Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 33 by jquimelli
16 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/33

Os livros de primeiro e segundo Crônicas apresentam um padrão muito parecido com do livro de Juízes: pessoas ignorando a Deus, caindo em problemas, voltando a atenção para Deus e, após disso, a restauração. Os adolescentes têm um nome para isso. Todo ano eu peço aos alunos de minhas aulas de bíblia para que descrevam como está sua relação com Deus. Sempre tem um que aluno responde: “montanha russa”, ou seja, “para cima e para baixo”. E mais de metade da classe concorda com ele. Como podemos quebrar este ciclo?

A história de Manassés fornece um exemplo clássico de uma experiência “montanha russa”. Podemos nós quebrar o ciclo de “altos e baixos”? Manassés não conseguiu, mas sua história nos fornece algumas pistas. Lemos que Manassés “tirou da Casa do Senhor os deuses estranhos e o ídolo …” (15). Esta, que foi uma boa atitude, entretanto não foi completa, pois mais adiante está registrado que “Amom [seu filho] fez sacrifício a todas as imagens de escultura que Manassés, seu pai, tinha feito .. . ” (v 22). O que teria acontecido se Manassés tivesse destruído os ídolos? A que ponto as tendências de Amom teriam sido influenciadas para o bem se Manassés tivesse priorizado, um exemplo paterno de dedicação irrestrita às coisas de Deus?

Nossa conversão somente é completa quando chegamos a destruir completamente nossas ligações com aquilo que nos afastou de Deus e tanto mal nos fez. Nossos jovens precisam da ajuda do exemplo de comprometimento total de seus pais para se afastarem da experiência de altos e baixos espirituais.

Jeffrey Marshall
Geração Juventude para Cristo.

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=646
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 33 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
16 de novembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 33 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
16 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 33 – Existem verdades bíblicas que devem ficar sempre à nossa frente, a fim de confrontar nossa ingenuidade e esquecimento.

Atenção:

• Filho de pai mal pode ser bom, assim como filho de pai bom pode ser mal. Quem você é depende de tua decisão mais do que quem seus pais foram/são.

Antes de avançar na leitura deste comentário, leia o texto bíblico com atenção e oração!

“Apesar de ter um pai extremamente devoto, Manassés foi o rei mais perverso de toda a história de Judá”, diz William MacDonald.

Manassés, apesar de ter sido filho de pais consagrados e apesar dele ter subido ao trono quando era bem jovem, ele foi ingrato e alheio a Deus.

• Isso prova que nem todo filho que descamba para as veredas do inferno é porque os pais falharam na educação.

Apesar de Manassés ter sido um dos piores reis do povo de Deus, Deus permitiu que ele tivesse o reinado mais longo de todos os reis israelitas. Seu governo durou 55 anos; com isso Deus deu oportunidades recheadas de advertências a fim de que ele se salvasse.

• Deus não desiste daqueles que desistem dEle.

Apesar de liderar o povo de Deus em pecados contra Deus, de profanar a casa de Deus, de tornar-se um feiticeiro e assassino até mesmo de seus próprios filhos e de profetas (vs. 1-10), Deus intentava salvar-lhe. Por isso, permitiu que ele fosse preso, humilhado, e sofresse as terríveis consequências do pecado (vs. 11-12).

Com o tempo, Manassés converteu-se; ele aceitou a graça de Deus em favor dele, ele se humilhou e orou diante da infinita bondade e misericórdia divina. Deus o perdoou, mas as consequências de suas maldades não foram canceladas: Ele teve um filho, Amom, que reinou em seu lugar, mas fez as maldades que seu pai fizera (vs. 10-25).

• Só não vai se salvar quem não quer aceitar a infinita graça de Deus oferecida e disponível a todo pecador.

Manassés…

1. …Exemplifica que, por mais piedoso e consagrado que sejam teus pais, o que você vai ser depende de você.
2. …Revela que, por mais fundo na lama que você caia, a mão de Deus está lá para te libertar.
3. …Nos mostra que nem tudo está perdido com Deus!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



2Crônicas 33 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
16 de novembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Falou o Senhor a Manassés e ao Seu povo, porém não Lhe deram ouvidos” (v.10).

Manassés nasceu pouco tempo depois da cura realizada pelo Senhor na vida de seu pai, Ezequias. Com apenas “doze anos de idade” (v.1) assumiu o trono e iniciou um dos piores governos de Judá. A lista dos pecados que cometeu é tão grande quanto o seu tempo de reinado, cinquenta e cinco anos. Mas além das abominações cometidas por conta própria, “Manassés fez errar a Judá e os moradores de Jerusalém, de maneira que fizeram pior do que as nações que o Senhor tinha destruído de diante dos filhos de Israel” (v.9).

A pergunta é: Porque o Senhor suportou tão longos anos de completa apostasia? A resposta está nos versos doze a dezesseis. Aquele que conhece o fim desde o princípio esperou por Manassés. Sua infinita graça estava disposta a lançar nas profundezas do mar as iniquidades do rei e torná-lo um novo homem. Suas misericórdias aguardavam a oportunidade de brilhar nas mais densas trevas. E a prisão que o tornou cativo de Babilônia foi instrumento de salvação para a sua real liberdade.

Até o seu cativeiro, Manassés já havia sido muitas vezes advertido, através das “palavras dos videntes que lhe falaram no nome do Senhor, Deus de Israel” (v.18). Deus enviou os Seus profetas com claras mensagens de reprovação e calorosos apelos que, de todo, foram rejeitados. Segundo a tradição rabínica, o rei Manassés foi o mandante da morte do profeta Isaías, que teria sido serrado ao meio. Tendo cometido ou não tal atrocidade, a vida desse rei certamente é uma prova inquestionável do desejo do Senhor: “Mas, se o perverso se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os Meus estatutos, e fizer o que é reto e justo, certamente, viverá; não será morto” (Ez.18:21).

A sincera súplica de Manassés, seu arrependimento e confissão, e a favorável resposta divina nos dão a certeza de uma coisa: Deus ama o pecador! Deus ama o presidiário, Deus ama o traficante, Deus ama a prostituta, Deus ama o alcoólatra, Deus ama o drogado, Deus ama o político corrupto, Deus ama o fofoqueiro, Deus ama o rico, Deus ama o pobre… resumindo: Deus ama a todos! “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16).

Talvez você esteja neste momento preso a cadeias. Pode ser a cadeia do adultério, a cadeia da pornografia, a cadeia das drogas, a cadeia de algum pecado acariciado, que só você e Deus têm conhecimento. Contudo, há um Deus no Céu que lhe conhece e que deseja habitar em sua vida, porque você foi criado para ser santuário, a morada do Espírito Santo (1Co.6:19). Ninguém vai tão longe que o perdão de Deus não possa alcançar. E onde há entrega, há mudança de vida. Manassés compreendeu isto e iniciou as reformas necessárias para que o seu coração não o enganasse mais.

Quando Cristo orou por nós, Ele pensou em mim e em você ao declarar: “Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em Mim por intermédio da Sua Palavra” (Jo.17:20). O verso oito diz que Deus havia deixado tudo escrito para que o povo O conhecesse “por intermédio de Moisés” (v.8), e Jesus disse que todos os que nEle cressem creriam “por intermédio da Sua Palavra”. A Palavra de Deus é a resposta, amados. De Gênesis a Apocalipse encontramos o caminho, a verdade e a vida (Jo.14:6).

Quer você conhecer ao Deus único e o Seu plano de amor para resgatar a humanidade perdida? Então ore sem cessar, se humilhe diante do Senhor, persevere em examinar as Escrituras, e faça tudo o que Ele ordenou que você fizesse. “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação” (1Ts.4:3). Vigiemos e oremos!

Feliz sábado, alvos da graça de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Crônicas33 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



II CRÔNICAS 33 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
16 de novembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 33 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
16 de novembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

794 palavras

1 Manassés … cinquenta e cinco anos reinou. O escritor de Reis culpou Manassés pela queda de Jerusalém (2Rs 21.11-15) (Bíblia de Genebra).

O seu longo reinado de perversidades envenenara os últimos anos de Judá, cuja má influência ainda imperava quando da queda de Jerusalém (587 a.C.), conforme se vê em Jr. 15.4 (Bíblia Shedd).

3 exército dos céus. O Sol, a lua e as estrelas, inclusive as constelações que se mencionam nos horóscopos de hoje, são um remanescente da adoração pagã aos corpos celestes, adoração essa expressamente proibida em Dt 4.19 e 17.3 (Bíblia Shedd).

6 Feitiçarias. Feitiçaria significa usar poderes obtidos de espíritos malignos. Adivinhação significa prever o futuro através de presságios (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

Manassés recorreu a agências satânicas, empregando vários tipos de adivinhação, necromancia e feitiçaria, através das quais os poderes do mal tornavam conhecida sua vontade e dirigiam os negócios da nação (CBASDComentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 3, p. 324).

7 a imagem de escultura. De acordo com 2 Reis 21:17, esta era uma Aserá (NTLH), ou poste-ídolo (ver 2Cr 14:3). … Do heb. ‘asherim, postes de madeira ou árvores sagradas que eram emblemas da deusa da fertilidade cananéia. .. Judá havia descido tão baixo que este emblema feminino da fertilidade foi colocado no recinto sagrado do templo [retirado somente por Josias, 2Rs 23:6] (CBASD, vol. 3, p. 255, 324 e 325).

10 falou o Senhor. A voz de Deus, no caso, era a voz do Seu profeta Isaías. A tradição judaica diz que Manassés mandou serrar Isaías em duas partes, para silenciar a mensagem que o chamava ao arrependimento (Bíblia Shedd).

11 ganchos. Do heb. chochim, que alguns interpretam como sendo espinhos que eram atravessados no nariz ou nas bochechas dos cativos para levá-los por meio de uma corda (CBASD, vol. 3, p. 325).

e o levaram à Babilônia. Babilônia era parte do império assírio, e vários reis assírios, com o título de reis da Babilônia, reinaram sobre ela e sobre sua própria nação, a Assíria. … Foi assim que um rei assírio pôde levar um rei de Judá cativo para Babilônia, em vez de para Nínive (CBASD, vol. 3, p. 325).

Esse fato pode ter acontecido durante a rebelião de Samas-Sum-Uquim contra seu irmão e suserano Assurbanipal. Essa rebelião durou de 652 até 648 [a.C.] e Manassés pode ter participado da rebelião da Babilônia contra a Assíria, ou pelo menos ser suspeito de ter contribuído de alguma maneira. Manassés pode ter sido julgado inocente ou perdoado com base em um renovado juramento de lealdade. O Egito, com a nova XXVI dinastia, também tinha escapado do jugo assírio, e a devolução de Manassés ao trono talvez reflita a necessidade que os assírios tinham de um vassalo perto da fronteira do Egito (Bíblia de Estudo NVI Vida).

12-13 A oração e a restauração de Manassés estiveram em harmonia com a dedicação do templo por Salomão (6.36-39) e a resposta de Deus a ela (7.14) (Bíblia de Genebra).

Se houvesse uma lista dos reis mais corrompidos, Manassés estaria entre os que estariam no topo. Sua vida era um catálogo de atos de maldade, incluindo adorar ídolos, sacrificar seus próprios filhos e profanação do templo. Contudo, ele se arrependeu de seus pecados e suplicou a Deus por perdão. E Deus escutou. Se Deus pode perdoar Manassés, certamente ele pode perdoar qualquer um.Você está sobrecarregado por culpa além de suas forças? Você está duvidando que alguém poderia perdoar o que você fez? Anime-se! Enquanto está vivo, ninguém está fora do alcance do perdão de Deus (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

15 o ídolo. O ídolo deve ter sido recolocado por seu filho Amom (ver v. 22), pois seu neto Josias removeu “o poste-ídolo” (Aserá) do templo e o queimou no vale de Cedrom (2Rs 23:6) (CBASD, vol. 3, p. 326).
Ao que parece, as reformas de Manassés foram incompletas (Bíblia de Genebra).

17 contudo. A parte mais difícil de ser corrigida era a péssima conduta que o povo já havia assimilado. Cada ato, atitude ou palavra, é de uma influência contagiante, lançada aos quatro ventos (Bíblia Shedd).

altos. Apesar do povo adorar somente a Deus, eles adoravam da maneira incorreta. Deus havia dito que eles somente fizessem seus sacrifícios em certos lugares (Det 12:13,14). Isto evitaria que eles alterassem seu modo de adoração e os protegeria contra as práticas religiosas pagãs. Infelizmente, o povo continuou a utilizar estes lugares, não se dando conta de que: (1) eles estavam adotando práticas proibidas por Deus e (2) estes lugares estavam contra a lei de Deus. Eles tinham crenças pagãs misturadas com a adoração a Deus. Misturar idéias religiosas leva à confusão a respeito do que Deus realmente é. Devemos ter cuidado de que influências seculares sutis não distorçam nossas práticas de adoração (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

21 Amom. Felizmente seu reinado foi de curta duração, de 642 a 640 a.C., pois assimilou os piores exemplos que seu pai deixara e não aproveitou a lição de Manassés, após a conversão deste (22-13) (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: