Reavivados por Sua Palavra


SALMO 26 by Jeferson Quimelli
28 de fevereiro de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/26

Entrar em uma catedral mexe muito comigo. Alguns anos atrás, em uma viagem missionária a Cuba, nossa equipe evangelística teve a chance de visitar uma das muitas catedrais que pontilham a ilha. Quando entramos, senti minha insignificância ao olhar para os tetos altos e abobadados, decorados com ícones de heróis da Bíblia.

Nosso grupo se reuniu na frente e começou a cantar uma música simples, “Sou Feliz com Jesus”, em espanhol. As palavras encheram o espaço, e passantes pararam para olhar e ouvir (não tenho certeza se por cantarmos muito bem ou muito mal. Provavelmente devido à última opção). Harmonias e palavras para a glória de Deus encheram o santuário silencioso. Quando as últimas notas deixaram de ecoar, senti a presença de Deus junto a nós.

No Salmo 26, Davi, o salmista, descreve uma experiência semelhante. Ele entra no santuário fazendo a seguinte declaração: “Eu amo, Senhor, o lugar da tua habitação, onde a tua glória habita”, e torna-se cônscio de sua indignidade. Ele fica ali reflexivo, abraçando a presença de Deus, erguendo louvores e ações de graças. Naquele momento, Deus o conforta e ele declara: “livra-me e tem misericórdia de mim. Os meus pés estão firmes na retidão; na grande assembléia bendirei o Senhor”.

Quando você for tentado a se sentir indigno, busque a presença do Senhor. Invoque-o com ações de graças e louvores. Ele estará com você.

Michael Gibson
Pastor jovem da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Keene, Texas EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=750
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 26 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda



SALMO 26 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
28 de fevereiro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 26 – Andar em integridade não significa impecabilidade. Ser íntegro para com Deus não é estar sem pecado. Mas, o resultado de andar em Sua presença (Gênesis 17:1).

• O Salmo 25, nos versos 11 e 18, Davi pede perdão a Deus por seus pecados, e, no verso 21 considera-se íntegro.

Tamim (hebraico) significa “integridade”, “retidão” ou “com coração não-dividido”. Significa ser fiel e sincero para com Deus. Significa ser justo, pois Deus justifica àqueles que O buscam. Buscar a Deus significa virar as costas ao pecado. Implica rejeitá-lo, odiá-lo, desprezá-lo por amor a Deus.

Enquanto estivermos neste mundo de pecado, com natureza pecaminosa, carecemos desta súplica da oração ensinada por Jesus: “Pai Nosso que está nos Céus… perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos…” (Mateus 6:12).

• Contudo, ao entrarmos em intimidade com a santidade de Deus (que justifica-nos da pecaminosidade), também poderemos orar o Salmo 26 com Davi.

O contexto do salmo nos ajuda a compreender a razão de sua composição. “O Salmo 26 pode ter sido extraído de Davi por causa da acusação insuportável para um justo: ‘Tu és um ímpio!’ Nesta situação, Davi precisou alegar ou recorrer a sua justiça ou a seu ser-um-justo, para que a justiça de Deus despontasse para a luz” (Frans Van Deursen).

Existe imensa diferença entre o ímpio e o justo: O ímpio é ávido por injustiça e pecados e, o justo é ávido por Deus e Sua justiça. O ímpio é pecador porque está longe do Salvador; o justo é íntegro porque foi perdoado e liberto de seus pecados por escolher a companhia do Salvador.

1. Quem se compromete com Deus confia em Sua bondade sem vacilar, a tal ponto de sugerir que Deus lhe faça justiça, lhe examine e prove, lhe sonde o coração e, inclusive os pensamentos (vs. 1-3);
2. Quem foge dos pecados para Deus torna-se intolerante ao pecado em grau máximo; por isso, não se assenta com pessoas fraudulentas nem se alia aos hipócritas, odeia a companhia dos malvados e não negocia com trapaceiros (vs. 5-7);
3. Quem ama a Deus deseja estar em Sua casa, O louva e O adora com a vida, e ora para que nada interfira no prazer dessa intimidade (vs. 8-12).

Busquemos esta experiência! Precisamos reavivar-nos! – Heber Toth Armí.



SALMO 26 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
28 de fevereiro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Quanto a mim, porém, ando na minha integridade; livra-me e tem compaixão de mim” (v.11).

Ao contrário do Salmo anterior em que Davi fazia confissão de seus pecados e sentia-se extremamente angustiado, no Salmo de hoje ele revelou convicção em declarar-se íntegro (v.1) e inocente (v.6) perante o Senhor. Intitulado como “Apelo do justo”, o Salmo 26 não deixa de ser um apelo. Apelar significa suplicar, pedir ajuda para solucionar algum problema. O problema aparente do salmista era que ele não fosse confundido com os ímpios; que a justiça de Deus fosse manifesta em sua vida.

Quando estudamos a vida de Davi e alguns de seus Salmos percebemos o Seu amor pela Casa de Deus (v.8). Ele não amava as estruturas físicas da Casa do Senhor, até porque, em sua época, o templo ainda não havia sido construído. Davi amava estar onde estivesse a glória de Deus (v.8). Ele cuidou de desassociar os lugares onde houvesse ajuntamento de “homens falsos” (v.4) ou de homens ímpios (v.5), com o lugar onde Deus habita. Davi queria estar onde Deus está.

Fomos criados para a glória de Deus (Is.43:7) e somos chamados de templo do Espírito Santo (1Co.6:19). Isso não tem tudo a ver com o apelo do salmista? Nós somos a casa em que o Deus do Universo deseja habitar. Vocês fazem noção do que isso significa? Não podemos nos afastar do mundo, pois estamos no mundo, mas podemos nos abster, pela graça de Deus, do mal que dele emana. Por isso que Cristo orou por nós assim: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal”… E prosseguiu dizendo: “Eles não são do mundo, como também Eu não sou” (Jo.17:15-16).

Percebem, amados? Eis qual deve ser o nosso apelo diário: Que não sejamos confundidos com o mundo. Porque, como o nosso Senhor Jesus Cristo, não somos deste mundo! Ainda não chegamos em casa, amados! Mas, até lá, precisamos buscar viver aqui o que em breve viveremos no Reino de Deus. A única coisa que levaremos da terra para o Céu será o nosso caráter. Portanto, seja esta a nossa súplica diária: “Examina-me, Senhor, e prova-me; sonda-me o coração e os pensamentos” (v.2), “vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno” (Sl.139:24). Vigiemos e oremos!

Bom dia, templos do Espírito Santo!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo26 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 26 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
28 de fevereiro de 2020, 0:10
Filed under: Sem categoria




%d blogueiros gostam disto: