Reavivados por Sua Palavra


ESTER 7 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
16 de setembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Respondeu Ester: O adversário e inimigo é este mau Hamã. Então, Hamã se perturbou perante o rei e a rainha” (v. 6).


Enquanto Hamã tentava esquecer suas mágoas no banquete preparado por Ester, não sabia que estava diante de uma judia. O rei não suportando mais o mistério de Ester, pergunta-lhe pela terceira vez: “Qual é a tua petição, rainha Ester?” (v. 2). E finalmente ela revela o seu propósito em forma de súplica; súplica por sua vida e pela vida de seu povo. Hamã é desmascarado e, perturbado, comete o desatino de lançar-se aos pés da rainha; ato esse que causou maior fúria ainda no coração de Assuero. Sem imaginar, Hamã havia preparado a própria forca.

Impressionante as palavras de Ester no versículo quatro, outra prova de que foi realmente uma serva do Altíssimo: “… se ainda como servos e como servas nos tivessem vendido, calar-me-ia, porque o inimigo não merece que eu moleste o rei”. A preocupação de Ester não foi com a perda do bem-estar ou status real, mas com a vida. Não deve ser esta a nossa maior preocupação também? E aqui eu não me refiro à vida deste mundo que como um sopro se esvai (Salmo 146:4), mas à vida eterna. Ester não teria aborrecido o rei e tomado o seu tempo se não fosse em defesa da VIDA. E o quanto não temos nos importado em aborrecer a Deus com nossas queixas sem sentido, com orações repletas de pedidos egocêntricos e cheias de orgulho próprio! Enquanto Hamã queria a glória para si, Ester manifestou total desinteresse pela exaltação própria não fazendo caso de tornar-se serva se fosse preciso. O fim de Hamã foi apenas a colheita do que ele mesmo cultivou. Pois quem planta ódio colhe morte, e quem planta amor colhe vida.

Um inimigo está lhe oprimindo? Alguém lhe faz sofrer? Afixei na parede de meu quarto uma frase que me marcou e que procuro lembrar sempre que me sinto ofendida por alguém: “Graças, ó Deus, por me permitires ser humilhado(a), pois é exatamente assim que quero tornar-me humilde como Jesus” (O Décimo Primeiro Mandamento, p. 34).

Jesus nos deixou a mais preciosa lição de humildade. Sua vida de serviço abnegado e de amor altruísta foi o maior dos exemplos de que podemos sim ter uma vida de serviço ainda que para isso tenhamos que sofrer insultos, perseguições e humilhações. Cristo passou por tudo isso para que você e eu pudéssemos ter vida. Ele deixou o Céu para que possamos estar lá um dia.

Que nossas orações estejam repletas de gratidão a Deus e de súplicas de uns pelos outros. Que ainda que a nossa vida seja uma afronta àqueles que não desfrutam de um relacionamento pessoal com o Salvador, nossa atitude seja a de “revidar” com os joelhos no chão. E que, pela graça de Deus, essas pessoas arrependam-se enquanto há tempo e não recebam como salário (Vide Romanos 6:23) o mesmo que recebeu Hamã.

Bom dia, servos do Deus Altíssimo!

Desafio do dia: Se puder, separe um quilo de alimento não perecível e um item de higiene pessoal em uma sacola e deixe em um lugar onde você possa ver. No desafio de amanhã direi qual será o destino desta doação.

*Leiam #Ester7

Rosana Garcia Barros


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: