Reavivados por Sua Palavra


2 REIS 8 by jquimelli
29 de agosto de 2019, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: http://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/2rs/8

Quando obedecemos a Deus com fé, podemos confiar em Seus planos para nós. Eliseu disse à mulher sunamita que deixasse a cidade para escapar de uma fome de sete anos. Ela levou seu filho miraculosamente restaurado e fez como o homem de Deus instruiu.

Sua fé foi testada após sete anos, depois que ela voltou para casa e encontrar suas terras e casa habitada por estranhos. Ela apelou ao rei por justiça. O rei estava falando com Geazi sobre Eliseu e pediu-lhe para que este lhe contasse todas as grandes coisas que Eliseu havia feito (vs 4). Quando Geazi estava contando a ressurreição da criança, a mãe apareceu diante do rei e confirmou a história. Que testamento ao tempo de Deus! A sunamita teve suas terras e seu lar restaurados e sua fé em Deus foi recompensada. Deus tem uma maneira de fazer todas as coisas acontecerem para a Sua glória, se nós apenas seguirmos a Sua voz.

Somos como aquela mulher sunamita. Todos nós chegaremos ao rei buscando misericórdia. Jesus é nosso advogado diante do Pai. Jesus dirá: “Aqui está aquele de quem te falei. Este é aquele que eu resgatei e dei nova vida em Meu nome. ”Louvado seja Deus.”

Cheri Holmes
Enfermeira de emergência
Lynden, Washington, EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=567
Equipe de tradução: Pr. Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



2 REIS 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
29 de agosto de 2019, 0:50
Filed under: Sem categoria



2 REIS 8 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ  by Maria Eduarda
29 de agosto de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Neste mundo deplorável Deus é O grande missionário. Ainda que Suas agências missionárias aqui neste planeta se tornem favoráveis ao pecado e se oponham aos Seus princípios, Deus faz Suas investidas para salvar a humanidade.

Leia o capítulo em questão e depois observe com atenção e oração aos sete itens deste capítulo esboçado no Comentário Bíblico Adventista:

· A sunamita deixa seu país por sete anos para evitar a fome prevista. O milagre de Eliseu a beneficia, e sua terra é restaurada pelo rei (vs. 1-6);

· Hazael, enviado com um presente de Ben-Hadade a Eliseu em Damasco, depois de ter ouvido a profecia, mata seu mestre e o sucede (vs. 7-15);

· O ímpio reinado de Jorão em Judá (vs. 16-19);

· A revolta de Edom e Libna (vs. 20-22);

· Acazias sucede a Jeorão (vs. 23-24);

· O ímpio reinado de Acazias (vs. 25-27);

· Ele visita o ferido Jeorão em Jezreel (vs. 28-29).

A monarquia, a imoralidade e a idolatria das nações impactaram a vida do povo de Deus quando o contrário deveria ter acontecido. É para impedir problemas maiores que afetassem o mundo inteiro que Deus levantou profetas como Elias e Eliseu.

Volte seus olhos para II Reis 5. Naamã saqueou Israel e levou para sua casa uma menina para ser escrava de sua esposa. Com seu comportamento, essa menina impactou ao casal que a tinha como sua propriedade. O comandante leproso foi até Eliseu e foi restaurado e convertido.

Naamã voltou curado para a Síria. Sua posição era importante. Ele era um homem respeitado.

· Pergunto: Ele recompensou a menina que foi uma bênção em sua vida? A menina foi recompensada por Deus por seu testemunho? Naamã permaneceu fiel a Deus? – São indagações interessantes!

O que sabemos exatamente é que a Síria foi impactada pelo Deus verdadeiro. Hazael, um não-judeu, deveria ser ungido por Deus para reinar na Síria. Provavelmente Elias incumbiu Eliseu dessa unção (I Reis 19:15). Antes disso, Ben-Hadade, rei antes de Hazael, consultou a Eliseu por resposta de Deus!

“Se houvesse mais pessoas como Eliseu, haveria mais reis como Ben-Hadade, testificando da grandeza de Deus. Se houvesse mais fé e obediência em Israel, haveria mais fé e esperança no mundo” (Idem). E, se hoje houvesse mais fé e obediência em nós? – Heber Toth Armí.



2REIS 8 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de agosto de 2019, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Ora, o rei falava a Geazi, moço do homem de Deus, dizendo: Conta-me, peço-te, todas as grandes obras que Eliseu tem feito” (v.4).

Lembram da mulher sunamita que mandou fazer um quarto especial para hospedar Eliseu? Ela reaparece no capítulo de hoje para demonstrar duas coisas:

• Primeiro, que Deus não desampara Seus filhos. Eliseu a avisou da fome e mandou que ela fosse com sua família viver em outro lugar. “Levantou-se a mulher e fez segundo a palavra do homem de Deus” (v.2);

• Segundo, que o Senhor deseja fazer de nós testemunhas vivas do Seu poder. Ao questionar Geazi, o moço de Eliseu, o rei de Israel admitiu saber que o profeta era realmente um homem de Deus. E para deixar bem claro, Deus providenciou que a sunamita e seu filho, “a quem Eliseu restaurou a vida” (v.5) aparecessem naquele exato momento. Ao ser interrogada pelo monarca de Israel, a mulher testemunhou do poder de Deus em sua vida, e o rei, por sua vez, lhe restituiu tudo o que era seu por direito.

Eliseu foi verdadeiramente um homem de Deus. Suas obras não eram suas, mas buscava fazer tudo o que o Senhor lhe ordenava. Antes de ascender aos Céus, um dos últimos atos de Elias foi o de ungir Hazael como novo rei da Síria (1Rs.19:15). Hoje também vimos o cumprimento da palavra do Senhor por intermédio de Elias. Quando Eliseu fitou os olhos de Hazael, creio que o profeta teve uma visão. Eliseu pôde contemplar todo o mau que ele faria a Israel, coisas tão terríveis que o fizeram chorar. Ele viu cenas de horror e de sofrimento qual nunca havia visto, resultado da rebelião de Israel. E longe de Deus só há lugar para tristeza, dor e sofrimento.

A continuação deste capítulo nos mostra a depravação tanto de Israel quanto de Judá. Perseveravam em fazer o que era mau aos olhos do Senhor e insistiam em unir-se em matrimônio com mulheres idólatras e perversas. Andar na contramão de Deus é seguir para a destruição. Pois ficamos a mercê de Satanás, aquele que só deseja nos “roubar, matar e destruir” (Jo.10:10). Deus é Criador (Gn.1:1), é Arquiteto e Edificador (Hb.11:10). Ele não destrói. Ele cria, aperfeiçoa e edifica. Porque “o cruel a si mesmo se fere” e “o que segue para o mal, para a sua morte o faz” (Provérbios 11:17 e 19). Mas quando perseveramos em fazer o bem, o bem nos seguirá mesmo que estejamos em terreno inimigo, como o foi com a sunamita.

Jorão sabia que as obras de Eliseu eram realizadas pelo poder de Deus, porém, ainda assim, permanecia com o coração duro aos apelos divinos.

O testemunho de um cristão pode não ser suficiente para alcançar a todos, mas é suficiente para todos cujo coração se abre para a ação do Espírito Santo.

Você já ouviu falar que atos falam mais do que palavras? É exatamente isso. Precisamos assumir a atitude do homem de Deus, cujas obras eram resultado de andar perante a face do Senhor; e da mulher sunamita, que prontamente obedecia às ordens de Deus.

A vida ilibada de um homem ou mulher de Deus torna-se em embaraço para os infiéis. Não foi o insistente olhar de Eliseu que embaraçou Hazael, mas o contraste de um puro coração com um coração duro e perverso. Os ímpios enxergam a desgraça alheia como “grandes coisas” (v.13). Mas os filhos do Reino choram e sofrem ao ver sofrer o seu semelhante. O desejo do Senhor é fazer de nossa vida instrumento para a realização de “grandes obras” (v.4). Perseveremos, portanto, em estudar toda a Escritura “a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2Tm.3:17). Vigiemos e oremos!

Bom dia, homens e mulheres de Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #2Reis8 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



2 REIS 8 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
29 de agosto de 2019, 0:10
Filed under: Sem categoria



2 REIS 8 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
29 de agosto de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria

464 palavras

1 Falou Eliseu. Pelo fato desta narrativa mencionar Geazi, deve ser anterior ao episódio em 5.27. A história bíblica está mais na ordem dos ensinamentos morais do que na ordem cronológica (Bíblia Shedd).

8 Pergunta ao Senhor. Esta é uma interessante ordem vinda do rei da Síria e um extraordinário testemunho do sucesso da missão de Eliseu. O profeta teve o privilégio de ver o rei de uma nação que os hebreus consideravam pagã reconhecendo-o como o homem de Deus e pedindo que ele consultasse a Yahweh em seu favor. Ao enviar Hazael, o rei da Síria testemunhou diante de seu povo de seu interesse no Deus dos hebreus. Ele também permitiu que seu país soubesse que ele deixara de considerar os deuses da Síria como os únicos em supremacia. Tivessem os filhos de Israel sido fíéis à sua missão, e esse tipo de testemunho poderia vir de governantes de várias nações da Terra. Era propósito original de Deus que Israel fosse como uma luz sobre uma montanha e que resplandecesse até os confins do mundo, dissipando as trevas e a ignorância do coração das pessoas. Se houvesse mais pessoas como Eliseu, haveria mais reis como Ben-Hadade, testificando da grandeza de Deus. Se houvesse mais fé e obediência em Israel, haveria mais fé e esperança no mundo. O fracasso de Israel envolvia o fracasso e ruína das nações vizinhas, assim como a salvação de Israel poderia implicar a salvação de muitos no mundo (CBASD – Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 2, p. 988).

Sararei eu? A indagação de Ben-Hadade foi mais que uma consulta; era um pedido para que o profeta fizesse pelo rei o mesmo que fizera por Naamã (Idem).

12 esmagarás os seus pequeninos. O então futuro rei da Siria, em amargura e ódio que cresceria dentro da alma, se engajaria nos mais vis crimes contra o povo de Israel. Pessoas pacíficas não compreendem as crueldades e horrores dos quais podem se tornar capazes quando recorrem à guerra. […] Quando alguém embarca num caminho de perversidade ficaria chocado se lhe fosse revelado o resultado final dessa escolha (CBASD, vol. 2, p. 989).

15 A ordenança divina que fez a Hazael, rei da Síria, não significava que ele era livre para usar métodos criminosos para apressar sua própria coroação (Bíblia Shedd).

18 como a família de Acabe havia feito. Jeorão introduziu em Judá a adoração a Baal, assim como Acabe fizera no Reino do Norte (v. 11.18) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

21 seu exército conseguiu fugir. Embora Jeorão e seu exército conseguisse romper o cerco das forças edomitas, foram totalmente derrotados e forçados a recuar para seu território (Bíblia de Estudo NVI Vida).

26 Sua mãe, filha de Onri […] chamava-se Atalia. Era uma neta de Onri. Na maneira hebraica de pensar e falar, nem sempre se distingue entre “filho” e “neto” (cf. 9.14 comp. com 1Rs 19.16) (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: