Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 26 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
20 de agosto de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

1 Princípio do reinado. Em algum momento entre 609 a 610 a.C. Certamente, foi antes do primeiro cerco a Jerusalém por Nabucodonosor (ver com. de Dn 1:1), porque os babilônios não são mencionados no capítulo e Jeoaquim é ilustrado como estando favorável ao Egito. A mensagem do discurso do templo (Jr 7-10) é resumida brevemente neste capítulo. As reações do povo e dos líderes ao discurso e o resultado final de todo o incidente é registrado apenas aqui. CBASD, vol. 4, p. 488.

3 Bem pode ser. Isto é, “talvez”. Tão severa é a ameaça que se segue (ver v. 6), que é expressa com a esperança de que não tivesse que ser realizada. CBASD, vol. 4, p. 488.

7 Os sacerdotes, os profetas. Jeremias foi comissionado por Deus para alertar, de modo especial, ás duas ordens às quais ele pertencia, a primeira delas por nascimento (ver com. de Jr 1:1) e a última por eleição divina (ver com. de 1:5). Os falsos profetas eram especialmente hostis a Jeremias (23:9-40). CBASD, vol. 4, p. 488.

9 Por que profetizas … ? Afirmar que o templo, orgulho e glória dos israelitas (ver com. de Jr 7:4), sofreria o destino do antigo santuário de Siló era um pensamento tão insuportável que “todo o povo” se uniu contra o profeta [ver tb. acusação similar dirigida contra Jesus]. O povo colocou toda sua confiança numa estrita observância dos serviços religiosos externos do templo. CBASD, vol. 4, p. 488.

11 Réu de morte. Neste versículo, há um bom exemplo de iniciativa e método vicioso, tão característicos da Idade Média, que entregava pessoas falsamente acusadas de heresia e blasfêmia ao braço secular do estado, para castigo e morte. CBASD, vol. 4, p. 488 e 489.

13 Emendai os vossos caminhos. A defesa de Jeremias foi apenas a mensagem que Deus lhe deu. Se o povo de Deus reformasse seus caminhos, ainda poderia evitar a destruição que os ameaçava. CBASD, vol. 4, p. 489.

15 Sabei, porém, com certeza. O profeta não apela aos sacerdotes e profetas, de quem não esperava justiça, mas “a todos os príncipes e a todo o povo” (ver v. 12). Os príncipes [da linhagem real], especialmente, foram os que hesitaram em derramar sangue inocente de alguém que falava não de si mesmo, mas de Deus. CBASD, vol. 4, p. 489.

18 Miqueias. Idêntico ao autor do livro de Miqueias (ver Mq 1:1; p. 8, 9). CBASD, vol. 4, p. 489.

20 Urias. Este incidente foi registrado, possivelmente, para mostrar que a experiência de Jeremias não era única. CBASD, vol. 4, p. 489.

21 Para o Egito. A região ao longo do Nilo era, frequentemente, um asilo para refugiados da Judeia. CBASD, vol. 4, p. 489.

22 Elnatã. Possivelmente, o sogro do rei *ver 2Rs 24:8). Elnatã era um dos príncipes favoráveis a Jeremias (Jr 36:12). CBASD, vol. 4, p. 489.

Ao Egito. Os tratados antigos continham uma cláusula em que ambas as partes prometiam fazer regressar os prisioneiros políticos a seu país de origem. CBASD, vol. 4, p. 489.

23 Tiraram a Urias. Urias foi tratado vergonhosamente. A “seu cadáver” foi negado o enterro com seus pais, e foi “lançado … em sepulturas do povo comum”, no vale do Cedrom [entre os montes do templo e das Oliveiras]. Mais tarde, o rei que cometeu essa desonra foi “sepultado como se sepulta um jumento”, sem as honras fúnebres costumeiras e sem lamentação (Jr 22:18, 19). CBASD, vol. 4, p. 489, 490.

24 Aicão. O pai de Aicão, possivelmente, foi Safã, um escriba bem conhecido na reforma de Josias, aquele superintendeu a restauração do templo (2Rs 22:3, 8-14; 2Cr 34:8, 14-21). … Foi com um filho de Aicão, Gedalias (ver Jr 40:6), “governador sobre as cidades de Judá”, que Jeremias encontrou refúgio depois que Nabucodonor conquistou a Judeia (Jr 40:5, 6). CBASD, vol. 4, p. 490.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: