Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 46 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by jquimelli
5 de julho de 2017, 21:31
Filed under: Sem categoria
Anúncios


ISAÍAS 46 by jquimelli
5 de julho de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Neste capítulo, o maravilhoso Deus de Israel, através de Isaías, contrasta os deuses incompetentes da Babilônia consigo mesmo. Enquanto os deuses dos pagãos precisavam ser carregados de um lugar para outro por animais de carga (v. 1b), o próprio Deus carrega Seus adoradores no colo, desde o nascimento até a morte!

“Escute-me, ó casa de Jacó, todos vocês que restam da nação de Israel, vocês, a quem tenho sustentado desde que foram concebidos, e que tenho carregado desde o seu nascimento. Mesmo na sua velhice, quando tiverem cabelos brancos, sou eu aquele, aquele que os susterá. Eu os fiz e eu os levarei; eu os sustentarei e eu os salvarei. ” (v. 3-4 NVI).

Como é difícil para nós lidar com o silêncio de Deus! Quão natural é para nós a ceder ao desânimo quando as coisas ao nosso redor parecem dar errado, quando a noite escura da alma parece habitar em nosso coração! Deus, através de Seu servo Isaías, recorda-nos que fazer deuses a partir daquilo que Ele criou não é razoável nem trará a solução aos nossos problemas (v. 5-7). Apeguemo-nos Àquele que conhece o fim “desde o princípio” (v. 10 ARA), tendo a certeza de que a Sua salvação “não está distante” (v.13 NVI).

Concentremo-nos diariamente em Deus e lembremo-nos de que Sua libertação está próxima.

Ron E M Clouzet
Pastor ministerial na Divisão Norte da Ásia e do Pacífico

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/isa/46, https://www.revivalandreformation.org/?id=971 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/46/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/11
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Isaías 46 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



ISAÍAS 46 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
5 de julho de 2017, 0:57
Filed under: Sem categoria

1 Bel se encurva. Em Isaías 40:19, 20; 41:23, 24; 44:9-20; 45:16, o profeta enfatiza a tolice de se adorar ídolos. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 282.

Bel era um dos principais deuses dos babilônios. Bel, assim como Baal, significa “senhor”, e era também o título aplicado ao principal deus deles, Marduk (Jer. 50:2 ), e a seu filho Nebo, o deus do conhecimento e da literatura. Os babilônios costumavam peregrinar até à cidade de Bel, no início de cada ano, levando as imagens em carroças puxadas por animais (v. 1). Mas esses deuses e todo esse esforço não conseguiriam evitar a queda de Babilônia. Pr Ron M E Clouzet, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/11/.

O nome Bel ocorre nos nomes de Beltessazar (Dn 1:7) e Belsazar (Dn 5:1). CBASDvol. 4, p. 282.

Nebo. Ou, Nabu, o deus babilônico do conhecimento e da literatura. Seu centro de adoração era em Borsipa, próximo a Babilônia. Depois de Marduque, este era o mais importante dos deuses, e era considerado seu filho. Nebo honrava seu pai com uma visita anual a Babilônia, durante a celebração do Ano Novo. Em retribuição, Marduque acompanhava Nebo em parte do caminho de volta para Borsipa. O nome Nebo faz parte dos nomes de Nabucodonosor (ver com. de Dn 1:1) e Nabopolassar. CBASDvol. 4, p. 282.

2. Entram em cativeiro. A história revela que quando o rei assírio Senaqueribe destruiu Babilônia cerca de um século antes, levou o ídolo Marduk como despojo de guerra. Deus estava dizendo através de Isaías que o mesmo que acontecera no passado aconteceria de novo com os deuses de babilônia: “eles mesmos vão para o cativeiro” (v. 2b NVI). Pr Ron M E Clouzet, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/11/.

Sobre os animais. Nas viagens mencionadas, Bel e Nebo eram levados por homens ou nos lombos de animais. Em contraste, o Deus de Israel tinha levado e libeertado Seu povo (v. 3). Enquanto Bel e Nebo precisavam da ajuda de seus devotos, o verdadeiro Deus ajudava aqueles que O adoravam. CBASDvol. 4, p. 282.

Até à vossa velhice. O Senhor jamais deixaria de cuidar dos Seus. Enquanto houvesse vida, Ele os protegeria como pais amorosos protegem seus filhos. CBASDvol. 4, p. 282.

Você já ouviu falar do Poema das Pegadas? Certamente já. “Uma noite eu sonhei que estava andando na praia com o Senhor…” Às vezes, o autor (quem quer que seja), ao olhar para trás, só podia discernir um par de pegadas na areia, e isso o incomodava, porque ele imaginava que o Senhor o tinha deixado a andar sozinho durante o período mais difícil de sua vida. Finalmente, o Senhor lhe sussurrou: “Quando você viu apenas um par de pegadas, foram os momentos em que Eu te carreguei no colo.”  Pr Ron M E Clouzet, em https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/11/.

Nenhuma resposta. Quando a madeira ou o ouro assume  forma de um ídolo, ela continua sendo um material inanimado, incapaz de ouvir o clamor de uma alma. Nas horas de desespero, o ser humano procura um deus que ossa ouvir o clamor de seu coração e que possa suprir sua necessidade (ver Sl 107:9). Ídolos deixam apenas um doloroso vazio na alma de que os adora. CBASDvol. 4, p. 283.

8-11 Quando somos tentadosa seguir atrás de qualquer coisa que nos promete prazer, conforto, paz ou segurança à parte de Deus, devemos lembrar do compromisso que fizemos com Deus. Life Application Study Bible Kingsway.

Lembrai-vos disto. Deus advertiu Israel dos males da transgressão …, contudo, não foi ouvido … Isaías reitera essa mensagem … , na esperança de salvar a nação da tragédia. CBASDvol. 4, p. 283.

O Meu conselho permanecerá de pé. Deus tem um propósito para o mundo, e esse propósito prevalecerá. CBASDvol. 4, p. 283.

11 A ave de rapina desde o Oriente. Esta expressão representa Ciro … . Ciro foi um “pastor” para o rebanho disperso de Israel, mas uma ave de rapina para Babilônia, a inimiga do povo de Deus. CBASDvol. 4, p. 283.

12 Vós, os que sois de obstinado coração. O professo povo de Deus se mostrou teimoso e voluntarioso. Não ouvia a Deus nem à razão. a teimosia é o arqui-inimigo da justiça, ao passo que a mansidão leva à bondade (ver com. de Mt 5:5). CBASDvol. 4, p. 283.

13 Faço chegar a Minha justiça. Isto é, Deus libertaria Seu povo de Babilônia, por meio de Ciro (Is 45:3). A libertação do cativeiro babilônico é um símbolo da grandiosa libertação dos grilhões do pecado por meio de Criso. CBASDvol. 4, p. 283.



ISAÍAS 46 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
5 de julho de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 46 – A sabedoria de Deus é infinita. Seu saber não é limitado como o nosso. Deus conhece o fim desde o princípio. O Deus verdadeiro é onisciente. Ele conhece tudo, sabe tudo sobre tudo. Deus nos conhece, inclusive nossas decisões antes mesmos delas serem pensadas. Deus também conhece quais decisões tomaremos lá no futuro.

As profecias relacionadas com gente possuindo o livre arbítrio provam que Deus é verdadeiramente onisciente. Conhecer o futuro de forma infalível é característica exclusiva de Deus que O distingue dos ídolos e tantos outros deuses falsos (ver Salmo 147:5; Isaías 41:21-24).

Em Isaías 46 encontramos esta informação dada por Deus: “Eu sou o Eterno, o único Deus que já tiveram e terão – incomparável, insubstituível – Desde o começo dizendo a vocês como será o fim, ao longo de toda a caminhada revelando a vocês o que irá acontecer… ‘Conheço tudo há muito tempo, vou fazer exatamente o que me propus a fazer” (vs. 9-11).

Ninguém consegue atrapalhar os propósitos de Deus (Jó 42:2). Além de onisciente, Deus é onipotente. Consequentemente, Ele…

1. …Faz o que, quando e onde quiser. No presente Ele prediz o futuro e no futuro Ele age como falou no passado – sem que ninguém interfira: nem o diabo com suas hostes demoníacas O impedem executar Seus extraordinários planos para um mundo decadente (vs. 1-4).

2. …Chama as pessoas à responsabilidade, incentiva os pecadores a serem sábios, aos incrédulos a crerem, aos injustos a serem justos, aos pagãos a se converterem. Sua oferta de salvação é um presente para todos os que estão presos a um destino de total perdição (vs. 5-13).

Além destas, o texto inspirados transmitem-nos as seguintes verdades:

• O Deus verdadeiro é onipotente, todos os outros são absolutamente impotentes.
• O Deus verdadeiro conhece e sustenta os Seus seguidores, os outros deuses precisam ser transportados por seus seguidores.
• O Deus verdadeiro cuida e protege; os outros deuses precisam de cuidado e proteção para não quebrarem ou caírem.
• O Deus verdadeiro conhece o passado, o presente e o futuro; os outros deuses nada sabem.
• O Deus verdadeiro age, interage e executa obras impossíveis aos humanos; os deuses falsos não fazem nem o que é possível aos humanos fazerem.

Conheça melhor o Deus que te conhece bem! Anime-se! – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 46 – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
5 de julho de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Ouvi-Me, ó casa de Jacó e todo o restante da casa de Israel; vós, a quem desde o nascimento carrego e levo nos braços desde o ventre materno” (v. 3).


Conta-se uma ilustração muito conhecida de alguém que andando pela areia da praia deixava suas pegadas e observava mais um par de pegadas ao seu lado. Porém, ao olhar para trás, percebeu que justamente nos momentos de maior dificuldade só tinham duas pegadas na areia. Inconformado, protestou: — Senhor, como pôde me abandonar nos momentos em que mais precisei de Ti? Então, com um sorriso no rosto, calmamente Jesus lhe respondeu: — Filho, em momento algum Eu te deixei. Pois as pegadas que vistes na areia não são as tuas, mas as Minhas, te carregando no colo!

Em meio a um capítulo profético de juízo sobre uma nação ímpia e idólatra, Deus profere uma das mais lindas declarações de amor aos Seus filhos: Eu os levo em Meus braços desde o ventre até a sua velhice (v. 3 e 4). A promessa “Até à vossa velhice, Eu serei o mesmo” (v. 4) é real para todos os que creem que só o SENHOR é Deus e que não há outro semelhante a Ele (v. 9). Ele tem nos revelado por meio de Sua Palavra todas as coisas que hão de acontecer (v. 10) e tem nos alertado quanto à brevidade dos tempos (v. 13). O que temos feito com tamanho amor e misericórdia?

Às vezes parece que as tribulações desta vida querem nos esmagar e nos tirar a paz que só Cristo pode nos dar. Nosso coração facilmente se atemoriza e nossos passos ficam tão vacilantes a ponto de não conseguirmos nos sustentar em pé. Então, mediante o nosso clamor, Jesus vem, nos sustenta em Seus braços e nos diz: “Deixo-vos a paz, a Minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” (João 14:27).

“Não está longe” (v. 13) o Dia da justiça do SENHOR. “Babilônia”, seus deuses e práticas abomináveis serão destruídos uma vez por todas. A salvação e o livramento do SENHOR “não tardará”. “Lembrai-vos disto e tende ânimo” (v. 8)! “Ouvi-Me vós” (v. 12), diz o SENHOR, “levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei” (v. 4)!

Descansemos, pois, nos braços da Salvação!

Bom dia, “restante da casa de Israel”!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Isaías46
#RPSP

DEIXE UM COMENTÁRIO…



ISAÍAS 46 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
5 de julho de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: