Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 7, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de agosto de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Não confieis em palavra falsas, dizendo: Templo do SENHOR, templo do SENHOR é este” (v. 4).


Você já ouviu a frase: “Placa de igreja não salva ninguém”? Pois é, ela está certa. Não salva mesmo. Porém, pode indicar o caminho. Eu explico: É como no trânsito. Quando estamos em uma estrada, as placas que indicam a velocidade máxima, as curvas sinuosas ou a possibilidade de haver animais na estrada não podem nos livrar de acidentes, mas podem nos indicar a forma mais segura de trafegar pelo caminho a fim de evitá-los.

O templo de Jerusalém era o orgulho da nação judaica. Sua magnífica estrutura denotava imponência e enchia o coração do povo de uma falsa segurança. Eles haviam perdido o foco. O templo indicava a salvação, ele não era a salvação. Trocaram o SENHOR do templo pelo “templo do SENHOR”. E esta é uma das trocas mais perigosas que existe.

Após censurar energicamente os escribas e os fariseus, “tendo Jesus saído do templo” (Mateus 24:1), Seus discípulos se aproximaram para mostrar-Lhe não somente a beleza do templo visto de fora, mas também mostrar-Lhe que ainda não haviam compreendido o que Ele acabara de declarar aos líderes judeus.  Deslumbrados com as construções do templo receberam um verdadeiro “balde de água fria” com a resposta de Jesus: “Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada” (Mateus 24:2).

Atualmente, um dos templos mais simbólicos do Iraque, a Mesquita Al Nuri em Mossul, foi destruída, como alvo dos ataques do Estado Islâmico. Uma recente ilustração do que Jesus disse aos discípulos. Quando depositamos a nossa confiança no fato de fazermos parte de uma igreja e em participarmos ativamente de seus “rituais”, pensando: “Estamos salvos” (v. 10), na verdade estamos direcionando a nossa adoração para a igreja e não para o SENHOR da igreja.

“Que é isso” (v. 9) que acontece? Entrar em um lugar onde deveria reinar a verdadeira adoração, o amor e a união e transformá-lo num covil de serpentes (Mateus 23:33) que não se preocupam com a presença de Deus nem tampouco uns com os outros é, no mínimo, incoerente. Porque a vida de Jesus e Suas palavras incomodaram tanto os judeus? Porque Ele não veio com a missão de adulá-los, mas de salvá-los. E a maior barreira que impede a ação do Espírito Santo na vida de alguém não é apenas uma vida de pecados declarados, mas uma vida de pecados não confessados. Acredite: quem está fora da igreja e admite estar errado está em melhor condição do que o “crente” que está dentro da igreja com pecados acariciados.

O SENHOR não foi insensível ao dizer ao profeta para não interceder pelo povo (v. 16), nem tampouco estava desmerecendo a importância da oração intercessora. Ele estava apenas revelando por Sua onisciência, a dureza do coração dos filhos de Judá.  Enquanto continuassem confiando “em palavras falsas” (v. 8), ao invés de confiar na palavra do SENHOR por intermédio do Seu profeta, continuariam a transgredir a Sua lei “tranquilamente” sem sentir nenhum arrependimento por isso.

Hoje, corremos o perigo de cair na mesma cilada maligna, vivendo uma religião de “faz de conta”, hipócrita e negando o chamado de Deus de andar “em todo o caminho” que Ele nos ordena para o nosso próprio bem (v. 23). Oh, amados, é hora de despertarmos do “vale encantado” da sonolência e clamarmos pelo poder do Espírito Santo! O SENHOR não deixou a Sua casa como um lugar de exposição de falsa piedade, mas como um centro de recuperação de pecadores. “Começando de madrugada” (v. 13) Ele nos fala e nos chama. Se nós O ouvirmos e atendermos ao Seu chamado, certamente não seremos “igrejeiros”, mas voluntários na obra de salvar vidas!

Bom dia, igreja do Deus vivo!

Desafio do dia: Seja a igreja do SENHOR. Ore pedindo ao Espírito Santo que lhe conduza na melhor forma de servir a Deus e aos seus semelhantes.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias7
#RPSP

 


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: