Reavivados por Sua Palavra


Esdras 6 by jquimelli
23 de agosto de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

Se os filhos de Deus estão dispostos a confiar nEle mesmo em meio a oposição, Deus os libertará e lhes dará mais do que eles pedem. Depois de realizadas as investigações sobre os registros históricos, verificou-se que a construção do templo tinha apoio documental e Dario não só emitiu um decreto permitindo que o povo de Deus construísse o templo, mas que os meios (recursos materiais) para isso deveriam vir do estado!

Isso demonstra o quanto o nosso Deus pode fazer por aqueles que têm fé nEle!

A ajuda veio de Dario, alguém que não era adorador de Deus. Deus não está limitado aos meios que ele pode usar para realizar a Sua vontade!

Pela fé, o Templo de Deus foi concluído (verso 15) e o povo de Deus celebrou o que Deus havia feito. Com o templo concluído, eles puderam começar a sacrificar as ofertas a Deus, tais como as ofertas pelo pecado e os sacrifícios necessários para a Páscoa.

O povo de Deus sempre deve procurar construir a casa de Deus, para que tenha um lugar onde possam adorá-Lo. Tendo em vista que somos templos de Deus, devemos fazer todo o possível para honrar a Deus através de nossos corpos. Erigir um templo físico nos permite ter um lugar onde podemos nos encontrar com Deus em adoração

Pardon Mwansa
Vice Reitor da Universidade Rusangu, Zambia
Ex Vice-Presidente Geral da Conferência Geral da IASD
Trad JAQ/GASQ

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/6 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/ezr/6
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/05/29/
Tradução Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Esdras 6
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/47-48 e https://credeemseusprofetas.org/



Esdras 6 – Comentários selecionados by jquimelli
23 de agosto de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

Resumo do capítulo: Dario emite um decreto. “O custo para a reconstrução do templo virá do tesouro real”. O templo é concluído e os Israelitas celebram a Páscoa por sete dias.

2 se achou um rolo. Quanta coisa dependia do encontro daquele rolo! Mas Deus sabia onde estava, e os levou a descobri-lo, e inclinou Dario a ratificá-lo. Quando nos sentimos ansiosos e perturbados acerca das nossas relações com nossos semelhantes, não adianta nada nos entristecermos; será melhor confiarmos. Documentos perdidos, corações estremecidos, meadas embaraçadas, entreguemos tudo nas mãos do Pai (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

4 pedras grandes … madeira. Esse projeto visava, provavelmente, a almofadar o edifício contra choques sísmicos (Bíblia de Estudo NVI Vida).

8 pagas pela tesouraria do rei. Era política sistemática dos reis persas ajudar a reparar santuários dentro de seu império (Bíblia de Estudo NVI Vida).

A dificuldade levantada pelos inimigos dos judeus na verdade redundou em benefício destes (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

10 Orem pela vida do rei. O império persa procurava sistematicamente a boa vontade das influências religiosas, e os judeus, por suas vez, tinham o costume de orar em favor dos líderes políticos de todos os lugares, para onde se espalhavam. Ver 1Tm 2.1-2 (Bíblia Shedd).

11 empalado. De acordo com Heródoto (3.159), Dario I empalou 3 mil babilônios quando conquistou a cidade da Babilônia.

13,14 As obras do templo tinham avançado pouco, não somente por causa da oposição, mas também porque os que voltaram se preocupavam mais com suas casas (Ag 1.2-9). Como colocaram seus interesses em primeiro lugar, Deus lhes enviou a fome como castigo (Ageu 1.5, 6, 10, 11). Com o ânimo advindo da pregação de Ageu e Zacarias e sob a liderança de Zorobabel e de Jesua, iniciou-se novo esforço (Ag 1.12-15) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

15 Acabou-se esta casa. O templo se completou em 516 a.C., no dia 10 de março; … O que faltou do templo era a arca da aliança simbolizando a presença de Deus que desapareceu sem deixar sinal por ocasião da destruição do templo de Salomão. Também não se fala mais do fogo perpétuo (Bíblia Shedd).

A longo prazo, o segundo templo, embora não fosse tão grandioso quanto o primeiro, acabou durando muito mais tempo. A planta geral do segundo templo era semelhante à do templo de Salomão, mas o Lugar Santíssimo foi deixado vazio porque a arca da aliança se havia perdido na conquista babilônica. De acordo com Josefo, no Dia da Expiação [Yom Kippur] o sumo sacerdote colocava seu incensário na placa de pedra que marcava a antiga localização da arca (Bíblia de Estudo NVI Vida).

14 Esdras cuidadosamente destacou que a reconstrução do templo foi ordenada primeiramente por Deus e, então, pelos reis, que eram Seus instrumentos. É irônico e maravilhoso que o trabalho de Deus tenha sido completado por uma descoberta em um parágrafo perdido em uma biblioteca pagã. Toda a oposição de forças poderosas foi interrompida por uma cláusula em um documento legal. A vontade de Deus é suprema sobre todos os governantes, todos os eventos históricos e todas as forças hostis. Ele pode nos livrar através de meios que não podemos nem imaginar. Se crermos em Seu poder e amor nenhuma oposição poderá nos deter (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

16 Celebraram. Há tempo para celebrar, mas também há um tempo para trabalhar. Ambos são apropriados e necessários à adoração a Deus e ambos Lhe agradam (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

O povo de Deus se alegra porque ele sabe que o seu Mestre controla não apenas o universo, mas também o destino e vidas de indivíduos e povos (Andrews Study Bible).

É muito provável que os Salmos 146-150 tenham sido compostos por esse tempo. Na Septuaginta são chamados de “Salmos de Ageu” (Comentário Bíblico Devocional – VT, F. B. Meyer).

Dedicação” traduz a palavra aramaica hanukkah. Esse mesmo nome –hanukkah – é dado ao feriado em dezembro que celebra a reconquista do templo nas mãos dos selêucidas e sua nova dedicação (165 a.C.) (Bíblia de Estudo NVI Vida).

17 Cem novilhos. Pouca coisa, em comparação com a inauguração do templo de Salomão (1Rs 8.63), mas Deus aceita a oferta “conforme o que o homem tem” (2 Co 8.12) (Bíblia Shedd).

22 mudando o coração. Você já levou em consideração que Deus muda a atitude de uma pessoa ou grupo de pessoas? Deus é infinitamente poderoso, Sua visão e sabedoria transcendem as leis da natureza humana. Enquanto você pode sempre mudar sua atitude, lembre-se que Ele pode mudar a atitude de outros (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

Rei da Assíria. Um dos títulos do imperador persa; ocorre aqui para destacar como Deus mudou aquele antigo império, que tinha sido o causador da destruição de Israel, de de Judá (sob os caldeus) e que agora veio a pertencer aos reis da Pérsia (Bíblia Shedd).



ESDRAS 6 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Maria Eduarda
23 de agosto de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

ESDRAS 6 – A maior satisfação humana está em realizar os projetos divinos. A sensação é incomparável, mesmo tendo enfrentado ferrenhas oposições infundadas.

Derek Kidner sintetiza o capítulo em questão nos seguintes tópicos:

• O decreto de Ciro redescoberto (vs. 1-5);
• Dario autoriza a obra (vs. 6-12);
• Conclusão (vs. 13-15);
• O templo é dedicado (vs. 16-18);
• Uma páscoa prazerosa (vs. 19-22).

Nós, seres humanos, somos extremamente limitados para as grandes obras de Deus a serem feitas neste mundo dominado pela oposição ao bem. O templo foi concluído em 12 de março 515 a.C., quando o decreto de Ciro autorizando sua reconstrução foi em 538/537 a.C.

Os que investem tempo, talento e tesouro nas coisas de Deus em benefício espiritual dos pecadores e no avanço do reino de Deus no mundo, são as pessoas mais felizes e produtivas.

• Adam Clark investiu 40 anos de sua vida para realizar um comentário de toda a Bíblia;
• Noah Webster investiu 36 anos para elaborar um dicionário, cruzando o oceano duas vezes em busca de material visando oferecer dados mais corretos;
• John Milton interrompia seu sono diariamente às 4 h da madrugada para compor e reescrever poemas que se tornaram parte da melhor literatura do mundo.
• Edward Gibbon dedicou 26 anos escrevendo “O declínio e queda do Império Romano”, o qual é um monumento para a pesquisa histórica.
• William C. Bryant reescreveu 100 vezes uma de suas obras primas visando alcançar beleza poética e perfeição de expressão.

Fazer coisas incríveis que marcam a história exige muito daqueles que se dedicam a fazer bem feito o que sonham para a humanidade. Contudo, o prazer de colocar toda a força, habilidade, tempo e recursos numa obra, não tem preço que pague e não se compara a mais nada.

As dificuldades existentes na elaboração de algo, servem para aprimorar o sonho e a convicção para agir com mais dedicação o que precisa ser feito. Foi assim que os judeus terminaram a reconstrução do templo e assim muitos concluem grandes feitos.

Quando o povo busca a Deus para fazer Sua vontade e Deus Se inclina para ajudar Seu povo, nada e nem ninguém conseguirá impedir a satisfação de concluir uma obra divina no mundo.

Anima-te! Arregace as mangas, faça alguma coisa importante e útil!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ESDRAS 6 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
23 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Não interrompais a obra desta Casa de Deus, para que o governador dos judeus e os seus anciãos reedifiquem a Casa de Deus no seu lugar” (v. 7).

Deus sempre suscita a verdade e faz prevalecer a justiça a Seu tempo. Tatenai e os que o acompanhavam no objetivo de interromper a obra da Casa de Deus enviaram uma carta ao rei Dario, cujo conteúdo demonstrava preocupação com relação aos judeus estarem reconstruindo Jerusalém. E pediram provas documentais para comprovar a veracidade da autorização dada pelo rei Ciro. Para surpresa deles, estas provas realmente existiam, e não só autorizavam a reconstrução como confirmavam a responsabilidade do rei e dos demais em patrocinar aquela obra por completo. E acabou por aí, foi? De jeito nenhum. Dario foi além e ainda ordenou que Tatenai e seus companheiros pagassem as despesas relativas à obra, fornecessem tudo o que fosse necessário para os sacrifícios ao SENHOR, “segundo a determinação dos sacerdotes” (v. 9), e ainda ameaçou todo aquele que se opusesse a tudo isto que ele impôs no decreto real (v. 11 e 12). Ou seja, ao invés de verem a obra interrompida, tiveram que colaborar para que ela fosse logo concluída. Então, “os anciãos dos judeus iam edificando e prosperando em virtude do que profetizaram os profetas Ageu e Zacarias” (v. 14). Lembram da promessa do SENHOR? “Crede no SENHOR, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos Seus profetas e prosperareis” (II Crônicas 20:20). Os anciãos do povo acreditaram nas palavras dos profetas. E qual foi o resultado? “… iam edificando e prosperando“. O que Deus promete, Ele cumpre com fidelidade e precisão. Desafios e obstáculos no caminho existem, mas não devemos encará-los como fracassos, e sim meios de nos impulsionar para maiores vitórias. 

O povo confiou em Deus, prosseguiu em fazer a obra, e o resultado foi celebração e alegria (v. 16). Eles escolheram separar-se “da imundícia dos gentios da terra, para buscarem o SENHOR, Deus de Israel” (v. 21). Houve mudança de vida. Houve transformação. Não foi apenas uma reedificação do templo, mas do coração. Eles prosperaram porque deram ouvidos às palavras dos mensageiros do SENHOR. E se vocês lerem os livros de Ageu e de Zacarias perceberão que não se trata unicamente de uma exortação à reconstrução do templo, mas, principalmente, exortações quanto à desobediência do antigo Israel e um chamado para uma vida em fidelidade para com Deus. Se assim eles fizessem, ainda que viessem as provações não seriam para fazê-los desistir, mas para purificá-los por completo (v. 20). Deus está disposto a nos alegrar e a fortalecer as nossas mãos (v. 22), “isto sucederá se diligentemente ouvirdes a voz do SENHOR, vosso Deus” (Zacarias 6:15). Deus nos clama, por Sua Palavra, para que ouçamos a Sua voz. Porém, se não queremos ouvi-Lo, como esperar que Ele ouça o nosso clamor? (Vide Zacarias 7:13). Precisamos estar com os ouvidos bem atentos à voz de Deus, e então, ainda que tenhamos que enfrentar o fogo das provações, ele não nos queimará, mas nos purificará: “Farei passar a terceira parte pelo fogo, e a purificarei como se purifica a prata, e a provarei como se prova o ouro; ela invocará o Meu nome, e Eu a ouvirei; direi: é Meu povo, e ela dirá: O SENHOR é meu Deus” (Zacarias 13:9). E sabem o que é mais lindo? No livro do profeta Ageu encontramos as seguintes palavras da boca de Deus: “Minha é a prata e Meu é o ouro, diz o SENHOR dos Exércitos” (Ageu 2:8). Fazendo uma analogia, e creio que não sem propósito, somos o ouro e a prata que o SENHOR deseja ter em Seus depósitos celestes. Somos o maior tesouro que existe aos olhos do nosso Pai!

Portanto, amados, se estamos com Deus, não há o que temer. Ainda que como Sadraque, Mesaque e Abede-Nego sejamos lançados na fornalha ardente das provações, assim como o próprio Jesus esteve com eles e nenhum fio de cabelo deles foi danificado, e nem cheiro de fumaça neles se achou (Vide Daniel 3), o mesmo Deus promete estar conosco, se fielmente realizarmos a obra que Ele nos confiou: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações… E eis que estou convosco TODOS OS DIAS até a consumação do século” (Mateus 28:19,20).

Bom dia, ouro e prata do SENHOR!

Desafio do dia: fale do amor de Deus para alguém. Quanto mais compartilhamos, mais descobrimos que este é o único meio para que a nossa fonte não seque.

*Leiam #Esdras6

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: