Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 22 by jquimelli
3 de agosto de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

No meio dos terríveis resultados da apostasia da família de Acabe encontramos a chave para o avivamento. O avivamento coletivo começa com o avivamento pessoal. E o avivamento pessoal começa em esconder-se: “E ele estava com eles, escondido na casa de Deus, seis anos, e Atalia reinava sobre a terra” 2Cr 22:12). É uma poderosa lição! Enquanto a apostasia reinava, destruía e aparentemente vencia, Joás se escondia na casa de Deus. Assim como Elias se escondeu em Querite (1Rs 17:03) e os discípulos permaneceram no cenáculo (At 1:3), Joás se escondeu na casa de Deus. Ele se escondeu na presença de Deus.

É somente quando nos retiramos e nos ocultamos na presença de Deus que desenvolvemos os elementos necessários para sermos agentes de reavivamento e reforma. É somente quando a Sua Palavra está escondida em nosso coração (Sl 119:11) que podemos quebrar o mal que tenta nos esconder da face de Deus (Ap 6:16).

Tem você o desejo de ser um agente de reavivamento e reforma da igreja de Deus, mas não tem certeza se Deus pode te usar? Creia, Ele pode! Oculte-se nEle e veja o que acontece.

Israel Ramos
Cofundador Geração Juventude para Cristo

 

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/2ch/22 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra/
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/2ch/22
Publicação anterior: https://reavivadosporsuapalavra.org/2013/05/10/
Tradução Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Jobson Santos/Cindy Tutsch
Texto bíblico: II Crônicas 22
Comentário em áudio Pr Valdeci
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas:
http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/sop/pp/41-42 e https://credeemseusprofetas.org/



II CRÔNICAS 22 – Comentários selecionados by jquimelli
3 de agosto de 2016, 0:50
Filed under: Sem categoria

1-12 Este pequeno capítulo relata o reinado de Acazias. Condensa uma história muito mais longa, encontrada em 2Rs 8-11 e provê mais alguma informação nova. Andrews Study Bible.

Acazias. Reinou em 841 a.C. Este único sobrevivente foi preservado pela providência de Deus, para que não houvesse interrupção na dinastia de Davi. Bíblia Shedd.

mataram todos os outros filhos dele. Aparentemente os príncipes reais estavam em algum acampamento forada capital quando foram cercados por uma tropa de saqueadores arábios, e então foram capturados e mortos. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 3, p. 283.

Ressalta o castigo divino: Jeorão, que assassinou todos os seus irmãos, teve de ver a morte dos próprios filhos (21.4, 13, 16, 17). Bíblia de Estudo NVI Vida.

filha de Onri … Atalia. Na verdade, neta de Onri, uma vez que Atalia era filha de Acabe (2Cr 21:6), que era filho de Onri. CBASD, vol. 3, p. 283.

A influência de uma mãe pagã arruinara quaisquer boas intenções que Acazias pudesse alimentar, sendo persuadido por ela a escolher o caminho errado, o que o arrastara à iniquidade e à perdição eterna. Bíblia Shedd.

4 Os da casa de Acabe […] eram seus conselheiros. Contatos dos reis de Judá como reis do norte usualmente traziam desastres. Andrews Study Bible.

Embora seja sábio buscar aconselhamento, devemos também pesar cuidadosamente o conselho que recebemos. Acazias tinha conselheiros, mas eles eram perversos e o levaram à ruína (22:5). Quando você procurar conselhos, escute cuidadosamente e, pela Palavra de Deus, “ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom” (1Ts 5.21 NVI). Life Application Study Bible Kingsway NIV.

foi com Jorão. Assim como Josafá fora à guerra com o pai de Jorão, Acabe (2Cr 18), Acazias se uniu a ele em sua expedição contra os siros. Não se pode esperar que advenha algum bem da associação com pessoas más. CBASD, vol. 3, p. 284.

 Ramote-Gileade. Localizada na região da Transjordânia fronteiriça entre Israel e a Síria. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Foi da vontade de Deus. O autor está mostrando o completo controle de Deus da história. Andrews Study Bible.

Jeú. É a única pessoa na história bíblica que num só dia matou o rei de Israel e o de Judá. Bíblia Shedd.

juízo. Jeú estava executando uma comissão divina (2Rs 9:7-9). Deus opera de várias formas para punir o pecado. Se as pessoas pudessem executar suas obras ímpias com impunidade, ficariam cada vez mais ousadas em pecar. O propósito da penalidade civil é restringir o transgressor. …Os governos das nações que hoje impõem as penas civis o fazem com autorização do Céu. … O fato de que partiu do Céu a comissão para que Jeú punisse os ímpios crimes de Acabe e de sua casa não significa que o Céu sancionou todos os detalhes do procedimento pelo qual Jeú executou a ordem. Da mesma forma, quando Deus remove Sua mão repressora e permite que o pecado puna o pecado, não se deve concluir disso que Ele instigue os atos ímpios que são cometidos [PP, 324-326; 739]. CBASD, vol. 3, p. 284.

9 A memória da fidelidade do bom rei Josafá não se apagara. Bíblia Shedd.

10 Atalia. Seu reino representa a única quebra no governo contínuo da dinastia de Davi. Andrews Study Bible.

Sua tentativa de eliminar a família real repetiu a ação do seu marido Jeorão (21.4). Ameaçou a continuidade da dinastia davídica e, se tivesse conseguido, Judá poderia ter sido reivindicado pela dinastia de Onri no norte, visto que Atalia provinha daquela dinastia e não tinha filho e herdeiro vivente. Bíblia de Estudo NVI Vida.

11 Jeosabeate, filha do rei. Isto é, filha de Jorão. CBASD, vol. 3, p. 285.

mulher do sacerdote Joiada. Esta informação não se encontra em Reis. O fato de Jeosabeate ser esposa de Joiada, o sacerdote, ajuda a explicar sua lealdade à descendência e também mostra como ela estava em posição de esconder o príncipe infante por tanto tempo. CBASD, vol. 3, p. 285.



II CRÔNICAS 22 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
3 de agosto de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

II CRÔNICAS 22 – A história pode ser vivida por pecadores, mas o Deus santo e eterno tem as rédeas do tempo e dos eventos.

• Acazias, único filho remanescente da descendência de Davi, foi feito rei em Jerusalém em lugar de seu pai Jeorão; ele recebeu fortes influências malignas, vindo, por isso, sofrer horrendas consequências (vs. 1-5).
• Jeú, fazendo justiça contra a injustiça titânica que acometia ao povo do Deus santo/justo, matou a Acazias, quando este fugia e refugiava-se em Samaria (vs. 7-9).
• Então, Atalia, vendo que Acazias, o último candidato a rei em Judá, descendente de Davi, estava morto, assumiu ela própria o trono do povo de Deus (vs. 10-12).

A dinastia de Davi parecia ter chegado ao fim. O bem parecia ter sido sufocado e suplantado pelo mal. Infelizmente! Satanás parecia ter prevalecido sobre Deus. A esperança no Messias corria sério risco de ser varrida do mundo.

O mesmo parece acontecer nos dias atuais:

O bem perde forças na refrega contra o mal. O ateísmo parece prevalecer sobre o cristianismo. A religião mostra-se deturpada, adulterada e arruinada pelas diversas influências dos poderes malignos. O desespero parece dominar o coração daqueles que perseveravam na fé… o fim parece ter chegado!

Contudo, você deve parar e refletir… Atenção: Observe com mais cuidado o capítulo em questão; antes, porém, saiba que o povo de Deus havia retornado do exílio babilônico e precisava da informação que Deus continuava no controle.

Deus não está indiferente quando tudo parece deprimente (v. 7). Ele prossegue conduzindo a história quando o mal parece predominante. O reinado de Atalia “representou a única ruptura no domínio contínuo da dinastia de Davi” (Bíblia Andrews); todavia, Deus não perdeu o controle.

A história não ficou sem rumo:

• Um bebê, descendente de Davi, foi preservado miraculosamente;
• Jeosabeate e Joiada foram instrumentos de Deus;
• Joás foi influenciado por um sacerdote piedoso, levando-o a promover a causa divina diante das investidas do mal.

Hoje, quando a igreja está corrompendo-se com o mundo, Deus tem homens, mulheres e crianças com os quais pode contar, ainda que em números insignificantes. Desta forma, as pessoas do mal podem “pintar e bordar”, mas nunca usurparão o controle de Deus.

Reavivemo-nos! Deus lida com os réprobos com rédeas curtas! Acredite: Deus vencerá!

Confie! – Heber Toth Armí.



II CRÔNICAS 22 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
3 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: adoração, amor, paternidade

“Fez o que era mau perante o SENHOR, como os da casa de Acabe… para a sua perdição” (v. 4).

Sobre o contraste entre o justo e o perverso, Salomão escreveu: “O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe” (Provérbios 10:1). Mas o que dizer de Acazias? Foi “o filho mais moço” (v. 1) de Jeorão, e único a escapar da morte dentre seus irmãos. E seu braço direito de governo foi sua mãe. Isto seria uma bênção, se sua mãe não fosse adoradora de Baal: “porque sua mãe era quem o aconselhava a proceder iniquamente” (v. 3). Filha de Acabe com Jezabel, Atalia trouxe para Judá todos os costumes pagãos instituídos por seus pais em Israel. Não temia ao SENHOR, era cruel e sua perversidade influenciou tanto o reinado de seu marido Jeorão, quanto o reinado de seu filho Acazias. E Acazias tornou-se um rei tão mal quanto seu pai porque também se deixou instigar pelas maldades de sua mãe. Isto nos traz um questionamento interessante, e, ao mesmo tempo, um tanto polêmico:

Qual deve ser o limite de obediência de um filho para com os pais?

Quando observamos o texto base de hoje, no versículo quatro, podemos perceber uma resposta indireta a esta indagação: a conjugação do verbo fazer está na terceira pessoa do singular: ele “fez”. Ele quem? Acazias. E o final do verso relata o resultado de sua ação: “a SUA perdição”. Isto é, o que ele mesmo FEZ foi a causa de SUA própria desgraça.

Ao escrever com o próprio dedo o quinto mandamento do Decálogo, Deus não disse: Façam tudo o que seus pais lhes mandarem fazer. E sim: “Honra teu pai e tua mãe” (Êxodo 20:12). Honrar alguém denota um profundo sentimento de respeito e consideração, levando em conta os aspectos socialmente aceitáveis e virtuosos. O que nos leva à conclusão de que honra não tem a ver com subserviência. Honrar não é se rebaixar a ponto de fazer coisas que possam denegrir a sua imagem ou macular o seu caráter.

Sabemos que os pais são (ou pelo menos deveriam ser) as pessoas que mais querem bem a seus filhos. No entanto, desde os primórdios percebemos que existem casos em que a influência dos pais torna-se mais um atentado do que um benefício. Este foi o caso de Acazias. Sua mãe lhe foi uma pedra de tropeço, mas ele já tinha idade suficiente para escolher entre o certo e o errado (v. 2). Recebeu a forte influência materna, mas também pôde ver os resultados terríveis causados pelo afastamento do SENHOR. A Bíblia não diz que Atalia fez o que era mau e seu filho recebeu a sua culpa, mas ele escolheu fazer e isso para a sua própria perdição. Porque está escrito: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai, a iniquidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este” (Ezequiel 18:20).

Atalia teve uma grande participação na degradação do caráter de seu filho? Sim, e como teve. Mas a escolha em permanecer no erro foi dele e as consequências de seus erros recaíram sobre ele tão-somente. Tanto, que veremos do capítulo seguinte em diante o cuidado de Deus para com o filho de Acazias.

Meus queridos, o amor materno que não percebemos em Atalia, podemos perceber na atitude de Jeosabeate (ou Jeoseba), que ocultou Joás, correndo risco de morte, e cuidou dele como se fosse sua própria mãe. Aqui também podemos perceber claramente que há sim diferença entre o justo e o perverso. E não é a toa que Salomão escreveu sobre isto em mais da metade do livro de Provérbios. Eis aí uma história baseada em fatos reais:

Atalia: idólatra, assassina, orgulhosa, perversa, invejosa e ambiciosa.

Jeoseba: serva do SENHOR, corajosa, temente a Deus, bondosa, amável e altruísta.

Atenção senhoras mães (e aqui eu também me incluo): Nossos filhos um dia irão crescer e se tornar adultos (e pode até ser que os seus já sejam). É certo que eles irão tomar as próprias decisões e seguir seu próprio caminho. Mas qual tem sido a sua e a minha influência neste sentido? Eles responderão por si mesmos, mas nós teremos que responder não somente por nós, mas por eles também, pois eles são “herança do SENHOR” (Salmo 127:3). Iremos comparecer perante o SENHOR do Universo como Atalias, ou como Jeosebas?

Oxalá que esta seja a nossa história real: “Todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e será grande a paz de teus filhos” (Isaías 54:13). Oremos por nossos filhos, mas também sejamos praticantes da Palavra. Não há influência maior do que o exemplo.

Bom dia, justos do SENHOR e Jeosebas atuais!

*Leiam #2Crônicas22

Rosana Garcia Barros




%d blogueiros gostam disto: