Reavivados por Sua Palavra


COMENTÁRIOS SOBRE DANIEL 5 NO PROJETO REAVIVADOS by Jeferson Quimelli
3 de fevereiro de 2020, 9:54
Filed under: Sem categoria

Você, que está estudando o livro de Daniel neste trimestre, muito poderá se beneficiar dos comentários sobre Daniel 5 em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2017/11/12/.



SALMO 1 by Jeferson Quimelli
3 de fevereiro de 2020, 1:00
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/sl/1

Felizes e dignas de serem admiradas são as pessoas que não seguem o conselho dos ímpios, nem ficam por aí aprendendo com os pecadores, nem sentam no banco dos cínicos, fofocando. Por quê? Porque elas não encontram alegria nessa negatividade. Em vez disso, elas se deleitam com as instruções de Deus e pensam nelas o tempo todo – dia e noite.

Que instruções são essas?

“A Lei”, especificamente os Dez Mandamentos, se encaixa claramente nessa categoria. Todo o Pentateuco, os Livros de Moisés, também são abrangidas por esse termo: “A Lei”. Mas e a Lei do Design do Universo? Os parâmetros e especificações para o mundo natural também podem ser considerados parte da “Lei” de Deus?

Davi escreveu, falou e cantou sobre árvores batendo palmas, colinas dançando e montanhas se regozijando! Sabemos que elas não são entidades conscientes ou racionais… então, como a criação inanimada ri e canta? – ao cumprir o seu propósito no santo paradigma de Deus, existindo em harmonia com todas as obras de Sua mão.

Não seria isso um modelo para a humanidade? Ao meditarmos sobre o que Deus diz, o que Ele faz e como tudo funciona, aprendemos melhor como viver felizes!

Virginia Davidson
Artista (projeta e constrói vitrais)
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Spokane Valley
Washington EUA

Texto mundial: https://www.revivalandreformation.org/?id=725
Tradução: Jobson Santos, Jeferson e Gisele Quimelli



SALMO 1 – COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ by Maria Eduarda
3 de fevereiro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria



SALMO 1 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
3 de fevereiro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 1 – Pensar é um dom dado pelo Criador. Segundo Victor Hugo, “a água que não corre forma um pântano; a mente que não pensa forma um tolo”.

Diz Aristótoles que “o ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete”. Comece a meditar e refletir sobre os Salmos, eles são inspiradores. Assimile cada verso de suas poesias à tua alma, deixe elevar-se e moldar-se por suas sublimes palavras e envolva-se com suas inspiradas mensagens.

O primeiro dos 150 Salmos serve de abertura ao Saltério. Sua mensagem prepara o leitor para os grandes temas que dominam os salmos. Warren W. Wiersbe observa que “o Salmo 1 é um salmo de sabedoria e trata da Palavra de Deus, das bênçãos de Deus sobre aqueles que meditam sobre essa Palavra e lhe obedecem e do julgamento final de Deus sobre os rebeldes”. Em seguida, acrescenta, que, “apesar de esse primeiro salmo retratar dois caminhos, na verdade descreve três pessoas diferentes e como se encontram relacionadas às bênçãos do Senhor”:

1. A pessoa que recebe uma bênção de Deus (vs. 1-2):
• Devemos ser dirigidos pela Palavra;
• Devemos ter prazer na Palavra.
2. A pessoa que é uma bênção (v. 3);
3. A pessoa que precisa de uma bênção (vs. 4-6).

O segredo da vida está em meditar e ter prazer na Lei do Senhor!

Após pesquisar, Maria do Carmo Rabello concluiu que meditar é “ter um encontro diário com Deus, com total privacidade, expondo a Ele as necessidades pessoais, dúvidas e suplicando por mais entendimento, ou seja, fazer uso de nossa inteligência espiritual. É sentir Seu abraço amigo e protetor, ter a sensação de Sua bondosa mão sobre nossa cabeça e ouvir Sua voz falando-nos através da mente. É deliciar-se em Sua presença, sentar-se a Seus pés, sentir a paz e fidelidade que tanto almejamos. É permanecer em Sua presença o tempo que desejamos, da mesma maneira que gostamos de estar com nossos familiares, amigos e irmãos em Cristo”.

Feliz quem não aparece “no Bar do Pecado” nem “frequenta a Escola dos Desbocados”, mas vibra com a Palavra de Deus, medita nas Escrituras dioturnamente, se fortalece espiritualmente e age contrariamente aos perversos…

Tristes, frouxos e amargurados são os que ignoram o que realmente satisfaz o coração humano.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



SALMO 1 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
3 de fevereiro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na Sua lei medita de dia e de noite” (v.2)

Quem já não viu uma Bíblia em alguma casa ou estabelecimento comercial aberta no livro de Salmos? Creio que todos nós já vimos e já tivemos a curiosidade de saber o porquê da escolha deste livro. Na verdade, tal costume tornou-se uma espécie de amuleto. Apesar de ser o livro mais comprado no mundo, a Bíblia tem sido também o menos lido. A partir de hoje, vamos descobrir que o livro de Salmos têm muito mais a nos oferecer do que simplesmente sorte, como imaginam alguns.

Ao contrário do que muitos pensam, os Salmos não foram escritos apenas por Davi, mas há também outros autores, inclusive autores desconhecidos, como no Salmo de hoje. O salmista inicia falando de uma bem-aventurança. Parafraseando: “Verdadeiramente feliz é todo aquele que não dá ouvidos a maus conselhos, que quando percebe que está diante do perverso, se afasta, e que não se demora no meio daqueles que escarnecem do que seja puro e santo” (v.1). Então, o salmista descreve o prazer deste bem-aventurado e sobre o que ele pensa e pondera durante todo o dia: A lei do Senhor é a alegria e o aio dos justos. E, “no devido tempo”, surgem os frutos de justiça “e tudo quanto ele faz será bem sucedido” (v.3).

Mas então, no verso quatro, o salmista também descreve o lado contrário: “Os ímpios não são assim”. O meditar do nosso coração diz muito sobre quem somos e para onde vamos. Sobre o que você tem considerado em teu coração? Qual tem sido o teu meditar? O livro mais lido e admirado na Bíblia inicia deixando bem claro que há sim diferença entre o justo e o ímpio, entre o obediente e o desobediente, entre o “conselho dos ímpios” (v.1) e a “lei do Senhor” (v.2). Esta foi uma das primeiras passagens bíblicas que ensinei meus filhos a recitar e a guardar no coração. Porque se eles entenderem a verdade ali contida, igualmente saberão qual é o caminho em que devem andar: “o caminho dos justos” (v.6).

Amados, percebam que o Salmo chama de ímpio e de perverso todos os que não têm prazer na Palavra do Senhor. Não é preciso cometer atrocidades para ser considerado um perverso diante de Deus, basta ignorar a Sua Lei e fazer pouco caso da Sua Palavra. Forte, não é mesmo? Mas é a verdade. Como está escrito: “Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não O serve” (Ml.3:18). Ou seja, o justo procura andar na “cartilha” de Deus e o ímpio não se sujeita à Sua vontade. Considere, por exemplo, as leis de um país. A desobediência a essas leis implica em sanções previstas na própria legislação. Como aqueles que “aspiram a uma pátria superior, isto é, celestial” (Hb.11:16), que a nossa vida aqui testemunhe que somos cidadãos da pátria superior.

Não foi sem razão que este livro iniciou com uma clara distinção. De que lado você está? O pecado por si só já faz um tremendo estrago nos separando do nosso Criador (Is.59:2). Não permita que esta separação seja eterna (v.5)! Mas que a nossa vida seja uma árvore frondosa que dê muito fruto (Leia Gl.5:22-23), sendo constantemente regada pela sabedoria e poder da Palavra de Deus, e Ele mesmo nos justificará. Vigiemos e oremos!

Bom dia, justos do Senhor!

Rosana Garcia Barros

PrimeiroDeus #Salmo1 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



SALMO 1 – COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA by Maria Eduarda
3 de fevereiro de 2020, 0:10
Filed under: Sem categoria



SALMO 1 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
3 de fevereiro de 2020, 0:05
Filed under: Sem categoria

510 palavras

O Salmo 1 é um dos [salmos] didáticos, ou de sabedoria … Constitui (junto com o Salmo 2) uma introdução a todo o livro dos Salmos, e sobretudo ao livro Um do Saltério. Como tal, tem sido chamado de “Salmo da Soleira”.  … Pelo conteúdo, é apropriado que receba o título: “Os Dois Caminhos”. CBASD – Comentário Bíblico Devocional,  vol 3, p. 710.

1.1-3 A descrição do homem verdadeiramente feliz. Bíblia Shedd.

1.1 A descrição negativa daquilo que não faz. Nota-se o caminho do pecado, sempre piorando: anda, detém-se, assenta-se. Bíblia Shedd.

As três palavras retratam em ordem de intensidade crescente os passos sucessivos da vida do ímpio: (1) anda na direção dos que estão alheios a Deus, conformando-se com os costumes pagãos (ver T4, 597); (2) se detám para associar-se com os rebeldes sob a maldição do pecado e brinca com a tentação; (3) une-se em definitivo ao grupo de pecadores, desconsiderando a luz. CBASD,  vol 3, p. 710.

A expressão “bem-aventurado”, usada nas bem-aventuranças do Sermão do Nonte (Mt 5:3-11), é uma tradução da mesma palavra [gr. Makarios] usada na LXX para traduzir o “bem-aventurado” do Salmo 1. CBASD,  vol 3, p. 710.

Ímpios. Sugere violação premeditada e persistente dos mandamentos de Deus. CBASD,  vol 3, p. 710.

2 A descrição positiva daquilo que é. Seu deleite não está nos prazeres deste mundo, mas na Palavra de Deus. Bíblia Shedd.

O seu prazer. Seu estudo da palavra de Deus é habitual e regular; não é tedioso. CBASD,  vol 3, p. 710.

Lei. Do heb. Torah, significando basicamente “instrução” ou “preceito”; portanto, “mandamento” ou “lei”, no sentido comum da palavra. Em geral, torah se refere à revelação escrita da vontade de Deus. CBASD,  vol 3, p. 711.

Medita. Não há nada melhor para preencher as horas de uma noite sem sono do que meditar na Palavra de Deus (ver Sl 17:3; Sl 42:8; 119:55; etc.). CBASD,  vol 3, p. 711.

3 O resultado deste tipo de vida: a vitalidade, como a de uma árvore; a estabilidade, sendo  firmemente plantado; a produtividade, simbolizada pelo fruto da árvore; a prosperidade, em todos os seus atos. Bíblia Shedd.

plantado. Literalmente, “transplantado”. Descreve uma experiência presente, mas também um termo técnico para um translado/ressurreição à vida imortal do tempo do fim, como em outros lugares nos Salmos e em outras fontes antigas (e.g., Sl 92:13 e literatura ugarítica). Andrews Study Bible.

rios.  Literalmente, “canais de água artificiais”. Deus toma a iniciativa de poprover o ambiente para o ótimo crescimento. Andrews Study Bible.

4-6 A descrição do homem ímpio, que está longe de Deus. Bíblia Shedd.

4 Contrasta-se fortemente com o homem feliz. Os ímpios são todos aqueles que estão fora de Cristo. São como a moinha [palha] que não tem vida nem conteúdo nem valor, e que facilmente é levada pelo vento. Bíblia Shedd.

Em contraste com a árvore, a palha não tem raiz, não tem lugar fixo. Morta, seca e inútil, está à mercê de outros. Os ímpios estão fixados no nada; falta-lhes estabilidade e não podem permanecer. CBASD,  vol 3, p. 711.

5 O resultado da vida do ímpio: a punição eterna (cf Ap 20.11-15). Bíblia Shedd.

6 Existem apenas dois caminhos, com dois destinos diferentes; é nossa atitude  para com Cristo que determina nossa sorte eterna (cf 1 Jo 5.10-12; Jo 3.18). Bíblia Shedd.




%d blogueiros gostam disto: