Reavivados por Sua Palavra


NEEMIAS 1 by jquimelli
28 de agosto de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Deus chama as pessoas de formas diferentes para tarefas que Ele lhes quer dar. Para Neemias, tudo começou quando ele ouviu um relatório que dizia que “Aqueles que sobreviveram ao cativeiro e estão lá na província passam por grande sofrimento e humilhação. O muro de Jerusalém foi derrubado, e suas portas foram destruídas pelo fogo” (versículo 3).

Deus plantou a paixão em Neemias para fazer algo sobre isso e fazer a diferença – voltar a Jerusalém e reconstruir os muros. Essa paixão o levou a chorar, jejuar e orar sobre o assunto, para ter clareza e entender o que estava incluído no chamado de Deus (v. 4).

A resposta para fazer qualquer coisa para Deus começa com a oração – com a busca da presença de Deus.

Muitas vezes, fazer a vontade de Deus não é fácil, mas quando se ora sobre o assunto, pode-se confiar que Deus abrandará os nossos corações e dará uma orientação sobre o que fazer para realizar a Sua vontade. Neemias não sabia como o rei iria reagir ao seu desejo de responder ao chamamento de Deus. Mas há poder na oração e Neemias orou pelo poder de Deus para amolecer o coração do rei e Deus fez.

Senhor Deus, cria uma paixão em cada um de nós para fazer a tua vontade e dirija os nossos passos que o façamos.

 

Pardon Mwansa
Vice Reitor da Universidade Rusangu, Zambia
Ex Vice-Presidente Geral da Conferência Geral da IASD



NEEMIAS 1 – Comentários Selecionados by jquimelli
28 de agosto de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

Neemias não foi o primeiro dos exilados a retornar a Jerusalém. Zorobabel liderou o primeiro grupo em 537 a.C., mais de 90 anos antes (Ed 1,2). Esdras seguiu com o segundo grupo em 458 a.C [quase 80 anos depois] e agora Neemias está pronto a liderar o terceiro maior retorno a Jerusalém (445 a.C.). Quando ele chegou após uma jornada de 3 meses, ele viu o templo completo e conheceu os demais qe haviam retornado a sua terra natal. Mas Neemias também encontrou um grupo de pessoas desorganizado e uma cidade sem defesas, sem muros a protegê-la. Antes do exílio, Israel tinha sua própria linguagem, rei, exército e identidade. Agora, não tinha mais nada disso. O que os judeus precisavam mais era de liderança; não havia ninguém para mostrar aonde começar e qual direção tomar ao começar a reconstruir sua cidade. Tão logo Neemias chegou, ele iniciou um programa de base. Ele ajudou a cuidar das necessidades físicas básicas do povo ao estabelecer um sistema justo de governo e reconstruiu os muros de Jerusalém. Ele também cuidou de suas vidas espirituais ao reconstruir vidas quebrantadas. Neemias é um modelo de liderança de compromisso, que honra a Deus e seu livro contém muitas lições úteis para os dia de hoje (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

Ele [Neemias] chegou a Jerusalém treze anos depois de Esdras, com a posição de governador da província, e com total autoridade para reconstruir os muros, que, não obstante a edificação do templo, continuavam abandonados. Sua administração durou cerca de trinta e seis anos. O segredo de sua eficiência estava em seu hábito de constantemente apresentar todos os problemas a Deus, […] Neemias foi um homem simples, caracterizado principalmente por humildade e pureza de intenções, e revelando o vigoroso poder que pode ser exercido por alguém que não tem outro propósito na vida nem outro poder que não estejam centralizados em Deus (Comentário Bíblico Devocional VT, FBMeyer).

1 mês de quisleu. O nono, equivalente a novembro/dezembro (nunca coincide com nossos meses) (Bíblia Shedd).

2 Hanani, um de meus irmãos. A referência em Ne 7:2 sugere uma relação de sangue (Andrews Study Bible).

3 os restantes […] estão em grande miséria e desprezo. O templo foi completado setenta anos antes (516 a.C., Ed 6.15) mas era justamente a tentativa de restaurar Jerusalém como cidadela e centro de comércio, que despertou as novas perseguições (Ed 4.6 e 7) (Bíblia Shedd).

Os muros de Jerusalém estão derribados. A falta de muros deixava o povo indefeso contra os inimigos (Bíblia de Estudo NVI Vida).

5-11 Essa oração de Neemias é muito bela, saturada de citações da Escritura, e foi eficiente com Deus porque se baseava em Sua própria Palavra (Comentário Bíblico Devocional VT, FBMeyer).

5 E disse. O início da oração de Neemias se aproxima tanto dos pensamentos e das palavras da oração de Daniel (Dn 9:4) que é possível que ele os tivesse diante de si. Nesse caso, Neemias estava familiarizado com os escritos de Daniel e o admirava (CBASD-Comentário Bíblico Adventista do 7º Dia, vol. 3, p. 429).

Senhor Jeová, o nome de Deus que focaliza Seu concerto com o povo, relembrando ao Senhor as promessas feitas (êx 6.2-8; Ed 10.20-43) (Bíblia Shedd).

8 eu vos espalharei. A dispersão foi consequência inescapável da infidelidade do povo. Mesmo no período do NT ainda havia mais judeus na Diáspora (dispersão) que na Palestina (Bíblia de Estudo NVI Vida).

10 Teu grande poder e com Tua mão poderosa. Esta é uma terminologia de êxodo (Êx 6:1; 32;11). O retorno da Babilônia é visto como o segundo êxodo (Andrews Study Bible).

11 este homem. O rei, cujo apoio foi necessário para a execução dos planos de Neemias (Bíblia Shedd).

Copeiro. Posição de destaque e de confiança, pois era incumbido da responsabilidade de proteger o rei contra algum envenenamento (Bíblia Shedd).
Lit., “quem dá algo para (alguém) beber”. (Bíblia de Estudo NVI Vida).



NEEMIAS 1 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
28 de agosto de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

NEEMIAS 1 – A oração é o meio de atingir alvos impossíveis, por conectar seres limitados ao Deus todo-poderoso. Oração é uma forma simples de se comunicar com o maior Soberano do Universo.

O livro de Esdras terminou com oração, e, na sequência, o de Neemias começou com oração. Certamente, Deus usa pessoas que oram, dependem dEle e agem conforme Seus planos.

• Neemias tornou-se instrumento de Deus ao orar e jejuar intensa e sinceramente (vs. 1-4);
• Os primeiros passos de Neemias na realização de algo foram orações intencionais e fervorosas, avançou dedicando-se à oração e chegou ao topo de seus planos pautados pela oração: “Ele inicia o livro com a transição completa de uma súplica pelo povo da aliança (1.5-11), finalizando-a com quatro petições ‘lembra-te de mim’, das quais a última é sua assinatura (13.14,22,29,31), e, no curso da narrativa, sai um pouco do rumo para registrar várias outras orações (J. I. Packer).

Horas dispensadas em oração e jejum, clamor e súplica em prol de um alvo que exige ação não é desperdício de tempo; pelo contrário, é o único meio de obter verdadeiro sucesso na obra de Deus num mundo tomado por inimigos do Seu eterno reino.

O exemplo de Neemias, sua intenção e planos, sua forma de agir e decidir demonstram serem corretas as palavras de Rick Warren: “As pessoas podem recusar o nosso amor ou rejeitar nossas palavras, mas não têm defesas contra nossas orações” (Rick Warren). Neemias lidaria com pessoas, tanto seu chefe (v. 11) como os membros de seu povo – que estava em péssimas condições após retornarem do exílio para Jerusalém (v. 3).

É certo o que disse Bill Rybels que, “quando nós temos o hábito de orar, nós ficamos constantemente sintonizados na presença de Deus e abertos a receber Suas bênçãos”. A bênção que Deus derramou sobre Neemias devido a sua vida de oração foi tão grande que, como veremos, abençoou imensamente ao remanescente de Deus.

A oração de Neemias revelou seu conhecimento e grande compromisso com a Palavra de Deus (vs. 7-9, conf. Dt. 28:14; 30:1-4). Realmente, conhecimento bíblico é essencial para que nossa oração tenha foco certo!

Tudo o que fizermos precisa ser pautado pela Palavra de Deus! Até mesmo nossas orações em prol de nossas ações! – Heber Toth Armí.



NEEMIAS 1 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
28 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Ah! SENHOR, estejam, pois, atentos os Teus ouvidos à oração do Teu servo e à dos Teus servos que se agradam de temer o Teu nome” (v. 11).

A oração é o ingrediente principal na receita da comunhão. Sem oração não há sentido em estudar a Bíblia, não há sentido em trabalhar na igreja, não há sentido em fazer absolutamente NADA! É na oração que reconhecemos a nossa total dependência de Deus. Neemias entendia o propósito da oração. É por isso que este livro das sagradas Escrituras já inicia com a oração de Neemias. Jerusalém ainda estava em ruínas, e seus muros, dantes intransponíveis, não passavam de monturo. A cidade escolhida para ser habitação de Deus foi transformada em cenário de destruição. Esta foi a notícia dada a Neemias, que prontamente dirigiu-se ao trono da Majestade dos céus. A oração de Neemias não foi limitada a uns instantes, nem a uma hora, mas “dia e noite” (v. 6) intercedia pelos filhos de Israel. O seu choro e lamentação não eram por ele mesmo, mas por todo o povo e pelos resultados da desobediência. Ele se compadeceu de seus irmãos e pediu ao SENHOR em favor de todos eles. 

Qual foi a última vez em que você chorou pelo sofrimento de alguém? E em suas orações, tem lembrado de orar por seus semelhantes? Neemias esqueceu-se de si mesmo, jejuando e orando por um povo reiteradamente desobediente. Em seu clamor, iniciou reconhecendo a fidelidade do SENHOR em cumprir a Sua aliança e estender a Sua misericórdia “para com aqueles que Te amam e guardam os Teus mandamentos” (v. 5). A oração, portanto, é uma confirmação da extraordinária graça de um Deus que não desiste dos filhos que tanto ama! Apesar de todo o histórico de rebeldia, os filhos de Israel ainda eram Seus servos e o povo que havia livrado tantas vezes do mal que eles mesmos procuraram (v. 10). Hoje o SENHOR ainda guarda a Sua aliança e misericórdia para com “os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus” (Apocalipse 12:17); para com todo aquele que compreende que o seu vínculo com este mundo é passageiro, mas que o seu vínculo com o Céu deve iniciar aqui para que possa durar para sempre. No entanto, a oração tem sido seriamente negligenciada. Poucos são os que abrem o coração ao SENHOR a pedido de auxílio. Pela fé, a oração é uma forma de reconhecer de que há um Deus que nos ouve e que tem cuidado de nós. Ao negligenciarmos este privilégio espiritual, avançamos na obra de Satanás em nos roubar o coração para a corrupção da alma. Não existe método mais eficaz para reconciliar-se com as coisas do Alto e para resistir às tentações, do que a oração. Um coração aberto aos apelos divinos, entregue à constante oração, permanece em ligação com o Céu e as maldades que o cercam não o podem abater. “Orai sem cessar” (I Tessalonicenses 5:17), essa é a ordem das Escrituras, e obedece todo aquele que entende que sem Deus nada pode fazer (João 15:5).

Os encantos e prazeres deste mundo não têm poder de corromper aqueles que se derramam aos pés de Cristo em seus refúgios de oração, mantendo constantemente os pensamentos sob o domínio celeste. A oração não se resume à palavras, mas à atitude de uma confiança segura nos méritos de Jesus. Oremos mais, meus amados! Oremos até o Dia em que ouviremos a doce e suave voz de Cristo a nos chamar: “Vinde benditos de Meu Pai” (Mateus 25:34). E esta voz nos será familiar, porque pela fé e oração, nós já a conhecíamos (Vide João 10:4). O nosso Bom Pastor está às portas. Que como ovelhas de Seu rebanho estejamos todos unidos em oração, intercedendo uns pelos outros para que nenhum de nós venha a se desgarrar, e para que os que se desgarraram retornem ao aprisco.

Bom dia, homens e mulheres de oração!

Desafio do dia: faça uma lista de oração e ore por estes nomes em um horário especial todos os dias.

*Leiam #Neemias1

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: