Reavivados por Sua Palavra


Lamentações 2 by Jobson Santos
17 de setembro de 2017, 1:00
Filed under: Lamentações | Tags: ,

Comentário Devocional

Queremos culpar alguém quando coisas ruins acontecem conosco. Primeiro, nos perguntamos sobre o “porquê” e o “como” e então nos concentramos no “quem”. Lamentações 2 está lidando com o “quem”. O SENHOR “devorou” e “derrubou”, ele “cortou”e “consumiu” – pelo menos assim o compreendeu Jeremias (vs. 2, 3).

Séculos de idolatria, de declínio espiritual e negligência de compaixão pelos fracos e necessitados finalmente se encontraram com o julgamento divino. A queda de Jerusalém não se deveu a uma explosão de raiva de um deus irracional que necessitava ventilar a sua ira.

“Quem pode curar você?”, pergunta o autor de Lamentações (v. 13). Quem pode curar nossas dores e feridas quando agonizamos com nossa culpa e achamos que Deus está distante?

Lamentações 2 não oferece uma resposta clara – ainda não. Mas entendemos que Deus “fez o que Ele propôs” (v. 17). Seu braço não é curto demais; Ele não está distante, nem se irrita facilmente. Ele é o Criador, Sustentador e Salvador do universo. Ele está disposto a dar tudo por seus filhos. Suas promessas serão cumpridas – embora Ele possa demorar um pouco (Habacuque 2:3).

Gerald A. Klingbeil

Editor Associado das revistas: Adventist Review & Adventist World

 

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible//lam/2/ e https://www.revivalandreformation.org/?id=6731  
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/06/24/
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Lamentações 2 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/


LAMENTAÇÕES 2 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
17 de setembro de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria


LAMENTAÇÕES 2 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
17 de setembro de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

LAMENTAÇÕES 2 – Junto com o livro de Jó, o livro de Lamentações trata do sofrimento. Em Jó, o justo sofre. Em Lamentações, justos e injustos sofrem. Em ambas situações o sofrimento motiva a buscar explicações, induzindo indivíduos à reflexões profundas para alcançar conclusões positivas.

“O livro de Lamentações não contém apenas queixas. O autor percebe a importância de refletir sobre o próprio sofrimento e sobre a dor de seu povo. Ele busca – e encontra – as razões do sofrimento e do infortúnio. Portanto, o livro serve de modelo para meditação sobre o sofrimento ou durante um momento difícil, para que se possa entender a razão da dor no esquema das coisas e tomar a atitude correta, reconhecendo que o sofrimento não é o fim de tudo” (Issiaka Coulibaly).

R. K. Harrison nos dá os seguintes tópicos do segundo capítulo de Lamentações:

• Hostilidade de Deus para com Seu povo (vs. 1-9);
• Sofrimento pelo homem (vs. 10-13);
• Verdadeiros e falsos profetas (vs. 14-17);
• Uma chorosa oração a Deus (vs. 18-22).

Deixar de confiar em Deus para confiar em qualquer outra coisa, faz Deus evidenciar a insensatez desse tipo de confiança. O texto nos ensina, por meio dos erros de Israel, que de nada vale colocar a confiança em:

1. Líderes (v. 2);
2. Poderes (v. 5);
3. Palácios (v. 5);
4. Fortalezas (v. 5);
5. No templo (Igreja) e seus oficiantes (v. 6);
6. Nas festas religiosas (v. 6).

Confiar em tudo, exceto em Deus, significa preencher o próprio atestado de óbito. Nem mesmo rituais religiosos possuem algum tipo de valor desvinculado de íntimo relacionamento com o Soberano Senhor do Universo.

Não adianta criticar aqueles que erram. Jeremias percebe a situação de Israel e sem criticar chora ao ver os filhos de seu povo morrendo de fome. O profeta não ficou importunando os miseráveis sofredores, dizendo: “Eu avisei”, “não me quiseram ouvir”, etc. Pelo contrário, veja o que o profeta disse:

“Como poderei entender sua terrível condição, amada Jerusalém?
O que posso dizer para dar a você conforto, amada Sião?
Quem pode restaurar você? Esse rompimento está além da compreensão” (v. 13).

Só em Deus existe esperança. Só nEle há restauração. Ele é o único que pode reverter qualquer situação, inclusive as piores consequências do pecado! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



LAMENTAÇÕES 2, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
17 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“No furor da Sua ira, cortou toda a força de Israel; retirou a Sua destra de diante do inimigo; e ardeu contra Jacó, como labareda de fogo que tudo consome em redor” (v.3).


Uma das coisas que mais o mundo tem clamado é pela paz. Contudo, para que haja paz, antes de tudo, precisa haver justiça. E isto só é possível quando o homem observa as leis e estatutos que regulam uma determinada sociedade em prol do bem-estar individual e coletivo. A partir do momento em que há uma quebra nem que seja de um dos menores dispositivos legais, há uma ruptura com a justiça, e, consequentemente, com a paz.

Israel rompeu com a paz a partir do momento em que deixou de cumprir com a justiça. Como filhos do SENHOR, não fizeram o que é justo: “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo” (Efésios 6:1). E este mandamento também se aplica a nós com relação Àquele que chamamos de Pai. A ira de Deus é considerada pela maioria como tirania. Até os que dizem crer em Deus têm julgado Suas ações antigas como sendo demasiadamente severas e desprovidas de misericórdia. Mas esquecem que a justiça de Deus foi violada, e que a Suas misericórdias clamavam insistentemente através dos Seus profetas a um povo que se negava a ouvi-Lo.

No monte Carmelo, Elias provou diante de todo o povo quem é de fato o verdadeiro e único Deus: “porque o nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12:29). Aquele fogo que consumiu todo o holocausto, inclusive as pedras, poderia ter descido com ímpeto sobre aquele povo que precisava ver para crer. Afinal, o SENHOR ainda tinha sete mil joelhos que permaneciam fiéis diante de Sua presença (I Reis 19:18). Porém, o SENHOR poupou o Seu povo concedendo-lhe nova oportunidade.

Não adianta, amados, nos apegarmos ao fato de pertencermos a uma igreja e de participarmos de suas atividades litúrgicas. Israel continuava observando as leis cerimoniais, mas seu coração estava longe de Deus. E perante seus olhos viram a queda do lugar que o SENHOR rejeitou e detestou (v.7). Estamos prestes a testemunhar o tempo em que “não vigora a lei, nem recebem visão alguma do SENHOR os Seus profetas” (v.9). Tempo em que Deus enviará “fome sobre a Terra, não de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR. Andarão de mar a mar e do Norte até ao Oriente; correrão por toda parte, procurando a palavra do SENHOR, e não acharão” (Amós 8:11-12).

Queremos paz? Então, andemos na justiça enquanto há tempo! Pratiquemos o que é nosso DEVER: “De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque isto é dever de TODO HOMEM” (Eclesiastes 12:13). É tempo de consumirmos os nossos olhos de lágrimas clamando ao SENHOR uns pelos outros (v.11)! É tempo de derramarmos “como água o coração perante o SENHOR” e erguer “a Ele as mãos pela vida” de nossos filhos (v.19)! Está chegando o Dia da ira do Cordeiro em que Ele “julgará o Seu povo” (Hebreus 10:30), para que possa haver paz eterna. Com o coração dilacerado, Ele terá de ver aqueles do Seu carinho, os quais criou, sendo consumidos (v.22). Que você e eu façamos parte do pequeno grupo que, com perseverança e constante oração, permanecerá praticando a justiça até que do alto possamos ouvir: “Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu SENHOR” (Mateus 25:21).

Feliz semana, perseverantes em Cristo!

Desafio do dia: Não há vida de comunhão sem oração. Se você tem dificuldades para orar, experimente escrever. Adote um caderninho de oração e intensifique a sua comunhão com o Pai.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Lamentações2
#RPSP



LAMENTAÇÕES 2 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
17 de setembro de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria



%d blogueiros gostam disto: