Reavivados por Sua Palavra


ESDRAS 6 by jquimelli
25 de novembro de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/ed/6

A construção do templo continua, mas não sem problemas. Os antagonistas ainda estão tentando bloquear o trabalho a todo momento. Uma segunda carta é enviada ao rei persa. Isso certamente deve ter aumentado a ansiedade entre o povo judeu. Mas, como escreveu o escritor de hinos William Cowper: “As nuvens que tanto temeis são grandes de misericórdia e quebrarão em bênçãos sobre a cabeça.” Bênçãos, de fato! O rei revisou os arquivos, não apenas aprovando o projeto de construção, mas direcionando seus inimigos para ajudar e pagar por isso! Que Deus maravilhoso!

O templo está agora completo. Mas as pessoas têm mais uma coisa a fazer. Eles se reúnem para celebrar esse Deus que deu tão abundantemente. Eles oferecem sacrifícios por esta incrível vitória. Deus dá. As pessoas dão. E há alegria.

Onde você está hoje? Bloqueado? Desanimado? Nada além de nuvens no céu? Lembre-se, Deus está nessas nuvens. Em seu tempo, elas se quebrarão, derramando ricas bênçãos e misericórdias quando você menos espera. Em nosso capítulo de hoje, Deus usou pagãos, profetas e pessoas para realizar Seu propósito. E ele vai usar você. Quando Ele o faz, regozije-se e se alegre!

Merle Poirier
Gerente de Operações
Revistas Adventist Review / Adventist World

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=655
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



ESDRAS 6 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
25 de novembro de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



ESDRAS 6 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
25 de novembro de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

ESDRAS 6 – A maior satisfação humana está em realizar os projetos divinos. A sensação é incomparável, mesmo enfrentado ferrenhas oposições infundadas.

Derek Kidner sintetiza o capítulo em questão nos seguintes tópicos:
• O decreto de Ciro redescoberto (vs. 1-5);
• Dario autoriza a obra (vs. 6-12);
• Conclusão (vs. 13-15);
• O templo é dedicado (vs. 16-18);
• Uma páscoa prazerosa (vs. 19-22).
Nós, seres humanos, somos extremamente limitados para as grandes obras de Deus a serem feitas neste mundo dominado pela oposição ao bem. Tendo sido o decreto de Ciro autorizando sua reconstrução emitido em 538/537 a.C, o templo foi concluído em 12 de março 515 a.C.

Os que investem tempo, talento e tesouro nas coisas de Deus em benefício espiritual dos pecadores e no avanço do reino de Deus no mundo, são as pessoas mais felizes e produtivas.
• Adam Clark investiu 40 anos de sua vida para realizar um comentário de toda a Bíblia;
• Noah Webster investiu 36 anos para elaborar um dicionário, cruzando o oceano duas vezes em busca de material visando oferecer dados mais corretos;
• John Milton interrompia seu sono diariamente às 4 h da madrugada para compor e reescrever poemas que se tornaram parte da melhor literatura do mundo.
• Edward Gibbon dedicou 26 anos escrevendo “O declínio e queda do Império Romano”, o qual é um monumento para a pesquisa histórica.
• William C. Bryant reescreveu 100 vezes uma de suas obras primas visando alcançar beleza poética e perfeição de expressão.

Fazer coisas incríveis que marcam a história exige muito daqueles que se dedicam a fazer bem feito aquilo que sonham para a humanidade. Contudo, o prazer de colocar toda a força, habilidade, tempo e recursos numa obra, não tem preço que pague e não se compara a mais nada.
As dificuldades existentes na elaboração de algo, servem para aprimorar o sonho e a convicção para agir com mais dedicação o que precisa ser feito. Foi assim que os judeus terminaram a reconstrução do templo e assim muitos concluem grandes feitos.
Quando o povo busca a Deus para fazer Sua vontade e Deus Se inclina para ajudar Seu povo, nada e nem ninguém conseguirá impedir a satisfação de concluir uma obra divina no mundo. Anima-te! Arregace as mangas, faça alguma coisa importante e útil!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ESDRAS 6 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
25 de novembro de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Não interrompais a obra desta Casa de Deus, para que o governador dos judeus e os seus anciãos reedifiquem a Casa de Deus no seu lugar” (v.7).

Investigados os “arquivos reais da Babilônia” (v.1), “se achou um rolo, e nele estava escrito um memorial” (v.2) contendo o decreto de Ciro autorizando a edificação do templo em Jerusalém, a origem de suas despesas, que viria “da casa do rei” (v.4), e a devolução dos “utensílios de ouro e de prata, da Casa de Deus, que Nabucodonosor tirara do templo que estava em Jerusalém” (v.5). Mediante estas informações, Dario baixou um novo decreto, reafirmando o decreto de Ciro e acrescentando punição de morte a “todo homem” (v.11) que alterasse o seu decreto e uma maldição “a todos os reis e povos” que estendessem a mão “para alterar o decreto e para destruir esta Casa de Deus” (v.12).

“Então, Tatenai, o governador daquém do Eufrates, Setar-Bozenai e os seus companheiros assim o fizeram pontualmente, segundo decretara o rei Dario” (v.13). E conforme “profetizaram os profetas Ageu e Zacarias” (v.14), a obra prosperou e foi completada “no sexto ano do reinado do rei Dario” (v.15). O templo foi dedicado “com regozijo” (v.16), com ofertas “pelo pecado de todo o Israel, segundo o número das tribos de Israel” (v.17), e estabelecido o ministério dos sacerdotes e levitas em seus turnos e ocupações.

Os exilados puderam então celebrar a Páscoa do Senhor, pois “os sacerdotes e os levitas se tinham purificado como se fossem um só homem, e todos estavam limpos” (v.20). O cordeiro pascal foi morto “para todos os que vieram do cativeiro” (v.20), e “comeram a Páscoa os filhos de Israel que tinham voltado do exílio e todos os que, unindo-se a eles, se haviam separado da imundícia dos gentios da terra, para buscarem o Senhor, Deus de Israel” (v.21).

Amados, há um registro no qual nossa vida está escrita: “e no Teu livro foram escritos todos os meus dias” (Sl.139:16). Também há uma obra de edificação sendo realizada na vida de “todos os que vieram do cativeiro” (v.19) do pecado e de “todos os que, unindo-se a eles”, decidiram dizer não à “imundícia dos gentios da terra, para buscarem o Senhor, Deus de Israel” (v.21). Sendo este mundo de pecado o cativeiro, o Cordeiro de Deus foi morto por toda a raça humana, mas o galardão de Sua morte e ressurreição está reservado somente para “todo aquele que nEle crê” (Jo.3:16).

Está chegando o tempo em que o príncipe deste mundo questionará sobre a vida de cada ser humano, e apenas aqueles cujos registros estiverem limpos pelo sangue de Jesus, que decidiram se separar das imundícias da Terra, “que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela” (Ez.9:4), receberão o selo do Deus vivo (Ap.7:3), e completada será a obra do Espírito Santo em suas vidas, e celebrarão e comerão diante do Cordeiro e de Deus, no banquete preparado nas cortes celestiais.

Permita que, “dia após dia, sem falta” (v.9), Deus opere em você a boa obra que Ele já começou, sendo transformado, “de glória em glória, na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito” (2Co.3:18). Então, naquele grande Dia, o acusador não terá do que lhe condenar, pois os teus pecados foram perdoados pelo verdadeiro Cordeiro da Páscoa. O Senhor alegre teu coração e fortaleça as tuas mãos nesta certeza, até que Ele venha. Vigiemos e oremos!

Bom dia, casas em edificação!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Esdras6 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ESDRAS 6 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
25 de novembro de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



ESDRAS 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
25 de novembro de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

785 palavras

Resumo do capítulo: Dario emite um decreto. “O custo para a reconstrução do templo virá do tesouro real”. O templo é concluído e os Israelitas celebram a Páscoa por sete dias.

se achou um rolo. Quanta coisa dependia do encontro daquele rolo! Mas Deus sabia onde estava, e os levou a descobri-lo, e inclinou Dario a ratificá-lo. Quando nos sentimos ansiosos e perturbados acerca das nossas relações com nossos semelhantes, não adianta nada nos entristecermos; será melhor confiarmos. Documentos perdidos, corações estremecidos, meadas embaraçadas, entreguemos tudo nas mãos do Pai (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

pedras grandes … madeira. Esse projeto visava, provavelmente, a almofadar o edifício contra choques sísmicos (Bíblia de Estudo NVI Vida).

pagas pela tesouraria do rei. Era política sistemática dos reis persas ajudar a reparar santuários dentro de seu império (Bíblia de Estudo NVI Vida).

A dificuldade levantada pelos inimigos dos judeus na verdade redundou em benefício destes (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

10 Orem pela vida do rei. O império persa procurava sistematicamente a boa vontade das influências religiosas, e os judeus, por suas vez, tinham o costume de orar em favor dos líderes políticos de todos os lugares, para onde se espalhavam. Ver 1Tm 2.1-2 (Bíblia Shedd).

11 empalado. De acordo com Heródoto (3.159), Dario I empalou 3 mil babilônios quando conquistou a cidade da Babilônia.

13,14 As obras do templo tinham avançado pouco, não somente por causa da oposição, mas também porque os que voltaram se preocupavam mais com suas casas (Ag 1.2-9). Como colocaram seus interesses em primeiro lugar, Deus lhes enviou a fome como castigo (Ageu 1.5, 6, 10, 11). Com o ânimo advindo da pregação de Ageu e Zacarias e sob a liderança de Zorobabel e de Jesua, iniciou-se novo esforço (Ag 1.12-15) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

15 Acabou-se esta casa. O templo se completou em 516 a.C., no dia 10 de março; … O que faltou do templo era a arca da aliança simbolizando a presença de Deus que desapareceu sem deixar sinal por ocasião da destruição do templo de Salomão. Também não se fala mais do fogo perpétuo (Bíblia Shedd).

A longo prazo, o segundo templo, embora não fosse tão grandioso quanto o primeiro, acabou durando muito mais tempo. A planta geral do segundo templo era semelhante à do templo de Salomão, mas o Lugar Santíssimo foi deixado vazio porque a arca da aliança se havia perdido na conquista babilônica. De acordo com Josefo, no Dia da Expiação [Yom Kippur] o sumo sacerdote colocava seu incensário na placa de pedra que marcava a antiga localização da arca (Bíblia de Estudo NVI Vida).

14 Esdras cuidadosamente destacou que a reconstrução do templo foi ordenada primeiramente por Deus e, então, pelos reis, que eram Seus instrumentos. É irônico e maravilhoso que o trabalho de Deus tenha sido completado por uma descoberta em um parágrafo perdido em uma biblioteca pagã. Toda a oposição de forças poderosas foi interrompida por uma cláusula em um documento legal. A vontade de Deus é suprema sobre todos os governantes, todos os eventos históricos e todas as forças hostis. Ele pode nos livrar através de meios que não podemos nem imaginar. Se crermos em Seu poder e amor nenhuma oposição poderá nos deter (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

16 Celebraram. Há tempo para celebrar, mas também há um tempo para trabalhar. Ambos são apropriados e necessários à adoração a Deus e ambos Lhe agradam (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

O povo de Deus se alegra porque ele sabe que o seu Mestre controla não apenas o universo, mas também o destino e vidas de indivíduos e povos (Andrews Study Bible).

É muito provável que os Salmos 146-150 tenham sido compostos por esse tempo. Na Septuaginta são chamados de “Salmos de Ageu” (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

Dedicação traduz a palavra aramaica hanukkah. Esse mesmo nome –hanukkah – é dado ao feriado em dezembro que celebra a reconquista do templo nas mãos dos selêucidas e sua nova dedicação (165 a.C.) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

17 Cem novilhos. Pouca coisa, em comparação com a inauguração do templo de Salomão (1Rs 8.63), mas Deus aceita a oferta “conforme o que o homem tem” (2 Co 8.12) (Bíblia Shedd).

22 mudando o coração. Você já levou em consideração que Deus muda a atitude de uma pessoa ou grupo de pessoas? Deus é infinitamente poderoso, Sua visão e sabedoria transcendem as leis da natureza humana. Enquanto você pode sempre mudar sua atitude, lembre-se que Ele pode mudar a atitude de outros (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

Rei da Assíria. Um dos títulos do imperador persa; ocorre aqui para destacar como Deus mudou aquele antigo império, que tinha sido o causador da destruição de Israel, de de Judá (sob os caldeus) e que agora veio a pertencer aos reis da Pérsia (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: