Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 49 by jquimelli
12 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Este capítulo é dirigido a cinco povos que tinham relações com o povo de Judá.

A primeira seção é a profecia contra a capital dos amonitas, que eram os descendentes de Ben-Ami, filho da filha mais nova de Ló. Os amonitas tinham seu próprio deus, Moloque. Eles trouxeram contra si o desagrado de Deus porque mostraram-se infiéis (v. 4) a Ele, o verdadeiro Deus.

A segunda parte deste capítulo é a profecia contra Edom, os descendentes de Esaú. Quando os israelitas estavam no Egito, a cidade de Temã, em Edom, era famosa por sua sabedoria. Infelizmente, Edom acabou se tornando como Sodoma e Gomorra (v. 18) porque os edomitas se deixaram enganar por seu orgulho e coragem (v. 16).

A terceira seção é a profecia contra Damasco, antiga cidade aramaica na beira do deserto que prosperara por causa de seu oásis fértil. Esta cidade teve verdadeiros adoradores de Deus, como Naamã e Hazael, no passado. No entanto, como eles haviam abandonado ao verdadeiro Deus, esta “cidade da alegria” (v. 25 NVI) de Deus seria abandonada.
A quarta seção é a profecia contra as cidades de Quedar (v. 29; Is 21:17) e Hazor. Quedar era filho de Ismael (Gn 25:14). No tempo dos juízes Israel não foi capaz de conquistar a forte cidade canaanita de Hazor. Mais tarde, Nabucodonosor, rei da Babilônia, conquistou ambas as cidades.

A quinta profecia é contra Elão [hoje, parte do Irã], terra a leste da Babilônia. Se os elamitas tivessem se arrependido, Deus os teria restaurado e os abençoado com prosperidade.

Todas as profecias mencionadas acima eram condicionais. Naquela época, Deus queria que as pessoas – individualmente e como um povo – se arrependessem e retornassem para Ele. Deus tem o mesmo desejo para nós hoje.

Yoshitaka Kobayashi
Japão

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jer/49 e https://www.revivalandreformation.org/?id=997
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/19/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Jeremias 49 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/

Anúncios


JEREMIAS 49 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
12 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria


JEREMIAS 49 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
12 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 49 – Como Jeremias, devemos ser missionário perto e longe de nós!

Aprofundemos neste capítulo!

Matthew Henry observa que “o cálice do furor ainda está ao redor, e todas as nações devem beber dele, conforme as instruções dadas a Jeremias, cap. 25.15”. Após afirmar isto, ele diz que este capítulo coloca o cálice nas mãos:

I. Dos amonitas (vs. 1-6);
II. Dos edomitas (vs. 7-22);
III. Dos siros (vs. 23-27);
IV. Dos habitantes de Quedar, e dos reinos de Hazor (vs. 28-33);
V. Dos elamitas (vs. 34-39).

Em Jeremias 49 temos mais seis nações que recebem profecias divinas. Ao profetizar contra as dez nações, Jeremias atinge cerca de 1,9 milhão de quilômetros quadrados com a mensagem divina.

“As mensagens de Jeremias às dez nações foram feitas com a mesma seriedade com que preparou as mensagens pregadas pessoalmente em Jerusalém. O profeta pronunciou com grande poder e habilidade poética. Ele nunca usou termos vulgares e chavões. Ele fez uso da linguagem com imenso respeito. As palavras eram santas, preciosos presentes tratados com extrema reverência e cuidado”. Estas mensagens “não são trabalhos de segunda categoria, realizados de forma rápida e descuidadas porque eram destinadas a povos estrangeiros”, analisa Eugene Peterson.

• A revelação deixa claro que Deus não tolera orgulho, arrogância e indiferença, mas também que executa Seu juízo tentando salvar os perdidos em todo tipo de pecado.

“A maior parte do texto refere-se sempre ao julgamento. A antecipação da salvação é expressa, em cada exemplo, em uma única linha [ver Jeremias 46:26; 48:47; 49:6; 49:39]. Porém, essas linhas evitam que as mensagens sejam compreendidas como a mera ira vingadora de um julgamento. As afirmações de esperança não estão explícitas em todas as mensagens, aliás, não foram expressas nem mesmo nas mensagens a Israel. O simples fato de estarem ali, porém, demonstra que o julgamento está a serviço da salvação que será de Israel bem como de todas as outras nações. Não existe uma mensagem para o povo de Israel e outra para os estrangeiros. A mensagem bíblica é a mesma para judeus e gentios” (Peterson).

• A mensagem de Jeremias é para mim e para você.
• Não devemos arrogantemente desprezar a mensagem destes últimos capítulos porque foram originalmente direcionadas a amonitas, edomitas, siros, elamitas, etc.

Reavivemo-nos! Compartamo-las! – Heber Toth Armí.



JEREMIAS 49, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
12 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Pois quem é semelhante a Mim?” (v. 19).


A despeito de todos os juízos de Deus que sobrevieram àquelas nações, o SENHOR sempre deixa claro de que o Seu veredito final é pleno de misericórdia. Como em Moabe, os amonitas e os elamitas também receberam a promessa de uma futura restauração (v. 6 e 39). Porém, as demais nações receberam uma condenação certa e definitiva (v. 13, 27 e 33). E, especificamente uma delas, recebeu um julgamento tal qual foi com “Sodoma e Gomorra” (v. 18): Edom.

Movidos pelo orgulho e por suas próprias paixões, os edomitas eram governados pelo seu próprio instinto e buscavam no prazer e na ostentação a grandeza de seu reino. A lógica humana ocupava “as alturas dos outeiros” (v. 16) e de lá sofreria a queda mortal provando que tudo aquilo de que se orgulhavam tanto, não passava de engano.

A pergunta feita pelo SENHOR àquele povo arrogante nos diz quem estava a frente daquela batalha para fazer justiça ao Seu povo: “Pois quem é semelhante a Mim?” (v. 19). Acompanhe comigo este comentário do Programa Bíblia Fácil, da Rede Novo Tempo:

“Miguel significa ‘quem é semelhante a Deus’ e é um desafio a Satanás, que desde o princípio quis ser igual ao Criador (Isaías 14:12-14). Sempre que Miguel é mencionado na Bíblia, refere-se à Pessoa de Jesus como Comandante dos exércitos celestiais em direta disputa com Satanás e os anjos maus. Para nossa felicidade eterna, Miguel sempre sai vitorioso. Leia: Judas 9; Daniel 10:13, 21;12:1; Apocalipse 12:7. Quando falamos que Miguel significa ‘semelhante a Deus’, no original e para a cultura hebraica, ‘semelhante’ significa ‘igual’ (ver João 5:18; 19:7). Miguel, portanto, seria um dos nomes de honra de Jesus, que o iguala a Deus Pai e que em nada diminui a Divindade dEle!”(http://novotempo.com/bibliafacil/quem-e-miguel/)

Portanto, o próprio Miguel, ou seja, Jesus, atuou como o Conselheiro (v. 20) e Comandante que estava a frente daqueles juízos, contra as nações pagãs que estavam sob a regência de Satanás. O Seu propósito original nunca foi o de destruir nação ou povo algum, mas conduzi-los à verdadeira conversão, mudando-lhes “a sorte” (v. 39). Contudo, nem todos aceitaram os Seus conselhos e, pelas próprias atitudes insanas, tornaram-se “assolações perpétuas” (v. 13).

Percebam que, apesar da rebeldia das nações, o SENHOR sempre tinha o cuidado de zelar pelos menos favorecidos. As classes que eram rejeitadas, por Ele eram amparadas: “Deixa os teus órfãos, e Eu os guardarei em vida; e as tuas viúvas confiem em Mim” (v. 11). O ministério de Cristo na Terra foi a maior prova deste cuidado. Ele não somente andou com todos os que eram marginalizados, mas os tocou, ensinou, curou e amou. Aquele que é igual a Deus veio aqui como “Emanuel (que quer dizer: Deus conosco)” (Mateus 1:23), para nos mostrar que este é o Seu desejo e será o galardão eterno para todo aquele que permitir que Ele lhe mude a sorte: morar com Ele!

Não foi sem razão que Ele Se colocou no lugar dos pobres, presos, doentes e desabrigados e afirmou que os benditos do Pai que entrarão no Reino dos Céus serão aqueles que amaram assim como Ele amou (Mateus 25:31-40). Busquemos, pois, o poder do alto para sermos testemunhas de Jesus (Atos 1:8), e perseverarmos ao lado de Miguel na grande última batalha!

Bom dia, testemunhas de Jesus dos últimos dias!

Desafio do dia: Não negue assistência a quem necessita. Doe alimentos, roupas ou outros conforme suas posses. Compartilhe o amor prático! “Porque o serviço desta assistência não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças a Deus” (II Coríntios 9:12).

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias49
#RPSP



JEREMIAS 49 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
12 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: