Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 42 by jquimelli
5 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

[Nota: Você pode ler versão resumida deste em: https://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/jer/42 ]

Joanã e outros capitães militares resgataram com sucesso as pessoas que tinham sido capturadas por Ismael. Então, em vez de voltarem para Mispa, Joanã, os capitães e as pessoas, temendo a vingança dos caldeus da Babilônia, decidiram fugir para o Egito e chegaram a uma estalagem em Gerute-Quimã perto de Belém, ao sul de Jerusalém (Jer 41:17).

Os capitães militares e as pessoas resgatadas queriam uma viagem segura para o Egito. Jeremias estava entre essas pessoas em Gerute-Quimã. Eles sabiam que a profecia de Jeremias acerca da destruição de Jerusalém pelos caldeus tinha se cumprido integralmente. Por isso queriam ouvir da boca de Jeremias qual a orientação de Deus a respeito, a fim de garantir a proteção divina em sua fuga para o Egito. Eles ocultaram a firme determinação de fugirem para o Egito fingindo ser humildes, e disseram a Jeremias: “Quer seja favorável ou não, obedeceremos ao Senhor, o nosso Deus” (Jer 42:6, NVI).

Quando os restantes de Judá procuraram a Jeremias para ouvirem a Palavra do Senhor eles juraram solenemente: “Juramos que faremos tudo o que o Senhor teu Deus te mandar dizer-nos “(Jeremias 42:5 New English Bible – NEB). Eles enganosamente juraram em nome do Senhor. Eles quebraram o mandamento encontrado em Levítico 19:12 “Não jurem em meu nome com a intenção de enganar profanando assim o nome do vosso Deus” (NEB).

Toda forma de engano é pecado contra Deus. Precisamos ser cristãos verdadeiros, pessoas sinceras, sem engano, que não profanam o nome de Deus.

Nesse relato percebemos o imenso amor de Deus para com Seu povo. Após a destruição de Jerusalém, sob circunstâncias nada favoráveis, Deus amorosamente promete proteção aos restantes que haviam ficado na terra, caso eles confiassem em Sua Palavra e aceitassem permanecer em Judá. Infelizmente os líderes decidiram ir para o Egito e o povo os seguiu.

Que nossa incredulidade e desobediência não impeça que os planos bondosos de Deus se cumpram em nossa vida. Oremos para que Deus nos dê um coração disposto a aceitar e obedecer a todas as suas orientações.

Yoshitaka Kobayashi
Japão

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jer/42, https://www.revivalandreformation.org/?id=1002 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/42/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/12/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Jeremias 42 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



JEREMIAS 42 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
5 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria


JEREMIAS 42 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
5 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 42 – A situação pode piorar quando parece que não dá para ficar pior. Após a deportação dos judeus, um grupo ficou abandonado na terra. Houve conspirações e mortes!

A situação para o resto de Israel na terra de Judá ficou pior quando se pensava que pior não poderia ficar. Daí, quando a coisa parece sem solução, as pessoas lembram-se de Deus.

Joanã, que apoiara o governador Gedalias ao ser nomeado por Babilônia (II Reais 25:23; Jeremias 40:8) após a destruição de Jerusalém; que ofereceu para assassinar secretamente a Ismael, o qual conspirava para matar Gedalias (Jeremias 40:13-16); que teve sua proposta rejeitada e viu o plano de Ismael ter sucesso; que perseguiu e libertou o grupo que Ismael havia capturado (41:11-16); agora, procura a Jeremias em busca de orientação de Deus (42:1).

Em situações complicadas, as pessoas agem por medo; por isso, até quem antes rejeitou o profeta agora o procura. “Após o assassinato de Gedalias, todos foram consultar Jeremias. O texto deixa claro que até as pessoas que o haviam desprezado antes estavam ansiosas para consultá-lo (Jr 42:1)” (Imre Tokics).

• Precisamos aprender a buscar humildemente a Deus em meio ao caos da existência; precisamos respeitar os servos de Deus e saber pedir que a eles que intercedam por nós em nossas aflições e preocupações; e, também precisamos estar dispostos a atender a mensagem de Deus seja ela agradável ou não, prazerosa ou amarga; pois, Deus sabe o que não sabemos, sabe o que é melhor para nós (vs. 1-6).
• Precisamos aprender a esperar a resposta de Deus. A nossa pressa pode nos incomodar e nos fazer perder o que Deus quer nos orientar (v. 7).
• Deus vê o que não vemos, por isso Sua interpretação da situação é incomparavelmente melhor que a nossa. Além disso, Ele sabe dizer quais os resultados de decisões que precisam ser tomadas, e tem interesse em nos alertar dos prós e contra de cada uma delas (vs. 8-22).

O remanescente não devia fugir ao Egito; se o fizesse, morreria. Deveria permanecer em Judá; assim, as bênçãos divinas seriam derramadas sobre eles. Contudo, tomou-se a pior decisão!

Quando se busca a Deus por não restar nenhuma outra opção, Deus não ignora; Ele responde (mesmo sabendo que será ignorado!) – Heber Toth Armí.



JEREMIAS 42, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
5 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Falou-vos o SENHOR, ó resto de Judá: Não entreis no Egito; tende por certo que vos adverti hoje” (v. 19).


Após o resgate feito por Joanã, todo o povo o seguiu. Receoso de que os caldeus os ferissem, liderou o povo em uma jornada para o Egito. Porém, antes de seguir viagem, fizeram a Jeremias um pedido de oração. O profeta deveria orar ao SENHOR pedindo que Ele lhes desse resposta quanto a permanecer em Judá ou ir para o Egito. E sob juramento, declararam que obedeceriam “à voz do SENHOR” (v. 6) quer a palavra fosse boa ou não.

Jeremias orou, o SENHOR respondeu e, para variar, o povo desobedeceu.

Aos olhos humanos, fugir para o Egito parecia a decisão mais sensata a ser tomada. Quantas vezes já metemos os pés pelas mãos agindo conforme as nossas tolas conclusões porque não confiamos na providência divina. Oramos ao SENHOR pedindo respostas quando na verdade não estamos dispostos a obedecer à Sua voz. Pedimos que Deus nos conduza, mas se a Sua mão nos indica um caminho que afronta a nossa comodidade, simplesmente Lhe damos as costas ainda declarando que o nosso desejo é fazer a vontade de Deus.

Conclusão: Se Deus nos revela a Sua vontade por meio de Sua Palavra e ainda assim não a obedecemos, somos tão tolos como foi aquele “resto de Judá” (v. 15). E pior, estamos entrando nas fronteiras do “Egito” e nos submetendo ao mesmo juízo (v. 17).

Amados, eis nas suas mãos a REVELAÇÃO DO SENHOR. Ele prometeu que todo aquele que O buscar de todo o coração O achará. E a Bíblia é a Palavra de Deus em linguagem humana, para que você e eu possamos compreender que tudo o que nela está contido é para “que nos suceda bem ao obedecermos à voz do SENHOR, nosso Deus” (v. 6).

“Tornai-vos, pois, praticantes da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tiago 1:22).

Bom dia, praticantes da Palavra do SENHOR!

Desafio do dia: Completando os oito remédios naturais, o desafio de hoje envolve o regime alimentar. Uma alimentação saudável é um dos presentes deixados pelo Criador para o nosso bem-estar e qualidade de vida. O desafio não é para que você se torne um vegetariano a partir de hoje, mas que, hoje, em oração, você procure conhecer qual é a vontade de Deus com relação ao seu regime alimentar e, pela graça de Deus, comece a colocá-la em prática. Leia I Coríntios 10:31.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias42
#RPSP



JEREMIAS 42 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
5 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



JEREMIAS 42 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
5 de setembro de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

2 Rogues ao SENHOR. Visto que Jeremias tinha ido a Mispa (Jr 40:6), sem dúvida ele estava entre os que foram levados por Ismael e que foram resgatados por Joanã em Gibeão (Jr 41:10, 13, 14). CBASD, vol. 4, p. 541.

5 Então, eles disseram. Completamente humilhados por causa dos sofrimentos provocados eles pela invasão babilônica, os judeus fervorosamente declararam sua completa submissão ao que Deus tivesse em mente para eles. CBASD, vol. 4, p. 541.

10 Então, vos edificarei. Uma reafirmação da intenção de Deus para com Seu povo (ver Jr 1:10; 18:7-10; 24:4-6; ver com. de Jr 32:41). CBASD, vol. 4, p. 541.

Porque estou arrependido. Ver com. de Nm 23:19. Isto não significa tristeza pelo que foi feito no passado, como é verdade com relação aos seres humanos em suas transgressões, mas uma mudança no propósito de Deus de julgar com misericórdia, por causa da mudança de propósito e ação dos seres humanos (ver Jr 18:8; 26:3; ver com. de Jl 2:13). CBASD, vol. 4, p. 541.

14 A terra do Egito. A terra do Egito parecia oferecer um local seguro e pacífico no qual habitar. Ele era o celeiro do Oriente, e suas colheitas abundantes forneciam um contraste agradável e muito desejável à condição de fome que o remanescente (o “resto”, v. 2) tinha experimentado por causa da invasão babilônica. A resposta do profeta evidenciou ao povo que fora inspirada por Deus. As secretas intenções, vontades ou esperanças do povo de ir ao Egito (ver v. 14-20), a despeito de sua professa disposição em seguir o conselho do Senhor, qualquer que fosse …, foram agora desvendadas por Deus nesta mensagem dada por meio de Jeremias. CBASD, vol. 4, p. 542.

16 Acontecerá, então. Uma vez mais, Jeremias alerta contra a procura do Egito como auxílio em lugar da submissão aos babilônios (ver Jr 2:36; 37:7-10). CBASD, vol. 4, p. 542.

20 Enganastes. O fervor da declarada intenção do povo em seguir a vontade de Deus era apenas uma simulação. Como Balaão, em tempos passados (ver com. de Nm 22:20), o povo esperava que o Senhor aprovasse o rumo que desejava buscar. Devemos vigiar sempre para não cometer o mesmo erro nas grandes decisões da vida. CBASD, vol. 4, p. 542.




%d blogueiros gostam disto: