Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 12, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
6 de agosto de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Plantaste-os, e eles deitaram raízes; crescem, dão fruto; têm-Te nos lábios, mas longe do coração” (v. 2).


Um dos maiores desafios na vida do cristão é a perseverança. Não foi sem razão que Cristo afirmou: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo” (Mateus 24:13). O caminho da salvação requer uma fé confiante que prevaleça ainda que tudo ao redor pareça desmoronar.

Jeremias dirige a sua primeira queixa ao SENHOR. Inconformado com a prosperidade dos ímpios, reclamou a justiça divina. A vida tranquila dos perversos era um contraste com a sua, que procurava viver segundo a vontade de Deus. Enquanto o povo prosseguia em sua falsa adoração e em seus negócios prósperos, o profeta era perseguido até pela própria família (v. 6). Com “sede” de justiça, Jeremias expõe perante o SENHOR o seu coração e num impulso de angústia, pede castigo para os perversos de seu povo.

As vicissitudes da vida costumam nos fazer questionar muitas coisas. E ao contemplarmos as injustiças deste mundo, corremos o risco de questionar o próprio Deus. O salmista Asafe também fez o mesmo questionamento, quando disse: “Pois eu invejava os arrogantes, ao ver a prosperidade dos perversos. Para eles não há preocupações, o seu corpo é sadio e nédio. Não partilham das canseiras dos mortais, nem são afligidos como os outros homens” (Salmo 73:3-5). Mas a sua conclusão é a resposta chave da questão: “Em só refletir para compreender isso, achei mui pesada tarefa para mim; até que entrei no santuário de Deus e atinei com o fim deles” (Salmo 73:16-17). Asafe entendeu que A CONCLUSÃO É A RESPOSTA!

Confiança é a mola propulsora da perseverança. Por mais que os filhos de Deus sejam perseguidos e tenham que passar por muitas provações aqui, o fim que lhes aguarda é a salvação. Já os ímpios,“o fim deles” será a morte eterna. A prosperidade dos perversos tem prazo de validade. O salmista já havia compreendido a mensagem do santuário como uma ilustração do plano da redenção, e da justiça de Deus. Jesus, nosso Sumo Sacerdote, hoje está no santuário celeste tanto intercedendo por cada ser humano que já pisou nesta terra, quanto decidindo o caso de cada um (Hebreus 8:1-2).

A resposta do SENHOR a Jeremias foi de advertência, mas também de amor. Piores coisas estavam por vir, e se em terra de paz ele já estava tão aflito, como conseguiria resistir quando a paz não mais existisse? Estamos, como Jeremias, em provisório “tempo de paz”. A confiança que Jeremias deveria ter, muito mais precisaremos quando os quatro ventos desta terra forem soltos (Ap. 7:1). Este é o tempo que temos à nossa disposição para que, como Asafe, nos apeguemos firmemente à promessa do SENHOR e mantenhamos os nossos olhos fixos no santuário de Deus. É no lugar Santíssimo (Ap. 11:19) que está a nossa esperança e a nossa salvação, “tão certo como vive o SENHOR” (v. 16)!

Bom dia, justificados por Cristo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias12
#RPSP

Deixe seu comentário:


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Bom dia! Todos os dias pela manhã, leio seu comentário sobre o livro q estou lendo, hoje estou no cap. 12 de Jeremias, gosto mais dos seus comentários, fico triste quando procuro e não o encontro, talvez p causa do horário, acostumo estudar a biblia muito cedo, dependendo da agenda do dia. Parabéns, tem me ajudado muito na compreensão dos textos estudados.

Comentário por Maria José Barbosa




Deixe uma resposta para Maria José Barbosa Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: