Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 49 by jquimelli
8 de julho de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional

Com relação à reclamação, por parte de Israel, de que Deus tinha se esquecido deles, Ele responde com algumas das palavras mais ternas encontradas em toda a Escritura: “Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa esquecê-lo, eu não me esquecerei de você! … eu gravei você nas palmas das minhas mãos” (v. 15-16 NVI). Que amor incrível é esse!

Este lindo capítulo termina com um poderoso retrato dos exilados voltando pra casa. Novamente, nos é oferecido um doce quadro familiar: “Eles trarão nos braços os seus filhos e carregarão nos ombros as suas filhas.” (v. 22 NVI). Reis e rainhas os trarão e se curvarão diante de Ti (v.23). Esses filhos da glória serão arrancados das garras do inimigo! Aleluia! Isto acontecerá porque o Senhor lutará contra os que contendem conosco (v.25).

Não estamos sozinhos, pais! Nunca estivemos e nunca estaremos! Jesus é Quem luta contra o inimigo de nossas crianças, pela salvação delas. Aleluia!

Ron E M Clouzet
Pastor ministerial na Divisão Norte da Ásia e do Pacífico

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/isa/49, https://www.revivalandreformation.org/?id=973 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/49/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/14
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Isaías 49 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



ISAIAS 49 – COMENTARIOS SELECIONADOS by jquimelli
8 de julho de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria

1 Ouvi-me, terras do mar. Deus fala às “terras do mar”, ou nacoes gentias que ficavam às margens do Mediterraneo. Este versiculo da inicio a uma secao importante do livro de Isaias (Is 49-53), nas qual o “servo” do Senhor eé basicamente Cristo. CBASD – Comentario Biblico Adventista do Setimo Dia, vol. 4, p. 292.

Pode significar “nacoes remotas”, ou o estrangeiro em geral. Bíblia Shedd.

Desde o ventre de Minha mae fez mencao do Meu nome. Jesus recebeu Seu nome antes de nascer. Bíblia Shedd.

Desde o momento da concepcao, Cristo foi separado para um proposito: trazer salvacao para a humanidade (Mt 1:20, 21). O quadro profetico do Messias em Sua obra é inigualavel. CBASD, vol. 4, p. 292.

2 Como uma espada aguda. Isto e, a mensagem do Messias seria eficaz. A espada é um simbolo apropriado do poder cortante, penetrante da Palavra de Deus (ver Os 6:5/ Ef 6:17; 2Ts 2:8; Hb 4:12; Ap 1:16; 19:15, 21). CBASD, vol. 4, p. 292.

Flecha. Outro simbolo do poder penetrante das palavras de Cristo. CBASD, vol. 4, p. 292.

3 És Israel. O versiculo que os judeus usam para dizer que estas profecias dizem respeito à descendencia natural de Israel; nao deve ser assim interpretado, pois é a definicao do verdadeiro Israel de Deus, que revela a gloria de Deus, para proclamar as virtudes do seu Salvador (1Pe 2.9-10). Bíblia Shedd.

4 Debalde tenho trabalhado. Foi verdade que Cristo, às vezes, sentiu que Seu ministerio em prol da humanidade era pouco apreciado. CBASD, vol. 4, p. 292.

5 Para reunir Israel a Ele. Cristo veio para trazer Israel de volta a Deus (ver Ez 34:11-16; Mt 15:24). CBASD, vol. 4, p. 292.

6 Luz para os gentios. Ele [Cristo] veio para ser o Salvador, nao so de Israel, mas do mundo (Jo 3:16). Barreiras nacionais seriam derrubadas (Ef 2:14), e Sua mensagem de esperanca chegaria aos confins da Terra (Mt 24:14; sobre a missao de Israel no mundo, ver p. 12-25). CBASD, vol. 4, p. 292.

7-12 Agora Deus é Quem fala sobre a gloria do Seu Servo desprezado, o qual virá a ser mediador da aliança e Redentor do seu povo. Bíblia Shedd.

7 Os reis O verao. Comparar com Is 52:15. O Messias viria como “servo” (Is 49:15; 52:13; ver com. de Is 41:8) e seria desprezado (Is 52:14; 53: 2, 3), mas chegaria o tempo em que os mais honrados da terra se ajoelhariam diante dEle e O adorariam (ver Sl 72:10, 11; ver com. de Is 45:23; 52:13-15; ver tambem p. 15-17). Ninguem foi tao odiado como Ele, e ninguem é mais amado do que Ele. CBASD, vol. 4, p. 292.

8 No tempo aceitavel. Literalmente, “num tempo de favor [divino], referindo-se à vida e ao ministerio de Cristo (vr Is 61:2; cf Lc 4:19).  CBASD, vol. 4, p. 292.

As herdades assoladas. Uma expressao figurada. O Messias traria a Seu povo o cumprimento das promessas feitas aos pais. … A terra estava desolada e arida espiritualmente, como resultado do pecado (ver DTN, 36, 37); mas, quando chegou a hora, Deus enviou Seu Filho ao mundo (Gl 4:4), e por meio dEle derramou “um diluvio de graca vivificadora, o qual nunca seria impedido nem retido enquanto o plano da salvacao se houvesse consumado” (DTN, 37). CBASD, vol. 4, p. 292, 293.

9 Em trevas. Isto é, as trevas da ignorancia e do pecado. Cristo veio à Terra como a Luz do mundo, para tirar a humandade das trevas para a gloriosa e salvadora luz do evangelho. CBASD, vol. 4, p. 293.

Pastarao nos caminhos. Representa-se um rebanho aos cuidados de um pastor amoroso, que nao lhe deixa faltar pasto nem agua (ver Sl 23; Jo 10:11, 14). CBASD, vol. 4, p. 293.

Voltariam em paz para suas casas, ate tirando proveito dos obstaculos. Bíblia Shedd.

12 De longe. Os exilados de Israel voltariam de todas as partes à sua terra natal, e dos confins da Terra caminhariam para a verdadeira luz (ver com. do v. 11; ver Is 56:6-8). CBASD, vol. 4, p. 293.

Sinim. Provavelmente uma terra distante ao sul ou a leste de Juda, visto que o norte e o oeste ja foram mencionados [hipoteses propostas pelos teologos: China, Assuã, Persia]. CBASD, vol. 4, p. 293.

Pode ser Assuã, no Nilo, onde se desenvolveu uma colonia israelita. Bíblia Shedd.

14 Mas Siao diz. Deus tinha grandes planos para Seu povo, mas este pensava que o Senhor o havia esquecido (ver com. de Is 40:27; 54:6, 7; cf Sl 137:1-4). CBASD, vol. 4, p. 293.

15 Pode uma mulher …? O amor mais forte que o ser humano conhece é o de uma mae por seu filho, e Deus usa esse amor para ilustrar o Seu amor por Israel. CBASD, vol. 4, p. 293.

16 Nas palmas das Minhas maos te gravei. Ou “inscrevi”, “te esculpi”. Israel temia que Deus tivesse Se esquecido das promessas da alianca feitas a seus pais (ver com. do v. 14). A situacao de Israel na epoca de Isaias podia sugerir tal esquecimento. No entanto, Deus declarou que eles nao tinham ideia da profundidade e durabilidade de Seu amor por eles como um povo (ver Dt 7:7, 8). Por toda a eternidade, as marcas dos pregos nas maos de Cristo serao um lembrete de Seu amor pelos pecadores (ver Jo 15:13). CBASD, vol. 4, p. 293.

Teus muros. Isto é, os muros de Siao, simbolo de força e do bem estar da nacao. CBASD, vol. 4, p. 293.

17 Teus filhos. Isto é, os judeus do exilio, que voltariam para reconstruir os muros de Jerusalem, apos a destruicao de Nabucodonosor (2Rs 25:10). CBASD, vol. 4, p. 294.

Teus destruidores. Os assirios e, principalmente, os babilonios. Os destruidores de Jerusalem seriam destruidos. CBASD, vol. 4, p. 294.

18 Todos estes. Isto é, os exilados que retornariam (ver Is 60:4, 5), e que junto com os proselitos gentios, reergueriam os muro de Siao (Is 60:3, 4, 10; ver p. 15, 16). CBASD, vol. 4, p. 294.

De todos estes te vestiras. Representa-se Siao vestida com seus habitantes como uma noiva elegantemente adornada. Os exilados e os proselitos seriam para ela como ornamento de graca e beleza (ver Is 62:3; Ml 3:17). CBASD, vol. 4, p. 294.

A gloria, a formosura e o atavio de uma mulher israelita era ter a sua familia ao seu redor. Jerusalem, agora triste, é convidada a receber, com jubilo, seus filhos que voltam. Bíblia Shedd.

19 Estreita demais. Juda seria restaurada e repovoada. Se a nacao restaurada tivesse sido fiel, o territorio original se tornaria pequeno demais para o aumento da populacao (ver Is 54:2, 3; Zc 10:10). CBASD, vol. 4, p. 294.

21 Quem me gerou … ? Siao, ao se considerar abandonada e desolada (ver com. do v. 14), se enriquece com sua situacao (ver Is 54:1). CBASD, vol. 4, p. 294.

Em exilio. Antecipando-se ao cativeiro babilonico, Isaias, sob inspiracao divina, ouve o Israel cativo falar do que lhe suscederia “às margens dos rios da Babilonia” (Sl 137:1). CBASD, vol. 4, p. 294.

22 As nacoes. As nacoes ajudariam os judeus à retornar à sua terra natal e a restaurar Siao apos o cativeiro (ver com. de Ed 7:15; 8:25-27; ver p. 16-19). CBASD, vol. 4, p. 294.

23. Reis serao os teus aios. Os governantes da terra ajudariam os judeus a retornar à sua patria e a reconstruir Siao. CBASD, vol. 4, p. 294.

Lamberao o pó. Expressao oriental que descreve a humilhacao dos suditos ou dos povos conquistados perante seus superiores ou conquistadores (cf. Mq 7.17; Sl 72.9). Bíblia Shedd.

24 Tirar-se-ia a presa ao valente? Uma pergunta retorica, cuja resposta esta nos v. 25 e 26. CBASD, vol. 4, p. 294.

Jesus é o Redentor que tira a presa de Satanas. Bíblia Shedd.

25 Os presos. Refere-se, primeiramente, aos hebreus cativos, os que foram levados pelos assirios e os que seriam levados por Nabucodonosor, e depois, de modo figurado, a todos os feitos cativos por Satanas. CBASD, vol. 4, p. 294.

Salvarei. A resposta é enfatica: Deus pode e irá salvar. Seu povo nada tem a temer. Eles nao devem concentrar a atencao na forca de seus opressores, mas no poder de seu grande Libertador. CBASD, vol. 4, p. 294.

Teus filhos. Isto é, os filhos de Siao (ver v. 14-22). Isaias se refere em particular aos exilados hebreus espalhados por terras estrangeiras. … É privilegio dos pais reivindicar para seus filhos a promessa feita ao antigo Israel, pois os pequeninos sao objeto do amor divino. CBASD, vol. 4, p. 294.

26 Com sua propria carne. Cf 9.20. EÉ o castigo que o zelo do Senhor faria cair sobre os opressores vencidos. Bíblia Shedd.



ISAÍAS 49 – COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
8 de julho de 2017, 0:55
Filed under: Sem categoria


ISAÍAS 49 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
8 de julho de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 49 – Incrédulos experimentam as promessas de Deus. A graça divina alcança a todos os que não a merecem; do contrário, não seria graça – a qual visa beneficiar aos indignos do favor divino.

Nas seguintes profecias, “a atenção dos exilados é desviada da sua situação infeliz na Babilônia e dirigida para a terra natal, e em particular para a cidade-mãe. Como era fato inegável, Jerusalém estava em ruínas durante o período do exílio; mas o profeta está confiante ao olhar para o futuro e ver a restauração e suas glórias futuras” (David F. Payne).

As muitas promessas de restauração são excessivamente boas para serem acreditadas. “O povo não acreditava nessas promessas (49:24), porém Deus garante que cumprirá todas elas. Os opressores serão derrotados, e todo homem saberá que eu sou o Senhor, o teu Salvador (49:25-26). Deus será, de fato, glorificado em Seu povo (49:3)” (Edouard Kitoko Nsiku).

O propósito de Deus é sempre salvar o pecador perdido, desprovido de solução para seu caso. A estratégia divina é a graça, mediante Seu servo. Observe os detalhes deste capítulo:

1. Deus chamou Israel desde o princípio (ventre) e trabalha preparando-o para uma obra especial na terra (vs. 1-2).

2. Como servo, em vez de glorificar a Deus, Israel foi uma tremenda decepção, não atingiu as expectativas divinas (vs. 3-4).

3. Porém, surge outro servo, que também é chamado do ventre materno, e fará a obra de Deus de forma plena (vs. 5-6):

a) Vai restaurar Israel;
b) Vai ser luz para os gentios.

4. Deus conforta Seu povo espalhado pelo mundo (v. 13). Para deixar isso claro, Ele o faz usando a figura de…

a) Uma mãe que não decepciona Seus filhos. Seu cuidado, proteção e guia trarão tão grande sucesso ao mundo que muitos estrangeiros se unirão ao Senhor (vs. 14-23).
b) Um valente guerreiro que enfrenta qualquer gigante que se opõe ao Seu povo. Como bom guerreiro Deus arranca das mãos de inimigos ferozes os que nEle esperam (vs. 24-25).

Deus grava nossos nomes nas palmas de Suas mãos, Seu terno amor ultrapassa ao amor de uma boa mãe. Deus quer restaurar tudo o que o pecado arruinou em nós e em nosso planeta. Apenas precisamos aprender a confiar nEle!

“Senhor, reaviva-nos! Amém! – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 49 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
8 de julho de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“… Eu contenderei com os que contendem contigo e salvarei os teus filhos… Todo homem saberá que Eu sou o SENHOR, o teu Salvador e o teu Redentor, o Poderoso de Jacó” (v. 25 e 26).


O maior desafio do SENHOR com relação à humanidade, com certeza, sempre foi no que diz respeito à CONFIANÇA. Se Adão e Eva tivessem confiado na palavra de Deus não teriam caído na armadilha do inimigo. Se Sara tivesse confiado na providência divina não teria oferecido sua serva a Abraão e nem Abraão teria aceitado a oferta. Se Jacó confiasse que Deus cumpriria a Sua promessa, não teria enganado seu pai. Se Israel tivesse confiado no SENHOR não teria passado quarenta anos peregrinando no deserto. As consequências da falta de confiança são desastrosas e, muitas vezes, irreversíveis. Porém, o convite de Deus continua sendo o mesmo: CONFIEM EM MIM!

Com um amor insistente e uma graça superabundante, o SENHOR tem chamado todos os povos a dar ouvidos à Sua Palavra (v. 1). Israel rejeitou, vez após vez, o chamado de ser o povo que manifestaria a glória de Deus (v. 3) e que seria luz para as demais nações (v. 6). Ao invés de ser um transmissor da verdade, tornava-se um receptor da maldade. Facilmente, Israel trocava os princípios dados por Deus pela cultura das nações circunvizinhas, deixando de cumprir com os propósitos divinos. Eram essas ações negativas que levavam o povo a perder, paulatinamente, a relação de confiança com o SENHOR, e, por conseguinte, a percepção quanto à Sua Palavra.

Porém, como na lei da física toda ação produz uma reação, as más ações traziam maus resultados, e era aí que o povo caía em si e clamava pelo socorro do seu Criador. E diante das amargas consequências, com pesaroso espanto dizia: “O SENHOR me desamparou, o SENHOR Se esqueceu de mim” (v. 14). Mas a resposta de Deus quebra toda e qualquer possibilidade de abandono:
“Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, Eu, todavia, NÃO ME ESQUECEREI DE TI” (v. 15).

Você e eu estamos gravados nas palmas das mãos do nosso Criador (v. 16). Tão certo como Ele vive (v. 18), os que nEle esperam “não serão envergonhados” (v. 23). Muito em breve “os que te devoravam estarão longe de ti” (v. 19). Deus nos livrará dos destruidores e assoladores (v. 17) e nos vestirá com Sua justiça (v. 18). Precisamos confiar em Suas promessas e com firmeza embraçar “o escudo da fé”, com o qual poderemos “apagar TODOS os dardos inflamados do Maligno” (Efésios 6:16).

HOJE é o “tempo aceitável”, o “dia da salvação” (v. 8)!
“Eis, AGORA, o tempo sobremodo oportuno, eis, AGORA, o dia da salvação” (II Coríntios 6:2).
A oportunidade que o SENHOR nos estende HOJE, AGORA, é completamente plena de um amor que supera a forma humana mais sublime de amar! Ele nos convida a uma experiência pessoal e diária com Ele para que então possamos saber que Ele é o SENHOR e que não irá nos decepcionar. Se o SENHOR disse que vai contender “com os que contendem contigo” e que vai salvar os teus filhos (v. 25), é porque Ele vai! Qual é a tua parte então? CONFIAR! CRER! Acredite que não tardará, e o SENHOR que te formou “desde o ventre para ser Seu servo” (v. 5), te guiará e te conduzirá “aos mananciais das águas” (v. 10) e TODOS saberão que o SENHOR é “o teu Salvador e o teu Redentor, o Poderoso de (seu nome)” (v. 26)!

Feliz sábado, filhos do Deus Altíssimo!

Desafio do dia: Medite na letra do hino 49 “NÃO ME ESQUECI DE TI” e confirme cada vez mais a sua confiança nEle.

https://youtu.be/WZSeiGMFmWI

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Isaías49
#RPSP



ISAÍAS 49 – COMENTÁRIO PR EVANDRO FÁVERO by Maria Eduarda
8 de julho de 2017, 0:20
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: