Reavivados por Sua Palavra


2 REIS 2 by jquimelli
23 de agosto de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2rs/2

Quando tentados a se preocupar com a administração da obra de Deus, devemos nos lembrar de que Deus tem Sua mão de mestre sobre todas as mudanças e sucessões.

Eliseu passou um tempo em humilde serviço a Elias, recebendo sua orientação, antes de ser convidado a assumir o lugar do seu predecessor. Ele teve várias oportunidades de tomar o caminho mais fácil, mas estava determinado a não abandonar seu posto.

Ao pedir uma porção dupla do espírito de Elias, Eliseu estava pedindo a bênção da primogenitura de um filho mais velho. Somente Deus, não Elias, poderia conceder seu pedido. Deus ama dar o Seu Espírito àqueles que pedem, a fim de qualificá-los para o Seu serviço.

Quando Deus designar você para ocupar uma posição, Ele providenciará o treinamento, o poder e o respeito necessários para fazer o trabalho para a Sua glória. A questão é: você permanecerá fielmente na posição de um servo, fazendo um trabalho humilde, até que Deus ache adequado lhe dar maiores responsabilidades? Quando o manto da responsabilidade lhe for passado, você vai pegá-lo com fé e coragem? Você verá o “rio Jordão” como uma oportunidade ou um obstáculo?

Deus ainda está disposto a dividir o Jordão, curar as águas e defender Seus obreiros. O trabalho de Deus não para quando um grande líder se aposenta.

Esther Baker
Dona de casa
Igreja da Union Springs AcademY
New York USA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=561
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



2 REIS 2 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
23 de agosto de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



2 REIS 2 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
23 de agosto de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

A alguns pedidos impróprios que Deus atende, como quando Israel pediu um rei como as nações pagãs. Porém, a outros Deus não atende; Elias nunca foi atendido em seu pedido registrado em I Reis 19:4.

Em vez de atender ao pedido de morte, Deus lhe deu vida livre de morte. Não podemos entender a Deus em tudo o que Ele faz ou deixa de fazer; contudo, certamente Ele nos entende melhor que nós mesmos nos entendemos, e atende naquilo que é melhor que o nosso melhor.

Um dos pedidos mais impactantes da Bíblia está neste capítulo. Eliseu solicita porção dobrada do espírito de Elias, ou seja, ser herdeiro do ministério profético de Elias. E ele foi prontamente atendido.

A alguns pedidos Deus…

• …Tem prazer em atender;
• …Altera a resposta conforme Sua onisciência;

• …Indispõe-Se em atender; entretanto,
• …Ele atende para mostrar as consequências dos desejos perversos.

Com oração, observe com atenção que, neste capítulo,

• …Elias foi levado vivo ao Céu deixando Eliseu sucessor de Seu ministério profético (vs. 1-17);
• …Eliseu purificou miraculosamente águas imprestáveis em água potável (vs. 19-22);
• …Eliseu amaldiçoou aos jovens zombadores, desrespeitosos e irreverentes (vs. 23-25).

Deus não gosta de zombadores e insubordinados – estes atrapalham o avanço de Sua obra e interferem na vida de Seus servos. Consequentemente, Ele afasta instrumentos de Satanás para deixar livre o caminho para Seus instrumentos aturarem.

O que faz a diferença na liderança do povo de Deus não é a capacidade de administrar; nem são habilidades, cursos e estratégias de marketing; nem planos e programas bem elaborados; nem mesmo qualidades que a sociedade exige para o sucesso; mas, aquele que humildemente reconhece sua necessidade de auxílio e suplica mais e mais do Espírito Santo.

• É melhor ter um líder cheio do Espírito Santo do que um administrador cheio de diplomas e recursos financeiros e/ou tecnológicos.

• É melhor ser um servo fiel reconhecendo suas incapacidades, do que ser alguém que gloria-se em suas qualidades.

• É melhor ser incompetente mas dependente do Espírito Santo, do que competente, habilidoso e experto e vazio do Espírito Santo.

A Bíblia registra 14 milagres de Eliseu, como sucessor de Elias: Deus quer usar pessoas que estejam dispostas a viver para Seu reino.

Dependeremos do Espírito Santo? – Heber Toth Armí.



2REIS 2 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
23 de agosto de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho” (v.11).

Para mim, esta é uma das histórias mais lindas da Bíblia, em termos de fé, amizade, compromisso, lealdade e recompensa. Podemos identificar tudo isso e muito mais no capítulo de hoje. Pela primeira vez, a Bíblia destaca a sucessão de um profeta de Deus. Até aqui temos visto apenas a linha de sucessão dos reis de Israel e de Judá. Elias, porém, foi o profeta que ganhou evidência não só nos livros das histórias dos reis de Israel, mas também foi citado por profetas menores, no Novo Testamento e seu nome recebeu destaque para o cumprimento de profecias nos últimos dias.

Eis o que está escrito no livro de Malaquias: “Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor” (Ml.4:5). Esta profecia não se trata do retorno da pessoa de Elias, mas de sua missão. A obra dada a Elias de restaurar a verdadeira adoração é o que vai dar cumprimento ao último sinal antes do fim (Mt.24:14). Assim como a ressurreição de Moisés representa os que serão ressuscitados no Dia do Senhor, a trasladação de Elias ao Céu simboliza os que serão arrebatados naquele Dia: “A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1Co.15:52). Isto explica o fato destes dois personagens terem aparecido na transfiguração de Cristo (Mt.17:3), como uma confirmação dos frutos do “penoso trabalho de Sua alma” (Is.53:11).

Eliseu foi o único a acompanhar tudo de perto. Não se apartou de Elias um único instante, e de seu mestre recebeu preciosas orientações. A companhia de Elias era-lhe agradável e lhe fazia sentir-se mais próximo de Deus. Não há bênção maior nesta terra do que pessoas que nos edifiquem espiritualmente. Elias nos deixou uma grande e importante lição que Jesus transformou em uma comissão: “Ide, portanto, fazei discípulos” (Mt.28:19). A amizade entre Elias e Eliseu fez de Eliseu um fiel discípulo e a responsabilidade que sobre ele cairia o levou a fazer um ousado pedido: “Peço-te que me toque por herança porção dobrada do teu espírito” (v.9).

Eliseu não estava pedindo para ser melhor do que o seu mestre, e sim reconhecendo a sua total dependência do poder divino. A postura que teve diante dos discípulos insensatos mostrou a sua prudência diante dos assuntos do Alto. A atitude daqueles homens representam pessoas que não sabem guardar discrição, e, em tom de “inocentes comentários” saem divulgando o que não lhes convém. Mesmo que eles tenham expressado uma verdade, a repetida resposta de Eliseu “Também eu o sei; calai-vos” (v.3 e 5), nos deixa um legado de que aqueles que mantém o foco na missão não perdem tempo com conversas fúteis.

A lealdade de Eliseu para com Elias foi a chave que lhe abriu as portas da sucessão profética e o fez contemplar um vislumbre da glória divina. Nenhum daqueles discípulos estavam prontos para receber tal incumbência e viver tamanha experiência. Eliseu teve a honra de contemplar os seres celestiais, muito em breve, os filhos do Reino também terão. O privilégio de Elias de subir aos Céus sem passar pela morte, os justos vivos hão de ter, como está escrito: “nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados… entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor” (1Ts.4:17).

Mas para todos os zombadores, que insistem em escarnecer e maldizer os filhos do Reino, lhes sobrevirá repentina destruição, assim como foi com os quarenta e dois rapazinhos que zombaram do profeta de Deus. Meus irmãos, não fiquemos insistindo em falar e em fazer o que não nos é conveniente. Sempre que vier à nossa língua a vontade de comentar acerca do que não nos diz respeito, lembremos do conselho de Eliseu: “Calai-vos”! E quando quisermos insistir em ir aonde Deus não nos mandou, lembremos da admoestação de Eliseu: “Não vos disse que não fôsseis?” (v.18).

O Senhor tem planos surpreendentes na vida de todo aquele que, como Elias e como Eliseu, se entrega a Seu serviço. Que nossa vida seja usada por Deus como guia para o nosso próximo e que estabeleçamos laços de amizade íntima com pessoas que nos edificam para o Reino dos Céus. Lembremos que “Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos” (Tg.5:17), mas que através de sua comunhão com Deus teve uma vida extraordinária. Clamemos pela “porção dobrada” (v.9). E ainda que diante de nós se levantem muitas águas, Deus nos fará passar “em seco” (v.8) ou as tornará saúde para nossa alma (v.21). Vigiemos e oremos!

Bom dia, servos do Deus Altíssimo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Reis2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



2 REIS 2 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
23 de agosto de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



2 Reis 2:9 – Porção dobrada do espírito by jquimelli
23 de agosto de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria

Bom dia, caríssimos leitores,

Gostaríamos de destacar aqui a correta interpretação de 2 Reis 2:9, onde se lê:

“Havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que eu te faça, antes que seja tomado de ti. Disse Eliseu: Peço-te que me toque por herança porção dobrada do teu espírito” (versão Almeida Revista e Atualizada).

Note que o texto registra que Eliseu pediu porção dobrada “do teu espírito“, ou seja, do “espírito de Elias” e não “do Espírito de Deus, que estava sobre Elias“. É uma diferença sutil, mas muito significativa.

Como se pode ver nos diversos comentários selecionados a respeito deste verso, a interpretação correta é que Eliseu queria ser o herdeiro do ministério profético de Elias, ou seja, receber o dobro da herança que Elias iria deixar aos outros profetas. Lembrem-se que os herdeiros principais, geralmente os primogênitos, recebiam o dobro da herança repartida entre todos os herdeiros ( Isaque, Jacó e José foram reconhecidos como principais, mesmo não sendo os primogênitos).

Assim, é incorreta a interpretação corrente do texto bíblico de que Eliseu pediu – e recebeu – “porção dobrada do Espírito Santo“. Não podemos ler o que a texto inspirado da Bíblia não diz.

Muito apropriadamente, a tradução NVI (Nova Versão Internacional), já traz a interpretação mais adequada: “Faze de mim o principal herdeiro de teu espírito profético”.



2 REIS 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
23 de agosto de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

686 palavras

os discípulos dos profetas. Nos dias de Elias e Eliseu, existiam várias “Escolas de Profetas”. Não se faz claro, exatamente, o que nelas se estudava, mas compreende-se que eram centros de treinamento espiritual […] Aqui Elias está fazendo sua visita de despedida a três escolas: Gilgal, Betel e Jericó. Bíblia Shedd.

que me toque por herança porção dobrada do teu espírito. “Faze de mim o principal herdeiro”, NVI. Não quer dizer que Eliseu queria ter duas vezes o poder de Elias, mas sim, estava querendo ser herdeiro da missão profética de Elias, e por isso, a porção dupla era a herança do primogênito, comparada com as dos demais filhos. Bíblia Shedd.

Eliseu não estava expressando o desejo de ter um ministério duas vezes maior que o do Elias. Usava, isso sim, uma linguagem tirada das leis da herança, para expressar seu desejo de continuar o ministério de Elias. A lei da herança atribuía uma porção dupla das posses do pai ao filho primogênito (v. Dt. 21.17). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Ao falar de uma “porção dobrada” do espírito de Elias, Eliseu não estava pedindo o dobro do poder de Elias. Ele não estava pedindo mais do que havia sido dado ao idoso profeta, nem uma posição mais elevada ou mais habilidade. A expressão utilizada é a mesma de Deut. 21:17, que denota a porção da propriedade de um pai que devia ser dada ao filho mais velho. Assim, o pedido de Eliseu era apenas que ele fosse tratado como o filho mais velho do profeta que partia … era o reconhecimento de um direito espiritual, a fim de ser considerado filho espiritual, primogênito do idoso profeta, e que, assim, fosse habilitado a continuar o trabalho iniciado por Elias. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 938.

O filho mais velho, em uma família israelita, herdava uma porção dobrada da propriedade dos pais (Dt. 21:17). Eliseu desejava ser o sucessor principal de Elias, que operaria milagres com o mesmo espírito. Bíblia de Estudo Andrews.

10 pedido difícil. Embora Elias tivesse recebido anteriormente instruções de ungir Eliseu como sucessor (1Rs 19.16, 19-21), a reação de Elias demonstrou claramente que a questão dependia exclusivamente do beneplácito soberano do Senhor. Bíblia Shedd.

18 Estes discípulos acreditavam em milagres, mas nunca em uma viagem diretamente aos céus. Bíblia Shedd.

20 tigela nova. O que seria usado no serviço do Senhor não poderia ser contaminado pelo uso profano (v. Lv 1.3,10; Nm 19.2; Dt 21.3; 1Sm 6.7). Bíblia de Estudo NVI Vida.

sal. Desde tempos antigos o sal tem sido valorizado por suas propriedades preservativas. Figurativamente, simboliza a lealdade do povo à aliança de Deus (Nm 18.19; Jz 9.45.  Andrews Study Bible.

Qualquer ideia de um efeito mágico do sal na purificação da água é excluída pela declaração explícita de que o próprio Senhor purificou a água. Bíblia Shedd.

23 sobe, calvo! [ARA; NVI: “Suma daqui!”]. Como Betel era o centro do culto praticado pelos reis do norte (1Rs 12.29; Am 7.13) e que Elias e Eliseu, sendo se sabia, frequentavam Samaria … os jovens de Betel devem ter tomado por certo que Eliseu estava subindo a Samaria a fim de continuar a luta de Elias contra a apostasia da família real. (Alguns acreditam que os jovens, na sua zombaria, estavam mandando Eliseu subir ao céu como Elias fizera). Bíblia de Estudo NVI Vida.

calvo! A calvície era incomum entre os judeus antigos, e os cabelos luxuriantes parecem ter sido considerados um sinal de força e vigor [cf histórias de Sansão e Absalão] … Ao chamarem Eliseu de “calvo”, o jovens de Betel expressavam o total desdém daquela cidade pelo representante do Senhor, o qual, segundo achavam, era destituído de poder. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Uma maneira de zombar de uma pessoa. A aparência de Eliseu era diferente dos cabelos de Elias. Tendo em vista que cabelo significava força e vigor, os jovens provavelmente estavam zombando da falta de poder profético de Eliseu. Andrews Study Bible.

24 os amaldiçoou em nome do Senhor. Eliseu impetrou uma maldição semelhante à maldição segundo a aliança, em Lv 26.21, 22. O resultado serviu de aviso prévio do juízo que viria contar a nação inteira caso esta persistisse … na apostasia (ver 2Cr 36.15). Bíblia de Estudo NVI Vida.




%d blogueiros gostam disto: