Reavivados por Sua Palavra


2 REIS 9 by jquimelli
30 de agosto de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2rs/9

Jezabel era conhecida por seus atos diabólicos. Após suas mãos sangrentas tomarem a vinha de Nabote, Elias havia profetizado: “Também de Jezabel falou o Senhor: Os cães devorarão Jezabel dentro dos muros de Jezreel “(1 Reis 21:23). Agora, muitos anos depois, quando Jeú clamou a partir do portão de Jezreel, dois ou três eunucos a jogaram no chão, ela morreu na hora e os cães rapidamente comeram sua carne.

Muitas vezes, quando estamos oprimidos e sentimos que nosso sofrimento não tem fim, clamamos a Deus: “Até quando, ó Soberano, santo e verdadeiro, esperarás para julgar os habitantes da terra e vingar o nosso sangue?” (Ap 6:10 NVI). Deus é justo, conhece os nossos sofrimentos, e Ele vai se certificar de que as más ações não fiquem impunes.

Deus também dá às pessoas muitas oportunidades para que mudem seus caminhos e oferece salvação através de Jesus Cristo. Ele está disposto a sofrer as conseqüências de nossos pecados. A Jezabel foram concedidas muitas oportunidades para que se arrependesse, e é somente por isso que o castigo não veio sobre ela imediatamente quando o profeta Elias o pronunciou.

Senhor, eu Te louvo pela tua retidão e justiça!

Daniel Jiao
União Missão Chinesa
Hong Kong

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=568
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



2 REIS 9 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
30 de agosto de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



2 REIS 9 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
30 de agosto de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Nem tudo sai como Deus quer neste mundo de pecado e cheio de pessoas com livre-arbítrio; contudo, paradoxalmente, Ele está no controle de tudo. Sendo assim, não devemos esperar que tudo saia exatamente como queremos ou planejamos…

Deus pretendia que Seu povo fosse exemplo de espiritualidade ao mundo. Seu plano era tirar Israel do Egito para torná-lo uma nação influenciadora. Todavia, Israel teimosamente se opunha a estes planos, mesmo com prejuízos titânicos.

Mesmo após a passagem do poderoso profeta Elias e o impactante ministério profético de Eliseu (sem contar que havia outros profetas contemporâneos e mais as escolas dos profetas) duas abominações predominavam em Israel (v. 22):

1. Prostituições religiosas implantadas por Jezabel;

2. Muitas feitiçarias.

Perversão religiosa e feitiçaria perniciosa caracterizavam ao povo que deveria iluminar ao mundo com a prodigiosa graça de um Deus amoro que almeja a salvação da humanidade. Depois de tudo o que Deus havia feito em prol do povo, este responde com indiferença, provocação e perversidade.

Não se esqueça! Apesar de tudo, Deus esteve, está e estará no controle! Note:

· Nenhum pecador, mesmo rei ou rainha, bom ou ruim, consagrado ou profano, tem as rédeas da história nas mãos; pois, é Deus quem governa apesar dos problemas que tem que enfrentar. A profecia havia indicado a unção de Jeú através de Elias alguns anos antes a fim de executar a justiça de Yahweh (I Reis 19:16-17); agora, Eliseu é um dos instrumentos do Céu para conduzir a vontade de Deus na Terra nesse quesito (II Reis 9:1-13).

· Deus não permite que a sementeira do pecado vire praga pandêmica no mundo; por isso, Sua reação é radical para promover justiça (vs. 14-29). Visando frear a maré do pecado Deus permitiu que Jeú, o qual agia furiosamente, matasse os reis Jorão e Acazias a sangue frio.

· Embora Deus fique irado quando há crescente onda de pecado, Ele não age sem antes avisar por meio de Seus profetas (vs. 7-10, 30-37; conf. I Reis 21:20-26). Deus anuncia almejando arrependimento; havendo rebeldia, o juízo torna-se imprescindível.

Jezabel é a rainha da vaidade, sedução e perversidade (v. 30) – ícone da beleza falsa! Embora ela tenha muitos seguidores na atualidade, sejamos imitadores de Deus para refletir-Lhe o caráter neste mundo deplorável! – Heber Toth Armí.



2REIS 9 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
30 de agosto de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Sucedeu que, vendo Jorão a Jeú, perguntou: Há paz, Jeú? Ele respondeu: Que paz, enquanto perduram as prostituições de tua mãe Jezabel e as suas muitas feitiçarias?” (v.22).

Enquanto o Senhor sustentava a Sua promessa concernente a sucessão real de Judá, o reino de Israel seguia com dinastias cada vez mais ímpias e obstinadas. Jeú foi escolhido por Deus para governar Israel e executar o Seu juízo sobre a casa de Acabe. Apesar do zelo com que fez tudo quanto o Senhor havia falado por intermédio de Seu profeta, veremos que Jeú também se desviou do bom caminho, apegando-se aos “pecados que Jeroboão fez pecar a Israel” (2Rs.10:31).

Contudo, por mais que o homem tente, por mais que a maldade se multiplique, ainda que a nossa humanidade se assemelhe a atitudes monstruosas, ou que o pecado transforme a raça humana na pior “arma” mortal deste mundo, podem ter a certeza de que Deus está no controle de todas as coisas. Tudo o que Ele falou através dos Seus santos profetas tem se cumprido exatamente como está escrito. Tudo!

Jezabel foi um dos piores instrumentos de Satanás na história de Israel. Sua biografia se resume em idolatria, perversidade e imoralidade. Ela governou seu marido e tinha total influência sobre sua descendência. Possuidora de um caráter perverso, desprovido de qualquer forma de bondade, mandou assassinar os profetas do Senhor. E, como prostituta cultual, certamente provocou a morte de muitas vidas humanas em sacrifícios a seus deuses malditos e para benefício próprio.

Jeú foi um vingador do sangue dos profetas e do “sangue de todos os servos do Senhor” (v.7) que foram mortos por aquela rainha má. A morte de Jorão, Acazias e Jezabel deixam claro que a maldade pode durar algum tempo, mas ela tem data marcada para terminar. E a resposta de Jeú a Jorão, é dita pelos filhos de Deus a cada dia, enquanto não chega o completo fim do pecado: — Que paz pode haver neste mundo, enquanto perduram as prostituições de Babilônia e os seus muitos pecados (Ap.17:5)? A pergunta que não pode calar é: Estamos nos acostumando com isso ou suspirando e gemendo “por causa de todas as abominações que se cometem” nesta Terra? (Ez.9:4).

Israel tornou-se lugar de imoralidade e idolatria; um quadro típico de nossos dias. À semelhança de Jezabel, muitos se envaidecem nas janelas de suas casas e não sabem que estão prestes a contemplar o cenário de sua destruição. E daqueles que Deus tem enviado para adverti-los, é dito: “Por que veio a ti este louco?” (v.11). Dentro em breve, será derramado sobre os impenitentes o “vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura” (Ap.14:10). “Porque o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo” (Tg.2:13). Portanto, para os que estão em Cristo Jesus, não é uma mensagem que causa medo, mas que fortalece a fé.

Enquanto o mundo cambaleia para o fim, só permanecerão em pé aqueles que começaram a viver a eternidade aqui, “os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap.14:12). Se as injustiças deste mundo lhe causam indignação, acredite: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mt.5:6). Despertemos, povo do Senhor! Despertemos para resgatar nossos irmãozinhos que ainda estão a perecer em trevas! Nem que tenhamos, como “o jovem profeta” (v.4), que falar, abrir a porta e fugir (v.10), anunciemos o evangelho eterno, “quer seja oportuno, quer não” (2Tm.4:2). Que a nossa vida seja uma declaração viva do cumprimento da última e maior das promessas de Deus: “Vem, Senhor Jesus!” (Ap.22:20). Vigiemos e oremos!

Bom dia, peregrinos a caminho do Lar!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Reis9 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



2 REIS 9 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
30 de agosto de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



2 REIS 9 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
30 de agosto de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

409 palavras

17 paz. A palavra hebraica shalom é usada aqui em oposição à palavra rebelião (Andrews Study Bible).

22 a idolatria e as feitiçarias. Ambas passíveis da pena de morte (v. Dt 13; 18:10-12). Enquanto esses males fossem promovidos no Reino do Norte, não poderia haver paz (Bíblia de Estudo NVI Vida).

26 de seus filhos. Esta é a primeira menção da morte dos filhos de Nabote com o pai. Mas, a fim de que Acabe tivesse direito à vinha, era necessário tirar os filhos do caminho. […] A morte de pai e filhos inocentes tornaram este o mais ultrajante de todos os crimes de Acabe e Jezabel (CBASD – Comentário Bíblico Adventista , vol. 2, p. 1001).

28 A Jerusalém. Não era propósito de Deus que a nação de Judá se associasse com a nação vizinha, do norte, em aliança íntima. […] A conduta de Acazias em auxiliar Jorão na guerra contra Hazael também foi repreensível [como a de Josafá, 2Cr 19:2] aos olhos de Deus (2Cr 22:4,5). Acazias pagou com a vida por esse auxílio (CBASD, vol. 2, p. 1002).

30 Enfeitou a cabeça. Ela adornou a cabeça com um “arco” turbante (ver Is 3:18), literalmente, ela “embelezou a cabeça”. Ela foi desafiadora e impenitente até o último momento. Usou todos os seus adornos e vestiu o traje mais imponente. […] Em vista de seu negro registro de pecado, Jezabel poderia ter colocado um pano de saco e sentado em cinzas. No entanto, seu espírito orgulhoso recusava ser humilhado e seu coração de pedra não se moveu (CBASD, vol. 2, p. 1002, 1003).

31 Zinri. Jezabel estava dizendo a Jeú que seu reino seria curto como o de Zinri [que reinou 7 dias, 1Rs 16:8-14] (Andrews Study Bible).

36 cães comerão. Ao invés de um enterro digno, um corpo ser devorado por animais impuros como cães e pássaros era um sinal de grande maldição (Andrews Study Bible).

No antigo Oriente, havia muitos cães famintos, rapinantes do campo, que devoravam carne de cadáveres deixados ao ar livre (CBASD, vol. 2, p. 997).

37 Já não dirão. O terrível fim de Jezabel deveria ensinar a transitoriedade e insignificância do poder e glória humanos. Todas essas coisas são pó e ao pó voltarão. A condenação de Jezabel exorta a todos os que praticam a iniquidade a ouvirem a mensagem de Deus: “Ai daquele que edifica sua casa com injustiça” (Jr 22.13). Jezabel se tornou um símbolo da iniquidade que o professo povo de Deus permitiria entrar em suas fileiras para rebaixar e contaminar, e solenes advertências foram dadas a respeito dos julgamentos que adviriam (Ap 2:20-23) (CBASD, vol. 2, p. 1004).




%d blogueiros gostam disto: