Reavivados por Sua Palavra


SALMOS – INTRODUÇÃO by jquimelli
31 de outubro de 2016, 21:37
Filed under: Sem categoria

O Livro dos Salmos é o livro mais lido da Bíblia. Salmos são poemas com música que eram cantados durante o culto no templo ou nas festividades religiosas de Israel.

Os Salmos lidam com as emoções humanas, por isso são tão apreciados. Os outros livros da Bíblia focalizam as ações, os Salmos focalizam com os sentimentos, algo que envolve a todos nós. Os seus 150 capítulos expressam praticamente todas as emoções humanas.

Emoções de amor, alegria, tristeza, desespero, angústia, depressão, raiva, vingança, desespero, humildade e vitória, só para citar algumas, são abordadas no Livro de Salmos. Os compositores das letras e das músicas fizeram no passado exatamente o que os compositores de hoje fazem, transmitir a emoção por meio da letra, dos intrumentos e do canto.

Expressões verbais de louvor e ação de graças a Deus são encontrados em quase todos os Salmos. O louvor é algo eminentemente emocional.

A escrita do livro de Salmos se estendeu por aproximadamente 1.000 anos. Davi escreveu a maioria dos Salmos, mas ele não foi o único autor. Outros compositores foram Asafe, Hemã, Salomão, Moisés e Etã. Doze Salmos foram escrito pelos filhos de Coré. Os filhos de Coré eram os cantores do templo. 61 dos Salmos são anônimos.

O Livro dos Salmos é dividido em cinco hinários, mantendo assim uma correlação com a Torá, os cinco primeiros livros da Bíblia. Veja a seguir a distribuição dos Salmos por estes hinários:
Livro I – Salmos 1-41     [Gênesis]

Livro II – Salmos 42-72    [~Exodo]

Livro III – Salmos 73-89    [Levítico]

Livro IV – Salmos 90-106    [Números]

Livro V – Salmos 107-150    [Deuteronômio]

A maioria dos Salmos possui um título ou cabeçalho, o qual indica aos leitores um pouco acerca da pessoa que compos aquele Salmo em particular, em que ocasião deveria ser cantado e por quem.

Uma palavra que ocorre várias vezes ao longo do livro de Salmos é a palavra “Selah”. Esta palavra indica duas coisas: Para os que estavam cantando o Salmo, indica que deveriam fazer uma pausa na música. E para o leitor indica a hora de parar e pensar com calma sobre as palavras e o que elas significam.

Como Cristãos somos encorajados a utilizar os Salmos:

“Deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor” (Efésios 5:18-19, NVI).

Georgia Lund

Fonte: http://voices.yahoo.com/book-psalms-introduction-history-2281244.html



JUNTE-SE A NÓS, AMANHÃ, NOS SALMOS! by jquimelli
31 de outubro de 2016, 13:00
Filed under: Sem categoria

Amanhã começaremos a ler o livro dos Salmos.

Junte-se a nós enquanto lemos estes preciosos poemas, canções e orações de homens movidos por Deus.

Convide seus amigos para participar conosco!



JÓ 42 by jquimelli
31 de outubro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

No capítulo 42 Jó sente-se confiante de que Deus está do seu lado, trabalhando a seu favor.

O Senhor volta a sua atenção para os amigos de Jó e diz que eles não falaram corretamente, como Jó havia feito (v. 7). A solução para os amigos de Jó é o arrependimento e uma oferta de fé. Então Jó orou por seus amigos, como o Senhor havia instruído, intercedeu por eles e Deus aceitou as suas orações (v. 8) e favoreceu a Jó (v. 9).

Os amigos de Jó poderiam ter trazido suas ofertas sem a presença de Jó e orado sozinhos, mas Deus nos incentiva a restaurar relacionamentos quebrados e curar corações feridos.

Jó viveu mais 140 anos, viu seus filhos e filhas e netos até a quarta geração. “E então morreu Jó, em idade muito avançada” (v. 17, NVI). Moisés alcançou o que havia planejado fazer na história de Jó.

Se você perder tudo na vida, há um Deus no Céu que tem você em Seu coração.

Querido Deus,
Chegamos ao final do livro de Jó e aprendemos mais sobre Ti do que sobre Jó. Passamos a ter uma melhor compreensão do grande conflito a que todos estamos sujeitos. Obrigado porque a história de Jó contribuiu para fortalecer a nossa fé em Ti e direcionou nossa fé para nosso Salvador. Amém.

Koot van Wyk
Universidade Nacional Kyungpook
Sangju, Coreia do Sul

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/job/42 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/job/42
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/08/07/
Tradução Jeferson Quimelli/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: Jó 42
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/62-63 e https://credeemseusprofetas.org/



JÓ 42 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
31 de outubro de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

Ao longo do livro, os amigos de Jó pediram que ele admitisse seu pecado e pedisse perdão e Jó acabou, de fato, se arrependendo. Mas o arrependimento de Jó não foi do tipo pedido pelos seus amigos. Ele não  pediu perdão por cometer pecados secretos mas por questionar a soberania e a justiça de Deus. Jó se arrependeu de sua atitude e reconheceu o grande poder e a perfeita justiça de Deus. Nós pecamos quando perguntamos raivosamente: “Se Deus está no controle, como isto pôde acontecer?” Por que estamos presos no tempo, incapazes de ver além de amanhã, não sabemos as razões de tudo que acontece. Assim, muitas vezes temos que escolher entre a dúvida e a confiança. Você confiará em Deus, mesmo não tendo resposta às suas dúvidas? Life Application Study Bible Kingsway.

1-6 Jó aparece na presença de Deus com adoração, humildade, e a experiência do perdão divino. A revelação da natureza divina dá para Jó uma clara consciência da sua pecaminosidade e uma dependência total da providência de Deus. Já reconhece que as palavras e razão humanas não são suficientes para alcançar a Deus, o Qual não tem termo de comparação, e abre, então, mão do debate desejado. Regozija-se com uma experiência pessoal de Deus. Bíblia Shedd.

Respondeu Jó. Ele subiu gradualmente a longa escada do desespero para a fé. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 690.

2-4 Você está usando aquilo que você não consegue entender como desculpa para a sua perda de confiança? Admita a Deus que você não tem suficiente fé para confiar nEle. A verdadeira fé começa com tal humildade. Life Application Study Bible Kingsway.

2 Jó finalmente percebe que Deus e seus propósitos são supremos. Bíblia de Estudo NVI Vida.

coisas que eu não conhecia. Quão inadequado parece ser o conhecimento parcial quando brilha a luz de uma verdade maior! Quando Jó fez suas queixas, seu raciocínio lhe parecia irrefutável. Ele achava que sua atitude era justificada. Mas, quando entendeu a Deus mais claramente, seu raciocínio anterior não mais pareceu convincente. A lógica humana muitas vezes se demonstra falha. Ideias que hoje parecem sábias podem se tornar absurdas amanhã. CBASD, vol. 3, p. 690.

mas agora os meus olhos Te veem. A lição mais importante no livro de Jó se encontra nesta passagem. Nesta declaração, ele revela a transição de uma experiência religiosa baseada na tradição para outra baseada na comunhão pessoal com Deus. CBASD, vol. 3, p. 690.

7-9 A despeito dos erros cometidos por Jó, em palavras e atitudes enquanto sofria, agora é elogiado, e os conselheiros, repreendidos. Por quê? Porque, mesmo quando furioso, mesmo quando desafiava a Deus, estava decidido a falar com sinceridade diante dEle. Os conselheiros, por outro lado, proferiam, da boca para fora, muitas declarações corretas e não raro belas, na forma de credos citados, mas sem conhecimento vivo do Deus que alegavam honrar. Jó falava com Deus; eles só falavam a respeito de Deus. Pior que isso: a arrogância espiritual deles levava-os a reivindicar conhecimentos que nem sequer possuíam. Presumiam saber por que Jó sofria. Bíblia de Estudo NVI Vida.

loucura. Deus assim caracteriza os discursos dos amigos. … Os seres humanos precisam aprender que defendem melhor a Deus quando O representam como Ele é: um Deus de amor e misericórdia. CBASD, vol. 3, p. 691.

10-11 A mensagem do livro de Jó mudaria se Deus não houvesse restaurado Jó às suas bênçãos anteriores? Não. Deus é ainda soberano. … Nossa restauração pode ou não ser como a de Jó, que foi, ao mesmo tempo, espiritual e material. Nossa restauração completa pode não ocorrer nesta vida – mas ela certamente acontecerá. Deus nos ama, e Ele é justo. … Agarre-se à sua fé em meio às suas dificuldades, e você também será recompensado por Deus – se não agora, na vida por vir. Life Application Study Bible Kingsway.

10 A oração de Jó a favor dos que o tinham maltratado é um exemplo tocante no AT da grande virtude cristã que nosso Senhor ensinou em Mt 5.44. Bíblia de Estudo NVI Vida.

O que esta experiência mostra é a aprovação de Deus à pessoa que ora por aqueles que o trataram mal. CBASD, vol. 3, p. 691.

12-16 Deus não permite que soframos sem motivo, e, embora esse motivo possa estar oculto no mistério do Seu propósito divino (v. Is 55.8, 9) – o qual nunca nos pertence saber nesta vida – devemos confiar nele como o Deus que faz somente aquilo que é certo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12 O número dos animais domésticos é, em cada caso, o dobro (cf. v. 10) do número que Jó possuíra antes (v. 1.3). Bíblia de Estudo NVI Vida.

15 herança entre seus irmãos. Uma prática não usual até o pedido das filhas de Zelofeade (Nm 27:1-11). Andrews Study Bible.

16 Depois disto, viveu Jó cento e quarenta anos. O homem que estava certo de que a sepultura estava a um passo continuou a viver por quase mais um século e meio! CBASD, vol. 3, p. 692.



JÓ 42 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ  by Ivan Barros
31 de outubro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

JÓ 42 – Refletindo e estudando Jó, meu pai, Alier Armi de Oliveira, chegou à seguinte conclusão: “Precisamos de fé como Jó para que sejamos homens e mulheres de oração capaz de interceder por pecadores perante Deus”.

Meditando nos argumentos falhos e defeituosos de Jó e na repreensão de Deus, aprendemos que precisamos pensar e repensar baseando-se na revelação divina, não em nossa experiência ou suposta sabedoria.Após Jó ouvir a Deus e reagir com humildade, reconhecendo sua tremenda limitação, suas falhas e seus pecados, arrependendo-se profundamente de seus defeitos de caráter, Deus interagiu com ele (vs. 1-6). Conforme Francis I. Anderson o resultado foi:

  1.  O veredito de Jeová (vs. 7-9);
  2. A restauração de Jó (vs. 10-17).

Chama-me a atenção o contraste da introdução com a conclusão do livro. Deus que havia dito duas vezes que Jó era “homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal” (1:8; 2:3; ver também 1:1), agora está diante de Deus, humildemente, reconhecendo que falou coisas ilícitas: “Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia” (42:3). 

Além disso, Jó foi mais fundo e declarou para Deus: “Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza” (v. 6).

Jó não era perfeito. Suas crenças e suas declarações não eram perfeitas. Ele era tão pecador quanto eu e você. Somente a justificação pela fé mediante a graça de Deus é que nos faz justos no tribunal divino. A única forma de sermos justificados e restaurados por Deus agora (e/ou no juízo) está em apegar a Deus sem titubear, assim como fez Jó.

Se Jó e seus amigos falaram o que não deviam, por que Deus só repreendeu os amigos e não Jó? Simplesmente porque eles foram orgulhosos demais, não permitiram que nenhuma verdade mudasse suas opiniões expressas com convicção. Eles se apegaram à mentira mesmo com provas contrárias. Contudo, a graça estendida a Jó também foi estendida a eles. 

Como assim?

Deus os orientou a buscar em Jó um intercessor, então Deus aceitou-os mesmo que não disseram o que era reto (vs. 7-9), entretanto, isso aconteceu somente depois de oferecerem os holocaustos, símbolos da graça de Cristo. 

Humilhemo-nos, intercedamos e reavivemo-nos na Palavra! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

Você que participou conosco, o que você tem a dizer-nos do livro de Jó?



JÓ 42 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
31 de outubro de 2016, 0:36
Filed under: Sem categoria

“Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem” (v. 5).

Jó passou por uma experiência extremamente terrível. E a sua fé e integridade estavam firmadas no que conhecia sobre Deus. Mas após todo o seu sofrimento; após um período de tempo que a Bíblia não especifica, ele recebe de Deus uma incumbência nada agradável. Durante todo o seu tempo de angústia, Jó foi acompanhado por três amigos: Elifaz, Bildade e Zofar. Estes três ao invés de consolá-lo o acusavam vez após outra. Mas foi por eles que Deus delegou a Jó uma tarefa: “O meu servo Jó orará por vós; porque dele aceitarei a intercessão” (v. 8).

No sermão da montanha, Cristo nos deixou a mesma ordem: “Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem” (Mateus 5:44). E ainda nos deu o exemplo, quando da cruz bradou: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23:34).

A sorte de Jó foi mudada “quando este orava pelos seus amigos” (v. 10), nos deixando um registro sagrado sobre o papel da oração intercessora. “E o SENHOR aceitou a oração de Jó” (v. 9), porque Jó conservou a sua integridade, mesmo diante de todas as ofensas causadas pelos falsos amigos. E creio que esta tenha sido uma das piores provações para Jó: ter que conviver com pessoas que não queriam o seu bem de verdade. Jó, em seu primeiro estado, já procurava viver na terra uma atmosfera do Céu. Mantinha bons relacionamentos, era amigo de todos e um porto seguro para os necessitados. Conviver com aqueles três acusadores e não mais encontrar alguém a quem pudesse chamar de irmão foi uma das piores dores daquele servo de Deus. Jó realmente tinha todos os motivos para não querer orar por eles. Mas ele escolheu fazer algo diferente. Ele não olhou para dentro de si, ele não olhou para os seus algozes, ele não olhou para trás analisando todo o mal que eles haviam feito. Jó olhou para Deus: “agora os meus olhos Te veem“. 

Quando olhamos para o nosso Criador, Ele imprime em nós o Seu caráter de misericórdia e de compaixão. Jó orou pelos que lhe perseguiram. Não há mais relato algum sobre aqueles três. Mas de uma coisa podemos ter certeza: Jó não foi mais importunado por eles. 

Nós iniciamos este livro vendo a intercessão de Jó por seus filhos, e terminamos vendo a intercessão dele pelos seus acusadores. Quão bom e quão fácil é orar por aqueles que amamos. Mas quão difícil é, e até doloroso orar por quem não nos quer bem. Interceder por quem nos faz mal é um dos maiores desafios que Cristo nos deixou, porque é uma das formas de sentirmos um pouco do que Ele sentiu ao ouvir da boca daqueles que amava: “Crucifica-O! Crucifica-O!” (Lucas 23:21). 

Deus não pediu que Jó se tornasse o melhor amigo daqueles três. Ele simplesmente disse: Ore por eles
O apóstolo Paulo nos deixou uma séria advertência quanto a termos cautela em nossas amizades: “Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que provocam divisões e escândalos, em desacordo com a doutrina que aprendestes; AFASTAI-VOS DELES” (Romanos 16:17). Davi, apesar de ter tentado por um tempo permanecer em paz, também teve que tomar uma difícil decisão, fugindo da presença de Saul (Vide I Samuel 19:12).

Encerramos mais um livro da biblioteca sagrada com a restauração não só da vida de Jó, mas de todos os que buscam fazer o mesmo que ele fez. Oremos por aqueles que nos perseguem. Retribuamos com o bem aqueles que insistem em nos fazer o mal. Sejamos cautelosos quanto às nossas amizades. E o resultado disto não será apenas uma prosperidade e longevidade terrena, mas eterna.

Bom dia, intercessores de amigos e de inimigos!

Desafio do dia: Siga o exemplo de Jó e ore por aqueles que tem feito mal a você.

*Leiam #Jó42

Rosana Garcia Barros



JÓ 41 by jquimelli
30 de outubro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

É a Sua própria força que Deus quer que Jó entenda: a luz, raios, faíscas e fumaça que estão ao seu redor durante a batalha final com Satanás (v. 18-21). Quando Deus Se levanta, todas as armas são como palha (vv. 26-29).

Cristo é eternamente vitorioso – Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

Koot van Wyk
Universidade Nacional Kyungpook
Sangju, Coreia do Sul

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/job/41 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/job/41
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/08/06/
Tradução Cindy Tutsch/Jeferson Quimelli
Texto bíblico: Jó 41
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/62-63 e https://credeemseusprofetas.org/




%d blogueiros gostam disto: