Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 16 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
10 de agosto de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

JEREMIAS 16 – Ficou evidente no capítulo anterior que, aqueles que amam a Deus sofrem nas mãos daqueles que amam ao mundo. Os interesses diferentes causam tensão entre os conversos e os inconversos, entre os sinceros e os falsos crentes, entre os genuínos e os hipócritas em sua fé.

Assim como não há como Deus preservar a saúde de quem se alimentam incorretamente, não há como Deus salvar aqueles que preferem o pecado que mata em vez que o perdão que vivifica.

Por mais difícil que seria para Jeremias, Ele decidiria ficar ao lado do Senhor. Por mais desafiador que fosse pregar, Jeremias estava disposto – mas, isso se deu apenas depois que Deus o repreendeu, e ele se arrependeu.

• Restaurado e preparado para ilustrar a verdade e intentar impactar o coração duro do povo de Deus (vs. 1-9), agora “Jeremias devia se abster totalmente de se casar e ter filhos… Por que Deus proibiu Jeremias de formar família? Para que sua própria vida fosse uma lição objetiva sobre o terrível tempo em que as famílias se dissolveriam e a dor da separação se tornaria um pesado fardo para os sobreviventes”, explica Imre Tokics.

• Além desse destino solitário, Jeremias também foi “proibido de entrar numa casa em que houvesse luto. Isso simbolizaria a atitude do Senhor a respeito da relutância deles em responder aos Seus chamados para que arrependessem e experimentassem um reavivamento”, diz Tokics.

• E tem mais. Jeremias “também não devia se unir às festas de alegria e celebração” do povo. “Isso devia simbolizar o momento futuro em que os babilônios poriam fim a toda sua alegria e regozijo” complementa Tokics.

• A intolerância e a obstinada rejeição à mensagem de Deus não dava opção senão a destruição. Deus avisa antes o que fará em breve (vs. 10-13). Ele nunca age sem comunicar mesmo para quem não quer ouvir. Contudo, Deus não tem prazer em ver o mal.

• A apostasia recebe juízo para que, no final, um remanescente experimente bênçãos sobrenaturais, restauração total e cura radical. Embora Deus seja intolerante ao pecado, Ele é misericordioso para oferecer perdão que resulta em aceitação e purificação (vs. 14-21).

“Senhor, certamente Te rejeitamos assim como o antigo Israel, mas queremos apegar-nos a Ti como fez o relutante Jeremias. Reaviva-nos!” – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: