Reavivados por Sua Palavra


ECLESIASTES 12 by jquimelli
12 de maio de 2017, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Neste último capítulo de Eclesiastes temos um lembrete para todos os jovens, para que estejam prontos para o envelhecimento. Enquanto isso a preparação para o envelhecimento deve ser feita com sabedoria para que ele aconteça como um “declínio elegante.” Só um tolo ficaria zangado com o inevitável processo que nos leva inevitavelmente à ultima etapa de nossas vidas.

Deus é o nosso grande provedor e mentor de nossas vidas. Ele nos abraça espiritualmente todos os dias até o fim do caminho. A melhor maneira de nos prepararmos para enfrentar os desafios do final de nossas vidas é lembrarmos do Criador diariamente.

Salomão diz que mesmo quando a poeira que somos retornar para a terra, o espírito ou a “faísca” da vida volta a Deus, que o criou (v. 7). Sem Deus tudo é “sem sentido! Sem sentido! “(v. 8). Porém em Deus encontramos vida abundante.

Podemos resumir este capítulo da seguinte forma: Sabedoria é amar Jesus e confiar na promessa da vida eterna que o Pai com seus braços abertos nos dá.

Pr. Leonidas Verneque Guedes
Secretário Executivo da União Sudeste Brasileira da IASD

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/Ecc/12, https://www.revivalandreformation.org/?id=917 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/Ecc/12/
Tradução anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/02/16
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Eclesiastes 12 NVI
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana do programa Crede em Seus Profetas: https://credeemseusprofetas.org/



ECLESIASTES 12 Comentário Pr Heber Toth Armí by Ivan Barros
12 de maio de 2017, 0:45
Filed under: Sem categoria

O livro não poderia encerrar com uma conclusão melhor. Você precisa ler!

“Eclesiastes pede uma resposta pessoal a Deus em conexão com estes dois eventos: ‘Lembra-te de teu Criador’ (12:1), ‘Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos’ (12:13). E, para que estes dois convites sejam seriamente considerados, insere entre eles um parêntese sobre a autoridade e a inspiração de suas obras (12:9-12)”.

Jacques Doukhan ainda destaca que o texto de 12:2-6 “não é sobre a velhice, como geralmente se interpreta, mas sobre o tempo do fim […]. A expressão [‘os dias maus’] é única em toda a Bíblia […]. A forma em que se apresentam os eventos é típica de uma linguagem escatológica: ‘Quando’ (12:3), literalmente, ‘no dia em que’. Esta é a forma em que se apresenta o dia grande dia da vinda de Deus nas profecias bíblicas [Joel 3:14-18; Zacarias 3:10]”.

Observe mais estes detalhes:

  • O sol escurece (12:2; Joel 2:10-11, 31; Marcos 13:24, 26).
  • O florescer da amendoeira (12:5) equivale ao tempo de Deus agir (Jeremias 1:12).
  • A mulher que parou de trabalhar no moinho (12:3) sugere catástrofe repentina, seguido por silêncio pelo fechamento das portas – fim das atividades sociais e econômicas (12:4; Mateus 24:41).
  • Há atmosfera de desolação e mortes absolutas (12:4-5; Jeremias 4:23-28);
  • A humanidade vai para a tumba. É o fim do mundo (12:6-7).

Temer a Deus é uma filosofia de vida (12:13-14; Salmo 33:18; Jó 28:24-28; Deuteronômio 10:12-14; Eclesiastes 3:14; 5:7; 7:18; 8:12). “O temor de Deus é a essência da religião bíblica. Não é um sentimento etéreo ou uma doutrina abstrata; é uma relação dinâmica. Para Eclesiastes, o temor de Deus é a implicação direta do Juízo… (12:14)”, comenta Doukhan.

Compare tudo isso com Apocalipse 14:6-12. Ali é citado o juízo vinculado ao temor a Deus e à guarda dos mandamentos. A mensagem de Eclesiastes deve ser tão estudada e pregada quanto à de Apocalipse.

O Pregador, diz o Dr. Ruben Aguilar, “deseja, com muita paixão, que seus ouvintes reconheçam que tudo na vida, sem fé, sem lei e sem a presença do juízo, é uma vã ilusão: ‘Vaidade de vaidade, diz o Pregador, tudo é vaidade’ (Eclesiastes 12:8)”.

Qual filosofia de vida vais aderir? A de Deus ou a tua própria? Reflita! – Heber Toth Armí.



ECLESIASTES 12 – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
12 de maio de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria
O último capítulo de Eclesiastes aborda quatro dos temas bíblicos mais questionados no meio cristão: criação, morte, observância dos mandamentos e juízo. Vejamos hoje que, assim como “O Pregador” (v. 9) escreveu “com retidão palavras de verdade” (v. 10), “dadas pelo único Pastor” (v. 11), toda a Bíblia explica a verdade sobre estes quatro assuntos, sem deixar margem de dúvida. Comecemos:
1. “Lembra-te do teu Criador” (v 1): o relato da criação apresentado em Gênesis é tão real quanto o relato da redenção apresentado nos evangelhos. A expressão “Lembra-te”, também aparece no quarto mandamento da Lei de Deus (Êxodo 20:8-11), aliás, o único mandamento que nos remete a Deus como Criador. O livro de Salmos confirma o relato de Gênesis (Salmo 33:6 e 9; Salmo 104). Jesus confirmou a criação (Marcos 10:6). Paulo confirmou a criação (Romanos 1:20; I Coríntios 15:45; I Timóteo 2:13-14). O livro de Hebreus confirma o relato de Gênesis (Hebreus 11:3).
2. “e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu” (v. 7). Além de ser mais uma confirmação do relato da criação do homem (Gênesis 2:7), também desmistifica a verdade sobre a morte. A Bíblia afirma que a matéria-prima, pó da terra, volta para o Seu lugar, e o espírito, ou seja, fôlego de vida, retorna para Deus, o Doador da vida. A palavra usada é “ruach“, que significa “vento”, “sopro”, e não uma entidade fora do corpo. Pois nós não temos uma alma, nós somos uma alma (Ezequiel 18:4). A Bíblia também afirma que a morte é um sono (João 5:28-29), e que os mortos não sabem coisa alguma (Eclesiastes 9:5-6). O próprio Jesus comparou a morte com o sono (João 11:11-14) e o apóstolo Paulo também (I Tessalonicenses 4:13-14).
3. “De tudo o que se tem ouvido, a suma é:
Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque isto é dever de todo homem” (v. 13): a conclusão apresentada por Salomão é a mesma que foi apresentada a Adão e Eva antes do pecado, aos homens antes do dilúvio, a Israel no êxodo e a nós hoje (Apocalipse 14:7, 14:12). Jesus disse: “Se Me amais, guardareis os Meus mandamentos” (João 14:15). Tiago reforçou: “Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos” (Tiago 2:10 e só para não restar dúvidas, leia até o verso 12). João confirmou: “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os Seus mandamentos; ora, os Seus mandamentos não são penosos” (I João 5:3). O povo de Deus dos últimos dias serão conhecidos como “os que guardam os mandamentos de Deus” (Apocalipse 12:17). E, preste bastante atenção: a observância dos mandamentos não foi algo para os judeus, mas “É O DEVER DE TODO HOMEM” (v. 13).
4. “Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más” (v. 14): Chegará o dia em que todo ser humano terá de prestar contas ao justo Juiz (Atos 17:31). “Manifesta se tornará a obra de cada um” (I Coríntios 3:13) e cada um será julgado com base na “lei da liberdade” (Tiago 2:12). Tiago chama os dez mandamentos de lei da liberdade, lei sob a qual seremos todos julgados, e ainda reforça: “Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar” (Tiago 1:25). Paulo afirmou em Romanos 13:10 que “o cumprimento da lei é o amor”. Veja só o que João escreveu: “Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no Dia do Juízo, mantenhamos confiança” (I João 4:17). A Lei de Deus, além de ser uma expressão do Seu caráter, é uma manifestação do Seu amor.
Amados, o Espírito Santo tem nos guiado “a TODA a verdade” (João 16:13). A função da verdade é de nos libertar (João 8:32). E “para a liberdade foi que Cristo nos libertou” (Gálatas 5:1). A escravidão deste mundo destrói, a liberdade em Cristo nos salva e nos move a cumprirmos o nosso DEVER (v. 13) por amor. Não fomos salvos por obedecer, mas obedecemos porque já fomos salvos. Porque amamos a Deus!
Resumindo: O Criador tanto nos amou que nos deu o Seu único Filho, para que todo o que nEle crê, ou seja, que é fiel aos Seus mandamentos, não durma o sono da morte para sempre, mas receba a vida eterna (João 3:16).
Bom dia, libertos pela verdade!
Desafio do dia: Escreva ou imprima os dez mandamentos (Êxodo 20:3-17) e coloque em um lugar visível de sua casa. Lembre-se: obedecê-los é seu DEVER!
Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus
#Eclesiastes12
#RPSP



%d blogueiros gostam disto: