Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 20 – Comentários Selecionados by jquimelli
14 de agosto de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria

1 Filho do sacerdote Imer. O filho de Imer [Pasur], possivelmente tenha sido o pai de “Gedalias”, mencionado em Jeremias 38:1 a 4, um dos príncipes que, mais tarde, se opuseram aos esforços de Jeremias. CBASD, vol. 4, p. 466.

Presidente. Isto é, “líder adjunto”, evidentemente próximo em classificação ao sumo sacerdote. Sua alta posição no templo seria responsável por sua liderança nas agressivas ações contra jeremias (v. 2, 3), particularmente desde que o profeta entregou sua mensagem ao povo “no átrio da casa do SENHOR” (ver Jr 19:14, 15). Os acontecimentos do cap. 20, aparentemente, seguem imediatamente, aos do cap. 19 (ver com. De Jr 19:1). CBASD, vol. 4, p. 466.

2 Profeta Jeremias. Esta é a primeira vez que o nome e o título aparecem juntos. Sem dúvida, a razão é realçar a afronta e o insulto sofridos por Jeremias. CBASD, vol. 4, p. 466.

Tronco. Do heb. Mahpeketh, “algo que compele a uma postura torta”, isto é, um instrumento de punição que colocava o corpo em posição muito desconfortável e dolorosa. Em sofrimento e nesta condição humilhante, Jeremias passou a noite num dos lugares mais importantes em Jerusalém, “a porta superior de Benjamim”, possivelmente, a Porta das Ovelhas (ver Jr 37:13). CBASD, vol. 4, p. 466.

3 No dia seguinte. O profeta foi solto da tortura do tronco depois de uma noite, o que não significa que foi libertado da prisão neste período. CBASD, vol. 4, p. 467.

Terror-Por-Todos-Os-Lados. Ou “Magor-Missabibe” (ARC). As mesmas palavras hebraicas são traduzidas como “terror por todos os lados” (Sl 31:13; Jr 6:25; 20:10) …. (ver Sl 31:9-16). CBASD, vol. 4, p. 467.

6 E tu … irás à Babilônia. Todos os israelitas foram levados ao exílio, exceto “o povo pobre da terra” (2Rs 24:14; 25:12; Jr 40:7). CBASD, vol. 4, p. 467.

Profetizaste falsamente. Isto claramente indica que Pasur afirmou ser um profeta e que ele era membro do partido anticaldeu que instou o povo a lutar contra os exércitos de Nabucodonosor, partido este que rejeitou os avisos de Jeremias para nã ocolocar a segurança nacional sobre uma aliança com o Egito (ver Jr 2:18, 36; 14:13-15; 37:5-10). CBASD, vol. 4, p. 467.

7 Persuadiste. Ver com de Jr 4:10. As queixas eram uma reação à noite angistiante do profeta no tronco (ver v. 2, 3). Em seu estado depressivo Jeremias parece ter considerado sua obra um fracasso; um fracasso mais amargo pelo temor de que Deus não cumprisse Suas promessas (ver Jr 1:8-10; cf. 15:10, 17; Jn 4:1-4). CBASD, vol. 4, p. 467.

Mais forte do que eu. Em sua amarga queixa, Jeremias sugere que o Senhor empregou Seu poder para forçá-lo contra o próprio desejo e a vontade, a assumir uma missão na qual ele seria diminuído. CBASD, vol. 4, p. 467.

Não posso mais. Ou melhor: ”não posso mais aguentar”. CBASD, vol. 4, p. 467.

10 Murmuração. “Uma informação má” (ver Sl 31:13). A passagem significa que Jeremias ouviu muitos relatos a seu respeito. CBASD, vol. 4, p. 467.

Terror por todos os lados! Do heb. Magor missabibe, o nome dado [por Jeremias] a Pasur. CBASD, vol. 4, p. 467.

Denunciai. Os perseguidores do profeta esperavam conseguir evidências da deslealdade de Jeremias para com a nação. CBASD, vol. 4, p. 467.

Persuadir. Ou, “enganar” (AA; ver v. 7). Os inimigos esperavam que em seu zelo profético, Jeremias fosse apanhado ao dizer algo que trouxesse condenação sobre ele e resultasse em sua morte. CBASD, vol. 4, p. 467.

11 O SENHOR está comigo. Apesar de ansioso e perplexo, Jeremias não cedeu ao desespero; sua confiança continuou firme em Deus (ver Sl 23; 27; 2Co 4:1, 8, 9). As águas da aflição não fizeram submergir sua confiança, nem o fogo da perseguição consumir sua fé (ver Is 43:1, 2). CBASD, vol. 4, p. 467.

13 Cantai ao SENHOR. A angústia do profeta se rendeu à esperança. A tristeza deu lugar à alegria (ver Sl 30:5). CBASD, vol. 4, p. 468.

14 Maldito o dia. O restante do capítulo retrata Jeremias em profundo desespero, lembrando-nos do patriarca Jó (ver com. De Jó 3:1-6). Devemos lembrar que, embora esses personagens bíblicos fossem homens de Deus, eles eram seres humanos “semelhantes a nós”, sujeitos aos mesmos sentimentos” (Tg 5:17). CBASD, vol. 4, p. 468.

15 Alegrando-o com isso grandemente. O pensamento deste deleite paterno aumentava a agonia do profeta (ver Jr 15:10). CBASD, vol. 4, p. 468.

16 Seja … como as cidades. Referência às “cidades da campina” (Gn 19:29) dstruídas pelo fogo de Deus. Sua destruição se tornou um exemplo do castigo divino resultante da maldade humana (ver Dt 32:32; Is 1:9, 10; Jd 7). CBASD, vol. 4, p. 468.

17 Não me matou. O capítulo termina no auge da linguagem altamente emocional. O profeta lamenta profundamente sua existência. CBASD, vol. 4, p. 468.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: