Reavivados por Sua Palavra


Ezequiel 11 by Jobson Santos
1 de outubro de 2017, 1:00
Filed under: apostasia | Tags:

Comentário devocional:

Os vinte e cinco líderes de Judá que Ezequiel viu avaliaram a sua situação em Jerusalém como muito melhor que a de seus compatriotas que estavam no exílio. Afinal, eles estavam na Cidade Santa, a cidade de Davi , e os exilados estavam longe, vivendo em cativeiro.

A mensagem de Deus através de Ezequiel é solene. Aqueles que estavam em rebelião contra Ele ou que cultivavam uma religião apenas passiva receberiam o julgamento de Deus. A glória de Deus havia abandonado aqueles que professavam ser algo que não eram e sua situação parecia muito sombria.

Mas – e isso é muito importante – a glória de Deus não os havia deixado completamente. A sentença contra essas pessoas não significava o fim do povo de Deus. Um remanescente sempre existiu. Havia um remanescente dos fiéis de Deus (alguns em Babilônia e outros em Judá) e, em pouco tempo, eles iriam experimentar a restauração.

Assim como no tempo de Ezequiel, hoje também existem aqueles que presumem ter a salvação por uma religião formal ou professam uma coisa enquanto vivem outra. Mas existe ainda um remanescente. Para estes, a salvação só é recebida por ter a glória de Deus, a Sua presença, no templo de seu coração.

Pr. Eric Bates
Diretor dos Ministérios da Família na Associação da Carolina, EUA.

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=6743  
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/07/08/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico:Ezequiel 11 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/


EZEQUIEL 11 – PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
1 de outubro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria



EZEQUIEL 11 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
1 de outubro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

EZEQUIEL 11 – Não é fácil ser profeta de Deus. Além de muitas vezes falar poderosamente e não obter nenhum resultado, às vezes, o profeta tem que enfrentar gente da pesada.

• O Espírito Santo leva Ezequiel para conhecer a trama maligna de um grupo de 25 homens perversos, depois recebe a incumbência de profetizar contra eles (vs. 1-4).

• Além desses homens terem ofendido a santidade divina com suas atitudes, eles massacraram, exploraram e assassinaram pessoas. O profete deferia confrontar estes homens cruéis (vs. 5-12)

• Ezequiel ficou preocupado com o que vê e com o futuro do povo de Deus; então, Deus lhe revelou Seus planos para encher seu coração aflito de esperança. Deus ainda estava com Seu povo, não o havia abandonado definitivamente (vs. 13-21).

• A glória de Deus é vista, então, a mover-se a um monte que fica ao leste de Jerusalém. E, novamente o Espírito Santo transporta Ezequie de volta aos exilados em babilônia (vs. 22-25).

Icabode (“foi-se a glória”) não foi uma visão ou revelação de Deus; foi, na verdade, a interpretação equivocada da mulher de Fineias estando à beira da morte num trabalho de parto, depois da morte do Sumo Sacerdote Eli, seu sogro; e a arca da aliança fora tomada pelos filisteus (ver I Samuel 4:17-22).

Entretanto, Deus não abandonou Seu povo naquela ocasião. Nem o abandonou quando este, com todos os seus pecados, se afastou deliberadamente de Sua presença. “A glória do Deus de Israel estava no alto, sobre eles” (v. 22).

Deus não desistira de Seu povo, apesar da terrível apostasia, rebeldia e rebelião em que mergulhara. Por isso a disciplina, a qual não é destrutiva, é corretiva.

• O que Deus tem para Seu povo após o exílio babilônico?

“Eu os trarei de volta dos lugares pelos quais foram espalhados e darei novamente a terra de Israel a vocês. Também darei a vocês um novo coração. Porei em vocês um novo espírito. Arrancarei o coração de pedra e porei, no lugar, um novo coração, muito firme. Assim, vocês obedecerão aos meus estatutos e se guardarão em obedecer aos meus mandamentos. Vocês serão o meu povo, e eu serei o seu Deus!”

Ainda este é o alvo divino para toda a humanidade. Permitiremos que Deus faça isso em nós? – Heber Toth Armí.



EZEQUIEL 11, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de outubro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne” (v.19).


O Espírito Santo levantou Ezequiel, na sequência da mesma visão, e lhe mostrou o juízo divino contra os chefes do povo. Os dirigentes de Israel maquinavam vilezas e aconselhavam perversamente (v.2). A malícia havia corrompido a “nata” do povo de Deus. Envolvidos em escuridão moral e espiritual, agiam “segundo os juízos das nações que” estavam em redor de Israel (v.12). Encaixavam-se perfeitamente na descrição feita por Davi: “No seu leito, maquina a perversidade, detém-se em caminho que não é bom, não se despega do mal” (Salmo 36:4). E era sob a liderança desse tipo de gente que o povo estava sendo [des]orientado.

Ezequiel ainda estava profetizando quando o ASSIM DIZ O SENHOR iniciou o seu cumprimento. A Bíblia não revela como foi que Pelatias morreu, mas aquilo foi tão forte para o coração do profeta, que, novamente, ele temeu que o SENHOR desse “fim ao resto de Israel” (v.13). Contudo, é a partir deste episódio que Deus manifesta a Sua misericórdia, a Sua promessa de restauração.

A grave degradação espiritual da liderança da nação eleita era a mais profunda declaração de que a corrupção havia atingido o seu clímax. O SENHOR estava profundamente triste pelo desprezo daqueles que tanto amava! O tempo todo apelava por meio de Seus profetas: “profetiza contra eles, profetiza” (v.4). Ou seja: “Diga para eles, Ezequiel, o que Eu penso a respeito das abominações que eles têm cometido contra Mim!” Mas parece que os corações estavam fechados, as mentes tomadas por presunção, orgulho e cobiça. Orgulhavam-se em declarar: Jerusalém é a panela e nós somos a carne, protegidos em seus limites (v.3). Sob uma falsa impressão de segurança faziam e pensavam o que queriam e esqueciam que o SENHOR era testemunha ocular, inclusive, de seus pensamentos (v.5).

O maior anseio do coração de Deus é o de salvar a todos (2Pedro 3:9). Porém, a salvação que Ele oferece mediante o perfeito sacrifício de Jesus é precedida de humildade e das virtudes do fruto do Espírito Santo (Gálatas 5:22-23). É necessário que haja uma entrega para que o SENHOR realize a única cirurgia cardíaca que não necessita de anestesia. Todos somos “doentes cardíacos”. Todos possuímos um coração enganoso e corrupto (Jeremias 17:9). E Deus nos oferece, de graça, o único transplante em que não precisamos enfrentar uma fila com risco de morte.

De coração para coração, amados: somos preciosos demais para Deus e Ele nos escolheu para brilhar, para refletir a Sua imagem. O Seu maior desejo é o de habitar em nós (v.16). Porém, muitos têm endurecido o coração de uma forma tão terrível que não se contentam em guardar a malícia para si mesmos e “aconselham perversamente” (v.2), levando muitos para a morte (v.7). Que estupidez! Como só há um Deus, Ele também só possui um povo: os que andam nos Seus estatutos, e guardam os Seus juízos, “e os executam” (v.20). Em outras palavras: “os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap. 14:12).

Notaram onde a glória de Deus culminou? “A glória do SENHOR subiu do meio da cidade e se pôs sobre o monte que está ao oriente da cidade” (v.23). Sabem que monte é esse? O monte das Oliveiras. Aquele mesmo lugar onde Jesus entrou em um jardim chamado Getsêmani e angustiou-Se ao ponto de suar gotas de sangue (Lucas 22:44). O que mais precisará acontecer para que possamos entender que já chegou o tempo de buscarmos ao SENHOR com a mesma intensidade e com a mesma submissão? O Espírito Santo não virá sobre nós (v.5) como chuva serôdia enquanto não clamarmos por isso. Precisamos desesperadamente desta unidade perfeita oferecida por Deus: “um só coração”. Quando Jesus voltar, virá reclamar um só povo que tem “tudo em comum” (Atos 2:44).

O SENHOR apela aos corações endurecidos, HOJE, do menor ao maior: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados” (Atos 3:19). Não basta estar “à entrada da porta” (v.1) sob os holofotes da liderança, mas “com o rosto em terra” (v.13) sob o olhar do Céu. Aos que assumem esta segunda postura, o SENHOR diz: “eles serão o Meu povo, e Eu serei o Seu Deus” (v.20).

Bom dia, povo de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel11
#RPSP



EZEQUIEL 11 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
1 de outubro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: