Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 30 by jquimelli
13 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2cr/30

A alegria da graça é o combustível de Deus para a transformação do coração.

No maior avivamento desde Salomão, o serviço do templo é restabelecido, os sacrifícios são oferecidos e os corações são renovados, incluindo os de sacerdotes não consagrados e estrangeiros. Posteriormente, há um festival de música e louvor de duas semanas. Transformados pela alegria da graça, o povo de Deus sai e destrói ídolos e altares pagãos.

Observe a progressão: nenhum ídolo foi destruído até que houvesse um tempo de adoração e celebração. Parece haver uma verdade psicoespiritual nessa ordem de eventos. Corações plenos de alegria são mais propensos a se apegar ao coração de Deus e abandonar seus ídolos. Onde há pouca alegria, há pouco reavivamento.

O mesmo é verdade hoje: quando a vida transborda de alegria proveniente da graça, as pessoas demolem ídolos de egoísmo, esportes, comida, ressentimento e pornografia. . . ou qualquer que seja o nosso ídolo de estimação. Ezequias fez uma bela promessa: “Deus não desviará o rosto de você, se você se voltar para Ele.” Deus nunca envergonha ou rejeita quem se arrepende! Em vez de se afastar de você, Ele se voltará para você com um coração de graça e alegria.

Chamados ao arrependimento devem sempre ser combinados com uma certeza de graça e acompanhados de alegria.

Lori Engel
Capelã (atualmente com deficiência),
Eugene, Oregon EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=643
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



II CRÔNICAS 30 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
13 de novembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 30 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
13 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 30 – O reavivamento do culto coletivo depende claramente do culto individual; pois, vida individual desprovida de adoração resulta em “adoração” coletiva carente de vida.

• Portanto, antes de condenar a situação de tua igreja, olhe a si mesmo e avalie-se.
• Depois, ore por perdão, restauração e transformação a tal ponto de você não pensar em criticar faltosos a tua volta, mas começar a interceder por eles.

A oração intercessória feita a Deus será atendida. O resultado deste capítulo é fruto de seguir II Crônicas 7:14.

O Comentário Bíblico Adventista destaca os seguintes tópicos:

• Ezequias proclama uma páscoa solene para Judá e Israel no segundo mês (vs. 1-12);
• A congregação destrói os altares idólatras e observa a festa durante catorze dias (vs. 13-26);
• Os sacerdotes e levitas abençoam o povo (v. 27).

A celebração da Páscoa foi um derramar da graça de Deus a um povo que estava prestes a cair na desgraça de seus pecados. Celebrar a Páscoa significava exaltar Cristo. Quanto mais se exalta Cristo, mais de Cristo teremos em nossa vida. Quanto maior o reavivamento, maior a reforma espiritual. Quanto maior a reforma, maior a limpeza realizada entre o povo de Deus.

Se como povo de Deus almejamos impactar o mundo, precisamos ir além de conhecer a verdade e praticá-la; é necessário que essa verdade seja proclamada, compartilhada e divulgada ao mundo. Precisamos de pessoas convictas e entusiastas que atraiam com exemplo e palavras as pessoas para um relacionamento salvífico com Cristo como fez Ezequias.

• Cristo cura as feridas que adquirimos com nossos pecados e restaura nossa enferma vida espiritual! (v. 20).

A promessa de Deus se concretiza quando se busca os passos orientados por Ele. Para que atualmente experimentemos uma manifestação gloriosa de Deus em nosso meio, precisamos:

1. Descer do pedestal do orgulho a fim de nos humilharmos perante Deus.
2. Aprender a orar a Deus baseado nas promessas em Suas Palavras.
3. Buscar intensa e constantemente a santa presença de Deus.
4. Abandonar o caminho do pecado para seguir o caminho da santidade.

Ezequias baseou suas decisões na Bíblia e o resultado foi miraculosamente visível. Hoje Deus procura e conta com líderes como Ezequias. Vamos consagrar-nos a fim de que promovamos o reavivamento que Deus quer nos dar?

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



2Crônicas 30 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de novembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Filhos de Israel, voltai-vos ao Senhor, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, para que Ele se volte para o restante que escapou do poder dos reis da Assíria” (v.6).

A festa da Páscoa havia caído no esquecimento. Esta celebração era em memória da libertação do povo de Israel do jugo egípcio, quando cordeiros foram imolados e seu sangue marcou os umbrais das portas dos filhos de Israel, livrando os seus primogênitos da morte. Ezequias convocou não só o povo de Judá, mas enviou os correios com cartas para todo o Israel. Todas as tribos foram convidadas a celebrar a “Páscoa ao Senhor” (v.1). Aquelas cartas não continham apenas um convite para a Páscoa, mas um convite à vida eterna. As palavras do rei Ezequias não saíram dele mesmo, mas foram uma inspiração divina, uma declaração do amor de Deus a todo o Israel, o Seu primogênito (Êx.4:22).

Só que aconteceu algo impressionante: “Os correios foram passando de cidade em cidade, pela terra de Efraim e Manassés até Zebulom; porém riram-se e zombaram deles” (v.10). Que coisa mais triste! Se zombaram das palavras do mensageiro de Deus, então zombaram de Deus, e “de Deus não se zomba” (Gl.6:7). O apelo de Ezequias foi que o povo se voltasse para Deus, que não endurecesse o coração, para que o Senhor pudesse Se voltar para “o restante que escapou” (v.6). E foi para um restante mesmo. Pois apenas “alguns… se humilharam” (v.11). E “em Judá se fez sentir a mão de Deus, dando-lhes um só coração” (v.12).

Um só coração, eis o que precisamos como povo de Deus. E isso faz muito sentido já que servimos a um único Deus. Precisamos voltar ao “Deus de Abraão, de Isaque e de Israel” (v.6), o Deus EU SOU (Êx.3:14), o Deus Verbo (Jo.1:1-3), o Deus que não muda (Ml.3:6; Tg.1:17), o Deus que foi até a cruz por nós (Fp.2:8). Ele é o mesmo Deus com a mesma mensagem: Eu amo vocês! (Jr.31:3) Que é isso que muitos têm feito, zombando dos mensageiros do Senhor? O fato de fazermos parte do Israel espiritual de Deus (Gl.6:16), não nos torna automaticamente salvos. Porque podemos estar em Israel, mas não sermos Israel. O convite de Deus é que façamos parte de “alguns” que “se humilharam” (v.11), para que Ele nos conceda “um só coração” (v.12): “Dar-lhes-ei um só coração e um só caminho, para que Me temam todos os dias, para seu bem e bem de seus filhos” (Jr.32:39).

Quando o povo de Deus se dispõe a lançar fora os altares pagãos (v.14), é porque, antes, os lançaram fora de seus corações. Os sacerdotes e levitas “se envergonharam e se santificaram” (v.15), pois a Palavra de Deus é uma espada de dois gumes, ela discerne os propósitos do coração (Hb.4:12). Temos nós nos envergonhado quando confrontados pela Palavra? O pecado que em nós habita tem nos incomodado? Cuidado, amados! Quando agimos como o mundo, pensamos como o mundo, nos vestimos e comemos como o mundo e nada disso nos incomoda, estamos no terreno minado do inimigo. Enquanto não entendermos que precisamos temer a Deus todos os dias, também não compreenderemos que trata-se de uma necessidade urgente.

Mas ainda “havia muitos na congregação que não se tinham santificado” (v.17), “contudo, comeram a Páscoa… porém Ezequias orou por eles” (v.18). Eis o verdadeiro líder de Deus, que não julga, mas intercede! Temos nós intercedido por aqueles que percebemos estar longe dos propósitos divinos? Ou estamos perdendo o nosso tempo (e até a eternidade) “comentando” sobre a vida de nossos irmãos? Jesus repreendeu os escribas e fariseus por ocuparem a cadeira de “Moisés, o homem de Deus” (v.16) e não viverem como ele viveu. E deu uma séria advertência aos Seus discípulos e às multidões que O ouviam: “Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem” (Mt.23:3). Penso que não preciso comentar mais nada sobre isso, Cristo foi suficientemente claro.

Permitam-me parafrasear a compassiva e sincera oração de Ezequias:

— Meu Deus, Tu que és bondoso e misericordioso, perdoe estes Teus filhinhos, porque apesar de ainda não estarem agindo em total acordo com a Tua Palavra, eles estão abrindo o coração para buscar ao Senhor.

E qual foi a resposta divina? De rejeição? Não, amados! De amor! “Ouviu o Senhor a Ezequias e sarou a alma do povo” (v.20). Percebem a semelhança deste episódio com o episódio em que uma mulher adúltera foi lançada aos pés de Jesus? Os seus irmãos na fé estavam prestes a apedrejá-la, quando o mesmo Deus que ouviu Ezequias e sarou a alma do povo, disse a mulher: — Eu não te condeno, mulher. Vai e não peques mais (Jo.8:11). Onde há perdão, há salvação. E onde há salvação, há “grande júbilo” (v.21), e “de dia em dia” há gratidão e louvor em “honra ao Senhor” que sara e que salva!

Quando há esta unanimidade entre o povo de Deus, Ele suscita “grande alegria” (v.26), e a voz do povo é ouvida e a sua oração chega “até a santa habitação de Deus, até aos céus” (v.27). Precisamos urgentemente dispor “o coração para buscar o Senhor Deus” (v.19), então a santificação virá, dia após dia, nos moldando e nos purificando de todo pecado. Você compreendeu tudo isto? Então, agora, é a hora de você “com grande júbilo” (v.21) se alegrar e louvar ao Deus da tua salvação! Ele quer te sarar! Ele quer te salvar! Ele quer te amar para sempre! Porque Ele não muda, nem tampouco o Seu amor! Assim como “imolaram o cordeiro da Páscoa” (v.15), o Cordeiro de Deus foi imolado por você e por mim! Quem compreende e aceita esse amor incondicional, o tornará conhecido em toda a parte. “Não endureçais, agora, a vossa cerviz… confiai-vos ao Senhor, e vinde ao Seu santuário que Ele santificou para sempre, e servi ao Senhor, vosso Deus” (v.8). Vigiemos e oremos!

Bom dia, amados e salvos pelo Cordeiro de Deus!

Junte-se a nós neste movimento de oração. Seja um intercessor diário. Quando for tentado a julgar, ponha-se de joelhos a orar. #euoroporvocê

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Crônicas30 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



II CRÔNICAS 30 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
13 de novembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



II CRÔNICAS 30 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
13 de novembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

649 palavras

1 Um convite oficial (por carta) e pessoal (pelos mensageiros do rei) é dirigido aos remanescentes de Israel, que já não existia como nação [ver 2Rs 17:6; 18:1]. Era mais fácil persuadir os israelitas de baixo nível, sob o jugo pagão, do que Israel atender a um apelo quando era uma nação apóstata (Bíblia Shedd).

A Efraim e a Manassés. Estas eram as principais tribos no território do reino do norte que ainda não tinham sido levadas para o cativeiro. As tribos a leste do Jordão e as do norte já haviam sofrido deportação (2Rs 15.29; 1Cr 5:26) (CBASD-Comentário Bíblico Adventista Dio 7º Dia, vol. 3, p. 311).

2 no segundo mês. A obra de limpeza e santificação do templo só foi completada no 16º dia do primeiro mês (2Cr 29:17), e o serviço começava, regularmente, no 14º dia do primeiro mês (Êx 12:2,6; Lv 23:5). Mas, em casos de emergência, a lei permitia que pessoas observassem a Páscoa no 14º dia do segundo mês (Nm 9:6-11) (CBASD, vol. 3, p. 311).

5 desde Berseba até Dã. [Maneira de referir a todo o Israel, desde o extremo sul de Canaã, Berseba, até o seu extremo norte, Dã] Uma expressão semelhante estivera em uso durante o período dos juízes (Jz 20:1; 1Sm 3:20) e durante a monarquia unida (2Sm 3:10; 17:11; 24:2; 1Rs 4:25; 1Cr 21:2). Mas, depois da divisão do reino, esta é a primeira ocorrência de seu uso na narrativa bíblica (CBASD, vol. 3, p. 312).

6 os correios. Literalmente, “os corredores” (pessoas que correm) (CBASD, vol. 3, p. 312).

O restante que escapou. Quando estas palavras foram escritas, as partes leste e norte do reino de Israel já haviam caído nas mãos da Assíria. Tiglate-Pileser III subira contra Israel nos dias de Peca e tomara a Galiléia, toda a terra de Naftali, e Gileade (2Rs 15:29). Além disso, havia levado os rubenitas, os gaditas e a “meia tribo de Manassés” (1Cr 5:26). O débil remanescente preservado recebera mais uma oportunidade de se arrepender (ver PR, 287-291) antes da vinda de Samaneser, que aprisionou Oseias e iniciou o cerco final a Samaria (2Rs 17:4-6; 18:9,10) (CBASD, vol. 3, p. 312).

10 Zombaram deles. Muitas vezes a boa semente cai em terra ruim, dura, espinhosa ou rochosa, conforme Jesus ensinou em Mt 13.1-23 (Bíblia Shedd).

O reino do norte de Israel havia sido recentemente conquistado pela Assíria e a maior parte do seu povo havia sido levado embora para terras estrangeiras. Ezequias enviou uma proclamação ao pequeno povo que permanecera, convidando-os para virem à Páscoa (30:1), mas muitos responderam com escárnio e ridicularização. Pessoas talvez zombem de você quando você tentar promover renovação e crescimento espiritual. Você está preparado para ser ridicularizado pela sua fé? Quando isto te acontecer, não esmoreça. Permaneça firme em sua fé como Ezequias fez e Deus lhe honrará (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

15 Se envergonharam. Os sacerdotes que não se haviam santificado na época própria (v. 3), agora percebem que sua frouxidão fora um tropeço (Bíblia Shedd).

16 Como sempre, dava-se grande importância ao sangue do cordeiro. Segundo o Mishná, cada ofertante matava seu cordeiro, recolhendo o sangue numa tigela que passava de sacerdote em sacerdote, até chegar ao altar. De igual modo, é dever do crente passar para outros a boa nova da salvação pelo sangue de Cristo, 2Tm 2.2(Bíblia Shedd).

17 não se haviam santificado. Pessoas das tribos do norte estavam, em sua maior parte, envolvidas em algum tipo de contaminação moral, da qual ainda não tinham se purificado (v. 18) (CBASD, vol. 3, p. 313).

18 dispôs o coração. Mais do que a mera pureza cerimonial, este era o requisito importante. Nem tudo fora feito de acordo com a estrita letra da lei. Mas, uma vez que as circunstâncias tornavam isso impossível, o espírito da lei foi seguido (CBASD, vol. 3, p. 313).

20 ouviu o Senhor a Ezequias. O fato de o Senhor ouvir a oração de Ezequias mostra que a sinceridade espiritual aos olhos de Deus é preferível a uma adesão fria e formal a estritas prescrições legais (CBASD, vol. 3, p. 313).

25 estrangeiros. O verdadeiro reavivamento não se limita a missões nacionais (5); promove também missões internacionais (cf Mt 28.19) (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: