Reavivados por Sua Palavra


SALMO 2 by jquimelli
4 de fevereiro de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/2

As nações rebeldes da terra se reúnem para colocar fim ao reinado do Filho Ungido de Deus (v. 1-3). Porém seus esforços são em vão (v. 4-6). Deus, o Soberano do Universo, “não pode deixar de rir” de suas frágeis tentativas. Ele estabeleceu seu Filho, Jesus, como o Messias, o Rei de Sião, e ninguém poderá derrotá-Lo.

Jesus, em resposta ao decreto de Seu Pai, reafirma Seu relacionamento com Ele e Sua autoridade sobre toda a terra (v. 7-9). O Pai Lhe assegura: “Te darei as nações como herança e os confins da terra como Tua propriedade” (v. 8, NVI).

O salmista termina o salmo, aconselhando povos e governantes a se submeterem ao Senhor (v.10-12). Aos que assim procederem, em serviço reverente e de prazer, é prometido alcançar o supremo propósito de suas vidas.

A quem você está servindo hoje? Está você seguindo suas próprias inclinações, e nesse sentido, lutando contra Cristo? Ou é Jesus o Supremo Governante da sua vida? Refugie-se nEle, hoje, e seja abençoado.

Jackie O Smith
Diretora Assistente do Departamento de Escola Sabatina e Ministério Pessoal
Conferência Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=726
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 2 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda



SALMO 2 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
4 de fevereiro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 2 – Este Salmo é abrangente. Tem verdades reveladas que devem inspirar-nos a meditar em cada uma de suas informações. Embora contenha nítidas aplicações históricas, cristológicas e escatológicas, também é sumamente importante refletir em aplicações relevantes a nossa salvação (soteriológicas!).

• Muitas pessoas, inclusive líderes políticos e religiosos, durante a história não quiseram que a vontade de Deus fosse feita aqui na Terra como é feita no Céu; antes do advento de Cristo, um ecumenismo se formará objetivando impedir a conclusão dos Seus planos para Seus servos.

• A organização, estratégias e forças reunidas sempre se revelaram inúteis contra Deus e Seu ungido, o Messias, como também serão inúteis nos últimos dias; Deus sempre lidou com oposições, em Seu nascimento Jesus correu seríssimos riscos de morte, contudo, nada impediu o cumprimento dos propósitos divinos, nem impedirá!

• As ameaças, terríveis insolências espirituais e arrogâncias dos poderosos do mundo nunca afetaram a atuação de Deus neste mundo nem irão alterar a execução de Seus planos no Universo.

• Para implantar um reino harmonioso e pacífico, sem contendas e conflitos, Deus confere a Cristo poder para lidar com toda insubordinação e rebelião existente no Universo.

• Visando nossa libertação e salvação, antes do grande dia do juízo contra os pecadores insolentes, perversos irreverentes e opositores rebeldes, o Espírito Santo emitirá apelos evangelísticos convidando escravos do pecado a servirem Àquele que quebrou as algemas do mal.

• Há sabedoria no atender ao apelo do Espírito Santo; por outro lado, é loucura declarada rebelar-se contra a única solução disponível ao culpado e condenado pecador.

Este Salmo é messiânico. “Como o primeiro dos salmos messiânicos, o Salmo 2 têm três aplicações principais: à situação terrena enfrentada por Israel e as nações circunvizinhas; às circunstâncias enfrentadas por Cristo durante Sua missão terrestre; e às nações no fim do tempo, ao enfrentarem o clímax da História” – informa-nos G. Arthur Keough.

Conquanto, permeando cada época/situação específica, fica claro que, por mais elaborados que sejam os planos humanos, nenhum deles poderá modificar os propósitos divinos. Jó reconheceu isso para Deus: “Estou convencido: Tu podes fazer tudo, qualquer coisa! Nada, nem ninguém pode frustrar Teus planos” (Jó 42:2). Você reconhece?

Enfim, nada é mais sensato que submeter-se a Deus sem duvidar que com Ele temos segurança, certeza e vitória! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



SALMO 2 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
4 de fevereiro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Proclamarei o decreto do Senhor: Ele me disse: Tu és Meu Filho, Eu, hoje, Te gerei” (v.7).

O livro de Salmos não se trata apenas de um livro poético, mas também profético. O “Salmo segundo” (At.13:33) se refere ao reinado de Cristo, dando enfoque tanto em Sua primeira vinda, quando foi gerado pelo Espírito Santo (v.7; Leia Mt.1:18), quanto em Sua segunda vinda, quando virá com poder e grande glória para exercer o Seu juízo (v.9; Leia Ap.19:15).

Veremos muitas profecias messiânicas nos Salmos, e o fato de uma delas estar logo no começo já indica a importância da vinda do Senhor e de Seu segundo advento. Interessante é lembrarmos que os Salmos eram as canções de Israel e que, portanto, isto fazia deles conhecedores das profecias sobre o Messias. A música tem o poder de gravar em nossa mente coisas que de outra forma não aprenderíamos. E, ainda assim, eles entoaram palavras que eles mesmos praticaram: “Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o Senhor e contra o Seu Ungido” (v.2).

Os filhos de Israel, unidos aos governantes locais e gentios, levantaram-se contra o Ungido de Deus e O crucificaram. Foi por isso que Cristo proferiu a seguinte advertência: “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim” (Mt.15:8). Tornaram-se tão cegos em suas tradições que contentavam-se apenas com o exterior. Suas sinagogas eram impecáveis, o templo de Jerusalém era o orgulho da nação, suas tradições eram seguidas à risca, suas vestes suntuosas e impecáveis, seus corações… bem, estes estavam longe de Deus. Negligenciaram “a justiça, a misericórdia e a fé”. Não deram ouvidos à sabedoria do Salvador: “devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” (Mt.23:23). De que valeu, pois, todo o orgulho nacional? Eles rejeitaram o Rei da glória! Mas eles não conheciam as Escrituras? Sim. Contudo, não a gravaram no coração como o Senhor os havia ordenado (Leia Dt.6:4-6).

Se não formos prudentes (v.10), se não servirmos ao Senhor com temor, e não nos alegrarmos nEle com tremor, iremos acabar agindo como o antigo Israel: cheios de conhecimento, mas vazios do amor de Deus. O conhecimento da Bíblia e a aparência exterior não têm valor algum diante de Deus se estes não forem resultado de uma entrega genuína do coração. “Dá-Me, filho Meu, o teu coração” (Pv.23:26), é tudo o que o Senhor nos pede. Se nEle nos refugiarmos (v.12), certamente estaremos atentos à Sua segunda vinda assim como os pastores no campo e os magos do Oriente estavam quando Ele veio pela primeira vez. “Porque dentro em pouco” (v.12), Cristo virá, não mais como um indefeso bebê, mas como “REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES” (Ap.19:16). Importa, hoje, que busquemos o conhecimento que salva: “E a vida eterna é esta:”, disse Jesus, “que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo a Quem enviaste” (Jo.17:3). Vigiemos e oremos!

Bom dia, povo do advento!

Desafio da semana: Continuemos intercedendo por nossos amigos de oração. Esta semana, se possível, visite-os e ore com eles.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo2 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 2 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda



SALMO 2 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jquimelli
4 de fevereiro de 2020, 0:05
Filed under: Sem categoria

585 palavras

O Salmo 2 é um salmo messiânico, ou seja, destaca a supremacia do Ungido, o Mashiah, sobre os poderes que se opõem a Ele.

Este salmo não tem título, mas o Novo Testamento o atribui a Davi (At 4.25). Bíblia de Genebra.

Vários salmos são chamados de messiânicos por causa de suas descrições proféticas de Jesus, o Messias (Cristo) – Sua vida, morte, ressurreição e futuro reino. Davi, o autor deste salmo era um pastor, soldado e rei. Podemos ver que ele era também um profeta (At 2:29, 30) porque este salmo descreve a rebelião das nações e a vinda de Cristo para estabelecer Seu reino eterno. Life Application Study Bible Kingsway.

1-3 Uma descrição do ódio e da rebelião que a humanidade lança contra Deus e contra Seu Filho. “Romper os laços” é rejeitar totalmente a autoridade do Messias, Jesus Cristo, Filho de Deus. Bíblia Shedd.

Por que se enfurecem os gentios…? A palavra “gentio” significa “nações”; era aplicada às nações idólatras vizinhas a Israel. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Diavol 3, p. 713.

Ungido. Do heb mashiah, de que deriva a palavra “Messias”. Significa, literalmente, “Um ungido”. … De acordo com o costume antigo, derramava-se óleo sobre a cabeça dos sacerdotes e reis quando estes eram consagrados ao seu ofício (ver êx 28:41; 1Sm 10:1). CBASD, vol 3, p. 713.

rompamos os laços. Uma metáfora que indica uma atitude de rebelião. Bíblia de Genebra.

Muitos pensam que serão livres se eles se afastarem de Deus. Entretanto, nós todos inevitavelmente servimos alguém ou a algo, seja ele/ela um rei humano, uma organização, ou mesmo aos nossos desejos egoístas. Assim como um peixe não é livre quando sai da água e uma árvore não é livre quando sai do solo, nós não somos livres quando nos afastamos do Senhor. Nós podemos encontrar a única rota segura ao servirmos de todo o coração a Deus, o Criador. Deus pode fazer você livre para que você seja a pessoa que Ele criou para você ser. Life Application Study Bible Kingsway.

Ri-se. Em contraste com a figura tumultuosa das nações, Yahweh é descrito como sentado, calmo e sereno, nos Céus. CBASD, vol 3, p. 713.

Ri-se e zomba são as maneiras de expressar que a onipotência divina nada tem a temer ante as maiores forças que os seres humanos podem criar, inclusive bombas atômicas e foguetes interplanetários. Bíblia Shedd.

o Meu santo monte Sião. Sião, o nome do monte ao sul da cidade de Jerusalém, tornou-se o nome poético da cidade. CBASD, vol 3, p. 714.

Eu, hoje, Te gerei. Não se deve compreender essa declaração como indício de que originalmente o Filho foi gerado. … Quando comenta este texto, o apóstolo inspirado o interpreta como uma profecia da ressurreição de Jesus (At 13:30-33). CBASD, vol 3, p. 714.

10-12 A exortação solene: sede prudentesservialegraivosbeijairefugiam. Cristo deve ser recebido agora como Salvador, para que O sirvamos eternamente como Senhor. Bíblia Shedd.

12 Beijai o Filho. “Beijar o Filho” significa reverenciar ao Messias e se refere ao costume oriental de prestar respeito a pessoas de nível superior. Jackie O. Smith, em http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/psa/2.

Ao invés de “beijai”, algumas versões apresentam “homenageai”. CBASD, vol 3, p. 714.

Bem-aventurados todos. O salmo se encerra com uma bem-aventurança pronunciada sobre todos os que confiam no Rei de Yahweh, Todos os seres humanos, de qualquer idade, clima e nação, pecaram e precisam de um Salvador. Bem-aventurados são os que reconhecem essa necessidade e confiam no Messias. É dever do cristão apelar às pessoas para que se arrependam e se submetam ao governo de Cristo, o Filho Ungido de Deus. CBASD, vol 3, p. 715.




%d blogueiros gostam disto: