Reavivados por Sua Palavra


ESTER 8 by jquimelli
17 de setembro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Ester e Mordecai não podiam revogar o maligno decreto de Hamã. Eles devem agora escrever um novo decreto que anule os efeitos do original. Nos versos 3 e 5 somos novamente lembrados de ascendência de Hamã e da luta antiga entre os judeus e os amalequitas. Deus ordenou a Saul que destruísse os amalequitas, mas ele se recusou. Mordecai e Ester não haviam iniciado nem a guerra do passado nem a do presente, mas precisavam defender seu povo. Assim, seu novo decreto estabeleceu claramente que os judeus tinham o direito de se reunir para se defender e proteger suas vidas. Se atacados, poderiam revidar. O decreto foi traduzido, transcrito e distribuído rapidamente por todo o país pelos cavalos do correio real.

Agora, os judeus receberam luz e alegria. A luz substituiu a escuridão, a alegria substituiu o medo, a esperança substituiu o desespero e, mais significativamente, Deus devolveu a honra de volta ao Seu povo.

Curiosamente, a grande maioria da população mudou de atitude em relação aos judeus e muitos se tornaram judeus. Uma boa parte, certamente, motivada pelo medo e pensamentos de auto-preservação. Mas talvez algumas das conversões foram genuínas e levaram a mudanças do coração e, assim, almas foram salvas no processo. Só Deus pode transformar uma vida de vergonha para uma vida de honra. Ele é o único lugar seguro no meio de uma guerra.

 

Jean Boonstra
Voz da Profecia

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/est/8/ e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/est/8/
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/06/24/
Tradução Jeferson Quimelli/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: Ester 8
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/53 e https://credeemseusprofetas.org/



ESTER 8 – Comentários Selecionados by jquimelli
17 de setembro de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

1-7 Enquanto não devamos esperar recompensas terrenas por sermos fiéis a Deus, elas virão. Ester e Mordecai foram fiéis ao ponto de arriscarem suas vidas para salvar outros. Quando eles estavam a ponto de desistir de tudo, Deus deu lhes deu uma recompensa ao seu total comprometimento (Life Application Study Bible).

6 prudentemente. Ester deixa de frisar a responsabilidade do rei por ter assinado o decreto, mas acentua que o povo por ele condenado se encontra espalhado por todas as províncias do império, dando a entender que o próprio rei seria prejudicado se o decreto fosse levado a efeito (Bíblia Shedd).

9 Este é o maior versículo da Bíblia e contém 43 palavras ou 192 letras (CBASD, vol. 3, p. 540).

Terceiro mês, mês de sivã. Maio/junho. Ainda faltavam nove meses para a data marcada para a destruição dos judeus, adar (fevereiro/março) (Bíblia Shedd).

9-16 O decreto de Mordecai foi escrito exatamente 70 dias após o decreto de Hamã em 3.:12. Os leitores judeus familiarizados com o contexto histórico mais amplo do exílio imediatamente ligariam isto aos 70 anos do exílio (Jer 25.:11-12; 29:10; Dan 9:2). O decreto usa terminologia similar a 3:12-15, mas inverte aqueles que podem agir. Isto é feito para destacar a completa reversão e cancelamento do decreto de Hamã (Andrews Study Bible).

10 ginetes criados na coudelaria do rei (ARA). “Cavalos velozes, das estrebarias do próprio rei” (NVI).

A rapidez com que foi transmitido o decreto é de dar vergonha à igreja de Deus que foi encarregada do evangelho da salvação. Já se passaram mais de 1900 anos e, ainda, há imensas multidões que nunca ouviram falar do nome de Cristo nem do amor de Deus (Comentário Bíblico Devocional VT, FBMeyer).

15-17 Em vez de vestir roupas de saco e cinzas (4:1), Mordecai agora está vestido de glória e honra. Note que a cidade de Susã, que ficou perplexa com o decreto original (3:15), agora se regozija e está feliz (8:15), refletindo o estado de espírito dos habitantes judeus (Andrews Study Bible).

17 se fizeram judeus. Uma das poucas alusões bíblicas à conversão dos povos ao judaísmo, situação já prevista por Isaías (Is 56.6-8) (Bíblia Shedd).

15-17 Todos querem ser heróis e receber honra, louvor e riqueza. Mas poucos estão dispostos a pagar o preço. Mordecai serviu o governo fielmente por anos, sofreu o ódio e opressão de Hamã e arriscou sua vida pelo povo. O preço a pagar pelos heróis de Deus é o compromisso a longo prazo. Você está pronto e desejoso para pagar o preço? (Life Application Study Bible).



ESTER 8 – COMENTARIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
17 de setembro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

ESTER 8 – Deus usa quem Ele quiser. Ele sabe quem está disponível. Estar disposto a cumprir Seu propósito, é isso que importa. Ele vai preparar-nos para o que precisar a fim de realizar uma obra especial aqui na Terra.

Muitos enxergam Ester como uma mulher perfeita, uma rainha quase deusa. Se negligenciarmos o todo de sua história, defenderemos o que queremos, não o que Deus revelou. Veja esta revelação neotestamentária:

“Não há ninguém vivendo como deve, nem um sequer;
Ninguém entende, ninguém presta atenção em Deus.
Todos eles erraram o caminho;
Todos estão vagueando sem rumo.
Ninguém está vivendo de maneira correta,
E não creio que há quem o consiga
[…]
São eternos concorrentes ao prêmio de ‘pecador do ano’
E emporcalham a terra com sofrimento e ruína…” (Romanos 3:10-18).

A totalidade do livro de Ester mostra-nos Deus tomando um povo derrotado/sofredor e transformando-o em vencedor; pessoas improváveis, em instrumento de Sua graça.

Observe outros instrumentos de Deus: “Adão falhou no primeiro teste, Noé ficou bêbado, Abraão expôs a esposa em perigo para salvar a própria pele, Jacó era um enganador, Moisés matou um homem achando que era por uma boa causa, Gideão era medroso, Davi era adúltero, Sansão tinha problemas de lascívia e pavio curto, Salomão casou-se com mulheres idólatras, Elias era depressivo, Jonas fugiu da missão, Tiago e João disputavam a melhor posição no reino, Pedro negou a Jesus, Paulo era perseguidor dos cristãos” (Marcos de Benedicto).

Assim como estes, Ester e nem Mordecai eram perfeitos. Porém, onde abundou o pecado superabundou a graça. Se olharmos somente a graça divina em Ester, perderemos seu verdadeiro valor, não extrairemos aplicações corretas nem seremos fieis à revelação.

• Apesar de ter omitido sua origem, a providência fez com que Ester assumisse ser judia: Deus graciosamente agiu e fez uma reviravolta em sua vida e na vida de seu povo (vs. 1-17).
• Apesar do início imoral nos primeiros capítulos, Deus agiu de forma sobrenatural para revelar Sua existência quando Seu povo não testemunhara como deveria. Por causa do que Deus fez através de instrumentos imperfeitos, muitos estrangeiros temeram e converteram-se ao judaísmo (v. 17).

Nenhum instrumento de Deus foi perfeito! Não importa quem você foi/é, Deus quer te preparar para te usar! Somente esteja disponível!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ESTER 8 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
17 de setembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Para os judeus houve felicidade, alegria, regozijo e honra” (v. 16).

Aquele terrível decreto de morte não poderia ser revogado. Apesar de Hamã não ser mais uma ameaça, ficaram as consequências de suas más ações aterrorizando o coração dos judeus. O peso de tal terror caiu por sobre Ester que a essa altura já não temia mais pela própria vida, mas pela vida de seu povo. Novamente ela entra na presença do rei, só que desta vez foi diferente. Ester joga-se aos pés do rei, entre lágrimas, implorando pela revogação da maldade de Hamã. O cetro real é estendido e, erguendo-se, a rainha intercede por todos os judeus. Seu pedido foi atendido em forma de outro decreto. Aquele que causou terror foi esmagado pelo que causou “felicidade, alegria, regozijo e honra” (v. 16). No duelo entre o decreto de morte versus o decreto da vitória, o ditado popular encontrou o seu quinhão: “Quem ri por último, ri melhor”. No caso dos judeus, a alegria ultrapassou o riso quando perceberam que no lugar do perverso estava aquele que por sua fé foi usado por Deus para salvar os Seus filhos. Mordecai não exibiu novos trajes e posição, mas o poder de Deus em sua vida. A sua aparição diante dos judeus com vestes de um príncipe não foi para exaltação própria, mas como mais uma confirmação de que Deus estava com eles e não lhes faltaria.

Para cada má ação praticada contra os filhos de Deus, há mil bênçãos que os aguardam mais a frente. Enquanto o inimigo prepara a estratégia para acabar com a sua vida, Deus usa mensageiros que saem “incontinenti, impelidos pela ordem” (v. 14) do Rei dos reis e SENHOR dos senhores para proclamar a mensagem da salvação. O pecado estabeleceu um decreto de morte que tem aterrorizado a humanidade desde a queda de nossos primeiros pais. Mas a morte que nos trouxe vida, nos garantiu que este edito mortal em breve chegará ao fim. Os judeus precisaram preparar-se para aquele dia de livramento (v. 13). Assim também precisamos nos preparar para o Dia de nosso grande e eterno livramento. Os judeus foram espetáculo para o mundo dominado pela Pérsia, e pelo testemunho deles, “muitos, dos povos da terra, se fizeram judeus” (v. 17). Assim, nós devemos ser testemunhas de Cristo (Atos 1:8), de palavra e de fato proclamando a todos os povos, línguas, tribos e nações: “Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo; e adorai Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14:7).

Enquanto estivermos neste mundo, muitos “Hamãs” ainda nos farão sofrer. Mas se escolhermos confiar nAquele que é “o caminho, e a verdade e a vida” (João 14:6), como fizeram Ester e Mordecai, nossa história hoje regada com lágrimas, será eternizada com “felicidade, alegria, regozijo e honra” (v. 16). Se hoje nos lançarmos aos pés de Cristo implorando que Ele, por Seus méritos, revogue o salário do pecado em nossa vida, só um pouquinho mais e estaremos diante dEle em pé, recebendo a recompensa que Ele mesmo conquistou para cada um de nós. Creia e viva o que crê, eis o “edito” que devemos publicar “incontinenti” (v. 14) a todos os povos da terra!

Bom dia, “correios” (v. 14) do Rei dos reis!

Desafio do dia: Leve a sua doação do desafio de ontem à igreja ou a um abrigo ou família que dela necessite. Seja um correio do amor de Cristo!

*Leiam #Ester8

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: