Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 16 by jquimelli
3 de maio de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/josue/js-capitulo-16/

Josué concedeu Hebrom a Calebe, a cidade que tanto aterrorizara os espias por conta dos gigantes anaquins que ali viviam. Confiando no Senhor, o idoso, mas vigoroso Calebe, de 85 anos de idade, expulsou os anaquins e depois marchou contra Quiriate-Sefer. Otniel, seu sobrinho, tomou a cidade e reivindicou Acsa, a filha de Calebe como recompensa.

Infelizmente muitos outros em Israel não tiveram a mesma fé de Calebe. Os membros da tribo de Judá (judaítas) não conseguiram desalojar os jebuseus de Jerusalém, e 16:10 relata que os efraimitas não desalojaram os cananeus. “Ao permitirem os estrangeiros permanecerem no meio deles, os efraimitas se expuseram a um perigo espiritual. A história posterior da tribo mostra que ela caiu tão completamente na idolatria que Deus, por intermédio de um profeta, declarou: ‘Efraim está entregue aos ídolos: é deixá-lo’. (Os 4:17).” (CBASD, Vol. 2, p. 260). Nos capítulos que se seguem, lemos que os manassitas não foram capazes de ocupar algumas de suas cidades, porque os cananeus “estavam decididos a viver naquela região” (17:12 NVI), e os danitas tiveram muita dificuldade em tomar posse de seu território.

Se eles tivessem tido fé e se esforçado, o Senhor lhes teria dado a vitória como deu a Calebe. Deste modo foi preparado o caminho para a apostasia futura.

E a nossa fé? Permanecerá firme contra o mundo ao nosso redor?

Ralph Neall
Professor aposentado e missionário

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=449
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



JOSUÉ 16 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
3 de maio de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 16 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
3 de maio de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Muitas vezes interesses pessoais levam-nos a mudar de ideia, quando interesses e ideias deveriam ser regidos pela Palavra de Deus.

· A Bíblia deve ser a regra de fé para que nossas inclinações não resultem em complicações futuramente.

· Nossas fraquezas precisam ser sufocadas pelo poder da vontade de Deus em nossa vida, gerando atitudes que nos levem a vitórias plenas.

Sob a regência do líder instituído por Deus, os filhos de José, Manassés e Efraim, alcançaram sua herança na Terra de Canaã; todavia, há um detalhe que não deveria existir.

Observe os tópicos a seguir:

1. Relato geral das fronteiras dos filhos de José na Terra Prometida (vs. 1-4);

2. Descrição da herança de Efraim: Território e cidades (vs. 5-9);

3. Exposição da “pequena” falha da tribo de Efraim (v. 10).

Tem coisas que fazemos que parecem boas mesmo que diferem um pouco da orientação divina. Decisões tomadas adaptando as orientações de Deus, pensando melhorar o que Deus pediu, trás consequências.

Não podemos dar brecha ao inimigo. Ele aproveita qualquer fresta. Mesmo na missão de Deus, vivendo Suas promessas, se descuidarmos, deixaremos um cantinho – o suficiente para o inimigo fazer festa.

Josué capítulo 16 termina da mesma forma que o capítulo 15. Nem Judá nem Efraim expulsaram totalmente os inimigos de seus territórios. “De acordo com Deuteronômio 7.1-5 o fracasso em erradicar a população original de Canaã teria sérias consequências para o povo de Deus. Mas Efraim não expulsou os cananeus que habitavam em Gezer” (Marten H. Woudstra).

Atenção…

· Praticar apenas um pouco daquilo que alardeamos acreditar pode resultar em tristezas, frustrações e angústias.

· Contentar-se com sucesso parcial, pode gerar fracasso total.

· Permitir que inimigos – ainda que subjugados, humilhados e escravizados –, vivam quando Deus pediu que fossem todos eliminados, é garantia de grandes perigos.

Impossível é servir a Deus plenamente dando espaço para inimigos de Deus em nossa vida! Tem coisas que usamos como justificativa visando acalmar nossa consciência, entretanto, por mais que exista explicação lógica, diferir do plano divino implica em prejuízo próprio.

Às vezes aquilo que sentimos, desejamos e apreciamos afetam nossas crenças. E, crenças deterioradas resultam em atitudes erradas que trazem situações indesejadas.

Deus deu Jesus para dar-te vitória total sobre o pecado, não se conforme com sucesso parcial! – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 16 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de maio de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Assim, alcançaram a sua herança os filhos de José, Manassés e Efraim” (v.4).


De todos os filhos de Jacó, certamente José teve uma vida de destaque. Sendo o primogênito do amor entre Jacó e Raquel, era o filho amado de seu pai e isso não era segredo para ninguém. Tal predileção, no entanto, lhe custou caras provações e anos de afastamento do seio de sua família. Mas Deus provou ter propósitos grandiosos na vida de José, que seriam estendidos à sua descendência. As tribos de Manassés e Efraim eram herdeiras não apenas de terras, mas de um histórico familiar de admirável prestígio.

Antes de morrer, Jacó abençoou seus netos na presença de José. A Efraim, porém, ergueu a mão direita como sinal de uma bênção superior. Como o foi com ele e Esaú, seria com os filhos de José, o mais moço seria maior do que o mais velho (Gn.48:19). Mas esta era uma bênção condicional, caso dessem ouvidos ao Senhor. Um grave erro foi então cometido pelos filhos de Efraim, mantendo em seu território os “cananeus que habitavam em Gezer” (v.10). A respeito disto, o próprio Deus questionou: “Que é isso que fizestes?” (Jz.2:2).

O Senhor havia sido bem claro a Israel com relação às nações de Canaã: “totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas; nem contrairás matrimônio com os filhos dessas nações… pois elas fariam desviar teus filhos de Mim, para que servissem a outros deuses” (Dt.7:2-4). A desobediência a esta ordem divina causou muito sofrimento às gerações futuras. Sofrimento que poderia ter sido evitado se tão-somente tivessem confiado nas palavras de Deus.

Acostumados a julgar pelo que vemos, muitas vezes nos precipitamos pensando que estamos fazendo algo bom, quando, na verdade, estamos prejudicando não apenas a nós mesmos, mas também a nossa família. Ficar com os moradores de Gezer como escravos soava melhor do que o trabalho de livrar-se deles. Permitiram assim que os costumes pagãos daquele povo fossem infiltrados no meio do povo de Deus.

Hoje, corremos o mesmo risco, ou até pior. A tecnologia pode ser um instrumento a favor do evangelho pelo alcance que, de outra forma, não seria possível. Mas também pode ser uma arma letal quando utilizada visando fins egoístas. Estamos utilizando esta ferramenta para o avanço da obra de Deus, ou ela tem sido um mal incontido minando a cultura deste mundo dentro de nosso lar? Estamos tão perto de alcançar a herança prometida, amados! Seja esta a nossa oração: “A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, esperarei nEle” (Lm.3:24). Vigiemos e oremos!

Bom dia, herdeiros do Senhor!

Não esqueça do nosso desafio da semana. Ore e não desanime, e Deus lhe dará a vitória.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Josué16 #RPSP

Comentário em áudio:
youtube.com/user/nanayuri100



JOSUÉ 16 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
3 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 16 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
3 de maio de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

740 palavras

Dois capítulos [16, 17] são dedicados às terras dadas à “casa de José” (Efraim e a meia tribo de Manassés que se estabeleceram a oeste do Jordão). Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 Filhos de José. Apesar de José ser um dos 12 filhos de Jacó, ele não teve uma tribo com seu nome. Isto aconteceu porque José, como o filho mais velho de Raquel, recebeu uma “porção dobrada da herança”. Esta porção dobrada foi dada [à tribo dos] aos filhos de José, Efraim e Manassés, a quem Jacó considerava como seus filhos. Os maiores territórios e influência na porção mais a o norte de Israel pertenceu a estas tribos. Life Application Study Bible.

Em ordem de primazia, a tribo de Judá aparece em primeiro lugar e, em seguida, os filhos de José. [Ver 1Cr 5:2] … houve três etapas sucessivas na distribuição da terra de Canaã sob a liderança de Josué: primeira, o estabelecimento da tribo de Judá nas fortalezas do sul da Palestina; segunda, o estabelecimento de Efraim e Manassés no centro do país e em alguns lugares fortificados ao norte; terceira, a distribuição das tribos restantes, a fim de preencher os espaços deixados entre Judá e José, e também para estabelecê-los em volta dos territórios dos primeiros, para que ficassem como que à sombra das asas deles. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 257.

As terras … de José. A fronteira sulina de Efraim passava desde Jericó até Betel em direção ao oeste e descia ao sul até Gezer e o litoral do Mediterrâneo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

2 De Betel sai para Luz. Betel significa, literalmente, “casa de Deus” e recebeu esse nome porque Jacó teve ali a visão divina registrada em Gênesis 28. Pelo que se diz em Gênesis 28:19, parece que o lugar ficava perto de Luz … As duas ficavam tão próximas que provavelmente passaram a ser consideradas uma só cidade posteriormente (ver Js 18:13; Jz 1:23). CBASD, vol. 2, p. 258.

3 Terminando no mar, i. e., o Mediterrâneo. Bíblia Shedd.

5 fronteira. A fronteira norte de Efraim começava à beira do Jordão no sul e continuava para o oeste, perto de Siló, … ao sul de Siquém, e depois seguia o uádi [ribeiro intermitente que só existia na época das chuvas] Kanah em direção ao mar Mediterrâneo, Bíblia de Estudo NVI Vida.

6 Siló significa “repouso” (18.1). Foi ali que os israelitas armaram o tabernáculo, uma vez conquistada a terra. Bíblia Shedd.

8 Ribeiro de Caná. …a palavra “ribeiro” é usada para se referir a uma torrente de inverno [época de chuvas]. O nome foi denominado Caná, “lugar de juncos”, por conter grande quantidade dessa planta. A fronteira seguia este ribeiro até o mar. CBASD, vol. 2, p. 259.

Gezer era uma cidade relativamente importante. É mais uma cidade donde a influência pagã e a idolatria emanou para levar Israel ao abandono do Senhor. Bíblia Shedd.

10 Não expulsaram.A falha em não remover completamente o povo pagão e seus deuses da terra causaria muitos problemas à nação. O livro de Juízes registra muitas destas dificuldades. Life Application Study Bible.

Os efraimitas foram acusados de não expulsar os cananeus de Gezer. Em lugar de fazê-lo, exigiram-lhes o pagamento de tributos. É provável que a real motivação para isso tenha sido a cobiça, para que os efraimitas pudessem ser beneficiados pelos serviços deles. A cidade e seus habitantes só foram destruídos nos dias de Salomão, quando faraó, rei do Egito, tomou Gezer e deu a cidade à sua filha, esposa de Salomão (1Rs 9:16). Ao permitirem os estrangeiros permanecerem no meio deles, os efraimitas se expuseram a um perigo espiritual. A historia posterior da tribo mostra que ela caiu tão completamente na idolatria que Deus, por meio de um profeta, declarou: “Efraim está entregue aos ídolos; é deixá-lo” (Os 4:17). O destino de Efraim e das outras tribos a ela associadas deve servir de advertência para os cristãos, a fim de que não se coloquem em jugo desigual com os incrédulos (2Co 6:14). Esses tipo de relacionamento quase sempre é prejudicial. Quando alguém professa estar em comunhão com os que amam ao Senhor, sem eliminar de forma determinada os hábitos que prendem a este mundo, corre risco de sucumbir aos males que eles produzem. Um cristão não pode desejar manter a amizade do mundo nem a associação com pessoas de mentalidade mundana como fazia antes de sua conversão, sem ser influenciado por elas. A segurança espiritual depende de uma relação independente com tudo aquilo que tende para o mal (ver com. de Js 17:18). CBASD, vol. 2, p. 260.

 




%d blogueiros gostam disto: