Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 14, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
8 de agosto de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Disse-me o SENHOR: Os profetas profetizam mentiras e em Meu nome, nunca os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; visão falsa, adivinhação, vaidade e o engano do seu íntimo são o que eles vos profetizam” (v. 14).


Jeremias passou pela terrível experiência que profeta algum havia passado. Por três vezes consecutivas, teve suas preces rejeitadas em favor do povo pelo qual intercedia. Já não bastasse a solidão do profeta, suas orações também não seriam respondidas. A primeira intercessão do profeta contém palavras de rogo em apelo a um povo que não correspondia à santidade do nome do Deus pelo qual eram chamados. Na segunda, o profeta acusa os falsos profetas e o poder de persuasão deles de fazer com que o povo acreditasse em uma falsa paz. Já a terceira, é uma súplica pela ação divina em resposta à incapacidade dos ídolos dos gentios de realizar qualquer obra. Porém, todas as três orações FORAM REJEITADAS.

Fico imaginando o que Jeremias sentiu. Afinal, ele não estava pedindo somente por ele, mas pelo povo. Ele poderia ter desistido na primeira negativa de Deus, mas continuou insistindo. De todas as formas possíveis tentou colocar diante de Deus tudo o que estava destruindo o povo, apelando por Suas misericórdias não por amor do próprio povo, mas por amor do Seu nome que estava sendo profanado. Só que a conexão de Jeremias com o SENHOR, não era a mesma dos habitantes de Jerusalém. As pessoas haviam se tornado completamente indiferentes aos apelos divinos e, enquanto o profeta de Deus erguia suas súplicas, elas davam ouvidos às palavras dos falsos profetas porque eles falavam exatamente o que elas desejavam ouvir.

A seca que Judá enfrentou não se tratava apenas de falta de água, ia muito além disso, a escassez era espiritual. Não havia quem buscasse o SENHOR. À semelhança dos líderes judeus que dependurariam o Messias na cruz do Calvário, aquela geração tornou-se totalmente seca e desprovida de qualquer chance de mudança. “[Voltavam] com seus cântaros vazios e, decepcionados e confusos, [cobriam] a cabeça” (v. 4). Choravam, se curvavam e clamavam, mas não ao Deus do Céu. Não para um lavar regenerador da Água da vida. Não estavam dispostos a se entregar a Deus em detrimento do próprio “eu”. Era mais agradável ouvir as “doces” palavras dos falsos profetas do que as “amargas” palavras de Jeremias.

Meus irmãos, será que estamos diferentes daquela seca espiritual? Não é muito mais fácil dar ouvidos àqueles que pregam palavras bonitas do que àqueles que pregam tão-somente o ASSIM DIZ O SENHOR? Não é confortável permanecer no lugar onde o nosso ego é amaciado e onde não somos desafiados a passar por um doloroso processo de mudança? Todos querem a Cristo como Salvador, mas quase todos O rejeitam como SENHOR. É fácil ser um cristão de aparência. É muito fácil fingir ser o que não é. Difícil é ser o que Deus pede que sejamos: “Sede santos, porque Eu sou santo” (I Pedro 1:16). A jornada é difícil, mas é simples. É tão simples que muitos têm confundido o papel da graça. Ora, o que é de graça é gratuito. Você e eu não precisamos fazer nada para obtê-la. Ela nos é dada como um presente. Um presente que já foi pago por Cristo na cruz. Basta aceitá-la! Mas, quando a aceitamos, consequentemente, vivemos por ela. E é esse viver que devemos buscar seguindo o nosso único Exemplo: “Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos EXEMPLO PARA SEGUIRDES OS SEUS PASSOS” (I Pedro 2:21).

Muito em breve cessarão as intercessões. Como aquela geração de Judá, estamos diante de uma geração que prefere ouvir mentiras a aceitar a verdade. E a situação é tão agravante, que esta realidade tem sido vista inclusive no meio daqueles que se chamam pelo nome de Deus. Como Cristo mesmo nos advertiu, muitos falsos profetas têm se levantado para confundir e enganar, “se possível, os próprios eleitos” (Mateus 24:24). E o que nós temos feito? O projeto Reavivados Por Sua Palavra não surgiu ao acaso, mas do coração do nosso Sumo Sacerdote que tem derramado as Suas últimas lágrimas por amor a mim e a você. Na verdade, creio que não foram as orações de Jeremias que foram rejeitadas, mas o coração endurecido de um povo que não mais conhecia o seu Deus. Não permita que isto aconteça com você! Há uma batalha muito grande acontecendo e é a sua vida que está em jogo. Permita, HOJE, que a Água da Vida opere um lavar regenerador em seu coração. Não rejeite o chamado da salvação!

Bom dia, encharcados pela Água da Vida!

Desafio do dia: Um dos remédios naturais deixados pelo Criador para nós foi a água. Se você ainda não faz bom uso desta dádiva de Deus, comece a beber pelo menos 08 copos de água por dia. Você perceberá que terá mais disposição física, mental, e terá mais saúde. E, consequentemente, ouvirá melhor a voz de Deus.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias14
#RPSP


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: