Reavivados por Sua Palavra


GÊNESIS 42 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
23 de novembro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“José era governador daquela terra; era ele quem vendia a todos os povos da terra; e os irmãos de José vieram e se prostraram rosto em terra, perante ele” (v.6).


José não mais estava sonhando ou dando a interpretação de um sonho, mas vivendo o cumprimento do que sonhara. Ouvindo falar da fartura de pão no Egito e vendo seus filhos inertes diante da fome que os assolava, Jacó os enviou para buscar mantimento. Os dez filhos de Israel seguiram viagem até que chegaram perante um imponente governador que ao avistá-los, lhes dirigiu a palavra rispidamente. Mesmo que seu discurso fosse severo e intimidante, seu coração palpitava de emoção ao rever seus irmãos. Lembrando-se “José dos sonhos” (v.9), decidiu testá-los, os lançando em uma prisão preventiva. Após três dias, lhes concedeu o habeas corpus, menos a um, que lhe seria a garantia do retorno dos demais com seu irmão Benjamim.

Qual não foi a surpresa deles quando encontraram o dinheiro que levaram para comprar o mantimento “na boca do saco de cereal” (v.28). “Desfaleceu-lhes o coração, e, atemorizados, entreolhavam-se, dizendo: Que é isto que Deus nos fez?” (v.28). Tomados de medo, seguiram viagem tentando pensar de que forma agiriam a fim de provar sua inocência. Ouvindo Jacó o relato da viagem, tomando ciência da prisão de Simeão, e vendo “as trouxinhas com o dinheiro” (v.35), firmemente decidiu não por em risco a vida de Benjamim. Não imaginava que o que aparentava ser uma maldição, seria a mais graciosa bênção do Senhor, estando prestes a reencontrar o filho que pensara não mais existir.

Ainda na prisão do Egito, aqueles irmãos, sobrecarregados de remorso, sentiram, como nunca antes, o peso da culpa. Seu cruel ato passado não os permitia ter paz. E diante daquele que não imaginavam ser o objeto de anos de angústia, confessaram a sua culpa, pensando que não podia compreendê-los. E enquanto falavam entre si, não perceberam a face enrubrecida do governador egípcio que, sem aviso, retirou-se rapidamente. José chorou ao relembrar o fatídico dia em que, entre rogos, clamava aos seus irmãos por misericórdia e nenhuma resposta obtinha. Ele chorou ao perceber a angústia que os consumia todos aqueles anos. Em suas mãos estava a cura emocional de seus irmãos.

Em um mundo atribulado por doenças de ordem emocional, aceitar o convite de Cristo é a nossa única saída: “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei” (Mt.11:28). A prisão do Egito não se comparava à prisão da alma causada pela culpa de um pecado não confessado. Ficar olhando “uns para os outros” (v.1) não resolve nada, muito pelo contrário, apenas reforça a ideia de que os erros do outro são sempre maiores do que os nossos. E quando nos deparamos com a oportunidade de restaurar os pedaços daquilo que nossas escolhas quebraram, não a reconhecemos (v.8). Tão pronto esteja o nosso ferido coração disposto a aceitar o terno convite do Salvador, e Ele transformará as mais improváveis circunstâncias em caminhos seguros para a cura e libertação. Creia nisso e descanse em Cristo!

Bom dia, curados e libertos pelo sangue de Cristo!

Desafio do dia: Escreva uma cartinha para cada membro de sua família dizendo o quanto o ama e ore junto com ele. Encha a sua casa de amor! Encha a sua casa de Jesus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis42 #RPSP

Comentários em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: