Reavivados por Sua Palavra


SALMO 25 by jefersonquimelli
27 de fevereiro de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/25

Davi nos mostra neste Salmo o que significa a verdadeira comunhão com o Senhor ao derramar seu coração, honestamente, abertamente, com frequência e com amor. O que faz de Davi um gigante entre os líderes espirituais é que ele faz investimentos regulares na conta bancária do seu relacionamento com Deus. Quem dera todos nós pudéssemos ser íntimos de Deus como Davi o foi!

Davi demonstra sua humildade no Salmo 25. O que aconteceria se usássemos tal linguagem em nossas preces? Qual seria o resultado se abríssemos nosso coração todas as manhãs perante o Senhor e pedíssemos para Ele esvaziar nosso coração tão cheio de nossas próprias idéias e nos encher com Seus pensamentos divinos de sabedoria? Nossa vida espiritual seria transformada.

Davi não tem medo de compartilhar os altos e baixos da liderança. Mais para o final do Salmo, ele admite que se sente desamparado e sozinho, apesar de estar cercado por seu exército e seus funcionários. Ele clama a Deus reconhecendo que seus problemas aumentaram. Quantos de nós em cargos de liderança, tais como professores, administradores e pais, também nos sentimos solitários, por vezes, quando as coisas ficam difíceis? Muitas vezes, a única pessoa a quem recorrer e com quem falar é o Senhor. Como escreveu Davi, todos nós devemos voltar nossos olhos e esperar pelo nosso Deus.

Vinita Sauder
Diretora
Union College, Nebraska , EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/?id=749
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 25 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
27 de fevereiro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 25 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by jefersonquimelli
27 de fevereiro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 25 – É gratificante estudar a Bíblia e absorver na alma suas impressionantes verdades. Estudá-la facilitará nossa oração, nos dará clareza mental e discernimento espiritual para viver melhor a vida neste mundo deprimente.

O salmo em apreço é fantástico quanto à satisfação que pecadores podem encontrar no Salvador. Observe atentamente cada um de seus ricos pontos:

• Nos primeiros versículos, Davi demonstra na vida real uma súplica para não ser humilhado perante os seus inimigos (vs. 1-3);
• A seguir, fica evidente que, como Davi, devemos saber que precisamos pedir que Deus perdoe nossa culpa horrorosa (vs. 4-7);
• A base de nossa petição por perdão deve sempre ser o caráter gracioso e misericordioso de Deus (vs. 8-10);
• A reiteração revela nosso verdadeiro intuito de livrar-nos de nossos pecados (vs. 11-18);
• No dia do juízo não será envergonhado aqueles que humildemente buscarem verdadeiramente pelo perdão que apaga todo nosso pecado – os quais nos humilham perante aqueles que almejam nossa desgraça (vs. 19-21);
• Ao entendermos isso, como Davi, passaremos a interceder por nossos queridos (v. 22).

William MacDonald observa que para Davi, o homem que teme ao Senhor é quem mais desfruta Deus, além de experimentar:

• Orientação clara, pois o Senhor lhe mostra o caminho a seguir.
• Prosperidade pessoal, pois recebe provisão farta.
• Segurança familiar, pois seus filhos herdarão a terra.
• Comunhão com Deus, pois fará parte do círculo mais íntimo de amigos aos quais o Senhor revela Sua mente e Seus caminhos.

Contudo, Richard O. Lawrence alude: “O pensamento expresso neste salmo é de que aquele que deposita a sua confiança em Deus jamais será exposto ao ridículo, porque Deus jamais falhará”; pois, podemos esperar que Deus nos…

1. …mostre Seu caminho, orientando-nos e ensinando-nos pela Sua verdade (vs. 4-5);
2. …perdoe, libertando-nos do peso do nosso passado, e nos purificando (vs. 6-7).

Desta forma, “quando nos refugiamos no Senhor, e vivemos vidas justas, podemos enfrentar o futuro com confiança. E sem medo de sermos ridicularizados. Que Deus maravilhoso nós temos!”.

• Um crente que ora, medita e assimila a mensagem do evangelho terá intimidade com Deus e experimentará o que nenhum show, danceteria, bebida, cigarro, drogas, viagens pode oferecer.

Consequentemente, quem teme a Deus e prova intensamente os efeitos do perdão, desejará o mesmo a outros pecadores! – Heber Toth Armí.



SALMO 25 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
27 de fevereiro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“A intimidade do Senhor é para os que O temem, aos quais Ele dará a conhecer a Sua aliança” (v.14).

Em uma das orações mais lindas da Bíblia, Davi abriu o seu coração ao Senhor expondo os seus maiores medos. Ainda que fossem muitos os seus inimigos (v.19), ainda que fosse perseguido sem causa (v.3), nada disso o atormentava mais do que as tribulações de seu coração e as suas angústias (v.17). Mais do que segurança, Davi desejava sentir-se perdoado. Era como se tivesse dito assim a Deus:

— Senhor, não te lembres de mim segundo os meus pecados, nem segundo as transgressões que já cometi, mas que a Tua misericórdia e a Tua bondade continuem a me seguir, para que eu possa me arrepender de forma genuína e andar em sinceridade e em retidão (v.21)!

Quando Davi expressou grande preocupação em não ser envergonhado, ele não estava preocupado consigo mesmo, mas que a exultação dos inimigos (v.2) em face de sua iniquidade fosse uma desonra ao nome de Deus (v.11). “O temor do Senhor é a sabedoria” (Jó 28:28). Por isso que o salmista diz que “ao homem que teme ao Senhor, Ele o instruirá no caminho que deve escolher” (v.12). Quem teme a Deus não está livre do pecado que o assedia, mas, certamente, sabe bem por onde deve andar, pois Deus o instrui. Isto não interfere em nosso livre arbítrio, mas constrói uma ponte de ligação com o Céu fazendo com que “a intimidade do Senhor” nos preserve em sinceridade e em retidão e nos guarde de envergonhar o nome santo de Deus por meio da ação do Espírito Santo.

Diante de um turbilhão de coisas ruins que nos cercam diariamente, somente a oração e a firme decisão em confiar no Senhor, em Sua bondade e misericórdia, é que ainda nos dão forças para voltar os nossos olhos para o Alto (v.15) e nos conduzir a guardar a Sua Palavra (v.10). A solidão de Davi (v.16) expressa a sua individualidade diante do que sentia e diante de seus pecados. Ninguém mais poderia sofrer em seu lugar ou sentir o que ele sentia. Ele sabia que somente Deus o compreenderia.

Davi foi um homem sujeito aos mesmos sentimentos que nós, assim como tantos outros “heróis” da Bíblia que tanto admiramos. Uma vida de comunhão com Deus foi o que tornou homens comuns em testemunhos de fé e de coragem. “A intimidade do Senhor é para os que O temem”, ou seja, o relacionamento pessoal com Deus é para os sábios. Quer ter sabedoria? Então jamais considere-se sábio aos seus próprios olhos, e sim busque sabedoria mantendo os olhos fixos em Cristo Jesus todos os dias. Ele é a Fonte inesgotável de todo o saber. Que Jesus seja, de fato e de verdade, o seu melhor Amigo. E Ele lhe guiará por veredas de misericórdia e de verdade, guardando-lhe e livrando-lhe do mal.

“Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1Jo.2:1). Espere em Deus (v.21) todos os dias de sua vida, “teme ao Senhor” (v.12) e até “a sua descendência herdará a terra” (v.13). Vigiemos e oremos!

Bom dia, tementes a Deus!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Salmo25 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 25 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
27 de fevereiro de 2020, 0:10
Filed under: Salmos | Tags:



SALMO 25 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by jefersonquimelli
27 de fevereiro de 2020, 0:05
Filed under: Sem categoria

955 palavras

O Salmo 25 é o segundo dos salmos alfabéticos ou acrósticos [o primeiro é o Salmo 19 em conjunto com o Salmo 10] … É uma oração que compreende alguns aspectos da devoção como súplica, confissão de fé e arrependimento. Assim como outros salmos acrósticos, não mostra desenvolvimento lógico de pensamento. Em vez disso, consiste de uma coleção de expressões devocionais independentes, dispostas em ordem alfabética. O tema principal é que Deus guia e ensina aqueles que têm espírito humilde. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol.3, p. 778.

A Ti. O primeiro versículo indica um teor meditativo (ver Sl 86:4; 143:8). No hebraico, o versículo começa com ‘alef, a primeira letra do alfabeto hebraico. CBASD, vol.3, p. 778.
Não seja eu envergonhado. O salmista confiava em Deus. CBASD, vol.3, p. 778.
Setenta e dois salmos – quase metade do livro – fala sobre inimigos. Inimigos, no caso, são aqueles que se opões não somente a nós, mas também ao modo de viver dado por Deus. Podemos ver tentações – dinheiro, sucesso, prestígio, vaidade – como nossos inimigos. E nosso maior inimigo é Satanás. Davi pediu a Deus para protegê-lo de seus inimigos porque eles se opunham ao que Deus havia estabelecido. Se seus inimigos tivessem sucesso, Davi temia que muitos pensariam que era fútil viver por Deus. Davi não questionava sua própria fé – ele sabia que Deus triunfaria. Mas ele não queria que o sucesso de seus inimigos fosse um obstáculo à fé de outros. Life Application Study Bible Kingsway.
Faze-me … conhecer. Visto que nos falta discernimento espiritual, precisamos que a luz de Deus ilumine nosso caminho. CBASD, vol.3, p. 778.
 Davi expressou seu desejo por orientação. Como podemos receber orientação divina? O primeiro passo é querer ser guiado e compreender que a orientação primária de Deus está em Sua Palavra, a Bíblia. O Salmo 119 fala do conhecimento sem fim encontrado na Palavra de Deus. Ao lê-la e aprender dela constantemente, obteremos a sabedoria para descobrir a orientação de Deus para nossas vidas. Podemos ser tentados a pedir respostas de Deus, mas Davi pedia por orientação. Quando desejoso de buscar a Deus, aprenda de Sua Palavra, e obedeça aos Seus comandos. Então receberá sua orientação específica. Life Application Study Bible Kingsway.
Lembra-Te. A lembrança das bênçãos já recebidas constitui a base para a esperança de Davi por bênçãos futuras.CBASD, vol.3, p. 789.
Dos meus pecados da mocidade. Talvez, ciente da tendência do pai terreno em perdoar os erros da mocidade de seu filho, o salmista pede ao Pai celestial que perdoe as faltas de sua juventude. CBASD, vol.3, p. 778.
segundo as tuas misericórdia, por causa da Tua bondade. Não porque haja alguma bondade humana, mas porque Deus é Bom. O salmo exalta a ilimitada bondade de Deus. Quando chegamos á maturidade e sentimos o peso de nossos pecados, podemos confiar no amor de Deus conforme expresso nestas palavras “misericórdias”, “bondades” (v. 6, 7). O versículo sugere que o salmista escreveu este poema quando já era um ancião.CBASD, vol.3, p. 779.
8-11 Somos bombardeados hoje com apelos incansáveis para seguir várias direções. Propagandas da TV sozinhas colocam dezenas de opções ante nós, em adição a apelos feitos por partidos políticos, cultos, falsas religiões, e dezenas de outros grupos. Numerosas organizações, incluindo organizações cristãs, buscam nos motivar a apoiar sua causa. Adicione a isso as dúzias de decisões que devemos fazer a respeito de nosso emprego, nossa família, nosso dinheiro, nossa sociedade, e ficamos desesperados por alguém que nos mostre o caminho certo. Se você se sente em dúvida entre várias direções, lembre-se que Deus ensina ao humilde o caminho. Life Application Study Bible Kingsway.
Bom e reto. Visto que Deus é bom e justo, Deus repreende, castiga e conduz ao caminho certo, como faz um bom mestre. CBASD, vol.3, p. 779.
Humildes. Aqueles dispostos a aprender. A humildade é o primeiro degrau da escada do crescimento cristão (ver Mt 18:3). CBASD, vol.3, p. 779.
Seu caminho. “Não o meu caminho, mas o Reu, Senhor!” deve ser a oração do humilde seguidor de Deus. CBASD, vol.3, p. 779.
10 Misericórdia e verdade. Sinônimos de compaixão e fidelidade, dois atributos do caráter divino. CBASD, vol.3, p. 779.
11 Por causa do Teu nome. Pela honra do nome de Deus. O salmista para de refletir sobre a bondade de Deus e passa a pensar nos seus pecados. Ele se vê forçado a clamar por perdão, para que a graça e a verdade se manifestem em sua própria vida (ver v. 10). CBASD, vol.3, p. 779.
É grande.Para o salmista seu pecado é tão grande (ver Rm 5:15-21) que apenas um Deus bom pode lhe dar perdão. O amor infinito providenciou um modo para os pecados serem perdoados. CBASD, vol.3, p. 779.
12 Instruirá no caminho. Deus pode fazer grandes coisas para aquele que O serve, como ensinar-lhe o caminho correto, o de Seus mandamentos (ver Sl 119:30, 173; Jo 7:17). CBASD, vol.3, p. 779.
14 Intimidade. Do heb sod, “conversa confidencial”, “um amigo íntimo especial”, “confidente”. CBASD, vol.3, p. 779.
A intimidade do Senhor é para os que O temem. Deus oferece intimidade e amizade duradoura àqueles que o reverenciam, que prestam a Ele a mais alta honra. Que relacionamento pode sequer se comparar com ter o Senhor de toda a criação por amigo? Sua amizade eterna com Deus crescerá ao você respeitá-lo profundamente. Life Application Study Bible Kingsway.
15 Ele me tirará os pés do laço. Ver Sl 9:15; 10:9; 31:4. Deus não nos livra da armadilha se, de forma deliberada, caímos nela, mas Ele promete nos salvar. CBASD, vol.3, p. 780.
21 A sinceridade e a retidão. Pela graça de Deus, ele [o salmista] espera obter as características da perfeição. Antes ele lamentou a grandiosidade de seu pecado. CBASD, vol.3, p. 780.
22 Israel. O povo de Deus. Embora o salmo tenha sido bastante pessoal, o salmista agora amplia sua súplica para incluir todos os filhos de Deus que se encontram em circunstâncias semelhantes. CBASD, vol.3, p. 780.



%d blogueiros gostam disto: