Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 6, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
26 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Mas deixarei um resto, porquanto alguns de vós escapareis da espada entre as nações, quando fordes espalhados pelas terras” (v.8).


A Bíblia compara a idolatria com a prostituição e com o adultério. O povo de Israel havia se corrompido com os deuses das nações pagãs, quebrando, portanto, a aliança do SENHOR. A expressão “montes de Israel” (v.2) se refere aos lugares onde eram erguidos altares pagãos e onde eram oferecidos sacrifícios aos ídolos, inclusive sacrifícios humanos. Israel continuava a adorar no templo do SENHOR, mas, ao mesmo tempo, serviam aos seus ídolos.

Não há como servir a Deus e aos ídolos deste mundo. Acerca disso, advertiu-nos Jesus: “Ninguém pode servir a dois senhores…” (Mt 6:24). E ainda disse: “São os olhos a lâmpada do corpo” (Mt 6:22). Israel entrou em completa corrupção “por causa dos seus olhos, que se prostituíram” (v.9). Permitiram que Satanás lhes aguçasse a curiosidade e foram ver a “formosa” estratégia que o maligno arquitetou. Foi através da visão que Eva caiu: “Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos… tomou-lhe do fruto e comeu…” (Gn 3:6). Foi pela visão que os antediluvianos tornaram-se de todo corruptos: “…vendo os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres, as que, entre todas, mais lhes agradavam” (Gn 6:2).

Nunca houve um tempo tão solene como este. Eu ouso afirmar que já superamos em grande escala a corrupção dos antediluvianos. As advertências da santa Palavra de Deus têm sido negligenciadas e passadas por alto. As pessoas se contentam com belos sermões enlatados que pregam uma falsa piedade. A humanidade é movida pelo que vê, pelo que é “agradável aos olhos” e acaba caindo na mesma ruína que Eva caiu. Ao contrário da vitória de Cristo no deserto, muitos têm sido derrotados ao contemplar a oferta demoníaca: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares” (Mt 4:9).

O povo de Israel aceitou a oferta do maligno e caiu em profunda desgraça. Contudo, o SENHOR separou um resto que escaparia e voltaria a lembrar-se dEle. Uns restantes que se voltariam para Deus e que teriam “nojo de si mesmos, por causa dos males que fizeram em todas as suas abominações” (v.9). Quando é dada liberdade ao Espírito Santo de fazer a Sua obra de transformação, o homem passa a ter aversão ao pecado e suas ramificações. E a maior luta que acontece não é travada fora das fronteiras da mente, mas dentro dela.

Creio que a melhor descrição acerca desta batalha interna foi relatada por Paulo, com base em sua própria experiência: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço… Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?”, e a resposta vem logo em seguida: “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor” (Rm 7:18-19, 24-25).

Jesus já pagou o “salário do pecado” (Rm 6:23) por nós. Precisamos nos achegar a Ele todos os dias, constantemente, com fome e sede de Sua presença. E para isto, necessitamos do Espírito Santo: “É por meio do Espírito que Cristo habita em nós; e o Espírito de Deus, recebido no coração pela fé, é o princípio da vida eterna” (Ellen G. White, DTN, p. 288). Que o mesmo Espírito que erguia, fortalecia e guiava Ezequiel, seja a nossa constante companhia nos conduzindo ao breve encontro com o nosso SENHOR e Salvador Jesus Cristo!

Bom dia, restantes do SENHOR!

Desafio do dia: Adormecidos, muitos têm ignorado que “terríveis provas e aflições aguardam ao povo de Deus” (Ellen G. White, 9 T, p. 17). Leia o texto de Mateus 26:36-46 e examine com muita atenção o exemplo que Jesus nos deixou como forma de preparação para a crise final. Relate nos comentários o que você descobriu.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel6
#RPSP


12 Comentários so far
Deixe um comentário

”Nem mesmo 1 hora eu fico a orar?”. Estamos a viver dias muito apertados e a semelhança do que Jesus disse em S. Mateus 26:40-43, está em demasia a acontecer comigo e com muitos. A oração não tem sido profunda, tem sido sem comunhão, mas o Nosso salvador, espera que eu ore de verdade e com profundidade para que não caia em tentação. Vivemos no tempo do fim, na parte dos dedos da Estátua de Nabucodonosor, do sonho que este rei teve, o que significa que os preparativos para a breve volta de Cristo a terra, estão se intensificando.

Que Deus não desista de nós, assim como não desistiu de um resto dos Israelitas.

Obrigado, Deus seja sempre louvado.
Obrigado irmã Rosana Barros pelos comentários.
Beneneco
De Angola, em Luanda

Comentário por Beneneco Joaquim

Obrigado por seu comentário, querido irmão!
Deus continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe

Bom dia. Neste trecho de Mateus vejo Jesus agindo como um humano quando está angustiado com algo ruim que esta prestes a acontecer, mas que tem a esperança de que Deus há de intervir. Mas ele deixa claro que não seja feita a vontade dele mas sim a vontade de Deus pai.

Comentário por Marcela Lima

Obrigada por seu comentário, querida irmã!
Deus continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe

Bom dia! Vejo neste trecho de Mateus que Cristo nos chama atenção para que oremos e vigiemos e que devemos nos depor nas mãos de Deus, depondo nossas vontades para que Deus seja verdadeiramente o Deus dono de nossas vontades.

Comentário por Jaci Guimarães Silva

Obrigada por seu comentário, querida irmã!
Deus continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe

Bom dia. Este trecho sagrado de Mateus me revela sobre a vigilância, oração e plena entrega da vontade de Deus em minha vida. Entrega total, Confiante no Pai, Naquele que quer me salvar todos os dias de minha negligência quanto a oração. Que Deus seja louvado por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo em nossas vidas. Reaviva-nos Senhor!

Comentário por Vera Lúcia Pinheiro

Obrigada por seu comentário, querida irmã!
Deus continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe

O tempo do fim está próximo. Devemos estar sempre em comunhão com Deus, lendo Sua palavra e orando para não cairmos em tentação. Nos nossos tempos as tentações visuais são muitas e podemos cair sem perceber. Lembrem-se que até mesmo os escolhidos seriam enganados. Que possamos vigiar e orar com constantemente para que não sejamos enganados pelo inimigo. Deus abençoe!

Comentário por Ana Paula Santos

Obrigada por seu comentário, querida irmã!
Deus continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe

“Disse o SENHOR: Assim comerão os filhos de Israel o seu pão imundo, entre as nações para onde os lançarei” (v.13).O início do ministério profético de Ezequiel não foi fácil. Além de porta-voz de Deus, também recebeu a incumbência de representar tudo aquilo que o povo sofreria no cerco de Jerusalém. Sua vida foi um recado ambulante sobre o juízo que estava para sobrevir. Até o seu deitar e o seu comer foram orientados por Deus como forma de advertir o povo.A situação seria tão terrível, que os filhos de Israel teriam de cozinhar “sobre esterco de homem” (v.12). Mas foi neste momento que Ezequiel, com muita humildade, protestou: “ah! SENHOR Deus!” (v.14). E, prontamente, ele teve sua oração respondida (v.15).Deus conduziu o Seu povo a uma terra que manava leite e mel, mas o povo escolheu consumir-se “nas suas iniquidades” (v.17), e ao invés de incenso de aroma suave, havia o fétido odor do excremento humano. A podridão dos sentimentos do povo era, literalmente, sentida de longe. “À vista do povo” (v.12), estava um profeta de Deus relatando e dramatizando todas as consequências do cerco. Porém, “a iniquidade da casa de Israel” (v.5) e “a iniquidade da casa de Judá” (v.6), tornava surdos os seus ouvidos.A porta da graça está se fechando e o tempo qual nunca houve (Dn 12:1) está mais próximo do que imaginamos. Está chegando o tempo em que tudo estará definido: “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se” (Ap. 22:11). Muitos há que já estão selando a sua sentença de morte, permitindo que seus corações se endureçam a ponto de não mais retroceder. E as pedras no caminho não são usadas para crescimento espiritual, mas como armas de uns contra os outros.Ezequiel clamou para que o SENHOR o livrasse de tornar-se imundo. Os que assim buscarem ao SENHOR, na última grande tribulação, estarão protegidos e se sentirão tão amparados que, pela fé, suportarão qualquer prova com firmeza de caráter e singeleza de coração. Todo o Céu e todo o universo estão na expectativa do desfecho da história deste mundo. Os ventos ainda estão sendo contidos, mas quando o SENHOR ordenar que sejam soltos, somente o remanescente será poupado e, por causa dele, os tempos serão abreviados.Não permita ser contaminado pelas imundícies deste mundo. Como Ezequiel, clame ao SENHOR por auxílio. A oração é o leme que nos conduz na direção de Deus!Feliz semana, povo de Deus!

Enviado do meu Samsung Mobile da Claro

Comentário por Marisa Schueler

Deus seja louvado!
Que o SENHOR a abençoe e continue te guiando para a Sua Cidade!
Graça e paz!
Rosana Garcia Barros

Comentário por nanalipe




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: