Reavivados por Sua Palavra


NEEMIAS 6 by jquimelli
2 de setembro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional: 

“Estou realizando um grande projeto e não posso descer; por que eu deveria parar o trabalho, para ir falar com você aí embaixo?” Foi a resposta de Neemias àqueles que estavam determinados a perturbar o andamento do trabalho. Concentração no trabalho de Deus exige resposta firme em se recusar a ser dissuadido de fazer a vontade de Deus.

Quando o inimigo fracassa com um método de ataque, ele muda para outros métodos mais sofisticados, todos destinados a enfraquecer aqueles que servem fielmente a Deus. Tobias, Gesém e Sambalate criaram relatórios falsos; contrataram homens para enfraquecer a mão de Neemias; enviaram cartas para intimidar Neemias. Em suma, empregaram todos os meios para enfraquecer a mão de Neemias. Mesmo a profetisa Noadia e outros falsos profetas queriam que Neemias se amedrontasse. Mas Deus dará a seus filhos sabedoria para discernir essas ciladas e responder apropriadamente.

A obra que Deus colocou no coração de Neemias foi finalmente concluída em 52 dias. Ela foi concluída com o auxílio de Deus, quando Neemias e o povo se mantiveram focados em fazer a obra de Deus.

“Querido Deus, ajuda-nos a discernir as ciladas do inimigo e nos dê coragem para seguir em frente com o Seu trabalho.”

 

Pardon Mwanza
Vice Reitor da Universidade Rusangu, Zambia
Ex Vice-Presidente Geral Da Conferência Geral da IASD

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/neh/6/ e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/neh/6/
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/06/09/
Tradução Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Neemias 6
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/49-50 e https://credeemseusprofetas.org/



NEEMIAS 6 – COMENTÁRIO SELECIONADOS by jquimelli
2 de setembro de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

1 não tinha posto. Cronologicamente, os caps. 4 a 6 são paralelos ao cap. 3 e relatam eventos ocorridos enquanto o muro era edificado. Colocar as portas, naturalmente, seria a última etapa (CBASD-Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 3, p. 459).

5 uma carta aberta. Enviar uma carta aberta [sem o selo] acusando um funcionário da coroa persa não apenas violava as leis da cortesia, mas era extremamente ofensivo. Uma “carta aberta” é um convite a que todos leiam, e o objetivo de enviá-la sem selar deve ter sido criar alarde entre os judeus e incitá-los contra Neemias (CBASD, vol. 3, p. 459).

6 Os reis persas não toleravam as reivindicações de pretendentes ao trono, […] No período do NT, o imperador romano também procurava ficar atento a quaisquer reivindicações desautorizadas à realeza (Jo 19.12; cf Mt 2.1-13) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

9 Quando a oposição se agiganta contra você ou o trabalho de Deus, é tentador dizer: “Senhor, tire-me desta situação”. Mas Neemias orou: “fortaleça minhas mãos”. Ele mostrou tremenda determinação e caráter ao permanecer firme em sua responsabilidade. Quando oramos por força, Deus sempre responde (Life Application Study Bible).

10 Semaías. Como Semaías tinha acesso ao templo, é possível que fosse sacerdote. Era sem dúvida amigo de Tobias (cf v. 12) e, portanto, inimigo de Neemias (Bíblia de Estudo NVI Vida).

Semaías advertiu a Neemias que ele estava em perigo e o disse que ele se escondesse no templo. Neemias sabiamente testou a mensagem, expondo-a como mais um truque do inimigo. Pessoas podem fazer mal uso do nome de Deus ao dizer que sabem a vontade de Deus quando eles tem outros motivos. Examine se as mensagens dos auto proclamados mensageiros de Deus são consistentes com o que é revelado na Palavra de Deus (Life Application Study Bible).

Não pode haver inspiração divina numa profecia que nos convida a ser fracos na fé (Bíblia Shedd).

que estava encerrado. NKJV: “informante secreto” (Andrews Study Bible).

11 para que viva? Literalmente, “e viva” (ARC). Possivelmente Neemias tinha em mente a ordem de Números 18:7: “O estranho que se aproximar morrerá” (CBASD, vol. 3, p. 460).

15 Ele disseram que não poderia ser feito. O trabalho era muito grande e as dificuldades, enormes. Mas os homens e mulheres de Deus, reunidos para tarefas especiais podem resolver enormes problemas e realizar grande objetivos. Não deixe que o tamanho de uma tarefa ou a sua duração para completá-la o impeçam de fazê-la. Com a ajuda de Deus ela poderá ser feita (Life Application Study Bible).

16 Decaíram muito no seu próprio conceito. NVI: “com orgulho ferido”. Sentiram-se derrotados (Bíblia Shedd).

A finalização do muro num período tão curto foi tão incrível para os inimigos dos judeus que eles a consideraram um milagre (CBASD, vol. 3, p. 460).

Obra. O termo é o mesmo utilizado em Gn 2:2-3, aonde ele se refere a toda criação. É também usado em Êx 40:33, marcando a completa construção do santuário. Na mente do autor bíblico “esta obra” não era o resultado do esforço humano, mas – similar à criação – obra de Deus (Andrews Study Bible).

17,18 Tobias tinha parentesco com uma família influente de Judá, visto que seu filho Joaná era casado com a filha de Mesulão, que ajudava a reparar os muros de Jerusalém (3.4,30) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

17 muitas cartas. Neste verso é lançada mais luz sobre as desesperadas tentativas de Tobias em arruinar Neemias e fazer com que a obra parasse; e da deslealdade de certos homens da nobreza, já sugerida no cap. 3:5. Uma vigorosa comunicação foi desenvolvida entre Tobias e esses nobres, com o objetivo de atemorizar Neemias (v. 19). Esse tipo de correspondência não passou desapercebido a Neemias porque a maioria era leal a ele. Além disso, pode ser que não tenham feitas tentativas para manter isso em segredo (CBASD, vol. 3, p. 462).

18 Por meio de laços de casamento com duas famílias judaicas, Tobias fez amigos “ajuramentados” entre a nobreza, que utilizavam sua influência para implementar as políticas dele (CBASD, vol. 3, p. 462).



NEEMIAS 6 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
2 de setembro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

NEEMIAS 6 – Alguém um dia me disse: “Quando a carroça passa, os cachorros ladram”. Enquanto o trabalhador não passa com a carroça, os cachorros ficam quietos. Isso se aplica na vida, se você não fizer nada, ninguém falará nada; quando fizer, prepare-se para qualquer coisa: crítica, calúnia, oposição, desprezo, etc.

Neemias, fazendo corretamente seu trabalho, foi incomodado por pessoas que usaram estratégias engenhosas para destruí-lo.

“O esquema número 1 pode ser descrito como política amistosa. Sambalate e Gésem fizeram um convite cortês, e até melífluo, a Neemias, para que comparecesse a uma conferência do alto escalão, em território neutro […]. O aparente reconhecimento do sucesso de Neemias foi lisonjeiro; o convite a arranjar um meio de conviver soava cativante e vantajoso. Lisonja e vantagem imaginária tem sido sempre uma potente combinação para virar a cabeça das pessoas. Em negócios e em política, pessoas imprudentes têm tido os seus julgamentos alterados por essa artimanha o tempo todo. A cabeça de Neemias, porém, não foi virada, como o demonstra a sua réplica ao convite” (J. I. Packer).

Pessoas derrotadas querem que os outros sejam como elas. Geralmente quem perde faz jogo sujo com quem ganha.

Após as tentativas frustradas no início do capítulo (vs. 1-4), os inimigos de Neemias não desistiram: Atacaram sem dó e piedade, sem escrúpulos!

1. Neemias se depara com uma mentira caluniosa (v. 6). Um dos melhores líderes políticos da história é confrontado com palavras de acusação de algo que ele não fez: Rebelião contra o império persa. Cristo enfrentou a mesma acusação (Lucas 23:1-5).

2. Neemias se depara com uma ameaça cruel (v. 7). Um bom político foi ameaçado diante de um império por coisas que ele nunca fez. Neste mundo de injustiça, essa é a dura e triste realidade.

3. Neemias reage sabiamente diante das chantagens, calúnias e ameaças deixando-nos um poderoso exemplo de um líder equilibrado: Há sabedoria em…

• …firmar-se na integridade. Quem não deve não teme (v. 8).
• …desmascarar o acusador. Quem acusa um justo inventa mentiras (v. 8).
• …orar por poder e forças de Deus. Orar é a melhor forma de vencer (vs. 9-14).
• …terminar que está fazendo. Confiar em Deus é o segredo do sucesso (vs. 15-19).

Nestes dias precisamos de mais Neemias! Torne-se como ele! – Heber Toth Armí.



NEEMIAS 6 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
2 de setembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Vem, encontremo-nos… Porém intentavam fazer-me mal” (v. 2).

A obra que os inimigos julgavam impossível de ser realizada foi terminada, de forma que “não havia brecha nenhuma” (v. 1) nos muros. Como Sambalate não alcançou sucesso em sua empreitada do mal por meio de ameaças, mudou a sua estratégia propondo um encontro “pacífico” entre ele, seus comparsas e Neemias. Só que Neemias, amados, era um homem de quê, lembram? Era um homem de ORAÇÃO. E a oração o fortalecia e o precavia das ciladas que o estavam preparando. Deus havia colocado em seu coração qual era a verdadeira intenção daqueles homens maléficos: “Porém intentavam fazer-me mal” (v. 2). E por mais quatro vezes Sambalate insistiu em chamar Neemias, até que na quinta vez lhe enviou uma carta com uma acusação mentirosa. Qual foi a atitude de Neemias? De ir ao seu encontro e tirar tudo a limpo? Não, meus irmãos. Ele mandou outro recado aquele ímpio: “De tudo o que dizes coisa nenhuma sucedeu; tu, do teu coração, é que o inventas” (v. 8). Mas, achando pouco, ainda subornou alguns de Judá para profetizarem contra Neemias e fazê-lo cometer pecado para que pudessem infamá-lo e, por fim, tirarem-lhe a vida. Só que, repito, Neemias era um homem de quê? Era um homem de ORAÇÃO. Então, ele percebeu “que não era de Deus quem o enviara” (v. 12).Lembram da oração de Neemias ontem: “Lembra-te de mim, ó meu Deus”? Hoje ele pede que Deus se lembre, não mais dele, mas daqueles que o perseguem: “Lembra-te, meu Deus, de Tobias e de Sambalate, no tocante a estas suas obras” (v. 14). Opa! Meus amados, eu mesma não iria querer ter o meu nome em uma oração destas, se o meu coração estivesse endurecido. Porque “muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo” (Tiago 5:16). Pedir que Deus lembre-Se de nós quando somos fiéis servos dEle é uma coisa. Mas a oração de um justo para que seja feita justiça na vida dos que lhe perseguem tem um mesmo resultado, porém, pode redundar em dois finais: um desastroso ou um feliz. O que plantamos, iremos colher, isto é inevitável. Há, contudo, uma escolha a se fazer: tornar a colheita um instrumento de destruição, ou um instrumento de aprendizado para a salvação. Neemias escolheu ser um homem de Deus e ninguém o enganou com palavras vãs. Ele escolheu não ser participante com eles, pois eram filhos da desobediência (Efésios 5:6-7). E como ele conseguia enxergar isso? Porque quem anda com Deus reconhece o que vem de Deus e o que não vem.

Percebemos que de todos os inimigos, dois se destacaram: Tobias e Sambalate. Estes lideravam a “panela” da discórdia. E a última de Tobias foi fingir ser um “bom samaritano”. Ele fazia boas obras e fazia de tudo para que todos pudessem ver e chegassem as “boas notícias” aos ouvidos de Neemias. E agora? Será que Neemias se deixou levar pelo “bonzinho” Tobias? Verso 19, amados: “Também das suas boas ações falavam na minha presença, e as minhas palavras lhe levavam a ele”. Tobias poderia enganar quem fosse, mas a Neemias não. Em nenhum momento este servo de Deus intentou o mal contra os seus inimigos, mas os entregou nas mãos do SENHOR, pois somente ao SENHOR “pertence a vingança” (Romanos 12:19). Neemias confiou que Deus cuidaria deles da forma que Lhe fosse mais justa e se ocupou em fazer a vontade de Deus. E os inimigos poderiam se irar, intentar o mal, porém, no final das contas, até eles tiveram que reconhecer que foi por intervenção de Deus que a obra foi concluída (v. 16).

De coração para coração, amados do SENHOR: Quando tomamos a firme decisão de andar nas pegadas de Jesus, podem vir inimigos dos quatro cantos desta Terra, eles não alcançarão êxito. Sabem por quê? Porque a obra não é nossa, é do SENHOR. Não é porque somos melhores do que eles, mas porque nossas escolhas foram diferentes. Enquanto eles escolheram endurecer o coração, nós (pela graça de Deus!) abrimos o nosso coração para que Jesus entrasse e ceasse conosco (Apocalipse 3:20). A minha oração é que não estejamos de modo algum sendo Tobias ou Sambalates modernos, mas Neemias atuais. E se por um acaso você estiver do lado errado, pelo amor que Cristo tem por você meu irmão ou minha irmã, ainda há tempo de abrir o seu coração para que Ele faça uma cirurgia espiritual: “tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne” (Ezequiel 11:19). As boas obras não são aquelas que aparecem, mas a que Deus deseja fazer no seu interior. Entregue-se a Jesus e Ele fará de você a mais linda obra!

Bom dia, Neemias atuais!

Desafio do dia: em uma folha de papel em branco desenhe no centro um coração. Escreva dentro dele: JESUS, O DONO DO MEU CORAÇÃO! E fora dele escreva tudo o que você precisa abandonar. Dobre o papel e guarde em um lugar em que você possa orar todos os dias. O SENHOR lhe desafia a abrir este papel no final do ano e perceber quantas mudanças Ele operou em sua vida.

*Leiam #Neemias6

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: