Reavivados por Sua Palavra


ESTER 5 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
14 de setembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Então lhe disse o rei: Que é o que tens, rainha Ester, ou qual é a tua petição? Até metade do reino se te dará” (v. 3).

Após os três dias de jejum, Ester vai ter com o rei. Mas ela não vai de qualquer jeito. “Ester se aprontou com seus trajes reais” (v. 1) e já havia providenciado tudo para o primeiro banquete que ofereceria ao rei e a Hamã (v. 4). Ester entendeu bem o sentido de ORAR[AÇÃO]. Ela orou, mas também agiu sob o risco de perder a própria vida. Será que ela não teve medo? Obviamente. Mas a Bíblia diz que “o perfeito amor lança fora o medo” (I João 4:18). Movida pelo amor de Deus que em três dias alimentou o seu coração e lhe capacitou de forças (Vide Filipenses 4:13), foi ao encontro do desconhecido. Só que, ao mesmo tempo em que Deus fortalecia a Ester, trabalhava no íntimo de Assuero, que, ao avistar a sua bela rainha, foi tomado de uma compaixão e amor tamanho que, de pronto, a favoreceu e estendeu-lhe o cetro real (v. 2). A benevolência emanava de cada palavra que proferia a Ester e seu coração desejava conceder à sua amada qualquer coisa que pudesse fazê-la feliz. Ester poderia ter revelado a sua petição naquele primeiro banquete, contudo, não o fez. Os motivos são desconhecidos, mas o intervalo entre um banquete e outro favoreceu um acontecimento que veremos no estudo de amanhã. Apesar da grande alegria de Hamã em ter sido honrado pela rainha e por todos os favores que até então recebera do rei, ainda o consumia o fato de Mordecai não reverenciá-lo como faziam todos os demais servos: “Porém, tudo isto não me satisfaz” (v. 13). Deus usou um rei ímpio para favorecer Ester e o Seu povo. Porém, o ímpio Hamã continuava na prática da injustiça. O conselho dado por sua mulher e seus amigos define bem que tipo de pessoas fazia parte de seu convívio diário. Enquanto Ester estava unida com os judeus em oração, Hamã estava junto aos seus em perversão. Enquanto o povo de Deus clamava por livramento, Hamã e os seus tramavam o seu banimento.

Amados, em que grupo estaremos quando o Rei vier? Naquele que será levado para participar do banquete no Céu, das bodas do Cordeiro? Ou naquele em que o Rei dirá: “Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, os que praticais a iniquidade” (Mateus 7:23)? Oh, meus irmãos, a nossa luta não deve ser jamais de uns contra os outros! Aqueles que agem de tal forma, desejando desfavorecer o próximo, JAMAIS alcançarão naquele grande Dia o favor do Rei. A nossa luta é “contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal” (Efésios 6:12). E esta guerra espiritual é pela conquista do nosso coração, ela acontece em nós mesmos. Por isso que Paulo declarou: “Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço” (Romanos 7:19). A vontade de Ester não era a de arriscar a própria vida, mas entendeu que não havia sido coroada à toa. Ela entendeu que havia propósito divino de ela estar ali e decidiu confiar no SENHOR que a coroou.

Onde você está? Já perguntou a Deus qual é o propósito de você estar onde está hoje? Ester usou a sua coroa e as vestes reais para abençoar a outros. Hamã usou de seus privilégios para benefício e exaltação própria. Ester ou Hamã? Intercessor ou beneficiador de si mesmo? Orar para salvar, ou tramar para matar? Lembre-se de que, para Deus, matar alguém não se trata apenas de consumação física, mas de intenção, de ódio no coração (Vide Mateus 5:21-22). Que o SENHOR nos livre de vis sentimentos e que seja a nossa oração: “Querido, Salvador, por favor, faça de mim um intercessor sábio pelos meus companheiros humanos, para que o melhor das bênçãos do nosso Pai possa coroar a vida deles, guiando-os à Cidade de Deus” (Respostas Incríveis à Oração, p. 90).

Bom dia, intercessores!

Desafio do dia: Crie um grupo de oração com pessoas que você possa confiar e que fielmente intercedam uns pelos outros. Tenham um dia especial de jejum por semana e momentos em que possam se reunir para orar juntos.

*Leiam #Ester5

Rosana Garcia Barros


1 Comentário so far
Deixe um comentário

AMEM

Comentário por ANTONIO CARLOS JOSE SOARES




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: