofreu por algo que ele não havia feito. Porém, a despeito da rejeição de seus irmãos, Deus o usou. Se você está sofrendo por causa de uma rejeição injusta, não acuse outros, nem perca o ânimo. Lembre-se como Deus usou Jefté a despeito das circunstâncias injustas que o cercaram e que Ele pode usá-lo mesmo quando você se sente rejeitado por alguémLife Application Study Life.

Tobe. Moderna El-Taibieh, a 25 km ao nordeste de Ramote-Gileade. Bíblia Shedd.

12-19 Para o contexto histórico desse conflito, ver Nm 20.14-21; 21.10-35; Dt 2.16-3.11. Nos tempos de Jefté, os amonitas esperavam que pudessem estender o seu território para dentro de uma região que antigamente lhes pertencera, mas que agora pertencia a Israel havia trezentos anos. Jefté repudiou as exigências dos amonitas relembrando essa história e demonstrando que os israelitas não tomaram mais do que aquilo que o seu Deus lhes dera e, tendo recebido ordens diretamente dEle (Dt 2.18-19), nada tinham roubado de Amom. Bíblia de Genebra.

12 Filhos de Amom. Sua capital era Rabate-Amom, hoje Amã, capital da Jordânia. Bíblia Shedd.

13 minhas terras. Quando os israelitas se aproximaram de Canaã pela primeira vez, essa área era governada pelo rei amorreu Seom, que a tinha conquistado dos moabitas (Nm 21.29). Os amonitas posteriormente passaram a dominar Moabe, e agora reivindicavam todo o território que antes tinha sido dos moabitas. Bíblia de Estudo NVI Vida.

14-27 Jefté respondeu em conformidade com a política internacional daquele tempo; sua carta é um exemplo clássico da correspondência internacional da época. Bíblia de Estudo NVI Vida.

16 Mar VermelhoRefere-se ao golfo de Ácaba, braço ao leste do Sinai. Bíblia Shedd.

24 Camos. Deus principal dos moabitas. Milcom era o deus dos amonitas [que eram quem estavam no momento atacando os hebreus] (1 Rs 11.15). A referência a Camos, neste contexto, sugere a possibilidade de uma aliança entre Amom e Moabe. Bíblia Shedd.

27 Ao longo dos anos, os israelitas tiveram muitos juízes que os lideraram. Mas Jefté reconheceu o Senhor como o verdadeiro juiz do povo, o único que poderia realmente liderar e ajudá-los a conquistar os inimigos invasores. Life Application Study Life.

30 Fez Jefté um voto ao Senhor. A ignorância da Lei de Deus por parte de Jefté era muito grande, tendo-se em vista passagens como Lv 18.21; 20.2-5; Dt 12.31; 18.10. Se de fato ofereceu sua única filha em holocausto (oferta queimada), como o sentido literal do texto indica, pode-se afirmar, com certeza, que não agradara a Deus. … Louvamos o zelo de Jefté; condenamos seu voto temerário. … O sacrifício de gratidão (cf Sl 50.23; Hb 13.15): 1) O voto não é obrigatório para se conseguir ajuda do Senhor, pois Ele nos dá tudo graciosamente (Tg 1.5); 2) A oferta de uma pessoa em holocausto não é desejável, já que Deus sacrificou Seu único Filho em nosso lugar (Is 53.6, 10; Jo 3.16); 3) O voto que Deus aprecia é a dedicação de uma vida inteiramente consagrada a Ele (Rm 12.1,2). Bíblia Shedd.

31 quem primeiro … me sair ao encontro. O Espírito de Deus veio sobre Jefté para que Israel fosse salvo da destruição. Entretanto, a presença do Espírito não garante infalibilidade ou onisciência. Aquele que recebe o Espírito permanece um agente, moral livre, e espera-se que faça o devido progresso no conhecimento e crescimento espiritual. Jefté, ignorando o que era correto,
precipitadamente votou uma coisa errada. Da mesma forma, embora o Espírito do Senhor tenha revestido Gideão e tenha realizado grande libertação por meio dele, não o impediu de estabelecer uma adoração equivocada.  CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 390.

35 rasgou suas vestes. Prática comum de expressar aflição extrema (v Gn 37.34 e nota). Bíblia de Estudo NVI Vida.

fiz voto. O ato de cumprir um voto pecaminoso é pecado. Juramentos e votos ilícitos não devem ser feitos ou, se forem feitos, não devem ser cumpridos. Bíblia de Genebra.

O voto precipitado de Jefté trouxe a ele sofrimento indescritível. No calor da emoção ou perturbação pessoal é fácil fazer promessas insensatas a Deus. Essas promessas podem parecer muito espirituais quando feitas, mas elas produzem culpa e frustração quando somos forçados a cumpri-las. Muitos “acordos” espirituais somente trazem desapontamento. Deus não quer promessas para o futuro, mas obediência hojeLife Application Study Life.

37 chore a minha virgindade. A perspectiva de perder a alegria das festividades do casamento ou o prazer de ter filhos era uma amarga experiência para as moças hebreias, principalmente para quem era filha única. Para a filha de Jefté, significava que ela e a casa de seu pai perderiam a esperança de uma participação na futura glória de Israel. CBASD, vol. 2, p. 390, 391.

39. Segundo o voto. A frase parece indicar que ele a ofereceu como uma oferta queimada, de acordo com o voto (ver com. de Jz 11:31). Tem-se sugerido que o autor do livro dos Juízes, com sensibilidade aguçada, colocou um véu sobre o trágico ato do sacrifício. Sobre o outro ponto de vista, de que Jefté não sacrificou a filha (ver com. de Jz 11:31) pode ser mencionado que: Por volta de 1200 d.C, o Rabbi Kimchi, seguido por vários escritores, disseminou o ponto de vista de que Jefté não sacrificou a filha. Ele disse que as palavras “oferecerei em holocausto” (Jz 11:31) se aplicariam somente se quem encontrasse Jefté fosse um animal sacrifical. Ele interpreta o v. 39 como Jefté tendo construído uma casa para sua filha onde ela ficaria isolada dos homens o resto da vida, em celibato sagrado, para que todos os momentos fossem dedicados ao Senhor. As virgens de Israel a visitavam anualmente e lamentavam o ocorrido. Há contra a interpretação de Kimchi o fato de que os costumes daquele tempo não incluíam o tratamento de mulheres como freiras. Virgindade perpétua e não ter filhos eram vistos como os maiores dos infortúnios. Não há lei nem costume em todo o Antigo Testamento que, pelo menos, sugira que uma mulher solteira fosse vista como mais santa, mais do Senhor ou mais dedicada a Ele que uma mulher casada. Isso não fazia parte da lei dos sacerdotes nem nazireus. Débora e Hulda, profetizas, são mencionadas como mulheres casadas. Além disso, se a filha fosse permanecer solteira em harmonia com um costume desconhecido, o caso não seria tão trágico como retratado aqui. E ela não precisaria de dois meses para chorar a virgindade porque teria o resto da vida para fazer isso. Todos os intérpretes judeus e cristãos até o tempo de Kimchi mantiveram a intenção natural da passagem, a saber, que Jefté sacrificou sua filha ao Senhor, uma coisa que Abraão quase fez com seu filho, sob circunstâncias diferentes. CBASD, vol. 2, p. 391.



JUÍZES 10 by jquimelli
21 de maio de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/juizes/jz-capitulo-10/

Quando oprimidos por seus inimigos os israelitas clamavam ao Senhor por ajuda (v. 15). Quando a opressão cessava, eles voltavam a adorar ídolos.

É muito fácil julgar os israelitas e dizer: “Por que eles continuam fazendo isso se eles tinham repetidos exemplos da presença de Deus e da salvação?”

No entanto, nós mesmos fazemos isso. Todos nós temos hábitos errados, ou ídolos, a quem recorremos em busca de conforto, descanso e da energia que precisamos para continuar nosso trabalho.

O Senhor, porém, quer fazer muito mais do que isso por nós. Ele quer mudar nossas vidas.
Ele não está interessado em falso arrependimento, do qual recorremos a Deus somente porque não queremos lidar com as consequências de nossas ações. Ele quer nos dar novos corações, novas vidas e tudo o mais que precisamos.

O que lhe impede de se entregar totalmente a Deus hoje?
Deus Se entristece muito por estar separado de você e ter que reter tudo o que Ele gostaria de fazer por você, quando Ele tem tanto mais para dar.

Confie em Deus e veja a Sua mão poderosa trabalhando em sua vida.

Brandy Kirstein
Kailua Seventh-day Adventist Church
Hawaii, USA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=467
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



JUÍZES 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
21 de maio de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JUÍZES 10 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
21 de maio de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Crianças precisam de cuidado, amor e tolerância; os pecadores também. É evidente no livro de Juízes o cuidado, o amor e a tolerância de Deus para com Seus filhos imaturos, rebeldes e ingratos.

Embora seja necessário ter fé, ainda é muito mais fácil admitir o caráter de Deus do que assumir quem realmente somos. É por isso que precisamos ler a Bíblia para aplicá-la bem em nossa vida. Para isso, precisamos interpretá-la bem também!

O capítulo em apreço pode ser esboçado da seguinte forma:

1. Dois novos juízes na lista dos libertadores de Israel: Tola e Jair (vs. 1-5);
2. Os canaanitas influenciam mais os israelitas do que são influenciados (v. 6);
3. Deus não cruza os braços e deixa pecados tomarem conta; pelo contrário, Ele reage à maré do mal que se levanta (vs. 7-9);
4. O povo de Deus sabe encontrar o caminho de volta quando as coisas complicam, a situação aperta ou quanto a vida se torna difícil:
a) Confessa pecados (v. 10);
b) Deus ouve e responde (vs. 11-14);
c) Deus renova compromissos arruinados (vs. 15-16);
d) Tem suas necessidades supridas por Deus (vs. 17-18).

A graça divina invade a desgraça humana. Ao tocar o coração que clama na lama da desgraça, a graça opera a fim de restaurar a situação do pecador arrependido genuinamente.

Contudo, a graça pode ser rejeitada, desprezada; consequentemente, qualquer coisa passa a ocupar o coração. A graça divina encontra limites na rejeição humana. Deus não invade onde a decisão levanta a voz dizendo-lhe: “Aqui não”!

O ser humano é complexo, suas atitudes são difíceis de serem interpretadas e suas emoções difíceis de serem analisadas corretamente. Contudo, Deus nos conhece melhor do que nós mesmos. Baseando-se neste capítulo, Ellen G. White escreveu:

“O povo lamentava porque seus pecados lhes haviam acarretado sofrimento, mas não porque tivessem desonrado a Deus”.

Aplicações:

1. Reavivamento e reforma são necessários, reconhecemos; mas, não os buscamos como de fato, deveríamos buscar.
2. Arrependimento é importante, mas o verdadeiro arrependimento nem sempre é perseguido.
3. Deveríamos aprender a buscar a Deus antes que o sofrimento batesse à nossa porta e roubasse a nossa paz.
4. Deus está sempre disposto a ouvir-nos quando clamamos com sinceridade por perdão dos pecados.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



JUÍZES 10 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
21 de maio de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“E tiraram os deuses alheios do meio de si e serviram ao Senhor; então, já não pôde Ele reter a Sua compaixão por causa da desgraça de Israel” (v.16).


Novamente, “tornaram os filhos de Israel a fazer o que era mau perante o Senhor” (v.6), no que “acendeu-se a ira do Senhor contra Israel” e foram entregues nas mãos dos filisteus e dos filhos de Amom, cujos deuses escolheram servir. Mas a opressão destes povos sobre eles foi tão grande “de maneira que Israel se viu muito angustiado” (v.9).

E como nas situações anteriores, clamaram ao Senhor que os livrasse das mãos daqueles povos pagãos. Desta vez, porém, a resposta de Deus foi intrigante: “Ide e clamai aos deuses que escolhestes; eles que vos livrem no tempo do vosso aperto” (v.14). Então, os filhos de Israel insistiram, voltando a clamar. Só que desta vez, além de clamar, eles tomaram uma atitude, livrando-se dos deuses estranhos do meio de si e servindo somente ao Senhor. E mediante aquele reavivamento e reforma, Deus não mais pôde reter a Sua compaixão.

Você pode ter se questionado após a leitura de hoje: Quer dizer que Deus Se cansou das idas e vindas de Israel e deu as costas quando eles clamaram? Era como se dissesse: “Não escolheram servir após outros deuses? Porque eles não os livram agora?” Mas não foi esta a intenção do Senhor. Esta não é a interpretação correta do caráter de Deus, mas um julgamento conforme o caráter humano. Na verdade, Ele esperava uma entrega completa de Seu povo, e não simplesmente um pedido de socorro. Eis o que Deus espera de Seus filhos: “Se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e Me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, Eu ouvirei dos Céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2Cr.7:14). A expressão “Se” exige uma condição. Deus está pronto a nos ouvir, perdoar e curar, se antes estivermos dispostos a nos humilhar, orar, buscar a Sua face e mudar a direção de nossa vida.

Ora, é muito fácil para nós lermos a história dos filhos de Israel e julgá-los por suas ações. E nós? Ainda existem “ídolos” em nossa vida que nos afastam de Deus? Pode ser a televisão, a vaidade, a internet, as redes sociais, o excesso de trabalho, a fofoca, a gula, enfim, o que você precisa “tirar do meio de si” (v.16) para que então possa servir com integridade ao Senhor? Foi quando Israel orou, se humilhou, buscou ao Senhor e se converteu, que Deus não pôde mais reter a Sua compaixão (v.16). Quando o Senhor é o único Senhor em nossa vida, não temos o que temer. “Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor” (Sl.33:12). Ele move céus e terra em favor de um filho que se arrepende! Porque a redenção da nossa alma “é caríssima” (Sl.49:8).

Quem foi que disse que você e eu não valemos nada? Nós valemos o que Deus tinha de mais precioso: o Seu único Filho. Nós valemos o precioso sangue do Cordeiro de Deus! E foi por Deus nos amar tanto, que Ele não pôde reter a Sua compaixão, nos dando “o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16). Não podemos esperar a redenção, se a trocamos pelas coisas banais deste mundo. Porque qualquer escolha que façamos ao lado de Deus, qualquer coisa que abandonemos por amor a Jesus, não se compara e nunca poderá ser comparado ao que Deus fez por nós e à eternidade que Ele nos prometeu. Foi por isso que Josué proferiu palavras de decisão ao povo: “Escolhei a quem sirvais” (Js.24:15). Porque é uma questão de escolha. Não dá para dividir o nosso coração entre Deus e os ídolos que nos levam a um caminho diferente de Sua vontade. Quando o povo não apenas clamou, mas agiu, alcançou a misericórdia de Deus.

Agora é o tempo de profundo exame do coração e de termos a nossa vida transformada pelo Espírito Santo. Como está escrito: “Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé” (2Co.13:5). “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm.12:2). É tempo de reavivamento e reforma, que deve começar na minha e na sua vida. Vigiemos e oremos!

Bom dia, filhos da obediência!

Desafio da semana: Experimente fazer um jejum de suas redes sociais. Esta semana, só as utilize para fins de trabalho ou para anunciar o evangelho. Aproveite todo o tempo, que seria gasto nas redes sociais, em momentos de comunhão com Deus e para estreitar o relacionamento com sua família. Que Jesus lhe conceda uma semana de grandes vitórias!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Juízes10 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



JUÍZES 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
21 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



JUÍZES 10 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
21 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

1384 palavras

1-5 Em cinco versos lemos a respeito de dois homens que julgaram Israel por um total de 45 anos. Mas tudo que sabemos deles , além do tempo em que julgaram, foi que um tinha 30 filhos que montavam 30 jumentos. O que você está fazendo por Deus que seja digno de registro? Quando sua vida se acabar, as pessoas se lembrarão por mais do que apenas o conteúdo de sua conta bancária ou o número de anos que você viveu? Life Application Study Bible.

Depois de Abimeleque, se levantou, para livrar Israel… Estas palavras sugerem que, apesar da maldade do reinado de Abimeleque, ele fez alguma coisa para livrar Israel dos inimigos estrangeiros ou pelo menos reprimi-los. CBASD, vol. 2, p. 379.

Tola [ou “Tolá”, cf NVI]. Surgindo entre os juízes menores, de quem poucos detalhes ficavam preservados. Evidentemente, estes juízes pouco se destacaram na defesa da nação ou na expulsão dos opressores. Mais provável seria que tivessem sido líderes civis, que julgavam casos importantes entre as tribos e cidades. Bíblia Shedd.

Nos dias de Davi, o clã de Tola era conhecido por formar homens de valor (1Cr 7:1, 2).  CBASD, vol. 2, p. 379.

Julgou a Israel. Além do fato de ele ter julgado a Israel por 23 anos, nada mais é relatado sobre o governo de Tola. Evidentemente não houve grande batalhas com invasões inimigas durante o período de seu governo. Administrar bem uma nação em tempos de paz não é menos louvável que acompanhar em guerras e vencer inimigos. Apesar do bom trbalho realizado enquanto julgou a Israel, nenhuma menção escrita como reconhecimento a Tola ficou registrada. A afirmação: “Depois da morte de Abimeleque, o governo dos juízes que temiam ao Senhor serviu durante algum tempo para impedir a idolatria” (PP, 557) indica que ele temia ao Senhor. CBASD, vol. 2, p. 379.

3-4 Jair… trinta filhos… trinta jumentos… trinta cidades. Sinais de riqueza e de posição. Bíblia Shedd.

Antes da época de Salomão, quando os israelitas ainda não possuíam cavalos, ter um jumento era sinal de riqueza e, assim, de honra e dignidade. Esse fato está registrado, possivelmente, para mostrar as ricas bênçãos de um homem que tinha 30 filhos e todos eles alcançaram a honra e a distinção de ser chefes ou governantes. CBASD, vol. 2, p. 379.

Jair… julgou a Israel. Estas palavras nunca foram aplicadas ao cruel Abimeleque. A respeito dele somente se afirmou que ele “reinou” sobre Israel. O governo de Jair deve ter sido equilibrado e benéfico como o de outros juízes. CBASD, vol. 2, p. 379.

trinta filhos. Provavelmente ele era polígamo como Gideão. CBASD, vol. 2, p. 379.

Havote-Jair, “as vilas de tendas de Jair” (cf Nm 32.29-42). Bíblia Shedd.

Gileade, c. 18 km ao sudeste do Mar da Galiléia. Bíblia Shedd.

Tornaram os filhos de Israel a fazer o que era mau. …uma grande parte da população se voltou novamente para a idolatria. São listadas sete divindades pagãs como novos objetos de adoração. Eram as divindades dos povos vizinhos a Israel. Os números e a distribuição revelam que uma multidão retornou à idolatria. CBASD, vol. 2, p. 380.

serviram… aos deuses. Baal e Astarote [ou Astarte] foram explicados nas notas em 2:11-15 e 3:7. Os deuses de Arã e Sidom são muito similares. Os deuses de Moabe e Amom eras Quemos e Moloque. Os deuses  dos filisteus eram Dagom, Astarote, Asherá e Baal-Zebul. Life Application Study Bible.

Amom. Descendente de Ló, sobrinho de Abraão, e, portanto, aparentado de Israel. Bíblia Shedd.

10-16 Esse é o único relato no Livro de Juízes em que Israel não somente clama a Deus, como também deixa de lado seus ídolos. Noutras ocasiões, eles simplesmente clamaram ao Senhor e Ele os livrou (10.10; 2.19; 3.9). Deus sabia que o arrependimento era superficial, mas mesmo assim escolheu livrar os Seus (cf Dt 32.15-38). Bíblia de Genebra.

10 clamaram ao SENHOR. Foi uma atitude louvável; no entanto, aconfissão de pecado que fizeram e o clamor por auxílio ainda não eram aceitáveis, porque não estavam acompanhados de arrependimento verdadeiro. Contudo, o Senhor reconhece a mais débil inclinação do pecador a Ele e a procura conduzi-la à verdadeira reformaCBASD, vol. 2, p. 380.

11-16 Estes versos mostram quão difícil pode ser seguir a Deus por um longo período. Os israelitas pareciam sempre esquecer Deus quando tudo estava bem. Mas a despeito de ser rejeitado pelo seu próprio povo, Deus nunca falhou em resgatá-los quando clamavam a Ele em arrependimento. A nós, também, Deus nunca falha em nos resgatar. Nós agimos exatamente como os israelitas quando colocamos Deus fora dos nossos eventos diários em vez de no centro deles. Como um pai amoroso se sente rejeitado quando um seu filho se rebela, assim Deus se sente rejeitado quando nós O ignoramos ou O rejeitamos (1 Sm 8:4-9; 10:17-19; Jo 12:44-50). Devemos lutar para permanecer perto de Deus em vez de ver quão longe poderemos ir antes que o julgamento comece. Life Application Study Bible.

12 A brevidade da informação desses incidentes mostra que o livro de Juízes não apresenta uma história exaustiva daquele período, mas relata episódios para ilustrar o comportamento dos israelitas e os esforços de Deus para auxiliá-los. CBASD, vol. 2, p. 380.

13 não vos livrarei mais. Esta ameaça deve ser entendida de modo condicional (Jr 18:7, 8), como demonstram os eventos seguintes. CBASD, vol. 2, p. 381.

14 Ide e clamai aos deuses. Todo homem que espera abrigar-se da ira de Deus, apelando para qualquer falso deus, precisa saber da inutilidade de seu refúgio, e voltar-se para Cristo (cf Is 28.14-19). Bíblia Shedd.

eles que vos livrem. Esta ironia deve ter ferido profundamente porque os ídolos aos quais Israel se voltou eram divindades das nações que os oprimiam. Deus fala aqui como um pai que arrazoa com a criança imprudente a quem somente uma firme repreensão conduzirá a reflexão séria. Apesar de Deus renegar a Israel no momento, Ele não abandonou a nação permanentemente. O Senhor enviou juízos que cresciam em severidade e extensão. Deve-se relembrar que a ameaça de rejeição nesse contexto é somente da nação de Israel, á medida que falhou em cumprir seu compromisso divino. A porta para a salvação pessoal de indivíduos israelitas continuava aberta. Durante os anos sombrios de apostasia, houve um remanescente que permaneceu fiel e não reverenciou a BaalCBASD, vol. 2, p. 381.

15 livra-nos. O desejo de ser libertado, e não o desejo de servir ao Senhor, foi o motivo do arrependimento de Israel. Bíblia de Genebra.

16 tiraram os deuses alheios. A repreensão solene, pontual e amável feita pelo profeta surtiu o efeito desejado. As pessoas se arrependeram dos maus caminhos e produziram frutos indicativos de arrependimento genuíno. CBASD, vol. 2, p. 381.

não pôde Ele reter a Sua compaixão. Quando Israel deixou de falar sobre arrependimento e passou a demonstrá-lo em ações, Deus não se demorou em acudir a Seu povo. A paciência de Deus não tem limites neste dia de graça (cf Sl 103.8-14), se, de fato, o pecador se arrepende. Bíblia Shedd.

Sempre que, pela oração e arrependimento sincero, as pessoas clamam ao Deus misericordioso, Ele ouve sua súplica como um terno pai. As pessoas nem sempre revelam esse atributo de Deus em suas relações mútuas. Embora professem caminhar nos passos de Cristo, elas continuam a nutrir ressentimento quando os outros estão buscando reconciliação. Se Deus Se moveu em compaixão para com os israelitas rebeldes, por que eles permaneceriam insensíveis às súplicas daqueles que possuem natureza semelhante à deles? O comportamento rancoroso é uma característica comum a pessoas aparentemente piedosas e cristãs. O Deus puro e santo, que tem sido infinitamente mais insultado, perdoa e continua a perdoar, enquanto professos filhos de Deus alimentam má vontade e ódio no coração durante anos. Homens e mulheres devem ponderar seriamente a oração do Senhor: “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mt 6:12). CBASD, vol. 2, p. 381.

18 Os gileaditas queriam resistir à incursão dos amonitas, mas faltava-lhes uma liderança militar corajosa para levar adiante a sua causa. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Em outras crises, Deus havia escolhido o líder, mas, desta vez, possivelmente Ele não indicou ninguém. As pessoas foram forçadas a utilizar seu julgamento santificado e a selecionar alguém. Deus honrou a escolha feita, colocando Seu espírito sobre ele (Jz 11:29). Seu caráter podia não ser o melhor; mas visto que Deus decide trabalhar por meio de agentes humanos, Ele escolhe dentre as pessoas que estão disponíveis. Ainda hoje Deus dirige Sua obra por meio de canais humanos imperfeitos. Se esse fato fosse melhor compreendido, haveria menos crítica aos que foram chamados por Deus para servirCBASD, vol. 2, p. 382.




%d blogueiros gostam disto: