Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 13 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
7 de agosto de 2017, 0:25
Filed under: Sem categoria

Assim me disse o SENHOR. Os acontecimentos deste capítulo podem ser datados com um alto grau de certeza em 597 a.C., durante o reinado de três meses de Joaquim, uma vez que, como alguns pensam, a rainha (mãe) mencionada no v. 18 … é Neústa, a mãe de Joaquim, frequentemente mencionada em ligação ao reinado de Joaquim (ver 2Rs 24:6-8, 12, 15; Jr 22:24, 26; 29:2). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 441.

Cinto (ARA; NVI: “calção”). Do heb. ‘ezor, “uma tanga”. Simbolicamente, a tanga representava os israelitas, a quem Deus ligou estreitamente a Si (ver Jr 13:11). CBASD, vol. 4, p. 441.

Não o metas na água. Uma peça de roupa suja e úmida se decompõe mais facilmente. CBASD, vol. 4, p. 441.

Vai ao Eufrates. Embora haja algum questionamento se Jeremias foi solicitado a enterrar o cinto nas margens do famoso rio, não há incerteza a respeito da aplicação da profecia simbólica. O cinto representava a casa de Israel (Jr 13:11)  e a remoção e enterro do cinto representava a remoção do povo para Babilônia. CBASD, vol. 4, p. 441.

Passados muitos dias. Não é declarado quanto tempo o cinto ficou enterrado. Foi longo o suficiente para que a deterioração o inutilizasse (ver v. 7). CBASD, vol. 4, p. 441.

9 Muita soberba de Jerusalém. Referência ao orgulho vão, prepotente e arrogante do coração pecador e rebelde do povo.Qualquer golpe no orgulho da cidade envolveria o grande objeto do orgulho de Jerusalém, o templo (ver com. de Jr 7:4). CBASD, vol. 4, p. 441, 442.

11 Casa de Israel. O simbolismo da profecia é explicado neste versículo. O cinto (ou calção, NTLH) representava as casas de Israel e de Judá. CBASD, vol. 4, p. 442.

Eu fiz apegar-se a Mim … para Me serem por povo, e nome, e louvor, e glória. Deus lembra a Seu povo qual teria sido a sorte dele se tivesse se mostrado leal a Ele, se tivesse sido obediente à Sua vontade (ver Dt 7:6; 26:18, 19; 28:1, 13, ver p. 12-13). CBASD, vol. 4, p. 442.

12 Jarro. Grande jarro ou vaso de barro (ver Is 30:14; Lm 4:2). CBASD, vol. 4, p. 442.

16 Dai glória ao SENHOR. Isto é, fazer o que exige o conhecimento de Deus e de Seus requerimentos. Como no caso de Acã (Js 7:19), um ato assim envolveria uma contrita confissão de pecados. CBASD, vol. 4, p. 442.

Montes tenebrosos. Ilustração sugestiva do misto de tristeza, cegueira do castigo e desespero que os israelitas estavam prestes a experimentar por causa de sua iniquidade (ver Is 59:9, 10). CBASD, vol. 4, p. 442.

17 Minha alma chorará. O profeta expressa sua afetuosa consideração e profundo amor por seu povo (ver Lm 1:16; ver com. de Jr 9:1). CBASD, vol. 4, p. 442.

18 Rainha-mãe. Do heb gevirah, refere-se a Neústa, mãe do rei Joaquim ou Jeconias (ver Jr 29:2; 2Rs 15:16). Essas rainhas-mãe exerciam grande influência nos negócios do reino, como indicado pela usurpação de autoridade suprema por Atalia (ver 2Rs 11; ver com. de Dn 5:10). CBASD, vol. 4, p. 442.

Coroa da vossa glória. Literalmente, “cobertura da cabeça”. CBASD, vol. 4, p. 442.

19 Do sul. Do heb. negeb, uma região na parte sul da Judeia [Neguev]. CBASD, vol. 4, p. 442.

Todo o Judá foi levado para o exílio. É enfatizada a integridade da aproximação da deportação. Estava envolvido todo o país, inclusive as cidades do sul. CBASD, vol. 4, p. 442.

20 Do Norte. A rota de invasão de Babilônia para se aproximar da Palestina partia do norte (ver com. de Jr 1:14). CBASD, vol. 4, p. 442.

Onde está o rebanho que foi confiado a você…? O rebanho representa os habitantes de Judá. Sião [Jerusalém, personalizando seus líderes políticos e religiosos] deveria ter cuidado deles com carinho, mas cedeu á iniquidade e, de modo vil, negligenciou o “rebanho do SENHOR” (v. 17). O mesmo questionamento é dirigido a pais, professores e líderes espirituais. Deus confiou pessoas preciosas aos seus cuidados. Ele exigirá conta rigorosa dos guardiões de Seu rebanho. CBASD, vol. 4, p. 442, 443.

22 Pela multidão de seus pecados se levantaram as tuas fraldas (ARA; NVI: “por causa dos seus muitos pecados … suas vestes foram levantadas e você foi violentada”). Literalmente, [“levantaram as tuas fraldas”=] “são postos a nu. A remoção das “fraldas” era uma indicação de profunda degradação (ver Is 47:1-3; Na 3:5). Relevos assírios retratam mulheres cativas sofrendo este ultraje. CBASD, vol. 4, p. 443.

Teus calcanhares sofrem violência. Isso pode significar que eles seriam obrigados a caminhar descalços como humildes escravos ou prostitutas marginalizadas (ver Is 20:2-4). CBASD, vol. 4, p. 443.

23 Etíope … leopardo. Estas pessoas da parte superior [mais ao sul] do Nilo (ver com. de Gn 10:6; ver vol. 2, p. 35, 36) eram familiares ao povo de Judá (ver Jr 38:10). A ilustração gravou vivamente a triste verdade de que o pecado de Judá estava tão firmemente estabelecido e de que seu povo não conseguia, por si só, mudar seus maus caminhos. Nada foi deixado para eles, a não ser o cativeiro. CBASD, vol. 4, p. 443.

Então, poderíeis fazer o bem. Neste versículo é apresentada a futilidade de qualquer esforço humano para vencer o mal, á parte do poder de Deus (ver 1Rs 8:46;Sl 130:3; Pv 20:9; Ec 7:20; Rm 3:9-12; 7:22-8:4; 1Jo 1:8-2:2). CBASD, vol. 4, p. 443.

24 Restolho. Do heb. qash, referência à palha esmagada e quebrada, encontrada na eira depois que os bois pisaram o grão. Ela será soprada pelo vento quente que a varrerá do deserto da Arábia (ver com. de Jr 4:11). CBASD, vol. 4, p. 443.

25 Confiaste em mentiras. Possivelmente, uma referência à adoração aos falsos deuses. CBASD, vol. 4, p. 443.

27 Teus adultérios. Metáfora da adoração idólatra dos israelitas (ver Jr 3:20). CBASD, vol. 4, p. 443.

Rinchos. Representa os desejos e a cobiça não reprimidos de Judá em relação à idolatria (ver Jr 2:24; cf. 5:8). CBASD, vol. 4, p. 443.

Até quando ainda não te purificarás? A parte final do versículo apresenta a acariciada esperança do Senhor quanto a reforma espiritual dos israelitas. A terminologia sugere uma esperança tingida com desespero melancólico por causa do rumo persistentemente impenitente do povo. CBASD, vol. 4, p. 443.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: