Reavivados por Sua Palavra


Lamentações 3 by Jobson Santos
18 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: Lamentações | Tags: ,

Comentário devocional:

Todos nós nos lembramos de momentos sombrios em nossas vidas. Momentos em que lutamos, duvidamos, choramos. Mas existe um outro ponto, mais importante, que transforma tudo. É o momento em que nos damos conta de que Deus ainda age em nossas vidas e que Ele é bom.

Lamentações 3 não é apenas o capítulo mais longo do livro – é também o momento de virada nos sentimentos do profeta em que ele passa do desespero à confiança: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se a cada manhã. Grande é a Tua fidelidade”(v. 22, 23 ARA).

A bondade e a compaixão de Deus não são negociáveis; elas não dependem de nós; elas estão disponíveis gratuitamente, mas exigem uma resposta chave. Precisamos esperar por Ele (v. 25); é preciso “esperar tranquilo pela salvação do Senhor” (v. 26). A espera é a parte da fé que se apodera de Jesus; a espera também requer um autoexame e uma disposição de se arrepender e retornar para Deus.

“Examinemos e coloquemos à prova os nossos caminhos, e depois voltemos ao Senhor. Levantemos o coração e as mãos para Deus”(v. 40, 41 NVI). Ao enfrentar os desafios de hoje, erga uma oração ao Seu Pai celeste e diga-Lhe que você está disposto a deixá-lo conduzir a sua vida.

Gerald A. Klingbeil, D.Litt.
Editor Associado das revistas: Adventist Review & Adventist World

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/lam/3/ e https://www.revivalandreformation.org/?id=6730  
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/25/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Lamentações 3 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/


LAMENTAÇÕES 3 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
18 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria


LAMENTAÇÕES 3 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
18 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

LAMENTAÇÕES 3 – Todos nós temos problemas, enfrentamos desafios e lutamos por soluções. Há momentos de bonança, mas são muitos (e intensos) os momentos tensos e angustiantes.

“Os problemas nunca vão desaparecer durante nossa existência. Problemas existem para ser resolvidos e não para perturbar-nos. Quando a ansiedade ou a angústia invadir sua alma, não se desespere, extraia lições de sua aflição. É a melhor maneira de ter dignidade na dor. Caso contrário, sofrer é inútil. E, infelizmente, a maioria das pessoas sofre inutilmente. Elas expandem a sua miséria sem enriquecer a sua sabedoria”, explica o médico, psicoterapeuta e psiquiatra Augusto Cury.

O Comentário Bíblico Adventista observa que “por 40 anos, Jeremias instou o povo de Judá a que se arrependesse; ele procurou fortalecer as mãos de Josias e de seus sucessores por meio de um governo justo e uma política externa sábia e honesta; e, acima de tudo, alertou a Judá da certeza da destruição que viria caso a nação persistisse em seus maus caminhos. As Lamentações são o clímax destas profecias. Testificam do seguro cumprimento dos juízos prometidos por Deus. Contudo, sua mensagem não é desesperadora. Em meio à mensagem de desolação corre um fio de esperança de que o Senhor perdoará e abrandará o sofrimento de Seu povo”.

Note que o remanescente sofre ao ver o povo de Deus sofrendo. Entretanto, ao voltar-se para Deus, sem ignorar a prevalência da justiça divina sobre o pecado de um povo injusto, apoia-se sobre a esperança e misericórdia divinas. Então, clama por libertação e pede justiça contra inimigos.

W. Osborne sintetiza o terceiro lamento de Jeremias da seguinte forma:

1. O homem que viu a aflição (vs. 1-21);
2. O tempo de esperar em Deus (vs. 22-39);
3. Um tempo para avaliação (vs. 40-54);
4. Um Deus pronto para responder (vs. 55-66).

Misericórdia e graça de Deus transbordam em um mundo sofredor. Elas se renovam a cada amanhecer. Quando você acorda, o saldo de misericórdia Deus está sempre positivo!

• Sábio é quem aprende tirar o foco das preocupações e colocar na oração que espera pelo Senhor.

Relembrar atos divinos na história sagrada enche-nos o coração de esperança. Na cruz aconteceu a maior demonstração da graça e misericórdia divinas. Reflita no sofrimento de Jesus por ti.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



LAMENTAÇÕES 3, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
18 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as Suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a Tua fidelidade” (v. 22-23).


Um dos maiores equívocos a respeito da oração é o de que nossas palavras devem ser “boas” o bastante para que Deus possa nos ouvir. “Mecanizamos” o que deveria ser um erguer do coração (v.41). A oração é uma forma de externar ao SENHOR tudo aquilo que nos aflige e dEle receber uma porção de cura imediata que só mediante uma vida de oração conseguimos obter. A receita contra os ais deste mundo foi dada por Jesus, quando ensinou: “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mateus 6:6).

Ao ler as palavras do capítulo de hoje, não consigo imaginar Jeremias proferindo-as no templo, nem gritando nas ruas, mas em seu refúgio de oração, “em silêncio” (v.26). Por mais que a nossa vida, nossas escolhas, nos tenham afastado dos propósitos divinos, e ainda que inimigos “sem motivo” (v.52) nos aflijam, “queixe-se cada um dos seus próprios pecados” (v.39), confessando-os perante o Único que pode nos perdoar. Percebam que as adversidades levaram o profeta a reconhecer quatro atributos de Deus:

▪ Ele é misericordioso (v. 22);
▪ Ele é fiel (v. 23);
▪ Ele é bom (v. 25);
▪ Ele é justo (v. 64).

A leitura se inicia com o clamor de um “homem que viu a aflição” (v.1), e termina com o juízo sobre seus adversários (v.66). Se levarmos em conta que são 66 versículos, mesmo número de livros contidos na Bíblia, podemos usar de ilustração para o fato de que, lá em Gênesis, Adão viu a aflição quando percebeu a grande besteira que havia feito. E, em Apocalipse, nos foi revelado que no segundo advento de Cristo todos os ímpios receberão a condenação do juízo. Desde Adão, vivemos, nos movemos e existimos porque as misericórdias de Deus “renovam-se cada manhã” (v.23). E elas continuarão sendo manifestadas até o fim “para os que esperam por Ele, para a alma que O busca” (v.25).

Deus “não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens” (v.33), mas permite que o mal ou o bem (v.38) nos sobrevenha com a finalidade única de que aguardemos a Sua salvação (v.26). Pois, “ainda que aflija a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das Suas misericórdias” (v.32).

Alguém lhe feriu? “Farte-se de afronta” (v.30) e “a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra” (Mateus 5:39).
Alguém te persegue? “Assente-se solitário e fique em silêncio” (v.28), levantando “o coração, juntamente com as mãos, para Deus nos céus” (v.41).
Estás aflito? Invoque o nome do SENHOR (v.55). Então, Ele Se aproximará de ti e te dirá: “Não temas” (v.57).
Seja o SENHOR a tua porção (v.24)!

Ocupe os seus pensamentos com o que te “pode dar esperança” (v.21) e, enquanto os teus adversários maquinam contra ti, em silêncio, confie na fidelidade do SENHOR: “Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa; dEle vem a minha salvação” (Salmo 62:1).

Bom dia, exército de oração!

Desafio do dia: Coloque nos comentários o seu pedido especial de oração. Gostaria de orar por cada um.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Lamentações3
#RPSP



LAMENTAÇÕES 3 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
18 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: