Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 14 by jquimelli
1 de maio de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/josue/js-capitulo-14/

Josué e os chefes das tribos dividiram a terra por sorteio como o Senhor instruíra Moisés: nove tribos e meia a oeste do rio Jordão e duas tribos e meia a leste. Calebe lembrou a Josué que 45 anos atrás os dois haviam obedecido fielmente ao Senhor, se posicionado contra os 10 espias infiéis e que durante todos estes anos o Senhor os havia mantido vivos, conforme a Sua promessa. Durante todo esse tempo ele havia esperado pelo cumprimento da promessa, feita por Deus, de Israel herdar a terra.

Calebe, um membro da tribo de Judá, pediu que a terra de Hebrom lhe fosse concedida como herança. Este foi o lugar onde Abraão, Isaque e Jacó viveram por algum tempo, anos atrás, e onde viviam os Anaquins, os gigantes que tanto haviam aterrorizado os israelitas quando eles se aproximaram de Canaã. Embora Calebe tivesse 85 anos, ele ainda era saudável e forte. Por conta de sua idade e experiência Ele era muito respeitado, mas não tirou proveito desse prestígio para benefício próprio com intenções egoístas. Sua fé era exatamente a mesma que ele tinha quando se levantou contra o relatório desanimador dos outros dez espias.

Calebe não se acomodou para desfrutar sua herança; em vez disso, o “bravo e velho guerreiro estava desejoso de dar ao povo um exemplo que honraria a Deus, e incentivaria as tribos a subjugar completamente a terra” (Patriarcas e Profetas, p. 374) para benefício de Israel e para a glória de Deus.

Muitas vezes parece que a espera para experimentar a realidade de sonhos adiados é eterna. Mas as abençoadas promessas de Deus nunca deixam de se cumprir, mesmo que tenhamos que esperar por seu tempo.

Willie Edward Hucks II
Secretário Ministerial Associado
Conferência Geral

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=447
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



JOSUÉ 14 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
1 de maio de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 14 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
1 de maio de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Aquele que vive os sonhos de Deus consegue mais do que aqueles que são proprietários das mais ousadas ambições egoístas. Uma vida sem Deus é um constante perder da vida, ainda que rodeado dos mais luxuosos prazeres possíveis neste mundo.

Neste capítulo, cujo objetivo é apresentar a distribuição da terra ao oeste do Jordão, atendendo às orientações divinas através de Moisés (vs. 1-5), está uma ênfase na herança de Calebe (vs. 6-15). Realmente, a atitude deste servo de Deus merece destaque e, oxalá impacte nossa vida ao meditar em seu exemplo registrado objetivando incentivar-nos.

• Provavelmente o maior princípio deste capítulo seja este: O verdadeiro líder espiritual respeita os líderes espirituais que antecederam em sua função. Josué cumpriu exatamente as orientações de Moisés, ele não alterou, nem cancelou nada.

O restante deste comentário focará a pessoa que o texto enfatiza: Calebe.

“Antes de fornecer os limites territoriais de Judá, o Espírito de Deus registrou o pedido de Calebe requisitando a cidade de Hebrom. Embora estivesse com oitenta e cinco anos de idade, a fé, a coragem e a força de Calebe eram invencíveis. Ele desejava mais vitórias espirituais, de modo que recebeu Hebrom como herança” (William MacDonald).

Calebe possuía um espírito diferente dos demais. 45 anos antes do episódio deste capítulo ele revelou valentia, ousadia, determinação e fé (Números 14). 45 anos depois, agora com 85, continuava o mesmo, talvez com mais fibras que antes – não se faz mais idoso como antigamente!

Gene Getz, de olho neste homem de caráter, focando no texto de Josué 14, apresenta cinco lições práticas de vida:

1. Deus honra os homens que andam segundo a Sua vontade.
2. Deus honra os homens que ficam firmes contra a maioria, quando esta maioria está errada.
3. Deus honra homens que ficam firmes, mesmo quando isto implica rejeição do grupo.
4. Deus honra homens que O seguem fielmente.
5. Deus não esquecerá os homens que O servem com fidelidade e consistência.

Calebe inspira juvenis, jovens, adultos e idosos a cumprirem a missão do Céu na Terra!

A essência da existência neste mundo está na total dependência do Deus Todo-poderoso. O relaxo espiritual explica a razão de muitas pessoas estarem aquém de uma existência realizada, satisfeita e inspiradora!

Precisamos reavivar-nos urgentissimamente! – Heber Toth Armi.



JOSUÉ 14 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de maio de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para voltar” (v.11).


Ao dar início à divisão das terras entre às nove tribos e meia de Israel, “Calebe, filho de Jefoné” (v.6), lembrou a Josué da promessa do Senhor dada a eles tendo em vista a fidelidade deles em Cades-Barneia, quando relataram com ânimo e coragem a experiência de espiar Canaã. Com oitenta e cinco anos de idade, Calebe assegurou possuir a mesma saúde e a vitalidade de quarenta e cinco anos atrás. A sua perseverança em seguir ao Senhor lhe rendeu não apenas uma herança, mas também longevidade para dela desfrutar.

Calebe era conhecedor que mesmo recebendo uma porção por herança, esta deveria ser conquistada pelo poder de Deus unido ao seu esforço pessoal: “o Senhor, porventura, será comigo, para os desapossar, como prometeu” (v.12). Com a bênção e aprovação de Josué, Calebe avançou para a conquista, e “Hebrom passou a ser de Calebe… visto que perseverara em seguir o Senhor, Deus de Israel” (v.14). Gigante na fé, Calebe conquistou um território de gigantes. “E a terra repousou da guerra” (v.15).

O testemunho de Calebe é para nós hoje como uma mola propulsora para grandes conquistas. Ele não simplesmente esperou receber o cumprimento da promessa, mas porque confiou, agiu. Os mesmos gigantes que os primeiros dez espias viram e temeram, não intimidaram aquele que tomou a firme resolução de seguir ao Senhor e nisso perseverar. Pelo pecado da maioria, Calebe teve de aguardar 45 anos até ver o cumprimento da promessa, mas em momento algum duvidou que ela chegaria e que Deus lhe concederia a alegria de desfrutá-la.

Talvez, como Calebe, você já esteja aguardando a derradeira promessa há 45 anos ou até mais do que isso, e provavelmente você não sinta mais a vitalidade da juventude. Contudo, a promessa do Senhor para os perseverantes permanece: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt.24:13). “Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade” (1Co.15:53).

Cristo vem! Que sejamos encontrados na mesma condição de Calebe, perseverando em seguir ao Senhor, nosso Deus. E, muito em breve, a Terra repousará da guerra e nós estaremos a salvo. Vigiemos e oremos!

Bom dia, perseverantes de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Josué14 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



JOSUÉ 14 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
1 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

568 palavras

Breve capítulo que serve de introdução à seção que se segue (caps. 15-19), com uma anotação especial a respeito da fidelidade so Senhor a Calebe. Bíblia de Estudo NVI Vida.

São estas as heranças. Séculos haviam se passado desde o chamado divino a Abraão de Ur dos caldeus e desde a promessa de que seus descendentes herdariam a terra. Algumas vezes, as promessas de Deus demoram a se cumprir por causa da infidelidade daqueles a quem foram feitas. Temos o privlégio de apressar o cumprimento das mesmas. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 245.

por sorte. Literalmente, “seixo”. Fica claro que o nome foi preservado da maneira primitiva de lençar sortes usando seixos [pequenas pedras]. CBASD, vol. 2, p. 245.

Manassés e Efraim. Estes dois filhos de José foram adotados oficialmente por Jacó como seus próprios filhos (Gn 48.5, 14-20). Ainda que Levi não recebeu uma herança, houve doze divisões na terra por causa dos filhos de José. Bíblia Shedd.

em Gilgal. Local em que ainda estavam o tabernáculo e o arraial de Israel, pois Josué não havia retirado o acampamento dali. CBASD, vol. 2, p. 246.

como sentia o coração. O relatório de Calebe tinha expressado sua confiança na promessa de Deus. Ver Nm 14.6-9. Bíblia de Genebra.

10 o Senhor me conservou em vida. Se os acontecmentos houvessem seguido seu curso normal, e provável que Calebe tivesse morrido antes dessa data. … Calebe sabia que sua vida longa era resultado da obediência. Ele seguira plenamente ao Senhor. Sua vida era uma demonstração de fé, pois, em todas as coisas, aceitava os planos de Deus em vez de seguir a própria vontade. O Senhor pode fazer grandes coisas pelos que se entregam plenamente a Ele. No entanto, os que seguem só as partes do plano divino que lhes agradam e negligenciam as que lhes incomodam não podem esperar a bênção do Céu. CBASD, vol. 2, p. 247.

quarenta e cinco anos. Uma vez que Israel passou quarenta anos no deserto, sabemos, por esta frase, que a conquista de Canaã durou cinco anos, cf 11.18. Bíblia Shedd.

11 Estou forte. A recompensa de uma vida marcada por juventude virtuosa e idade madura temperante, pela lei da própria natureza, é uma velhice vigorosa, sã e respeitada. Ao que tudo indica, a lealdade a Deus poupara Calebe dos pecados dissolutos de seus companheiros israelitas. Não tinha cedido aos apetites como eles, nem perdera o sono e o descanso noturno lutando com a consciência pesada. Sua vida abstêmia lhe proporcionara recompensas, e agora Calebe se apresentava perante Josué com plenas forças numa idade em que a maioria dos outros já se despedira deste mundo. CBASD, vol. 2, p. 2467.

12 dá-me este monte (ARA; NVI: “Dê-me, pois, a região montanhosa”). Hebrom está situada numa posição alta da região montanhosa da Judeia, uns 40 km ao sul de Jerusalém. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Da total submissão a Deus nasce uma fé que ousa reivindicar o cumprimento de uma antiga promessa. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento. F. B. Meyer.

porventura. A palavra hebraica traduzida assim pode expressar tanto esperança quanto temor… A declaração como um todo expressa a ideia de alguém que não se atreve a confiar na própria habilidade… O exemplo de Calebe, de dependência total de Deus, atesta da certeza da presença divina em todas as iniciativas dos servos de Deus. Podemos não ter os melhores equipamentos à disposição nem preparo superior, mas “se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8:31). CBASD, vol. 2, p. 247, 248.



JOSUÉ 14 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
1 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: