Reavivados por Sua Palavra


I REIS 10 by jquimelli
9 de agosto de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/1rs/10

Houve uma troca de presentes entre Salomão e a Rainha de Sabá. No entanto, Salomão não cometeu o erro que Ezequias faria anos depois, mostrando todas as suas riquezas e se esquecendo de dar glória ao Senhor. A rainha de Sabá ficou tão impressionada com o Deus de Israel e o que Ele havia feito por Salomão, que se acredita que esta visita tenha sido fundamental para que entregasse sua vida ao Deus de Israel (cf. Mt. 12:42).

Infelizmente, muitas pessoas acumulam riquezas e nunca dão crédito ao Doador. A rainha de Sabá recebeu as bênçãos que vêm quando reconhecemos que Ele é o grande provedor. Por dar créditos a Deus, Salomão tornou-se um testemunho a todas as nações da terra!

Há muitos membros da igreja em torno do mundo que reconhecem que Deus é Quem lhes forneceu tudo o que eles têm e eles, por sua vez, dão tudo o que podem para o avanço de Sua causa. Ouvi um deles dizer: “Quanto mais eu dou, mais Deus me dá de volta!” Deus concede sabedoria, conhecimento e riqueza, e por sua vez o seu povo glorifica Seu nome e ajuda ainda mais a Sua obra!

Leo Ranzolin
Vice-presidente aposentado da Associação Geral

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=547
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



I REIS 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
9 de agosto de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



I REIS 10 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
9 de agosto de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Precisamos aprimorar cada vez mais nossa religião com foco na Bíblia, antes que caiamos na acomodação, relaxo e despencamos espiritualmente morro abaixo.

Outra coisa muito importante: Devemos cuidar para não praticar a religião incorretamente; pois, alguém já disse que “a prática leva a perfeição; e a prática ruim leva ao perfeitamente ruim”.

• Aperfeiçoar uma prática equivocada é tão ruim quanto deixar de praticar algo que é bom.

Salomão está em alta, sua fama espalhou-se para longe, sua riqueza é notória, seu reino tornou-se bem desenvolvido, tudo devido à sabedoria recebida de Deus.

Analisando o capítulo em questão, John J. Bimson observa que, o autor inspirado “retorna aos temas da sabedoria e as riquezas de Salomão fazendo-o chegar a seu auge antes de contar como ele se desmoronou por sua tolice. O capítulo mostra quão longe tinha chegado a fama da sabedoria de Salomão, a ênfase está no caráter superlativo dessa sabedoria ao mesmo tempo em que ilustra como as riquezas continuavam chegando a Salomão na forma de presentes e tributos de monarcas estrangeiros”.

Não era plano divino que Israel tivesse reis. Deus ofereceu o que Salomão quisesse a fim de ajudar a corrigir o erro de Seu povo de pedir rei como as outras nações. Salomão pediu sabedoria e Deus lhe concedeu. Além disso, Deus lhe deu outras bênçãos, inclusive riquezas. Entretanto, pelo que parece, Salomão, em vez de continuar valorizando a sabedoria mais que as riquezas, o capítulo mostra que ele deu mais ênfase às riquezas.

Cuidado:

• Ambição perverte a submissão à vontade de Deus.
• Focar nas riquezas nos tira do caminho do Céu.
• Acreditar que tempo, recursos e talentos investidos no templo/igreja torna-nos livres para priorizar outras coisas no lugar de Deus é um perigo para a fé.
• A glória neste mundo é ilusória, é vangloria; devemos sempre dar glórias a Deus que nos dá sabedoria para adquirir recursos.
• Parar de investir em Deus significa investir no pecado; considerando que o salário do pecado é a morte, investir nos prazeres pecaminosos é um tipo de suicídio.
• Tirar os olhos do Abençoador para fixas nas bênçãos é um risco de alta periculosidade.

Quem segue o caminho da Bíblia não pega atalho para o inferno! Invista na vida, leia a Bíblia! – Heber Toth Armí.



1REIS 10 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
9 de agosto de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Tendo a rainha de Sabá ouvido a fama de Salomão, com respeito ao nome do Senhor, veio prová-lo com perguntas difíceis” (v.1).

Em um tempo em que não existiam redes sociais e nem mesmo jornais impressos, as notícias se espalhavam através do famoso boca-a-boca. Ao que tudo indica, Sabá ficava na região do Mar Vermelho, e pode ter sido o primeiro povo a receber a notícia de que Israel havia atravessado aquele mar a seco. Desde então, a fama daquele povo de religião monoteísta só cresceu. As informações sobre Israel eram sempre consideradas importantes, e a partir do momento em que a nação tornou-se uma monarquia, os interesses comerciais e políticos aumentaram.

A ascensão de Salomão ao trono causou grande alvoroço entre as nações. O que deveriam esperar do filho do poderoso guerreiro Davi? Na expectativa de construir pontes e evitar futuros confrontos, os reis da Terra enviavam presentes e propunham casamentos que selavam acordos de paz. Tendo conhecimento dos milagres realizados em Israel no passado, a rainha de Sabá não poderia perder a oportunidade de ver um milagre com os seus próprios olhos. Finalmente poderia tirar a prova se tudo o que havia ouvido desde a infância era realmente verdadeiro.

Com perguntas difíceis e questionamentos que nem os maiores sábios de seu reino conseguiram responder, a rainha “compareceu perante Salomão e lhe expôs tudo quanto trazia em sua mente” (v.2). Diante de respostas concretas, sábias e inquestionáveis, de um reino cuja glória refletia até mesmo nas vestes “de seus criados” (v.5), de um templo majestoso que recebia holocaustos da verdadeira adoração, a monarca de Sabá “ficou como fora de si” (v.5). Ela literalmente ficou maravilhada! Tudo o que já tinha ouvido sobre aquele povo era verdade, e tudo quanto tinha ouvido sobre Salomão não chegava aos pés do que ela pôde ouvir e ver pessoalmente.

Sabem, amados, há muitos e muitos anos, a humanidade tem ouvido falar de pessoas, famílias e de um povo cujo Deus é o Senhor. Através da Bíblia temos acesso ao relato da criação, de como ela foi maculada pelo pecado, de como Deus elegeu um povo como Seu porta-voz na Terra, da promessa de um Salvador, de como Ele veio e deu a Sua vida para nos resgatar, e, por fim, da Sua derradeira promessa: “voltarei e vos levarei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também” (Jo.14:3). Todavia, ao invés de fazer como fez a rainha de Sabá, muitos têm se contentado apenas com o ouvir falar.

O meu comentário diário, bem como os demais são apenas como as boas notícias que chegavam a Sabá através de mensageiros. Mas a forma mais poderosa e linda de receber as boas-novas é indo ter com o Rei dos reis em audiência particular todos os dias. Abra a Sua Palavra como quem está indo em busca de respostas, pois para Deus não há nada profundo demais que Ele não possa explicar. Às vezes não é bem o que queremos ouvir, mas sempre corresponde ao que necessitamos. Prepare-se para fazer uma “viagem” diária ao trono da graça em seus momentos de comunhão pessoal, levando sempre o presente que Ele nos pede: “Dá-Me, filho Meu, o teu coração” (Pv.23:26).

Dentro em breve, teremos uma reação semelhante à da rainha de Sabá quando atravessarmos os portais de pérola, pois, “como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam” (1Co.2:9). Mas enquanto aguardamos, que o mundo veja em nós não uma fama com respeito à coisas perecíveis, e sim,  “com respeito ao nome do Senhor” (v.1). Vigiemos e oremos!

Bom dia, aqueles que amam a Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1Reis10 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



I REIS 10 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
9 de agosto de 2019, 0:06
Filed under: Sem categoria



I Reis 10 – Comentários selecionados by jquimelli
9 de agosto de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

695 palavras

Este capítulo continua o tema da sabedoria e riqueza de Salomão que trouxe a ele fama internacional. Esta foi a era de ouro de Israel e profetas bíblicos posteriores olharam para trás com prazer e orgulho a respeito deste período da história da nação. Andrews Study Bible.

1 a rainha de Sabá. Pesquisas arqueológicas no sul da Arábia tendem a identificar a rainha com esse território e sua capital com Marib, no Iêmen. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 856.

10 deu ela. O que a rainha de Sabá deu a Salomão em termos de bens materiais foi pouco se comparado ao que recebeu em termos espirituais. CBASD, vol. 2, p. 857.

cento e vinte talentos de ouro (ARA; NVI: “…quatro mil e duzentos quilos de ouro”.)

14 seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro (ARA; NVI: “…vinte e três mil e trezentos quilos.”)

paveses (ARA; NVI: “escudos grandes”). Escudos retangulares que ofereciam proteção máxima (em contraposição aos escudos redondos, menores). Bíblia de Estudo NVI Vida.

18 um grande trono de marfim. Salomão usou um grande influxo de tributos para sustentar um estilo de vida extravagante (vs. 18021, 23-25). Seu trono era feito, provavelmente, de madeira adornada com marfim e ouro. … O desejo de Salomão por móveis e edifícios da melhor qualidade consistia num fardo para os seus súditos (12.4). Bíblia de Genebra.

14-23 Jesus mais tarde se referiu a “Salomão em todo o seu esplendor” (Mt 6:29). Life Application Study Bible Kingsway.

23 excedeu… em riqueza e sabedoria. Por que a bíblia coloca tanta ênfase nas posses materiais de Salomão? No Velho Testamento as riquezas são consideradas evidências tangíveis de bênçãos de Deus. A prosperidade era vista como uma prova de vida correta. No livro de Eclesiastes e Jó este conceito é colocado em uma perspectiva mais ampla. Em condições ideais, as pessoas prosperam quando Deus faz parte de suas vidas, mas prosperidade não é algo garantido. A riqueza não prova que uma pessoa está vivendo corretamente diante de Deus e pobreza não indica pecado. De fato, uma evidência maior que uma pessoa está vivendo para Deus é a presença de sofrimento e perseguição (Mc 10:29-31; 13:13). O mais importante “tesouro” não é o deste mundo, mas do celestial (Mt 6:19-21; 19:21; 1Tm 6:17-19). A dádiva de maior valor não tem preço – é a dádiva da salvação gratuitamente oferecida por Deus. Life Application Study Bible Kingsway.

24 sabedoria que Deus lhe pusera no coração. A mais elevada sabedoria do mundo é a de Deus, que é o fundamento de toda sabedoria; é o segredo para encontrar as maiores bênçãos e os maiores tesouros da Terra. O propósito de Deus estava sendo cumprido na exaltação de Israel. As nações que fossem até Salomão ouviriam sobre seu Deus e receberiam o convite para aceitar a religião de Yahweh. Pouco a pouco, por meio desses contatos e esforços missionários, o mundo seria evangelizado. CBASD, vol. 2, p. 859.

26 carros e cavaleiros. A reunião de carros e cavaleiros é sinal de conquista militar e extensão do império pela força. O acúmulo da cavalos era contrário ao propósito divino, que instruiu ao futuro rei de Israel “não multiplicará para si cavalos” (Dt 17:16). Ganhos obtidos por esses meios provariam ser grandes perdas. Salomão não percebeu isso e logo chegou a um ponto delicado no caminho. Diante dele estava a opção da obediência, que levaria à paz e à glória permanentes, e a da desobediência, que resultaria em dificuldades, opressão e vergonha. CBASD, vol. 2, p. 859.

27 prata como pedras e cedro em abundância. Prata e cedro eram comuns, mas a piedade era rara. Quem multiplica ouro, multiplica pesar e problemas. Quem multiplica amor verdadeiro tem riqueza de paz e contentamento que ouro algum pode comprar (Pv 16:8, 16). CBASD, vol. 2, p. 859.

28 Cilícia. A Cilícia fica onde hoje é a atual Turquia. Bíblia de Genebra.

comerciantes do rei. O comércio é uma profissão honrosa e traz muitos ganhos justos e que valem a pena. No entanto, também oferece muitas tentações e, com frequência, se torna um caminho rápido para a ruína. À medida que o povo de Israel se tornava mais interessado em lucros mundanos, mais se afastava de Deus. A ambição ocupou o lugar da misericórdia, e os interesses egoístas eram satisfeitos em vez de os interesses comuns. CBASD, vol. 2, p. 860.




%d blogueiros gostam disto: